Buscar

12 abril 2017

Wesley Safadão viaja com a família para gravar DVD em Miami, na Flórida

Wesley Safadão embarcou com a família nesta terça-feira, 11, para Miami, nos Estados Unidos. O local foi escolhido para a gravação do seu mais novo DVD, intitulado “WS in Miami Beach”. Serão três dias de animação na piscina do Eden Roc Resort, localizado na praia da cidade mais populosa da Flórida.
Na quinta-feira, 13, acontecerá a festa da piscina com vários DJs para alegrar o público presente. A banda Eva, no comando de Felipe Pezzoni, se apresenta no dia seguinte. Wesley Safadão fecha a Semana Santa com a gravação do “WS in Miami Beach”, no sábado, 14.
Os fãs brasileiros tiveram que desembolsar cerca de U$ 3.150 (cerca de R$ 9.840) para seguir viagem e participar da superprodução.
O cantor e a família embarcaram com camisetas personalizadas com a frase “Sun&Miami&Beach&Wesley”. Na legenda da postagem feita no Instagram, o artista fez um agradecimento: “Obrigado por tudo Senhor!”.
No repertório do DVD, quatro músicas inéditas foram incluídas. São elas: ‘Ar condicionado no 15’, ‘Decreto liberado’, ‘Quem bate também chora’ e ‘Ressaca de saudade’.

Fonte: O POVO

Wesley Safadão ganha na categoria “Melhor Cantor” do Troféu Imprensa

Wesley Safadão fez um ano de 2016 em alto nível, com um dos cachês mais caros e agenda lotada. Além disso, o cearense lançou várias músicas que caíram no gosto dos brasileiros.  Por isso, jornalistas e comunicadores, que participaram da 59°edição do Troféu Imprensa, escolheram o forrozeiro como melhor cantor do ano passado ao lado do sertanejo Luan Santana.
A premiação aconteceu na noite desse domingo, 9, e foi apresentado pelo dono do SBT, Sílvio Santos. Na ocasião, houve um empate entre Safadão e Luan, dois votos para cada. Já Tiago Iorc, que concorria na categoria, teve apenas um voto.  O forrozeiro e o sertanejo dividem o prêmio. No voto popular,  Wesley ganhou o Troféu Internet.
Em seu perfil oficial no Instagram, o marido de Thyane Dantas agredeceu ao público e aos jurados. “Se Deus quiser ano que vem vou estar junto com vocês para receber a premiação. Muito obrigado pela indicação SBT. Obrigado aos jurados pelos votos e a toda a galera de casa que votou na internet. Bacana demais ganhar esse prêmio junto com você Luan Santana”, escreveu Safadão na rede social.
Troféu Imprensa
Os jurados do Troféu Imprensa 2017 foram: Lígia Mesquita – Folha de São Paulo, Marcelo Bartolomei – Revista Caras e Contigo, Nelson Rubens – TV Fama- Rede TV!, Flávio Ricco – Diário de São Paulo e Portal UOL, Ricardo Feltrin – Portal UOL, Sonia Abrão – Programa A Tarde é Sua – Rede TV, Márcia Piovesan – Revista Tititi, Jorge Brasil – Revista Minha Novela, Hugo Gloss – Jornalista e Blogueiro. Destes, apenas cinco jurados votaram na categoria “Melhor Cantor”.
Agenda
Wesley Safadão se apresentará na Capital Cearense, no próximo dia 29, na Arena Castelão. Além do forrozeiro, o Garota Vip contará com o axé de Ivete Sangalo e o forró de Gabriel Diniz e Wallas Arrais.
Fonte: O POVO

Açude Itapebussu é o oitavo a sangrar no Ceará em 2017

Oito reservatórios cearenses dos 153 monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) estão sangrando. No domingo, 9, com base no portal hidrológico, o açude Itapebussu, em Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foi o último a sangrar. Atualmente, a Região Metropolitana (RMF) tem mais dois açudes sangrando: Cauhipe (Caucaia) e Maranguapinho (Maranguape).
Também atingiram a capacidadade máxima no Estado os mananciais Acaraú Mirim (Massapê), Caldeirões (Saboeiro), Itaúna (Granja), São Pedro Timbaúba (Miraíma) e Valério (Alteneira). O Tijuquinha, em Baturité, chegou a sangrar neste mês, mas secou devido a uma operação de desassoreamento.
A capacidade máxima do Itapebussu é de 6,3hm³. A última sangria do reservatório de Maranguape foi em 31 de julho de 2011. Nesta terça-feira, 11, foram registradas chuvas em 119 postos pluviométricos monitorados pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Destacando-se as seguintes chuvas superiores a 59 mm, acumuladas em 24 horas: 104 mm (posto=Siupe, municipio=São Gonçalo do Amarante); 84,8 mm (posto=Escola Prof Luiza Teodoro, municipio=Pacatuba); 83 mm (posto/municipio=Paraipaba); 61,4 mm (posto/municipio=Ipaumirim); 60 mm (posto=Cagado, municipio=São Gonçalo do Amarante).

Açudes no Ceará

Conforme os dados do site da Cogerh, 42 açudes estão com volume morto, enquanto 18 permanecem secos. Foram registrados aportes nesta terça-feira, 11, em 66 reservatórios, destacando-se os mananciais Acarape do Meio, Angicos, Araras, Arneiroz II, Ayres de Sousa, Banabuiú, Castanhão, Caxitoré, Edson Queiroz, General Sampaio, Jaburu I, Orós, Pedras Brancas e Pentecoste -o que representa 7,66 milhões m³ de água.
Nesta terça-feira, 11, os açudes monitorados pela Cogerh estão com volume de 2,18 bilhões m³, o que representa 11,69% do total do Estado - 18,64 bilhões m³.

Eunício teria recebido R$ 2 milhões em propina, diz inquérito

Resultado de imagem para eunicio oliveiraO senador cearense Eunício Oliveira (PMDB-CE), que preside o Senado Federal, recebeu R$ 2 milhões da empreiteira Odebrechet, de acordo com a delação premiada dos executivos na Operação Lava Jato.
O parlamentar é um dos investigados nos 83 inquéritos abertos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) que apuram irregularidades como corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, além da formação de cartel e fraude a licitações.
As informações foram divulgadas na tarde desta terça-feira, 11, pelo Estadão. Eunício Oliveira e o deputado federal Paulo Henrique Lustosa (PP) são os cearenses que tiveram o nome na relação de inquéritos abertos pelo relator da Operação Lava Jato, o ministro Edson Fachin.
No mesmo inquérito de Eunício Oliveira, são investigados também os senadores Romero Jucá (PMDB-RR) e Renan Calheiros (PMDB-AL), os deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA).
Os parlamentares foram citados pelos delatores da Odebrecht Alexandrino de Salles Ramos de Alencar, Carlos José Fadigas de Souza, Cláudio Melo Filho, Emílio Alves Odebrecht, José de Carvalho Filho e Marcelo Bahia Odebrecht.
Conforme as delações, a empreeiteira pagou R$ 7 milhões aos parlamentares, sendo que R$ 4 milhões seriam destinados a Romero Jucá e Renan Calheiros; R$ 2 milhões a Eunício Oliveira; R$ 1 milhão ao deputado federal Lúcio Vieira Lima e R$ 100 mil ao deputado federal Rodrigo Maia.
Os valores serviriam como propina para aprovar legislação favorável aos interesses da companhia: Medidas Provisórias 470/09 (sobre crédito prêmio de IPI), 472/10 (sobre o Regime Especial para Indústria Petroquímica) e 613/13 (temas do interesse da Companhia, notadamente do REIQ e posterior conversão em lei).
Através de nota, o senador Eunício Oliveira afirmou que "a justiça brasileira tem maturidade e firmeza para apurar e distinguir mentiras e versões alternativas da verdade".

UTIs móveis do Samu terão medicamento trombolítico para vítimas de infarto, no Ceará

Foto: (Prefeitura Itaúna/ Divulgação)A partir de agora, 20 unidades de Suporte Avançado (UTIs Móveis) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) disponibilizarão medicamento trombolítico pré hospitalar para vítimas de infarto agudo do miocárdio. Antes disponível em projeto-piloto em dez UTIs móveis, o trombolítico alcançará 129 municípios contemplados por atividades do Samu.
Nesta terça-feira (11), o governador Camilo Santana participou, na sede do Samu, no Eusébio, da solenidade de implantação do medicamento, inédito em âmbito estadual. Foram treinados 300 profissionais da saúde para realização do procedimento, envolvendo 40 médicos. A expectativa é de que a incorporação do trombolítico reduza em 17% o número de óbitos por infarto.
Ao longo de 2016, muitos dos casos de atendimento do Samu foram em decorrência de problemas cardiovasculares. Segundo a Secretaria da Saúde, no ano passado, os casos de infarto agudo do miocárdio atendidos no Ceará chegaram a 3.949, 7,65% do total de atendimentos do Samu nos 12 meses (51.573).
"Doenças cardiovasculares são as que mais matam no Ceará e que mais exigem internamento hospitalar. Se não houver uma identificação e atendimento mais rápidos, por vezes deixa muitas sequelas nos pacientes. O que buscamos é garantir um trabalho mais rápido e eficiente no socorro, através do Samu, com a aplicação do trombolítico a partir de recomendação médica e prognóstico identificado dentro da própria ambulância. Isso vai salvar mais vidas. E o Ceará traz também este marco de ser o primeiro do País, em nível estadual, a implantar a ação", afirmou o governador.
Infarto
O infarto agudo do miocárdio ocorre quando a artéria que irriga o coração sofre obstrução. O sangue não consegue levar oxigênio para o coração e o músculo cardíaco entra em necrose (morre). O medicamento trombolítico desfaz a obstrução e a circulação no coração volta a acontecer, interrompendo o infarto. O ataque cardíaco é uma ocorrência grave, que está entre as principais causas de morte no Brasil e no mundo. No entanto, quanto mais rápido o atendimento médico, maiores serão as chances de sobrevida.
"Essa é a doença que mais mata no mundo. Ela é ocasionada pelo entupimento de uma das artérias do coração, e é muito importante que essa oclusão seja resolvido o mais rápido possível. Quanto mais tempo demorar entre a obstrução da artéria e a sua desobstrução, maior a mortalidade. A aplicação do medicamento dentro da ambulância evita consequências pelo retardo do trânsito, na locomoção até o hospital, pois já no caminho a obstrução vai sendo desfeita", explica o médico cardiologista do Hospital de Messejana, Alexandre Karbage.

Fonte: G1

Fachin manda investigar 8 ministros, 24 senadores, 39 deputados e 3 governadores

Políticos alvos de inquéritos determinados pelo ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF (Foto: Editoria de Arte / G1)O ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a Procuradoria-Geral da República (PGR) a investigar 8 ministros, 3 governadores, 24 senadores e 39 deputados federais que fazem parte da chamada "lista do Janot".
Entre os alvos dos novos inquéritos, estão os presidentes do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Os inquéritos servirão para apurar se há elementos para a PGR denunciar os investigados por eventuais crimes. Se o Supremo aceitar as eventuais denúncias, os acusados se tornam réus em ações penais.
A revelação das investigações foi feita pelo site do jornal "O Estado de S. Paulo", que, inicialmente, informou que havia 83 inquéritos abertos. Depois da divulgação das informações pelo jornal, o STF informou oficialmente que Fachin determinou a abertura de 76 inquéritos para investigar políticos e autoridades com base nas delações de ex-executivos da Odebrecht.

A LISTA DE FACHIN: veja quem será investigado e o que eles dizem

Segundo o gabinete de Fachin, foram arquivados sete casos envolvendo autoridades, a pedido da PGR, por falta de indícios da ocorrência de crimes. A Procuradoria-Geral da República também pediu ao ministro que enviasse de volta aos investigadores três pedidos de investigação, para nova análise dos relatos. O próprio Fachin remeteu outros oito pedidos à PGR, para nova manifestação do órgão, responsável pela condução das investigações (veja mais abaixo).
O ministro também decidiu enviar para instâncias inferiores da Justiça 201 pedidos de investigação de pessoas citadas sem o chamado “foro privilegiado” (prerrogativa de responder a processo somente no STF). Ainda existem outros 25 pedidos mantidos sob sigilo, por risco de, caso sejam revelados, atrapalhar as investigações.

Ministros de Temer
Dos 28 ministros do governo Michel Temer, oito serão investigados no Supremo Tribunal Federal: Eliseu Padilha (PMDB), da Casa Civil; Moreira Franco (PMDB), da Secretaria-Geral da Presidência; Gilberto Kassab (PSD), da Ciência e Tecnologia; Helder Barbalho (PMDB), da Integração Nacional; Aloysio Nunes (PSDB), das Relações Exteriores; Blairo Maggi (PP), da Agricultura; Bruno Araújo (PSDB), das Cidades; e Marcos Pereira (PRB), da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.
O presidente Michel Temer é citado nos pedidos de abertura de dois inquéritos, mas, em razão da "imunidade temporária" que possui como presidente da República, a PGR não o incluiu na "lista do Janot". Isso porque, no período em que estiver no comando do Palácio do Planalto, Temer não pode ser investigado por crimes que não tenham relação com o exercício do mandato.

Senadores
Aécio Neves (PSDB-MG) e Romero Jucá (PMDB-RR) são os alvos da "lista do Janot" com maior número de inquéritos abertos: cinco cada um. Aécio é presidente nacional do PSDB. Jucá, além de presidir o PMDB, é o líder do governo Temer no Senado. Na sequência aparece o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que é alvo de quatro inquéritos.

Delações da Odebrecht
Os pedidos de investigação apresentados em 14 de março ao Supremo pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, se basearam em depoimentos de delatores da Odebrecht.
O ministro Fachin também autorizou a investigação de um ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) – Vital do Rêgo –, de três governadores – Tião Viana (PT-AC), do Acre; Robinson Faria (PSD), do Rio Grande do Norte; e Renan Filho (PMDB) de Alagoas –, de ex-ministros, de prefeitos, de assessores de parlamentares e de autoridades.
A delação da Odebrecht envolve 12 governadores, mas apenas três aparecem com pedidos de inquérito no STF porque foram mencionados ao lado de outras autoridades que têm foro privilegiado na Corte.
Os outros nove governadores citados são: Beto Richa (PSDB), do Paraná; Fernando Pimentel (PT), de Minas Gerais; Flávio Dino (PC do B), do Maranhão; Geraldo Alckmin (PSDB), de São Paulo; Luiz Fernando Pezão (PMDB), do Rio de Janeiro; Marcelo Miranda (PMDB), de Tocantins; Marconi Perillo (PSDB), de Goiás; Paulo Hartung (PMDB), do Espírito Santo; e Raimundo Colombo (PSD), de Santa Catarina.

A lista
A lista dos investigados é a seguinte:
 (Foto: Editoria de Arte/G1)

Traumatismo craniano é 'provável' causa da morte de Débora Lohany, aponta laudo

Déborah Lohany desapareceu no Bairro Aerolândia, em Fortaleza (Foto: Arquivo Pessoal)O laudo pericial da garota Débora Lohany, achada morta em Fortaleza na sexta-feira (7), apontou traumatismo craniano como "provável causa da morte" da criança, de 4 anos de idade. Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o laudo foi feito nos ossos e nas roupas da criança.
Débora Lohany chegou a ficar desaparecida por mais de uma semana, após ser levada da porta de casa. O suspeito ainda não foi identificado, e a polícia segue as investigações para tentar localizar o autor do assassinato.
A partir de evidências encontradas no corpo da vítima, os peritos concluíram que a morte da criança ocorreu entre 27 a 29 de março. Débora Lohany de Oliveira desapareceu na noite do dia 27 de março, próximo a casa onde morava com a mãe, no Bairro Aerolândia. Já o corpo, foi encontrado na em um terreno na Avenida Almirante Henrique Sabóia (Via Expressa).

Sepultamento
Após as perícias, o corpo de Débora foi liberado nesta terça-feira (11) e já foi sepultado pela família.
A Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa), com apoio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e do Departamento de Inteligência da Polícia Civil (DIP), realiza investigações no sentido de identificar e prender o responsável pelo crime.

Fonte: G1