Buscar

13 março 2017

Cearense cria ferramenta de paquera dentro do Facebook

Messenger Match (Foto: Messenger Match/Divulgação)Com a ideia de facilitar a aproximação de pessoas que buscam um relacionamento, o analista de sistemas cearense Marlos Távora, 31 anos, desenvolveu uma ferramenta de paquera dentro da rede social Facebook, batizada de Messenger Match.
Criada há quatro meses, a ferramenta já conta com 350 mil usuários do Brasil e de outros países e possui mais de 1 milhão e 200 mil interações, segundo Marlos.
A iniciativa de desenvolver o Messenger Match surgiu a partir de trabalhos anteriores do analista, que é fundador de uma empresa que desenvolve esse tipo de produto. "Já havia feito duas outras aplicações que facilitavam esse tipo de primeiro contato, então resolvi estender essa experiência para os usuários da rede social", afirma.
Conforme Marlos, o Messenger Match é o primeiro chatbot de paquera do Brasil. "Os chatbots são programas de computadores projetados para responder às interações humanas por meio de um chat. Eles ficam dentro dos aplicativos de mensagens, portanto, você não precisa baixar novos aplicativos para usar, então não consome a memória do aparelho e também não solicita cadastro", explica.
Para Marlos, engana-se quem pensa que a ferramenta só é utilizada por pessoas que têm dificuldade de aproximação ou são tímidas. "Normalmente, os usuários são pessoas que têm facilidade de comunicação durante a paquera, mas querem ter um relacionamento facilitado", diz.
Entre os usuário está o estudante Lucas Barbosa de Azevedo, 24, que usou a ferramenta a primeira vez por conta da curiosidade. "Cheguei até a curtir algumas meninas, mas ainda não deu em nada", afirma.

Como funciona

Para utilizar a ferramenta o usuário deve abrir o o aplicativo Messenger no smartphone ou computador, digitar "Messenger Match", clicar em "começar" e enviar a localização.
Na tela do Messenger, aparecerá a foto de uma pessoa que está na mesma cidade e o nome. Abaixo da foto, dois botões: "Não gostei", quando não tiver interesse naquele usuário e "Gostei", quando se interessar.  A próxima foto só será exibida quando o utilizador decidir sobre a pessoa da foto em questão.
Se o usuário marcar uma pessoa com "Gostei" e ela fizer o mesmo, é um Match. A combinação de interesses faz surgir o link do Messenger da pessoa, onde os usuários podem conversar de forma reservada. Já aqueles que am pessoa não gostar, não terá a chance de fazer contato.
A ferramenta permite ainda configurações, dentre elas o interesse por homens ou mulheres e mudanças na localização. Além disso, o Messenger Match não usa informações do Facebook e não publica nada no perfil, apenas utiliza dados básicos, como nome e foto, e a qualquer momento o usuário pode configurar para que a foto não seja mais enviada a outras pessoas.

Fonte: G1

Polícia prende 8º suspeito de matar e agredir travesti Dandara

Dandara dos Santos, 42 anos, travesti espancada e morta em Fortaleza (Foto: Reprodução)A Polícia Militar prendeu na manhã deste domingo (12), em Pedra Branca, a 261 quilômetros de Fortaleza, o oitavo suspeito de envolvimento na morte da travesti Dandara dos Santos, 42, que foi espancada e executada à bala no Bairro Bom Jardim, em Fortaleza. O homem de 21 anos, que estava foragido, foi encontrado após denúncias anônimas. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) confirmou a prisão.
Conforme a polícia, a prisão ocorreu por voltas das 6h, em uma residência no Bairro Santa Úrsula, vizinho à casa dos avós do suspeito.
De acordo com a polícia, ao avistar os policiais o homem tentou correr, mas foi capturado e conduzido para a delegacia da cidade de Senador Pompeu, que é a plantonista da região. Ele será transferido para Fortaleza.
A travesti foi morta em 15 de fevereiro, mas o crime ganhou repercussão nacional duas semanas depois, quando o vídeo do espancamento viralizou nas redes sociais. Com a captura do oitavo suspeito, já são quatro adultos presos e quatro adolescentes apreendidos. 

Fonte: G1

Van com 20 passageiros tomba na rodovia BR-116, em Eusébio, no Ceará

Polícia disse que por meio do tacógrafo deu para saber que o veículo trafegava a 100 km por hora. (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)Uma van com vinte passageiros tombou no início da manhã desta segunda-feira (13), no município de Horizonte, Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal do Ceará (PRF-CE),  o acidente foi no quilômetro 34 da BR-116.
A PRF-CE informou também que por meio do tacógrafo do veículo deu para descobrir que na hora do acidente a van trafegava pela rodovia a 100 km por hora. A polícia disse que a van saiu da pista e desceu um barranco.
Algumas pessoas  estão feridas, mas não há informações sobre mortos.  Equipes da PRF-CE estão no local.

Van ficou destruída. Feridos foram encaminhados para a UPA da cidade (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)
Fonte: G1

Cantor Victor, da dupla sertaneja Victor & Leo, presta depoimento na delegacia de mulheres, em Belo Horizonte

A Polícia Civil deve concluir nesta segunda-feira (13) o inquérito que apura denúncia de agressão do cantor sertanejo Vitor Chaves Zapalá Pimentel, de 41 anos, da dupla sertaneja Victor & Leo, contra a mulher dele, Poliana Bagatini Chaves, de 29. O cantor prestou depoimento neste domingo (12) na delegacia de mulheres, em Belo Horizonte. O artista foi ouvido por duas horas. A mãe dele, Marisa Chaves Zapalá Pimentel, de 65, e a irmã, Paula Chaves Zapalá Pimentel, também foram ouvidas, por cerca de uma hora cada uma.
Victor é suspeito de agredir a mulher dele, que está grávida. No dia 24 de fevereiro, ela foi a uma delegacia e fez uma queixa contra o marido. De acordo com o boletim de ocorrência, Poliana disse que foi agredida pelo marido por motivos fúteis, que foi jogada no chão e recebeu vários chutes. Afirmou que, depois das agressões, foi impedida de sair do local por um segurança e pela cunhada.
No mesmo dia, a mãe de Victor também prestou queixa na polícia, e deu outra versão. No boletim de ocorrência, ela disse que Poliana foi ao apartamento dela transtornada e de forma agressiva fez ameaças e quebrou vários objetos.
Marisa Chaves afirmou aos policiais que a irmã do cantor tentou acalmar Poliana e que Victor segurou o braço da mulher, pedindo que se acalmasse. Marisa afirmou que a nora se atirou no chão chorando e se debatendo.
Poliana Bagatini publicou uma carta em um perfil de rede social em que afirmou que em momento algum considerou que tivesse ocorrido qualquer crime, principalmente, praticado por Victor.
Em uma entrevista exclusiva à TV Globo, o cantor negou a agressão. A repórter Aline Aguiar perguntou ao artista se houve agressão. Victor respondeu: “Absolutamente. Eu nunca agredi ninguém na minha vida e muito menos a minha mulher, grávida do João”, disse à época.
Victor foi intimado a depor na semana passada, mas pediu, por meio do advogado, para reagendar uma nova data. Todos os envolvidos já foram ouvidos, inclusive um segurança. O caso já foi distribuído a um juiz, que expediu um mandado para que a polícia tivesse acesso às imagens do circuito de segurança. A delegada Danúbia Quadros, responsável pelo caso, passou a madrugada na delegacia, estudando o inquérito.
Mesmo depois da mulher de Victor negar a agressão, a polícia continuou investigando o caso. Victor, que era jurado no The Voice Kids, da TV Globo, pediu para se afastar do programa. Na edição do dia 26 de fevereiro, o apresentador André Marques leu um comunicado que dizia que a Globo repudia toda e qualquer forma de violência e acredita que essa acusação precisa ser apurada com rigor garantindo o direito de defesa na busca da verdade.

Fonte: G1