Buscar

03 fevereiro 2017

Dona Marisa, ex-primeira-dama, morre em SP

A Ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva morreu nesta sexta-feira (3) no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. A mulher do ex-presidente Lula tinha 66 anos. Dona Marisa estava internada desde o dia 24 de janeiro, depois de ter sofrido um acidente vascular cerebral hemorrágico provocado pelo rompimento de um aneurisma.
Seguindo o protocolo oficial para constatar a morte cerebral, os médicos submeteram dona Marisa a dois testes: o primeiro ocorreu às 12h05 e o segundo, às 18h05. O protocolo determina que o último exame seja conduzido por outro médico para comprovar a perda definitiva e irreversível das funções cerebrais. O óbito foi constatado às 18h57, segundo boletim médico.


Logo após a divulgação do boletim, Lula postou em suas redes sociais informações sobre o velório. "A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva faleceu nesta sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017, às 18:57. O velório será neste sábado (4), das 9h às 15h, no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Dona Marisa Letícia se conheceram. O Sindicato fica na Rua João Basso, 231, em São Bernardo do Campo. Em seguida haverá no Cemitério Jardim da Colina uma cerimônia de cremação reservada à família."

Na quinta, um boletim médico divulgado pelo hospital informou que um doppler transcraniano identificou a ausência de fluxo cerebral. Em seguida, Lula publicou em seu pefil no Facebook uma mensagem agradecendo o carinho e informando que a família autorizava a doação de órgãos.



"A família Lula da Silva agradece todas as manifestações de carinho e solidariedade recebidas nesses últimos 10 dias pela recuperação da ex-primeira-dama Dona Marisa Letícia Lula da Silva. A família autorizou os procedimentos preparativos para a doação dos órgãos", diz o post. Depois, a página do Facebook do ex-presidente atualizou a foto de perfil e colocou uma imagem do casal sorrindo.
Quando foi internada, dona Marisa passou por um procedimento de emergência, que durou cerca de duas horas, para conter a hemorragia no cérebro. Os médicos fizeram uma arteriografia cerebral para localizar a lesão e depois introduziram um cateter até a região afetada para estancar o sangramento.
Na quarta-feira (25), Marisa Letícia teve de passar por outro procedimento cirúrgico. Desta vez, para a "passagem de um cateter ventricular para monitoração da pressão intracraniana", como informou o hospital. A decisão dos médicos ocorreu após "avaliação tomográfica de crânio para controle de sangramento cerebral”.
Na sexta-feira (27), dona Marisa passou por uma tomografia para verificar se tinha ocorrido melhora na infecção que havia se formado em seu cérebro. Ela foi acomodada em uma cama térmica para baixar a temperatura do corpo, que normalmente fica perto dos 35°C, para até 25°C. O objetivo era diminuir o metabolismo e, junto com ele, a atividade cerebral, para que o cérebro conseguisse absorver de forma mais rápida o excesso de sangue acumulado na caixa craniana.


Um exame realizado na segunda-feira (30) detectou a presença de trombose venosa profunda nas veias das pernas. Os médicos realizaram a passagem de um filtro de veia cava inferior para prevenir a ocorrência de embolia pulmonar.
Na terça (31), os médicos tiraram a sedação. Na quarta (1º), ela teve uma piora no seu quadro clínico no início da noite e voltou a ser sedada. A pressão intracraniana e a inflamação no cérebro tinham aumentado. O quadro clínico ficou irreversível, segundo os médicos.


Visitas

Depois da divulgação do boletim médico, amigos foram ao Sírio-Libanês prestar solidariedade à família de Lula. O também ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi um dos que se encontraram com o petista. O encontro dos dois foi fotografado e as imagens, postadas nas redes sociais de Lula.
Os senadores petistas Lindbergh Farias, Gleisi Hoffmann e Humberto Costa chegaram juntos e não quiseram falar com a imprensa. Depois, os ex-ministros Gilberto Carvalho, Celso Amorim e Eleonora Menicucci também entraram no hospital.
O vereador Eduardo Suplicy ressaltou o companheirismo de Dona Marisa durante o casamento de mais de 40 anos com Lula: "Foi uma companheira das horas mais alegres e difíceis para que Lula pudesse colaborar com o Brasil", disse o petista.


Militantes do Partido dos Trabalhadores e da sindicalistas da CUT também prestaram homenagem à ex-primeira-dama na porta do hospital. Eles colocaram rosas e fizeram orações.
À noite, o presidente Michel Temer foi visitar Lula com uma comitiva formada por José Sarney (PMDB), ex-presidente da República; José Serra (PSDB), ministro de Relações Exteriores; Eunício Oliveira (PMDB), novo presidente do Senado; Helder Barbalho (PMDB), ministro da Integração Nacional, e dos senadores Renan Calheiros (PMDB), Eduardo Braga (PMDB)-, Edison Lobão (PMDB) e Cassio Cunha Lima (PB).
Ao chegarem ao hospital, Temer e comitiva foram hostilizados por um grupo de manifestantes.
Na sexta, a ex-presidente Dilma Rousseff visitou Lula no hospital. Segundo a assessoria de imprensa do Instituto Lula, Dilma chegou ao hospital por volta das 11h30, e almoçou com Lula. Dilma entrou no hospital sem ser vista.


Lula recebeu Dilma na mesma sala onde encontrou FHC. Na quinta, depois que a família Lula havia autorizado o início dos procedimentos para doação de órgãos e um boletim médico informou que Dona Marisa ficou sem fluxo cerebral, Dilma já havia divulgado um comunicado nas redes sociais em apoio a Lula.
No texto, Dilma disse que Dona Marisa "foi o esteio da família", para que Lula pudesse se dedicar à carreira política, e afirmou: "estamos juntos, presidente Lula, agora e sempre".


Biografia

Dona Marisa Letícia nasceu em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, em 7 de abril de 1950. Filha de imigrantes italianos de origem camponesa, tinha como sobrenome de solteira Rocco Casa e passou a infância no sítio da família – que veio a dar origem ao Bairro dos Casa na cidade.
Antes de se casar com Lula, Marisa Letícia já havia sido casada com um taxista com quem teve um filho, chamado Marcos, adotado pelo ex-presidente quando tinha 10 anos de idade. O primeiro marido de Marisa foi assassinado durante um assalto.
Viúva, ela conheceu Lula no Sindicato dos Metalúrgicos. Poucos meses depois, em 1974, os dois se casaram. O casal teve três filhos: Fábio, Sandro e Luís Cláudio.
Em 1980, ano em que Lula e outros líderes sindicais foram presos pelo regime militar, Marisa Letícia foi uma das principais organizadoras de um protesto para denunciar a prisão do marido. No mesmo ano, a ex-primeira-dama acompanhou de perto a criação do PT. Em entrevistas, ela se orgulhava de ter sido a responsável por costurar a primeira bandeira do partido.
"A primeira bandeira do PT eu é que fiz. Tinha um tecido vermelho, italiano, um recorte, guardado há muito tempo. Costurei a estrela branca e ficou lindo. Minha casa era o centro. Foi assim que começou o PT", disse em 2002, segundo o acervo do jornal "O Globo".
Após a criação do PT, dedicou-se às campanhas de Lula à Presidência da República. Durante os comícios, era comum vê-la ao lado do marido ou atuando sozinha cumprindo compromissos para pedir voto ao petista.
Durante os dois mandatos de Lula como presidente, ficou famosa nacionalmente e era chamada de dona Marisa por Lula e pela imprensa. Foi criticada pela oposição por não ter se envolvido diretamente em projetos sociais, atribuições que, tradicionalmente, são realizadas pela primeira-dama.
Em 2004, foi centro de uma polêmica por ter determinado aos funcionários do Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente da República, que colocassem nos jardins novos canteiros de flores vermelhas em formato de estrela, símbolo do PT.

Denúncias

Dona Marisa, assim como Lula, foi alvo de denúncias na Operação Lava Jato. Um dos casos envolve um apartamento triplex do Edifício Solaris, em Guarujá, no litoral de São Paulo. Ela foi denunciada pelo Ministério Público Federal (MPF) por lavagem de dinheiro na investigação que aponta irregularidades na aquisição e reforma do imóvel.
O juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal do Paraná, aceitou a denúncia e a ex-primeira-dama era ré na ação penal, juntamente com Lula e outras seis pessoas.
A denúncia afirma que Lula recebeu propina de forma dissimulada, por meio da reserva e reforma do apartamento. Como mulher do ex-presidente, Marisa também teria se beneficiado dos recursos ilícitos. Por meio de advogados, a ex-primeira-dama sempre negou qualquer irregularidade e disse repudiar as acusações.

Fonte: G1

Carnaval do Maciço de Baturité abre alas para Arena Brasil Original do Sebrae

Todos os anos, um grande número de pessoas sobe a serra para curtir o carnaval do Maciço de Baturité. Entre os principais atrativos do destino está o tradicional Festival de Jazz e Blues, que há 18 anos atrai turistas de todo o país e até do exterior. Tanto sucesso também se dá pelo cenário bucólico da região, formado de muito verde, clima ameno, diversidade na gastronomia e gente de talento na cultura popular e na música, moradores de Guaramiranga e das cidades do entorno.
Buscando fortalecer este potencial criativo da região, o Sebrae/CE vem, desde 2013, desenvolvendo práticas para o desenvolvimento integrado e sustentável, interligando a vocação empreendedora do território no turismo, agricultura e economia criativa. Para mostrar um pouco dessa produção, durante os dias 25 a 28 de fevereiro, o Sebrae irá promover a Feira Brasil Original, que promete movimentar mais ainda o carnaval serrano. 
O evento terá uma programação cultural composta de um verdadeiro mix de tradições, arte, música e literatura. A beleza dos caprichados bordados à mão, as tramas das fibras locais e as pinturas que retratam a Serra estarão expostas aos visitantes, que também terão a oportunidade de interagir com os artesãos locais nas oficinas de ofícios. O Sebrae irá promover, ainda, workshops gratuitos, nos quais os participantes poderão aprender a produzir máscaras de carnaval e instrumentos artesanais, tendo como referência a tradição carnavalesca 
Como parte da programação do evento, também serão realizados lançamentos de livros e a apresentação de músicos da região, promovendo a integração entre turismo, empreendedorismo e cultura. “A Serra de Baturité reconhecida pela vocação musical, presença de escolas de música e ambiente turístico favorável, fatores que impulsionam a permanência de uma produção eclética. Nós, do Sebrae, estamos auxiliando na composição de uma governança dos atores da economia criativa, principalmente músicos e artesãos, para integrar e fortalecer a cadeia do turismo. Assim, durante os quatro dias de Carnaval, ofertaremos à população e aos visitantes uma programação intensa, que valoriza os talentos da Serra”, afirmou Fabiana Gizele, articuladora do escritório regional do Sebrae no Maciço de Baturité. 

Museu Maciço Sebrae

Rota do Café 

Os visitantes que irão ao Maciço também poderão aproveitar os encantos e delícias da Rota do Café, roteiro turístico que passa pelos municípios Baturité, Mulungu, Guaramiranga e Pacoti, recontando um pouco da tradição cafeeira da região. Nela, os turistas podem fazer um passeio pelas antigas fazendas produtoras, visitar os casarões, interagir com seus moradores, conhecer a histórias de suas famílias, a relação delas com o café e, ainda, desfrutar dos aromas e sabores típicos da região. 
Uma destas experiências é a degustação do delicioso café de sombra, produzido no Maciço de forma orgânica. “É um café puro, 100% arábica, colhido pelo pequeno agricultor de forma tradicional e artesanal por meio de um sistema sustentável, capaz de gerar preservação ambienta e emprego e renda. Ao mesmo tempo, mantendo as tradições e o patrimônio cultural vivos na narrativa dos antigos proprietários, nas casas igualmente centenárias, no café coado, no jeito se ser das pessoas do interior, cheias de sabedoria e poesia”, explicou a gestora do Sebrae.
Somam-se a estes atrativos as flores, o vinho, a gastronomia diferenciada, a música de qualidade, compondo uma mescla de diferentes atrativos que, juntos, constroem um ambiente privilegiado e fazem do Maciço de Baturité um lugar encantador. De acordo com Fabiana, o papel do Sebrae é estimular os empreendedores locais a aproveitarem todos estes elementos para valorizar ainda mais a região como importante destino turístico. “Nossas ações constituem uma intervenção que busca valorizar esse entrelaçamento turístico e cultural, permitindo que os produtos do agronegócio, do artesanato e da cultura ocupem um espaço de comercialização mais profissionalizado e amplo. A ideia é desenvolver bases para a sustentabilidade dentro do contexto turístico, gerando mais empregos e renda no território”. 

Fonte: DN

TRE fará audiência pública em Caucaia e Maranguape para iniciar a revisão eleitoral com biometria

Biometria bandeira e digitalO Tribunal Regional Eleitoral do Ceará realizará na segunda-feira, 6/2, audiência pública nos municipios de Maranguape e Caucaia para dar início à revisão eleitoral com identificação biométrica de eleitores. 
Em Maranguape, 4ª Zona Eleitoral, que abrange o município de Palmácia, a audiência acontecerá às 9 horas. Já em Caucaia, que compreende a 37ª, 120ª e a 123ª Zonas Eleitorais, a audiência pública será às 14 horas. 
A vice-presidente e corregedora regional eleitoral, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, conduzirá as duas audiências, que contarão com a presença de autoridades municipais, juízes, promotores e servidores da Justiça Eleitoral. 
No processo de revisão biométrica, os eleitores são obrigados a comparecer aos cartórios eleitorais para recadastrar seu título através da coleta de dados biométricos. Em Maranguape e Palmácia, a revisão se estenderá até 19 de dezembro de 2017. Em Caucaia, os eleitores terão até o dia 28 de fevereiro de 2018 para realizar o recadastramento. 
O TRE-CE esclarece aos eleitores a necessidade de agendar o atendimento nos cartórios eleitorais, através do telefone 148 ou aqui na página do tribunal. Em fevereiro, o atendimento ainda será reduzido. Mas, a partir de março, a Justiça Eleitoral ganhará o reforço dos estagiários cedidos pelo Governo do Estado, através do Programa Primeiro Passo, e de servidores terceirizados, contratados para agilizar os trabalhos de recadastramento dos eleitores. 

Meta 

A meta do TRE-CE é recadastrar cerca de 75% do eleitorado do Estado do Ceará até as eleições de 2018 e atingir 100% em 2020. Nas eleições municipais de 2016, 34,78% dos eleitores cearenses votaram com a identificação biométrica (16% na capital). 
Dos 184 municípios cearenses, 62 já alcançaram a meta de 100% dos eleitores cadastrados. Em outros 117 municípios, o processo está em andamento. Deste total, 69 municípios farão o recadastramento biométrico obrigatório nos anos de 2017 e 2018. Ou seja, o eleitor terá que comparecer aos cartórios eleitorais. Quem não atender ao chamado da Justiça Eleitoral, terá o título cancelado. O cronograma dos trabalhos de revisão eleitoral (Provimento CRE-CE nº 1/2017) foi elaborado pelo Comitê Gestor da Biometria, coordenado pela Corregedoria Regional Eleitoral.  
Em outros 48 municípios, incluindo a capital, o cadastramento de eleitores será ordinário, facultada a opção de realizar ou não a identificação biométrica até maio de 2018. Em Fortaleza, o TRE vai descentralizar e ampliar o número de postos de atendimento. Além do Vapt Vupt de Messejana, colocará outras opções de atendimento ao eleitor no Vapt Vupt do bairro de Antônio Bezerra e em shopping centers da cidade.

Serviço 

Audiências Públicas no dia 6/2 (Segunda-Feira) 
Maranguape: 9 horas, na Câmara Municipal – Rua Mundica Paula, s/n – Centro
Caucaia: 14 horas, no Salão do Júri do Fórum de Justiça – Rua 15 de Outubro, s/n - Pabuçu

Fonte: TRE/CE

Testemunha diz ter visto suspeito seguir professora assassinada no CE

Professora Socorro Gomes havia desaparecido quando saiu para passear e foi encontrada morta (Foto: Arquvo pessoal)A Delegacia Regional de Quixadá investiga a morte da professora Socorro Gomes, de 48 anos, encontrada morta na cidade nesta quarta-feira (1º), e afirma que uma testemunha disse ter visto o suspeito correr atrás da vítima. O homem, de 24 anos, nega o crime, mas continua preso nesta quinta-feira (2).
À polícia, a testemunha disse que achou suspeito o homem ter corrido atrás da mulher, mas que depois achou que "não seria nada demais".
A delegacia localizou ainda uma filmagem em que aparece o homem caminhando no local cinco minutos depois de a vítima ter passado. Além disso, segundo a polícia, ele está com marcas de unhas no pescoço.
O homem que está preso negou o crime e afirmou que não tinha contato com a vítima, e disse que sabia quem Socorro era por ela ter sido professora dos irmãos.
A polícia aguarda o laudo da causa da morte, mas adianta que a vítima tinha marcas de esganadura no pescoço e que não há indícios de violência sexual.
A professora, que lecionava em uma escola da rede pública de Quixadá, estava desaparecida desde o início da manhã da quarta. Ela saiu para fazer uma caminhada e não retornou para casa. Os familiares estranharam a demora e acionaram a polícia.
No início da tarde, os policiais localizaram o corpo da vítima em um matagal no Bairro Jardim Monolitos. Uma equipe da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foi chamada e recolheu o corpo. Após investigação, os agentes de segurança identificaram o suspeito de praticar o crime e o prenderam. A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar o caso.

Fonte: G1 CE

Grupo explode 2 bancos, troca tiros com a polícia e faz reféns no Ceará

A suspeita da polícia é que o grupo que atacou os dois bancos seja de Pernambuco. (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)Um grupo atacou, na madrugada desta sexta-feira (3), duas agências bancárias, ao mesmo tempo, na cidade de Missão Velha, na Região do Cariri. Segundo o Sindicato dos Bancários do Ceará, 11 agências bancárias foram atacadas por assaltantes em 2017.
De acordo com a Polícia Militar, cerca de 10 homens chegaram na cidade por volta de 1 hora e armados com escopetas, pistolas e fuzis atacaram as agências bancárias. Eles explodiram o cofre e levaram todo o dinheiro.
Segundo a polícia, o grupo também cercou o destacamento policial da cidade, para evitar a chegada da polícia. Duas pessoas que estavam próximas ao local foram feitas reféns, mas foram liberadas sem ferimentos.
Policiais do Comando Tático Rural (Cotar), Batalhão de Divisas e de cidades vizinhas foram chamados para reforçar o patrulhamento, mas tiveram dificuldade em chegar em Missão Velha, porque segundo a polícia, os bandidos bloquearam os dois acessos a cidade com caminhões. Uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) foi chamada e teve troca de tiros com os bandidos.
Fuga e armas apreendidas
O grupo fugiu em direção a localidade de Jamacaru. Um carro usado na fuga foi encontrado abandonado. Na manhã desta sexta-feira, policiais fazem buscas em um matagal próximo a cidade de Jardim, cidade vizinha para prender os suspeitos. Já foram encontrados nesse matagal, dois fuzis, uma pistola, uma escopeta e parte do dinheiro. A suspeita da polícia é que o grupo que atacou os dois bancos seja de Pernambuco.

Fonte: G1

Justiça de Quixadá atende Ministério Público e impede contratação de servidores temporários

Resultado de imagem para Ministério Publico QuixadaQuixadá. A juíza de Direito titular da 3ª Vara da Comarca de Quixadá, Ariana Cristina de Freitas, deferiu pedido do Ministério Público (MPCE) neste município e determinou a suspensão da convocação e contratação temporária de qualquer candidato aprovado no processo seletivo simplificado Nº 001/2107. A seleção foi realizada no fim do mês de janeiro deste ano.
Conforme divulgação feita através do portal oficial do MPCE  ainda nesta quinta-feira (2), o deferimento da magistrada atende em parte o pedido dos promotores de Justiça e estabelece ainda a aplicação de multa diária no valor de R$ 1.000,00 em caso de descumprimento, a ser suportada pelo patrimônio pessoal do prefeito de Quixadá, Ilário Marques.
A decisão judicial faz referência ao concurso público de 2016, com a aprovação de 170 professores e a seleção pública simplificada, a qual prevê a contratação temporária de 172. Nesse aspecto ainda é apontado o descumprimento de vagas para deficientes, onde a doutrina estabelece o mínimo de 5%. Na seleção simplificada esse índice é de 2%.
No fechamento da liminar aponta a juíza as contratações temporárias como risco para o erário municipal. “No tocante ao risco de dano, sua presença é flagrante, vez que, se concluído o processo seletivo e convocados os aprovados, o Erário poderá ser lesado, na medida em que arcará com despesas pela contratação ilegal por tempo determinado, em violação ao texto constitucional, se julgada procedente a presente demanda.”, concluiu.
Até o fechamento desta edição não foi possível o contato com o prefeito Ilário Marques. Conforme sua assessoria, ele viajou para São Paulo no fim da tarde desta terça-feira para o velório da ex-primeira-dama Marisa Letícia, esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Fonte: DN

Prefeito de Quixadá, Ilário Marques, anula concurso público realizado por seu antecessor

Resultado de imagem para Ilário MarquesQuixadá. Menos de 24 horas após representantes do Ministério Público em Quixadá ajuizarem ação contra a prefeitura deste município, pela proibição da contratação de servidores aprovados em seleção simplificada, o atual gestor, Ilário Marques, anunciou a anulação do concurso público realizado em 2016 pelo seu antecessor, o ex-prefeito João Hudson Bezerra.
O Decreto de Ilário Marques, anulando o concurso público, foi divulgado no inicio da tarde desta quinta-feira (2). Dentre as considerações apresentadas pelo prefeito, está a falta de planejamento orçamentário, inclusive ferindo a Lei de Responsabilidade Fiscal, pois ultrapassa o limite de 54% com gastos de pessoal, e ainda os pareceres jurídicos da Procuradoria Geral do Município e do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).
Alguns dos 754 candidatos aprovados no concurso mantiveram contato com o Diário Sertão Central, informando não haver ilegalidades para a sua anulação. “O nosso advogado, Leandro Teixeira, explicou que mesmo violando a Lei de Responsabilidade Fiscal o concurso foi realizado para acabar com os serviços prestados, motivo da folha de pagamento da prefeitura ser tão elevada” finalizou a candidata solicitando para não ter seu nome revelado.
A reportagem tentou manter contato com o Ministério Público de Quixadá. Até a publicação desta edição as ligações telefônicas não foram atendidas. Já o prefeito Ilário Marques, acompanhando o governador Camilo Santana, viajou no início da noite para São Paulo, ao encontro do ex-presidente Luiz Inácio Lula, para prestarem condolências pela morte da esposa Marisa Letícia e acompanharem o velório.

Fonte: DN

Professora monta uma biblioteca em sua casa para ajudar alunos

Leitura é a chave, o mundo, o fruto. E “quem come do fruto do conhecimento é sempre expulso de algum paraíso” já dizia Melanie Klein uma das maiores psicanalistas da história. Assim, é o constante ato de ler, o fruto que alimenta o cérebro e possui o poder de transformar o homem e os que estão a sua volta. Afinal, de maneira assertiva afirmou Monteiro Lobato, “um país se faz com homens e livros”.
Neste 2017 será realizada a 12° Bienal Internacional do Livro no Ceará, no Centro de Eventos do Ceará de 14 a 23 de abril e, o Blog Entre Ideias, aproveitou para entrevistar a professora alfabetizadora, Neide Castelo, Licenciada em História pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), com experiências no campo da educação e no processo de alfabetização e incentivo a pequenos leitores. De forma descontraída e com voz emocionada, compartilha conosco sua visão a respeito da importância do exercício cotidiano da leitura na formação profissional e humana, além de suas paixões, experiências com o mundo das letras e seu projeto de realização pessoal que é a criação de uma minibiblioteca.

Confira abaixo a entrevista.

ENTRE IDEIA – Quando aconteceu seu primeiro contato com o mundo da leitura?
NEIDE CASTELO  – O meu primeiro contato com o mundo das letras foi um pouco “tarde”. Na época, devido ao lugar onde minha família morava, o acesso a escola não era tão fácil e, mesmo assim, apenas crianças a partir dos 09 anos de idade em diante poderiam frequentar a escola.Sempre fui curiosa no sentido de desvendar algo. Quando minhas irmãs saiam para ir à escola, eu ficava cruzando os dedos para que elas chegassem logo, somente para eu pudesse pegar seus materiais e fingir que estava lendo. Deliciava-me com as letras e as imagens, até que chegasse uma delas e tomassem das minhas mãos todo o seu material e, às vezes, chegavam a me prometer chineladas. Assim, percebendo minhas inquietações, meus pais falaram com a professora e, com 08 anos de idade, entrei na escola, para minha alegria .


EI – Ao longo de sua vivência educacional, que experiência marcou sua trajetória enquanto professora alfabetizadora?
NEIDE CASTELO – Aos 15 anos de idade senti o desejo de praticar um ato que para mim foi uma grande marca e, ao mesmo tempo, o pontapé da jornada que estava por vir. Na época, eu ainda estudava. Pedi que a vizinha me deixasse ajudar a sua filha a descobrir o mundo das letras. Era uma criança de quatro anos, mas, era a minha companhia em meus momentos de leitura. Ela gostava de ouvir e recontar as histórias. Ela recontava do jeitinho dela e aquilo me enfeitiçava. Foi brincando que eu a alfabetizei dentro de um curto período de 45 dias. Foi um momento mágico. Tanto para mim como para ela. Elizangela Souza Paiva, conhecida como Zanzan foi à primeira criança que alfabetizei. O ambiente era a sala de jantar dos meus pais, utilizando apenas lápis, borracha, papel de embrulhar usado como caderno e recortes de revistas e livros velhos.

EI – Você possui um projeto em andamento que é a criação de uma minibiblioteca. Como que ela funciona?
NEIDE CASTELO – Falar da minha minibiblioteca é algo muito gratificante. Ela é parte de um projeto de incentivo a leitura. Ela é composta por livros dos mais variados gêneros literários voltados para crianças e adultos. A ideia da minibiblioteca surgiu da vontade de ter um pequeno acervo de livros para contação de histórias para as turmas de 05 e 06 anos de idade, então, fiz um acordo com minhas crianças para fazermos uma troca de livros. Como eu tinha alguns livros em minha estante eu dei para algumas crianças do reforço e, em contrapartida, elas ficariam na responsabilidade de conversar com os pais e escolherem em seus acervos alguns de seus livros que elas não tivessem mais usando, foi então que, a partir desta experiência surgiu a ideia de montar esse projeto. Mas, no momento ele está designada a atender somente as crianças da minha salinha de reforço escolar.

EI – O que falta para que esse projeto ultrapasse as paredes de sua sala de reforço e ganhe abrangências maiores?
NEIDE CASTELO – Devido ao objetivo inicial da minibiblioteca que é atender as crianças que recebo no reforço escolar com dificuldades em ler e que, também, não possui nenhum incentivo a leitura em casa. Mas, isso é algo a se pensar futuramente, quem sabe eu possa mudar de ideia e levar a minibiblioteca a outras pessoas.

EI – Como você avalia a relação dos jovens com a leitura na sociedade contemporânea?
NEIDE CASTELO – Sem generalizar, percebo que, atualmente, o ato de ler é quase que extinto, e os jovens que ainda o tem, substitui o manuseio do livro por leituras digitas. É claro que há as exceções, mas há uma grande substituição.

EI – “Uma sociedade é formada por homens e livres”. Em que sentido a leitura é uma forma de mediação do homem com a sociedade?
NEIDE CASTELO – Partindo do princípio de que, quem ler absorve mais conhecimento e, consequentemente, promove seu crescimento enquanto homem e profissional, o que posso definir é: a leitura é o fator primordial no processo de mediação do ser humano com a sociedade em que ele está inserido.

EI – Segundo a pesquisa publicada pelo Instituto Pró-Livro (IPL), a leitura é um hábito de 56% da população brasileira. Avançamos apenas 6% comparado a pesquisa anterior divulgada em 2011. Portanto, de que forma esse baixo percentual influencia na forma e nas atitudes da sociedade?
NEIDE CASTELO – Quem ler pouco sabe pouco, conhece pouco. Sendo assim, a acomodação, a alienação e a diminuição da autoestima, passa a instala-se na sociedade fazendo com que a humanidade cresça dentro de um contexto de aquietação e comodismo. Pessoas paradas que não sabem lutar, nem tampouco, reivindicar. É sempre dizendo sim, mesmo que as coisas estejam erradas.

EI – Em meio a um mundo cada vez mais virtualizado, como o contato e o hábito da leitura direto com os livros pode ser retomado?
NEIDE CASTELO – Penso que a família e a escola possuem um papel fundamental na retomada e no resgate do ato da leitura. Essas comunidades devem mostrar para os pequenos ou grandes leitores que a leitura digital não se compra ao modo de leitura tradicional. O pegar, tocar, o simples cheirinho do livro nos leva a um palco onde o cenário é o que a mente cria naquele momento.

EI – Os avanços tecnológicos podem romper ou terminar a leitura tradicional dos livros?
NEIDE CASTELO – Acredito que os avanços tecnológicos, sem dúvidas, em se tratando de internet, proporcionou mudanças e influenciou bastante no que diz respeito à troca de leituras tradicionais pela leitura digital, porém, neste caso, ainda é complexo afirmar que uma ação substitui a outra. Até porque querendo ou não, existem pessoas ecléticas.

Após polêmica, SEDUC de Aratuba lança novo edital de processo seletivo 2017

Mediante lançamento do Edital N° 002/2017, a Secretaria de Educação do Município de Aratuba (SEDUC), realiza novo processo seletivo. O certame Destina-se a formação de cadastro reserva de profissionais para a contratação excepcional em caráter temporário, para suprir a carências no Quadro de Professores da Rede Municipal de Ensino, a saber: Educação Infantil, Educação Física, Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II e Educação de Jovens e Adultos. A remuneração para 20 horas semanal é de R$ 1.067,82.
O certame terá validade até 31 de dezembro de 2017, a partir de data de homologação, podendo ser prorrogado por mais 12 meses.
A titulação mínima exigida pode ser conferida no edital de abertura e a responsabilidade pelo fornecimento dos documentos a serem apresentados e a assinatura da inscrição é de responsabilidade exclusiva do candidato.
Inscrições devem ser efetivadas na sede da Secretaria de Educação do Município.
Acesse o novo edital AQUI..

ENTENDA O CASO

A prefeitura de Aratuba Maria Auxiliadora Lima Batista, no Maciço de Baturité, divulgou na noite da última terça-feira (31), o cancelamento do processo seletivo simplificado para professores da rede municipal de ensino do ano de 2017.
O comunicado foi oficialmente feito na tribuna da Câmara Municipal de Aratuba, durante a Sessão Ordinária. Nas próximas horas o ato oficial deverá ser veiculado no Diário Oficial da APRECE.
Em breve a SEDUC de Aratuba lançará novo Edital, espera-se que as falhas sejam sanadas, evitando o retardamento do início do ano letivo em Aratuba.  
Depois da Sessão a chefe do executivo lançou uma nota de esclarecimentos nas redes sociais.

PREFEITA TIRICA - NOTA

Em nome da transparência que norteia sua vida pública a Prefeita Tirica comunica que, após reflexão e análise do Processo Seletivo Simplificado 001/2017 para a contratação temporária de professores, houve por bem CANCELAR referido certame, pelas razões abaixo:
A prova oral não teve, explicitamente, a demonstração dos aspectos que iriam ser questionado aos candidatos, deixando um grau de subjetividade não desejável.
Foi levado em conta também a Recomendação do Ministério Público local que foi na mesma direção, referente à prova oral, entre outros aspectos.
Determinou a Senhora Prefeita o lançamento de novo Edital, após as devidas correções.
A Prefeita Tirica, em pronunciamento hoje, na Câmara Municipal, ao comunicar aos Senhores Vereadores da decisão de CANCELAR a seletiva disse: “Na vida às vezes é necessário dar dois passos para trás, para aprumar o rumo e seguir firme da caminhada”.


A morte de dona Marisa e uma nova onda de ódio no Brasil

Marisa Letícia conheceu Lula em 1973 e acompanhou o petista em vários momentos de sua carreira política ROBERTO STUCKERT/INSTITUTO LULAA notícia de que o quadro de saúde da ex-primeira dama Marisa Letícia era irreversível provocou reações agressivas nas redes sociais. Ela sofreu acidente vascular cerebral (AVC) em 24 de janeiro e desde então estava internada. Enquanto a família agradecia mensagens de solidariedade e se preparava para doação de órgãos, internautas com perfis falsos e verdadeiros espalhavam ódio pelas mídias.
A maioria dos comentários em tom malicioso estava em notícias relacionadas à morte cerebral de Dona Marisa, companheira de 40 anos do ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva. Para especialistas, a agressividade reflete o clima de polarização que se agrava no País desde 2014.
O antropólogo da ESPM, Carlos Frederico Lúcio, compara o momento político e as reações em torno da morte da também ex-primeira dama Ruth Cardoso, em 2008, mulher de Fernando Henrique Cardoso. Ele avalia que a repulsa contra Lula vai além de motivos políticos.
“As pessoas nem têm muito bem a imagem de quem foi a Marisa, eles veem o Lula. Isso não foi comentado em relação a Ruth, quando ela morreu. O governo FHC não foi um mar de rosas em termos de corrupção, mas não se fala disso na mídia. A morte do filho de (Geraldo) Alckmin também não gerou esse tipo de reação”, afirma.
Para ele, uma das provas de que os comentários levam em consideração mais que o horror pela corrupção é que na morte do ex-senador Antônio Carlos Magalhães não causou comentário no mesmo nível de acidez que se viu com Marisa. O político baiano teve vários escândalos ligados a seu nome ao longo da carreira.
Filósofo e professor de relações públicas da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), Luis Fernando Viti, explica que a propagação do discurso de ódio é o lado assustador da Internet.
“A gente constata que a qualidade do debate ético do Brasil não é das melhores. O que podemos fazer são propostas de médio e longo prazo. Não sou a favor da censura. Mas casos extremos devem ser denunciados”, argumenta. Ele defende ainda que a educação, sobretudo em ciências humanas, poderá reduzir esse tipo de comportamento, incompatível com a “civilidade”.
Apesar de condenarem os ataque a Lula e a Marisa em momento de luto, os pesquisadores ressaltam também a propagação de mensagens positivas.

Outro lado

Rivais políticos, Lula e FHC prestaram solidariedade e fizeram visitas um ao outro no momento do falecimento de suas esposas. FHC esteve ontem no hospital sírio-libanês. O presidente Michel Temer também realizou visita para ver o ex-presidente petista.
Políticos como os senadores Ronaldo Caiado (DEM) e Aécio Neves (PSDB), que nunca pouparam críticas a Lula, também prestaram condolências. O fundador do site liberal e anti-petista Spotniks, Felippe Hermes, deu pêsames à família de Lula e lembrou que a avó também havia padecido após AVC, assim como Marisa.

SAIBA MAIS

A trajetória de Marisa

A ex-primeira dama Marisa Letícia nasceu em 1950, em São Bernardo do Campo, no Interior de São Paulo em uma família de 15 irmãos. Antes de se casar com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marisa foi casada com o taxista Marcos Cláudio da Silva, com quem teve um filho. O primeiro marido foi assassinado. Marisa conheceu Lula em 1973. Ela foi a segunda mulher dele. Juntos, eles tiveram três filhos. Ela esteve ao lado do marido durante toda a carreira política dele, desde a presidência do sindicato dos metalúrgicos até a ascensão à Presidência. A primeira-dama enfrentou ao lado dele acusações de corrupção.

Partido dos Trabalhadores

Segundo o site oficial do PT, a primeira bandeira do partido foi confeccionada por Marisa. Apesar de sempre apoiar o marido nas empreitadas, a ex-primeira dama nunca assumiu papel de protagonista na política.

Fonte: O POVO