Buscar

02 fevereiro 2017

Fachin é sorteado novo relator da Lava Jato no STF

Resultado de imagem para FachinO Supremo Tribunal Federal (STF) definiu nesta quinta-feira (2), por sorteio eletrônico, que o ministro Edson Fachin vai ser o novo relator da Operação Lava Jato no tribunal. A vaga ficou aberta após a morte do ministro Teori Zavascki, o antigo relator, no dia 19 de janeiro.
O sorteio foi realizado entre os ministros da Segunda Turma, que é a encarregada de análise dos inquéritos e recursos ligados ao esquema de corrupção que atuou na Petrobras. Além do novo relator, fazem parte da Segunda Turma os ministros: Celso de Mello, Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski.
Além de ser o maior conhecedor dos casos e avaliar até que ponto a vida dos investigados deve ser devassada, o relator de um caso também tem o poder, por exemplo, de arquivar um pedido de inquérito, encerrando as investigações.
No STF tramitam, atualmente, cerca de 40 inquéritos e quase 100 delações premiadas relacionadas à Lava Jato.
No período em que a operação ficou sem relator, a ministra Cármen Lúcia, presidente da Corte, assinou a homologação das 77 delações premiadas de executivos e funcionários da empreiteira Odebrecht.

Fonte: G1

Marisa Letícia teve morte cerebral; Lula autoriza doação de órgãos

Morreu na madrugada desta quinta-feira, 2, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, a ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, 66 anos.
De acordo com a equipe médica do Hospital Sírio-Libanês, a morte foi ocasionada após o aumento da pressão intracraniana e a inflamação no cérebro.
A esposa do ex-presidente Lula estava internada desde o dia 24 deste mês, depois de ter sofrido um AVC provocado pelo rompimento de um aneurisma. Já na madrugada desta quinta, o médico Roberto Kalil Filho havia informado que o quadro dela era “irreversível”.
Durante todo o tratamento da esposa, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva esteve presente no hospital.
Marisa Letícia foi acompanhada durante todo período em que foi hospitalizada pelas equipes coordenadas pelos médicos Roberto Kalil Filho, Milberto Scaff, Marcos Stávale e José Guilherme Caldas.

Perfil

Marisa Letícia Rocco Casa nasceu em 7 de abril de 1950, no município de São Bernado do Campo, no estado de São Paulo. Em 1973, conheceu no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Paulo, o seu companheiro, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Os dois se casaram sete meses depois. O relacionamento de mais de trinta anos gerou três filhos: Fábio, Sandro e Luís Cláudio.
Ao casar-se com o ex-presidente, seu nome passou a ser Marisa Letícia Casa da Silva. Quando Lula incorporou seu apelido no nome, Marisa mudou novamente de nome, passando a chamar-se Marisa Letícia Lula da Silva.
Marisa Letícia Lula da Silva foi primeira-dama do Brasil entre 1° de janeiro de 2003 e 1° de janeiro de 2011, período em que seu marido exercia o cargo de presidente da República.
Em 1980, quando Lula e diversos sindicalistas estavam presos devido às greves, liderou a Passeata das Mulheres, em protesto pela liberdade dos sindicalistas.

Eunício é eleito como novo presidente do Senado Federal

Brasília. O senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) é o novo presidente do Senado. Ele foi eleito na tarde de ontem, com 61 votos, contra dez de seu concorrente, o senador José Medeiros (PSD-MT), e outros dez votos em branco. Eunício havia sido indicado pelo seu partido, o PMDB, que tem a maior bancada da Casa, e ocupará a presidência no biênio 2017/2018.
"Peço honra de ser merecedor da confiança de cada um de vocês para capitanear essa travessia. Não colocarei a nau do Senado contra as correntes, os ventos ou as marés tempestuosas. Sei que não navegarei sozinho e não deixarei que nosso barco fique à deriva", disse Eunício, durante o pronunciamento que antecedeu a votação do Plenário. O presidente do Senado é também o chefe do Poder Legislativo e presidente do Congresso Nacional. É ele quem conduz as sessões conjuntas para a votação de vetos da Presidência da República e para aprovação do Orçamento da União, por exemplo.
Antes da votação, Eunício lembrou que o país passa por um momento difícil e se comprometeu a buscar unir o Senado para buscar soluções duradouras, reconstruir o pacto federativo e aprovar as reformas necessárias, recolocando o Brasil no caminho do crescimento.
O senador também afirmou se sentir honrado com a indicação e lembrou que sua candidatura representava o caminho da tradição, respaldado pelo Regimento Interno e pelas leis. 
A votação se deu por sistema eletrônico, com votos secretos. Tradicionalmente, o partido com a maior bancada fica com a Presidência do Senado, mas pode haver candidaturas alternativas, como foi a do também governista José Medeiros, vice-líder do governo, que tinha o apoio declarado de senadores como Magno Malta (PR-ES), Lasier Martins (PDTRS) e Cristovam Buarque (PPS-DF). 
Em sua primeira entrevista como presidente do Senado, Eunício Oliveira disse que sua relação com o governo será de "independência, harmonia e diálogo", mas se comprometeu com a agenda de reformas proposta pelo Executivo.
Ele afirmou ainda que a quebra de sigilo de delações premiadas da Odebrecht deve ser discutida amplamente na Casa. "Não só de uma empresa, como de todas as delações", declarou. 
Em seu último discurso como presidente da Casa, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) defendeu a divulgação das delações da empreiteira.  

Aliado

O presidente Michel Temer parabenizou o senador Eunício Oliveira pela eleição. Por meio do porta-voz da Presidência, Alexandre Parola, Temer disse que espera trabalhar com Eunício e os demais parlamentares da base aliada do governo na agenda de reformas que, segundo ele, têm recolocado o Brasil no caminho do crescimento. 

Fonte: DN 

Professora do município de Quixadá é morta

Quixadá. Comoção e revolta. Esses sentimentos se multiplicaram nas redes sociais logo após a população de Quixadá (a 168 Km de Fortaleza) tomar conhecimento da morte da professora Socorro Gomes Ferreira, de 48 anos. Ela foi encontrada morta no fim da manhã de ontem em um matagal na entrada da cidade. O corpo da vítima apresentava sinais de violência.
Como fazia habitualmente, professora da rede pública de ensino havia saído de casa ao amanhecer para caminhar até as proximidades da rotatória da CE-359, no entorno da cidade. A demora no retorno deixou os familiares preocupados e logo uma corrente virtual se formou na internet à procura dela.
A Polícia também foi acionada. Horas depois ela foi encontrada, morta, a cerca de 50 metros da rodovia, explicou um inspetor da Polícia Civil. Um dos tênis da professora foi encontrado no asfalto, acrescentou o policial.
Após os levantamentos no local onde a professora foi achada, a delegada plantonista, Solange Dantas Alexandre, e policiais civis, realizaram investigações naquele perímetro.
As imagens de uma câmera de videomonitoramento registram a passagem de Socorro Ferreira por volta das 5h45. Cinco minutos depois o suspeito passou, correndo na mesma direção. O material foi recolhido como prova. 
Reforçando os indícios de assassinato o perito do Núcleo de Perícia Forense (Pefoce), Herbert Andrade, que atendeu à ocorrência, registrou na Delegacia Regional da Polícia Civil a existência de sinais de estrangulamento. Também coletou amostra do sangue encontrado no pescoço, provavelmente do autor do crime. Resíduos das unhas da vítima também foram recolhidos pelo perito.

Preso

Horas após a morte da professora, a equipe da Polícia Civil de Quixadá já procurava o autor do crime. Além da localização de testemunhas, as imagens de uma câmera instalada à margem da Avenida Jesus Maria e José, auxiliaram os inspetores a identificar o suspeito. Trata-se do ex-presidiário Ernandes Benjamin de Paiva, o 'Guelé', 24.
Com o apoio da Polícia Militar ele foi preso em agrante, no fim da tarde no bairro Campo Novo. 'Guelé' apresentava escoriações e arranhões no corpo. Foram as marcas deixadas pela vítima no desespero de tentar se livrar do assassino. A delegada regional, Anna Cláudia Nery, informou que ele foi reconhecido por testemunhas. "A intenção do assassino era de estuprar a vítima. A necropsia vai confirmar se o abuso sexual chegou a ser consumado" ressaltou a delegada.

Fonte: O POVO

Marisa Letícia piora e quadro é "irreversível", diz médico

A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, 66 anos, permanece internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e apresentou uma piora no início desta quarta-feira, 1º. De acordo com o médico Roberto Kalil Filho, o quadro dela é “irreversível”. A informação foi divulgada já na madrugada desta quinta.
Marisa sofreu de aniscoria, caracterizada pelo tamanho desigual das pupilas, de acordo com a revista Veja.
A condição mostra que uma região importante do tronco cerebral pode estar sofrendo hemorragia. A Veja informou que, de manhã, os médicos já haviam observado uma piora na inflamação cerebral.
A complicação ocorre devido ao aumento da quantidade de sangue circulante em determinado local do cérebro. Marisa está internada desde o último dia 24, na capital paulista, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico.
Segundo o Sírio-Libanês, após a admissão hospitalar, Marisa foi submetida a uma embolização de aneurisma cerebral. Posteriormente, a paciente foi submetida à passagem de um cateter para monitoramento intraventricular da pressão intracraniana.
Marisa Letícia vem sendo acompanhada pelas equipes coordenadas pelos médicos Roberto Kalil Filho, Milberto Scaff, Marcos Stávale e José Guilherme Caldas.