Buscar

29 novembro 2017

Juiz determina cassação do diploma do prefeito de Sobral

Resultado de imagem para Ivo Gomes
O juiz Fábio Medeiros Falcão Andrade, da 24ª zona eleitoral, determinou a cassação do diploma do atual prefeito de Sobral, Ivo Ferreira Gomes, e da vice-prefeita da cidade, Christianne Coelho. A decisão foi publicada nesta segunda-feira (28) no Diário Oficial da Justiça Eleitoral.
O prefeito de Sobral, por meio de sua assessoria, afirmou ao G1 que vai recorrer da decisão no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Enquanto isso, Ivo deve permanecer no cargo exercendo as funções no executivo municipal.
Na decisão, o juiz determinou o afastamento do cargo e a inelegibilidade pelo prazo de oito anos do prefeito e da vice, além de declarar nulo os votos por eles recebidos durante a eleição de 2016. O magistrado estipulou ainda o pagamento de uma multa no valor de R$ 40 mil.
A decisão do magistrado foi tomada em resposta a ação movida pelo deputado federal Moses Rodrigues, segundo colocado na eleição para prefeito de Sobral realizada no ano passado. O juiz eleitoral relata na decisão, entre outros episódios, que testemunhas afirmaram ter recebido valores entre R$ 50 e R$ 100 do então candidato Ivo Gomes. "A prova dos autos demonstra satisfatoriamente a prática de captação ilícita de sufrágio pelo candidato Ivo Gomes, mediante oferecimento de dinheiro", afirmou o juiz em sua decisão.
Prefeito contesta
O prefeito fez um comentário sobre a decisão no perfil dele no Facebook e afirmou que não comprou votos e que vai recorrer da decisão.
"Nunca, em momento algum e por respeito às pessoas, comprei voto de quem quer que seja, nesta ou em nenhuma outra eleição. O próprio Ministério Público eleitoral de Sobral afirmou no processo não haver qualquer prova contra mim. Essa decisão só valerá se confirmada pelo TRE, a quem estou recorrendo. Continuo tranquilo conduzindo meu trabalho para melhorar a vida do povo do meu município", disse isso.
O prefeito de Sobral também divulgou uma nota oficial do Partido Democrático Trabalhista (PDT), em que discorda da decisão. "Não existe nos autos e tampouco ocorreu durante o processo eleitoral conduta realizada pelos candidatos eleitos que infringisse a legislação eleitoral".
Se o prefeito perder o recurso no TRE, ele pode recorrer ainda no Tribunal Superior Eleitoral; nesse caso, ele recorre afastado do cargo.

Fonte: G1/CE

Mãe é condenada a 32 anos de prisão pela morte do filho por envenenamento

Cristiane Coelho é presa em Fortaleza; ela é suspeita de matar o filho com sorvete envenenado (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)
Cristiane Renata Coelho, acusada de assassinar o filho autista de nove anos e de tentar matar o então marido com veneno, foi condenada nesta terça-feira (28) a 32 anos de prisão. Ela não compareceu ao júri e foi representada pelo advogado. O julgamento começou às 9h30 desta terça-feira no Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza, e terminou às 21h35 (horário local).
A defesa de Cristiane Renata também não indicou testemunhas para serem ouvidas em plenário. Os dois advogados de defesa alegaram negativa de autoria, afirmando que ela não foi autora do crime. A teoria da defesa foi rebatida por dois promotores e uma assistente de acusação; eles defenderam que havia provas suficientes para condenar a acusada.
De acordo com o Tribunal de Justiça do Ceará, "os jurados reconheceram a materialidade e a autoria dos dois crimes - homicídio [do filho] e tentativa de homicídio [do ex-marido] - bem como as três qualificadoras: motivo torpe, uso de veneno e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.
Ela não poderá responder em liberdade. Se instâncias superiores mantiverem a condenação de Cristiane Renato Coelho, ela terá de cumprir pelo menos dois quintos da pena, por se tratar de crime hediondo.
Sobrevivente, de suspeito a acusador
Conforme a denúncia, a acusada cometeu o crime de modo a dar aparência de que o ex-marido, o subtenente do Exército Francileudo Bezerra Severino, havia matado o filho e engerido veneno em seguida. Como Francileudo sobreviveu, ele testemunhou contra ela, e o caso teve uma reviravolta.
O julgamento ocorreu três anos após o crime, na madrugada de 11 de novembro de 2014. O filho, Lewdo Ricardo Coelho Severino foi morto com veneno misturado com sorvete, o doce preferido da criança, conforme a denúncia.
Conforme a denúncia, a acusada cometeu o crime de modo a dar aparência de que o ex-marido havia matado o filho e engerido veneno em seguida. Como Francileudo sobreviveu, ele testemunhou contra ela, e o caso teve uma reviravolta.
Ela foi denunciada por homicídios triplamente qualificados (um consumado, com a morte do filho e outro tentado, com o envenamento do ex-marido), com as qualificadoras de motivo fútil, emprego de meio cruel (veneno) e utilização de recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Durante o julgamento o ex-marido, o subtenente do Exército Francileudo Bezerra Severino, vai ficar frente a frente com a ex-mulher.

Fonte: G1/CE

Ceará tem segunda maior incidência da dengue do país, diz Ministério da Saúde

 Mosquito Aedes aegypti é vetor de três arboviroses: dengue, chikungunya e zika. (Foto: Paulo Whitaker / Reuters )A incidência de dengue no Ceará em 2017 é de 457,7 casos por grupo de 100 mil habitantes, a segunda maior do país, perdendo apenas para Goiás, que registra incidência de 906,3 casos da doença por 100 mil habitantes. No Brasil, a taxa é de 116 casos/100 mil/hab. Os dados são do Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), apresentado nesta terça-feira (28) pelo Ministério da Saúde. O levantamento foi realizado de outubro até a 1ª quinzena de novembro.
Transmissor do vírus da dengue, o Aedes aegypti também é vetor de outras duas arboviroses: chikungunya e zika. De acordo com dados da Secretaria de Saúde do Ceará, até 18 de novembro, o estado registrou 24.212 casos de dengue, dos quais 55% em Fortaleza (13.417). No estado a dengue foi responsável por 19 mortes em 2017, 12 delas na capital cearense.
Considerando os casos de chikungunya, até o fim da primeira quinzena de novembro, foram confirmados 97.876 casos no Ceará, o que representa 53% de todos os casos registrados no país (184.458). Fortaleza continua na liderança, com 57.792 casos. Cento e trinta e nove pessoas morreram no Ceará em consequência da doença, das quais 108 na capital. Em relação à zika, o estado registrou 561 casos em 2017, dos quais 265 em Fortaleza.
Segundo o Ministério da Saúde, 181 dos 184 municípios do Ceará realizaram o Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa). Considerando a ocorrência das três arboviroses transmitidas pelo mosquito – dengue, chikungunya e zika – o estado está com 124 municípios em situação satisfatória (68,5%), 49 em alerta (27,07%) e oito em risco de epidemia (4,3%).
Em todo o país, indica 357 municípios brasileiros em situação de risco de surto de dengue, zika e chikungunya. Isso significa que mais de 9% das casas visitadas nestas cidades continham larvas do mosquito. No total, 3.946 cidades de todo o país fizeram o levantamento.
Além das cidades em situação de risco, o LIRAa identificou 1.139 municípios em alerta, com índice de infestação de mosquitos nos imóveis entre 1% a 3,9% e 2.450 municípios com índices satisfatórios, com menos de 1% das residências com larvas do mosquito em recipientes com água parada.
O Mapa da Dengue, como é chamado o Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), é um instrumento para o controle do mosquito Aedes aegypti. Com base nas informações coletadas no LIRAa, o gestor pode identificar os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito, bem como o tipo de depósito onde as larvas foram encontradas.

Fonte: G1/CE

28 novembro 2017

Enel renegocia contas de luz atrasadas no Ceará

Enel renegocia contas de luz atrasadas no Ceará (Foto: Divulgação)Consumidores de todo o Ceará com contas de energia elétrica em atraso poderão renegociar e parcelar o débito de 27 de novembro a 29 de dezembro, durante feirão promovido pela Enel. A negociação poderá ser feita em todas as lojas de atendimento da concessionária de energia elétrica.
De acordo com a Enel, as condições de parcelamento podem variar conforme com a situação de cada cliente. Em alguns caso, pode chegar à dispensa total de juros e sem atualização da dívida. Em junho deste ano, a companhia realizou outro feirão com condições especiais e registrou, ao todo, 14.526 parcelamentos.
Como participar
Para participar, o cliente precisa ter, pelo menos, uma fatura vencida a pelo menos 30 dias. Além da conta de energia, o cliente deverá levar seu CPF para a loja de atendimento e atualizar seu cadastro informando também telefone de contato e, quando existente, o e-mail.
Os grandes clientes que desejarem participar devem procurar a Enel por meio dos seus executivos de atendimento durante a semana, em horário comercial, na sede da companhia.
Serviço
  • Feirão de parcelamento de contas nas lojas da Enel
  • De 27 de novembro a 29 de dezembro
  • Das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira
  • Em todas as lojas Enel Distribuidora Ceará no estado
Fonte: G1/CE

Eleitores de 29 cidades devem agendar biometria; prazo para recadastro termina na quinta

Eleitor que não se recadastrar pode ter o título eleitoral cancelado. (Foto: TSE/Divulgação)
Eleitores de 29 municípios do Ceará têm até quinta-feira (30) para realizar o cadastramento biométrico sob pena de ter o título de eleitor cancelado. O alerta é do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará. De acordo com as estatísticas do TRE-CE, Icapuí e Moraújo atingiram até agora o maior índice, com 87% dos eleitores recadastrados.
Em seguida, aparecem Barroquinha (86%) e Fortim, Chorozinho, Granja, Martinópole e Pentecoste, com 85% dos títulos revisados. Pacatuba, com apenas 73%, e Redenção, Barreira, São Benedito e Aracati, com 76%, são os municípios com menores índices de eleitores recadastrados com a biometria.
A coordenadora de Administração do Cadastro Eleitoral do TRE-CE, Lorena Belo, adverte que “os eleitores desses municípios que não comparecerem aos cartórios e postos de atendimento terão o título cancelado e serão obrigados a regularizar a sua situação junto à Justiça Eleitoral até o fechamento do Cadastro Eleitoral, no dia 9 de maio de 2018, sob pena de não poderem votar nas próximas eleições e ainda ficarem impedidos de obter a quitação eleitoral”.
Municípios
Os municípios que têm prazo para encerrar o recadastramento biométrico dos eleitores no fim deste mês são: Aracati, Fortim, Icapuí, Canindé, Itatira, Pacajus, Chorozinho, Pacatuba, Guaiuba, São Benedito, Carnaubal, Granja, Martinópole, Uruoca, Acaraú, Jijoca de Jericoacoara, Cruz, Pentecoste, General Sampaio, Apuiarés, Redenção, Acarape, Barreira, Coreaú, Moraújo, Chaval, Barroquinha, Pacoti e Guaramiranga.

Prejuízos

Os eleitores que não realizarem o cadastramento biométrico, além de não poder votar nas próximas eleições, ficam impedidos de:
  • Requerer passaporte ou carteira de identidade;
  • Receber salário e benefícios sociais de entidades públicas ou assistidas pelo governo;
  • Fazer parte de concorrência pública ou administrativa em qualquer instituição da União, dos estados, dos municípios ou do Distrito Federal;
  • Solicitar empréstimos em qualquer banco ou estabelecimento de crédito subsidiado pelo governo;
  • Inscrever-se em concursos públicos ou tomar posse de cargos públicos;
  • Renovar matrícula em qualquer instituição de ensino pública ou fiscalizada pelo governo;
  • Requerer qualquer documento que necessite da quitação eleitoral.


Documentação

Para fazer o cadastramento biométrico, os eleitores precisam apresentar o RG ou qualquer outro documento que comprove a nacionalidade brasileira - como Carteira de Trabalho ou carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal; certificado de quitação com o serviço militar, para os brasileiros do sexo masculino, com idade entre 18 a 45 anos que forem tirar o título pela primeira vez; além do comprovante de residência.
De acordo com o cronograma estabelecido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, nas Eleições de 2018, 129 dos 184 municípios cearenses terão 100% dos seus eleitores recadastrados com biometria. A meta do TRE-CE é recadastrar cerca de 75% do eleitorado do Estado até 9 de maio de 2018 e atingir 100% em 2020. Para o ciclo 2017-2018, 67 municípios passarão pelo processo de revisão biométrica.

24 novembro 2017

Corredor cearense usa chinelos para fazer maratonas: "Tênis prejudica as unhas"

Edilson Saraiva, que usa o codinome de Em meio aos tênis ideais para a corrida de rua, um par de chinelos destoa da ultramodernidade e carrega histórias de Edilson Saraiva, de 47 anos. Cearense, dono de uma oficina mecânica, que dá a ele uma renda mensal modesta, ele já rodou Brasil, Chile, Peru e Argentina em maratonas, completando provas com chinelos nos pés, e não tênis. Assim, desperta a atenção nos demais corredores. Tudo para não machucar as unhas durante as corridas, conta. Com bom humor, o homem que mora em Baturité, distante 100km de Fortaleza, brinca sobre a escolha do calçado, que não é recomendado por ortopedistas.
- Todo mundo fica bem admirado mesmo. Qualquer pessoa que vê, até amigo, se admira. Não tem ninguém que faça isso. Já soube de outros que correm de chinelo, mas o tempo é mais alto. O meu tempo é melhor. Todo mundo se admira. Uma vez, uma pessoa que eu não sabia quem era queria me dar um tênis. Eu falei: 'se for para ir à missa, tudo bem'. Mas, para correr, não. Me viu em Guaramiranga (cidade da Serra de Baturité) correndo. Me ofereceu em Pacoti (cidade vizinha) - comenta, sorrindo.
Edilson começou a correr de forma amadora em 2013. Em 2014, fez a primeira prova oficial. Em outubro deste ano, fez 42 quilômetros de chinelos com um tempo de 3h13min, em Buenos Aires. E, certa vez, testou quantas maratonas uma chinela aguentava... Foram 20 seguidas, com 844 quilômetros. Ele também já foi de Fortaleza a Baturité correndo. Edilson demorou 9h45min para completar 100 quilômetros que separam as duas cidades. Conseguiu fazer cerca de 20 quilômetros de tênis. Os outros 80 quilômetros foram realizados de chinelos.
No detalhe, o par de chinelos de 20 maratonas usado por Edilson Saraiva (Foto: Arquivo Pessoal)- Eu comecei a correr assim (de chinelos) em 2014. O motivo é que o tênis, o mais confortável que for, prejudica as unhas. Eu corri de chinelo, porque ela (a unha) "fofa" e cai. No percurso de 42 quilômetros, é perigoso até eu não completar (se for de tênis). São nove maratonas oficiais. Treinando, eu tenho mais de 200. Nunca deu problema (correr de chinelo). Até porque eu vou no meio do povão, não sou da elite. A parte de ortopedista a gente sabe que é para correr com o tênis. Mas sempre procuro trocar os chinelos, não deixar baixar muito. Não ficar bem fina. Não chegou a quebrar o cabresto (a de 20 maratonas). Isso foi só um desafio - brinca.
Ele agora tem na agenda a Maratona da Virada, em Baturité. Fora, no Rio de Janeiro em 2018. Mas sonha mesmo é ir, um dia, correr na Maratona de Berlim, na Alemanha.
- É muito apertado. As minhas condições financeiras realmente são poucas. Eu só tenho uma oficina de mecânica pequena. Não tenho patrocínio. Nunca tive acesso à empresa de chinelos para tentar patrocínio. Então tenho poucas condições. Tenho vontade de correr em Berlim, na Alemanha, é considerada uma das três maratonas importantes - Berlim, Boston e Nova Iorque - são imensas.

Não é melhor calçado, diz médico do esporte

Marcus Strozberg é médico do esporte e diz que o uso de chinelos em corridas de rua não é recomendável (Foto: Arquivo Pessoal)
Segundo o médico do esporte Marcus Strozberg, o chinelo não é o melhor para fazer exercícios.
- Na verdade, a gente considera que a sandália de tira não é o melhor calçado para ele praticar exercício nenhum. Não é algo para ser repetido. Não é algo que a gente recomende. Na prática, está pouco presa ao pé. Não tem uma estabilidade maior. Não tem um bom sistema de absorção de impacto. Pelo fato de o calçado ter uma mobilidade, isso permite que ele possa ter um acidente em um uso de um calçado como esse. É impressionante a capacidade de o corpo se adaptar. Se não tivesse, ele já teria se machucado. O corpo criou uma adaptação. Se colocarmos um tênis nele, ele não consegue correr de tênis. Mas não é algo que a gente recomende - explica.
Marcus lembra que o calçado para corrida é algo recente, de cerca de 30 anos. E que, antes, as pessoas chegavam a correr descalças. Mas nunca de sandália.
- É uma história interessante de contar. Já acompanhei gente que corre descalço. Atletas que vinham da região rural, da roça, o que no nosso clima é bem complexo. No asfalto, é difícil. Luva de pé, elas começaram a usar, ela tem um pequeno solado, o que não conta como sistema de absorção. Na história esportiva, o ser humano sempre correu. O calçado com tecnologia vem de 30 anos. Dizer que correr descalço é impossível é uma besteira. Eu não acho uma supresa se alguém disser que corre uma maratona descalço. O inusitado é correr de chinelo. Descalço não seria novidade - finaliza.

Fonte: G1/CE

23 novembro 2017

Camilo pede ao Papa Francisco a beatificação de padre Cícero

Camilo Santana pediu o apoio do Papa Francisco para a beatificação do Padre Cícero (Foto: Governo do Estado/Divulgação)O governador do Ceará, Camilo Santana, se encontrou nesta quarta-feira (22) com o Papa Francisco, no Vaticano, e reforçou o pedido para beatificar padre Cícero, considerado santo popular no interior cearense. O governador aproveitou viajou à Roma para discutir a possibilidade de parcerias entre o Ceará e a Itália em diversas áreas.
“Foi um momento muito importante e de muita emoção. Disse ao papa Francisco que éramos muito gratos pela reconciliação de padre Cícero com a Igreja, que só aconteceu graças a ele. O papa, inclusive, disse que está estudando a beatificação do padre de forma muito positiva”, afirmou o governador.
Na ocasião, Camilo Santana pediu bênçãos para o Ceará e entregou as imagens de Cristo e do padre Cícero ao Papa.
“Pedimos muita luz para que o nosso Ceará pudesse enfrentar o momento de dificuldade diante de seis anos de seca e para que a gente tenha cada vez mais forças para trabalhar e dar mais oportunidade aos pobres. Fiz questão de dizer ao papa Francisco que ele é uma inspiração, exemplo de humildade e de como cuidar dos mais necessitados”, disse o governador.

Reconciliação

O Vaticano atendeu em 2015 ao pedido do bispo Dom Fernando Panico e reconciliou o padre Cícero Romão Batista com a igreja católica. Com a reconciliação, não há mais fatores impeditivos para que o "santo popular" do interior do interior do Ceará seja reabilitado, beatificado ou canonizado, segundo o chanceler da diocese do Crato, Armando Lopes Rafael.
Padre Cícero morreu sem conciliação com a igreja católico após o caso conhecido como "milagre da hóstia", no final do século XX. Segundo a crença popular, a hóstia dada por padre Cícero virou sangue na boca de uma beata. Segundo o bispo Dom Joaquim, o "santo popular", interpretou de forma equivocada a teologia e Bíblia.

Fonte: G1/CE

Imparh oferta 1.190 vagas para cursos do Centro de Línguas

Imparh oferece cursos de línguas estrangeiras em Fortaleza (Foto: Divulgação)O Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh) abre inscrições para seleção de novos alunos do Centro de Línguas. No total, são ofertadas 1.190 vagas para o semestre 2018.1 para os cursos de português, inglês, espanhol, italiano, francês e alemão. As inscrições devem ser feitas até o dia 17 de dezembro, exclusivamente, pela internet, no Canal de Concursos e Seleções da Prefeitura.
Podem participar da seleção os interessados que tenham concluído ou estejam cursando, no mínimo, o 9º ano do ensino fundamental e tenham idade mínima de 14 anos completos. Para se inscrever, os candidatos devem preencher o formulário eletrônico e pagar a taxa de inscrição no valor de R$ 70.
A seleção reserva 50% das vagas para estudantes regularmente matriculados em escolas públicas que deverão apresentar uma declaração da instituição de ensino em que estudam, na qual deverá ser informada a série em que se encontra regularmente matriculado, juntamente a uma cópia do documento de identidade e do comprovante de inscrição, e entregá-los na Diretoria de Concursos e Seleções (Dices) do Imparh, no período de 13 a 19 de dezembro (exceto sábado e domingo), no horário das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30.

Processo seletivo

O processo seletivo constará da aplicação de prova objetiva, com 40 questões, com caráter eliminatório e classificatório. Para os candidatos que concorrem às vagas de português, a prova abordará conhecimentos gerais. Já para os candidatos às vagas dos cursos de línguas estrangeiras (inglês, espanhol, italiano, francês e alemão), o exame versará sobre língua portuguesa e conhecimentos gerais. A data prevista para aplicação da prova objetiva é 21 de janeiro de 2018.
Para os aprovados na seleção, é cobrada taxa de matrícula semestral no valor de R$80 para estudantes dos idiomas estrangeiros, e de R$ 110 para o idioma de português pois custeia o material didático do semestre letivo. Os cursos de línguas estrangeiras têm duração de três anos e meio. Já o curso de português dura dois anos e meio.

Mais informações:

Diretoria de Concursos e Seleções (Dices)
Endereço: Av. João Pessoa, 5609 – Damas
Telefone: 3433.2987

Fonte: G1/CE

Escola do CE nega matrícula para aluna transgênero, diz mãe

Menina trans teve matrícula rejeitada, segundo a mãe (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)
Uma escola de Fortaleza comunicou aos pais de uma aluna transgênero que não renovaria a matrícula da filha na unidade no próximo ano, segundo relato da mãe. A aluna de 13 anos se identifica como menina. A família diz que é vítima de discriminação.
De acordo com a mãe, a filha estuda na Escola Sesc Educar no Bairro Montese desde os dois anos. Inicialmente, segundo a mãe, a escola aceitou a permanência da filha e ofereceu apoio quando soube da mudança de identidade de gênero. “Eles disseram que iam nos fornecer toda ajuda. E que tudo ia ser um aprendizado”, disse a mãe. "Acreditávamos no projeto pedagógico construtivista e inclusivo, onde desde cedo minha filha teve oportunidade de conviver com as mais diversas crianças: autistas, down, portadores de deficiência física", acrescentou.
No entanto, ela foi chamada para uma reunião com a direção da escola. “Conversei com uma gerente de educação da escola. Uma mulher educada, mas insensível e direta. Ela foi bem clara e objetiva. Disse que minha filha não poderia mais estudar na instituição em 2018 por ser 'aluna trans'. Eu fiquei perplexa e arrasada”, conta a mãe.
O G1 entrou em contato com a Escola Sesc Educar, mantida pelo Sistema Fecomércio. Através da assessoria de imprensa, a escola disse lamentar profundamente que “qualquer atitude, fruto de preconceito ou desconhecimento, tenha causado sofrimento à família”. Informou também que “determinou imediata apuração e tomada de providências para o acolhimento da aluna, bem como a adoção de protocolos para que fatos semelhantes não voltem a acontecer”. Na nota, a Escola Educar Sesc afirma que o “Sistema Fecomércio é inclusão e educação”. E concluiu: “à família, nosso sincero pedido de desculpas”.

Sem carteira de estudante

A mãe lamenta o fato de a filha não ter conseguido a carteira de estudante já que não teve a matrícula confirmada com nome social. “Se recusaram a fazer. A escola não confirmou a matrícula da garota na instituição. Não foi possível tirar o documento. Eles disseram para gente que precisaria consultar um setor jurídico, ainda que ela estivesse frequentando as aulas regularmente. Um absurdo. O que causa danos morais e também financeiros, uma vez que ela não pode exercer seu direito à meia”, desabafa.

Acompanhamento

Mãe e filha são acompanhadas pelo Centro de Referência LGBT Janaína Dutra, mantido pela Prefeitura de Fortaleza, desde o início do processo de transição de gênero da adolescente.
A assistente social do centro, Larícia Keury Campos, explica que o local media ações contra violações de direitos da população LGBT.
Psicóloga integrante do centro, Fabíola Diógenes alerta para a gravidade do caso. De acordo com ela, para qualquer criança, ser rejeitada pelo ambiente escolar é algo “extremamente traumatizante”. “Os ambientes de maior segurança para a criança e o adolescente são os familiares e escolares. Uma criança que se sente rejeitada dessa maneira, perde a segurança, pode afetar o desenvolvimento dela, gerar diminuição do interesse em estudar e outras dificuldades.”
A profissional lembra que crianças no início da transição, como o caso da menina, relatam que os colegas praticam bullying. Com o ocorrido, ela pode se sentir mais insegura e isso ocasionar evasão escolar.

Fonte: G1/CE

Escolas do Ceará têm o melhor índice do Ideb no Norte-Nordeste

Mapa mostra a porcentagem de escolas dos anos iniciais do fundamental que já atingiram o Ideb 6, meta esperada para 2021 (Foto: Alexandre Mauro/G1)
No Ceará, 33% das escolas bateram a meta nacional de qualidade estipulada pelo próprio MEC para 2021, que corresponde ao nível 6 no Ideb. Outras duas em cada três (67%) escolas dos anos iniciais do ensino fundamental avaliadas em 2015 ainda não chegaram ao patamar mínimo de qualidade definido pelo Ministério da Educação.
Apesar de menos da metade escolas do estado terem avaliação considerada boa, o índice do Ceará é o melhor do Norte e Nordeste. Piauí aparece em segundo lugar na região, com 11% das escolas com nota 6 no Ideb.
Todos os outros estados do Nordeste têm apenas 4% ou menos de suas escolas com índice considerado bom pela avaliação do Ideb.

O que é o Ideb

O Ideb foi criado em 2005, depois que a Prova Brasil passou a ser censitária para o ensino fundamental, ou seja, aplicada em todas as escolas do país. Entre 2005 e 2015, o número de escolas que já conseguiram atingir esse patamar mínimo de qualidade cresceu 66 vezes.
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que aplica a Prova Brasil e calcula o Ideb, definiu a meta do Ideb estimando que o desempenho 6 (entre 0 e 10) corresponde ao desempenho médio dos estudantes do 5º ano do fundamental da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) na edição 2003 do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa).

Patamar mediano

Cada escola tem sua própria meta individual, calculada na primeira edição do Ideb, em 2005. Por isso, algumas têm que atingir, até 2021, metas abaixo do nível 6, enquanto outras têm metas bem mais altas – mas, para o Brasil chegar à meta 6, cada escola precisa atingir sua meta própria.
Porém, como o indicador foi estabelecido usando parâmetros para comparar a qualidade do ensino do Brasil com o de países desenvolvidos, e o nível 6 indica o aprendizado médio desses países, o estudo buscou analisar as escolas dos anos iniciais do fundamental de acordo com esse patamar mínimo de qualidade.

Fonte: G1/CE

17 novembro 2017

Taça TV Diário aquece o futsal de Aracoiaba

1ª Taça TV Diário de Futsal
Com o intuito de completar o calendário de competições do esporte em 2017, revelar valores para a modalidade e celebrar a parceria que já dura 10 anos com a televisão, começará hoje a I Taça TV Diário de Futsal, a qual vai movimentar o interior e a região metropolitana da capital. A competição terá início hoje e vai até 17 de dezembro de 2017.
A TV Diário, que colabora na realização da Taça, irá fazer toda a cobertura dos jogos, acompanhando os que são realizados no sábado e transmitindo ao vivo, sempre às 18 horas (horário de Fortaleza), um deles que acontecer no domingo.
A Taça terá a participação de 16 cidades, que serão divididas em quatro zonais, cada zonal contendo quatro municípios distribuídos, levando-se em consideração a proximidade geográfica. Todos do grupo jogam entre si e se classificam os dois melhores para a fase final. Daí seguem-se as quartas de final, seminal e final, com uma sede ainda a ser escolhida durante as disputas.
Os municípios que irão participar são os seguintes: Eusébio, Horizonte, Beberibe, Aracoiaba, Cruz, Acaraú, Bela Cruz, Marco, Morada Nova, Madalena, Mombaça, Jaguaribe, Martinópole, Camocim, Jijoca de Jericoacoara e Boa Viagem.
Zonais
O Grupo A, sediado em Aracoiaba, terá jogos de 17 a 19 de novembro e as equipes desse grupo são Aracoiaba, Quixeramobim, Madalena e Pacajus.
As três primeiras rodadas são as seguintes: hoje, às 19 horas - Quixeramobim x Pacajus e às 20h30, Aracoiaba x Madalena. Amanhã, às 19 horas, Madalena x Quixeramobim e às 20h30, Aracoiaba x Pacajus. No domingo, dia 19, Madalena x Pacajus se enfrentam e às 18 horas, Aracoiaba x Quixeramobim. Todos os jogos serão realizados no Ginásio Eugênio de Castro. A Taça deve movimentar mais de 300 atletas dos vários municípios.

16 novembro 2017

Ceni no Fortaleza: técnico espera montar 70% do time para temporada 2018

Rogério Ceni foi apresentado oficialmente e participou da primeira entrevista coletiva vestindo a camisa do Fortaleza, na tarde desta quarta-feira, 15, no Castelão. Entre os principais assuntos abordados, o treinador do Tricolor do Pici comentou sobre a montagem do elenco para a temporada de 2018 e a diferença da experiência como técnico no São Paulo, onde comandou o time por apenas seis meses.
“Vivi 27 anos de São Paulo. Pude fazer tudo o que eu podia. Como treinador, a diferença é que aqui vamos montar praticamente 70% desse time. No São Paulo, tinha praticamente montado e a verba pequena de investimento. O clube (São Paulo) necessitava trazer dinheiro naquela época. O São Paulo arrecadou nos seis primeiros meses quase R$ 150 milhões. Lá foi o processo contrário, foi retirando peça por peça. Aqui vamos trazer jogadores que estejam até o fim do campeonato, especialmente grande parte do time até o fim do ano na disputa da Série B”, afirmou Ceni.
O treinador também respondeu a questionamentos sobre o orçamento financeiro do Fortaleza para a montagem do elenco. Ceni elogiou os atletas que já estão no Leão, como o goleiro Marcelo Boeck, os laterais Felipe e Bruno Melo e os volantes Anderson Uchôa e Pablo.
"Vamos tentar achar no mercado jogadores que dentro do padrão salarial do Fortaleza possam vestir a camisa do Fortaleza, que tenham prazer e orgulho de vestir essa camisa. Eu vim aqui pra ganhar, para ganhar jogo após jogo”, comentou. Vamos tentar montar time, não no meu estilo, mas no estilo do Fortaleza, dentro da possibilidade do clube. Vamos tentar investir mais em jogadores decisivos, que possam definir uma partida e montar um grupo ao redor disso. Não um grupo muito grande, no máximo de 22 jogadores”, completou.
Com a chegada de Ceni ao Fortaleza, a expectativa é de que o clube possa fazer melhorias. O próprio treinador tratou sobre infraestrutura nas negociações. "Não é uma questão minha, mas conjunta da presidência, diretoria e minha que são necessárias reformas. E nós vamos tentar desde a minha influência até as condições financeiras do clube, que a gente faça uma nova sala de musculação, talvez um novo gramado sintético, a reforma do gramado principal do estádio. Melhorar as condições para que os atletas se sintam motivados”, comentou.

Convite e título no primeiro semestre

Ceni aproveitou para ressaltar a importância do presidente Marcelo Paz na sua vinda para o Fortaleza. "Continuei fazendo meus cursos, estudos, observando o futebol. O principal fator que me trouxe aqui está do meu lado (apontando para Marcelo Paz), a persistência e a insistência. Foi por um acaso mesmo: eu vim para Fortaleza há duas semanas, para um evento, e acabei conversando com o Bosco e o Luís Eduardo Girão, presidente na época, e eles tentaram me mostrar as instalações do clube, fazendo um convite para eu trabalhar aqui", explicou.
O novo treinador do Leão destacou o desejo de conquistar o primeiro título com o Fortaleza, no primeiro semestre de 2018, quando o Tricolor disputará o Campeonato Cearense, além de justificar a escolha pelo Fortaleza. "Eu não vejo porque não vir ao Nordeste iniciar um trabalho, local onde as pessoas recebem a gente bem, são extremamente simpáticas. Estou muito feliz de estar aqui. Sei que o Fortaleza subiu para a Série B e que o São Paulo é um time que já se encontra em um patamar mais elevado, disputando outros títulos. Mas o futebol é igual em todo lugar, desde que seja feito com amor e paixão", concluiu.

Fonte: O POVO

13 novembro 2017

Rogério Ceni será apresentado na próxima quarta-feira, no Castelão

Tudo definido: Rogério Ceni será apresentado ao torcedor do Fortaleza na próxima quarta-feira (15), em pleno feriado. Os detalhes da chegada do treinador foram revelados pelo clube neste fim de semana. O evento de apresentação será realizado na Arena Castelão e terá início às 16h. Sócios-torcedores terão acesso gratuito ao evento. Já o torcedor não sócio precisará pagar ingresso, que custa R$ 30 a inteira e R$ 15 a meia. 
Na ocasião, também será lançada a camisa oficial do treinador, que chega ao clube com o slogan "O M1to é do Leão". O evento de apresentação também será animado pelo show da dupla Fran & Diego na área VIP Premium do estádio. Antes do evento com a torcida, Rogério Ceni concederá entrevista coletiva à imprensa no auditório da Secretaria do Esporte do Estado (Sesporte), na Arena Castelão. 
Anunciado como treinador na última sexta-feira, Rogério Ceni chega ao Tricolor na companhia de três profissionais: o francês Charles Hembert (supervisor técnico), Nelson Simões (Auxiliar Técnico) e Danilo Augusto (Preparador Físico). No dia seguinte após ser confirmado como técnico, o ex-goleiro divulgou um vídeo cumprimentando o torcedor do Fortaleza. 

DE ÍDOLO A TREINADOR

Considerado o maior jogador da história do São Paulo, Rogério Ceni pendurou as chuteiras em 2015 e, menos de um ano depois (após passar um período de estudos na Inglaterra), deu início a sua carreira de treinador, assumindo o comando do São Paulo em novembro de 2016.  
No comando do tricolor paulista, foram 37 partidas, iniciando o trabalho no torneio Florida Cup e terminando na 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.O aproveitamento de Ceni como treinador do São Paulo foi de 49,5%. Foram 14 vitórias, 13 empates e dez derrotas, com 55 gols pró e 42 contra.
Na Série A de 2017, Ceni deixou o time na 17ª colocação do campeonato. No Paulista, o São Paulo comandado pelo ex-goleiro não passou das semifinais diante do Corinthians. Na Sul-Americana, a eliminação veio na primeira fase para o Defensa y Justicia. Na Copa do Brasil, o time do Morumbi perdeu para o Cruzeiro nas quartas de final.

BRUNO BALACÓ - O POVO

08 novembro 2017

BRINQUEDOPRAÇA - Aracoiaba recebe visita técnica do Programa Mais Infância Ceará

Brinquedopraça de Irauçuba
Na manhã desta quarta-feira (08), a cidade de Aracoiaba recebeu a Técnica e Psicóloga, Karine Braga, para realização da visita técnica do Mais Infância Ceará. Essa visita se deu após o município de Aracoiaba ter sido contemplado no edital 2016 com uma Brinquedopraça.
A brinquedopraça faz parte das ações do Programa Mais Infância, especificamente do pilar Tempo de Brincar, que constrói e revitaliza espaços públicos que garantam o direito da criança ao brinquedo e à brincadeira. O espaço, voltado para as crianças de dois a 12 anos, será cercado e com área de 200m² com brinquedos como casinha dupla com dois escorregadores, casinha dupla com um escorredor, duas gangorras, dois cavalinhos de mola, escorregador com balanço triplo, casinha de boneca, cavalinho e duas gangorras.
A técnica reuniu autoridades do município, representantes das Secretarias Municipais, representação dos conselhos municipais, técnicos da Assistência Social, para realizar o acompanhamento e monitoramento de avaliação para a implantação da Brinquedopraça.

01 novembro 2017

Assembleia aprova reorganização das comarcas da Justiça no Ceará

Resultado de imagem para Plenario Assembleia cearaA Assembleia Legislativa do Ceará aprovou, por 21 votos favoráveis e oito contrários – de um total de 29 parlamentares presentes - projeto de lei do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) que promove reestruturação de comarcas no Estado. O texto original, no entanto, contou com 31 emendas dos deputados, entre elas, a permanência da condição de sede das comarcas de Meruoca, Mulungu, Frecheirinha, Cruz e Ibicuitinga. Em Fortaleza, os 24 juizados cíveis e criminais passam a 20 juizados cíveis e quatro criminais.
O projeto será encaminhado ao Poder Executivo e passa a valor após publicação no Diário Oficial. O Tribunal de Justiça do Ceará afirmou que iria se pronunciar apenas quando a lei for oficialmente publicada.
Outra mudança é que até julho de 2018, o Estado do Ceará deve estar com 60% dos seus processos virtualizados. A proposta é que até 2020 não existam mais processos físicos.
O presidente da Ordem dos Advogados do Ceará (OAB-CE), Marcelo Mota, crítico do projeto da mudança nas comarcas, avaliou que as alterações na proposta original do TJ reduzem o prejuízo à população. "Conseguimos ainda a garantia de que todas as audiências e atos sejam realizados na comarca vinculada, bem como que haja a presença do juiz nas vinculadas, além da virtualização total dos processos até 2020. Cinco comarcas que seriam transformadas em vinculadas continuam como sedes", disse.
Para o presidente da OAB, alguns pontos ainda precisam ser revistos, como "a manutenção dos juizados especiais criminais nos bairros de Fortaleza e a manutenção do acervo processual nas comarcas vinculadas". Para Mota, é necessário ampliar o número e "aproximar os juizados especiais da população".
O deputado Elmano Freitas (PT), relator da mensagem, explicou que o texto final do projeto prevê que todos os municípios do Ceará terão comarcas, sejam elas sedes ou vinculadas. Segundo ele, também está garantida a criação de 17 novas varas e o cronograma de virtualização de todos os processos judiciais no Estado.

Processo na cidade nativa

Para o relator, a presença de uma comarca em cada cidade, seja ela sede ou vinculada, assegurará que as audiências dos processos serão na sede da cidade nativa dos envolvidos. “Na proposta aprovada, é obrigatório que a audiência seja na cidade do cidadão. Não há nenhuma possibilidade de transferência do local da audiência”, explicou Elmano de Freitas. Qualquer mudança nas comarcas só poderá ser feita através de lei. “Uma cidade só poderá perder a sua condição se a Assembleia assim aprovar”.
A comarca do Crato continuará sendo de entrância final, e serão criadas novas varas nas comarcas de Acaraú, São Gonçalo, Beberibe, Viçosa do Ceará, Horizonte, Itaitinga, Russas, Icó, Canindé, Trairi e Iguatu; além de duas varas em Sobral, Juazeiro do Norte e Maracanaú, que possuem o maior número de processos.

Veja o que prevê o projeto aprovado:
As zonas judiciárias passam de 9 para 14;
Criação de 17 novas unidades judiciárias nas entrâncias inicial, intermediária e final;
A permanência da condição de sede das comarcas de Meruoca, Mulungu, Frecheirinha, Cruz e Ibicuitinga;
Em Fortaleza, os 24 juizados cíveis e criminais passam a 20 juizados cíveis e quatro criminais;
Virtualização de todos os processos até 2020.

Fonte: G1/CE