Buscar

12 abril 2017

Açude Itapebussu é o oitavo a sangrar no Ceará em 2017

Oito reservatórios cearenses dos 153 monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) estão sangrando. No domingo, 9, com base no portal hidrológico, o açude Itapebussu, em Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foi o último a sangrar. Atualmente, a Região Metropolitana (RMF) tem mais dois açudes sangrando: Cauhipe (Caucaia) e Maranguapinho (Maranguape).
Também atingiram a capacidadade máxima no Estado os mananciais Acaraú Mirim (Massapê), Caldeirões (Saboeiro), Itaúna (Granja), São Pedro Timbaúba (Miraíma) e Valério (Alteneira). O Tijuquinha, em Baturité, chegou a sangrar neste mês, mas secou devido a uma operação de desassoreamento.
A capacidade máxima do Itapebussu é de 6,3hm³. A última sangria do reservatório de Maranguape foi em 31 de julho de 2011. Nesta terça-feira, 11, foram registradas chuvas em 119 postos pluviométricos monitorados pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Destacando-se as seguintes chuvas superiores a 59 mm, acumuladas em 24 horas: 104 mm (posto=Siupe, municipio=São Gonçalo do Amarante); 84,8 mm (posto=Escola Prof Luiza Teodoro, municipio=Pacatuba); 83 mm (posto/municipio=Paraipaba); 61,4 mm (posto/municipio=Ipaumirim); 60 mm (posto=Cagado, municipio=São Gonçalo do Amarante).

Açudes no Ceará

Conforme os dados do site da Cogerh, 42 açudes estão com volume morto, enquanto 18 permanecem secos. Foram registrados aportes nesta terça-feira, 11, em 66 reservatórios, destacando-se os mananciais Acarape do Meio, Angicos, Araras, Arneiroz II, Ayres de Sousa, Banabuiú, Castanhão, Caxitoré, Edson Queiroz, General Sampaio, Jaburu I, Orós, Pedras Brancas e Pentecoste -o que representa 7,66 milhões m³ de água.
Nesta terça-feira, 11, os açudes monitorados pela Cogerh estão com volume de 2,18 bilhões m³, o que representa 11,69% do total do Estado - 18,64 bilhões m³.

Nenhum comentário:

Postar um comentário