Buscar

29 março 2017

Brasil vence o Paraguai e engata oitava vitória coscutiva

Seleção brasileira chegou à oitava vitória seguida em Eliminatórias sob o comando do técnico TiteNeymar e Philippe Coutinho infernizaram a defesa do Paraguai, ontem à noite, pelas Eliminatórias da Copa, em São Paulo. A dupla levantou a torcida no Itaquerão e foi responsável em manter o aproveitamento de 100% de Tite na seleção. A vitória de 3 a 0 foi a 8ª pelas Eliminatórias desde que o treinador assumiu o lugar de Dunga. Quando isso aconteceu, o Brasil estava fora da zona de classificação à Rússia-2018. Era um Brasil desacreditado. Não é mais.
Com 33 pontos após 14 rodadas, o Brasil já não pode ser alcançado pelo 6º colocado, o Equador, que tem 20 e só pode chegar a 32. A 5ª colocação é a posição da repescagem. A partida entre Uruguai e Peru, encerrada após o fechamento da edição, interfere na definição de classificação antecipada da seleção.
Em São Paulo, onde o torcedor sempre foi mais crítico à seleção, a equipe foi recebida com aplausos. Nem o fato de o Brasil demorar para engrenar foi suficiente para a perda de confiança. 
O Paraguai, do técnico Arce, adiantou sua marcação e tentou, por vezes, induzir o Brasil ao erro na saída de bola. Também travou as beiradas do campo, impedindo que os laterais brasileiros avançassem com facilidade. 
Aos poucos, a seleção foi se ajeitando na Arena Corinthians, sem pressa, com boa participação de Philippe Coutinho, pela direita, e Neymar na esquerda. 
Coutinho foi um dos jogadores mais acionados no ataque brasileiro, com toques rápidos e inteligentes. Quando a marcação chegava, a bola já não estava mais com ele. Numas dessas jogadas, invadiu pela direita, chamou a tabela com Paulinho e bateu de esquerda na devolução para vencer o goleiro Antony Silva, fazendo o primeiro gol.
A vitória parcial após os 45 minutos iniciais deu mais gana aos comandados de Tite. Mais acelerado, o Brasil avançou para cima do Paraguai. Aos 5 minutos, Neymar sofreu e cobrou pênalti, mas errou. O craque lamentou, mas não desistiu. Aos 18, pegou a bola no campo brasileiro, pela esquerda, fintou marcadores e disparou para o gol. Ele ainda balançaria as redes pelo que seria o terceiro do Brasil, o segundo dele, aos 27, mas o juiz peruano anulou depois de confirmar — ele pediu ajuda ao bandeira e deu impedimento. 
Para selar a vitória, Neymar e Coutinho participaram, como num grand finale, da jogada do terceiro gol brasileiro, de Marcelo, aos 40. (Com AE) 

ELIMINATÓRIAS 3 x 0

BRASIL

TÉCNICO:  TITE

4-1-4-1: 
Alisson; Fagner, Miranda, Marquinhos (Thiago Silva) e Marcelo; Casemiro; Paulinho, Renato Augusto, Philippe Coutinho (Willian) e Neymar; Roberto Firmino (Diego Souza)

PARAGUAI

TÉCNICO: FRANCISCO ARCE
4-4-2:
Antony Silva; Valdez, Paulo Silva, Verón e Alonso; Rojas, Riveros, Pérez e Almirón (Óscar Romero); Dominguez (Santander) e Derlis González (Àngel Romero)
GOLS: 33/1T - Philippe Coutinho tabela com Paulinho, que devolve de calcanhar para o atacante bater de chapa e abrir o placar. 18/2T - Neymar arranca do campo de defesa e dribla os marcadores até entrar na área e chutar de perna direita para o gol. 40/2T - Após novo passe de letra de Paulinho, Marcelo dá “cavadinha” e marca para o Brasil
Local: Itaquerão, em São Paulo
Data: 28/3/2017
Árbitro: Victor Carillo (Peru)
Cartões amarelos: Bruno Valdez, Dominguez e Rojas (P)
Público e Renda: 44.378 pagantes / R$ R$ 12.323.925,00 

Fonte: O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário