Buscar

03 fevereiro 2017

Testemunha diz ter visto suspeito seguir professora assassinada no CE

Professora Socorro Gomes havia desaparecido quando saiu para passear e foi encontrada morta (Foto: Arquvo pessoal)A Delegacia Regional de Quixadá investiga a morte da professora Socorro Gomes, de 48 anos, encontrada morta na cidade nesta quarta-feira (1º), e afirma que uma testemunha disse ter visto o suspeito correr atrás da vítima. O homem, de 24 anos, nega o crime, mas continua preso nesta quinta-feira (2).
À polícia, a testemunha disse que achou suspeito o homem ter corrido atrás da mulher, mas que depois achou que "não seria nada demais".
A delegacia localizou ainda uma filmagem em que aparece o homem caminhando no local cinco minutos depois de a vítima ter passado. Além disso, segundo a polícia, ele está com marcas de unhas no pescoço.
O homem que está preso negou o crime e afirmou que não tinha contato com a vítima, e disse que sabia quem Socorro era por ela ter sido professora dos irmãos.
A polícia aguarda o laudo da causa da morte, mas adianta que a vítima tinha marcas de esganadura no pescoço e que não há indícios de violência sexual.
A professora, que lecionava em uma escola da rede pública de Quixadá, estava desaparecida desde o início da manhã da quarta. Ela saiu para fazer uma caminhada e não retornou para casa. Os familiares estranharam a demora e acionaram a polícia.
No início da tarde, os policiais localizaram o corpo da vítima em um matagal no Bairro Jardim Monolitos. Uma equipe da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foi chamada e recolheu o corpo. Após investigação, os agentes de segurança identificaram o suspeito de praticar o crime e o prenderam. A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar o caso.

Fonte: G1 CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário