Buscar

24 janeiro 2017

Rochelle Viana inicia atividades de 2017 com acolhimento aos idosos

Na tarde da última sexta-feira (20), a Secretaria de Assistência Social em conjunto com Centro de Referência de Assistência Social - CRAS, deu-se início as atividades "Grupo de Idosos" na sede do município de Aratuba, através do Projeto IDADE FELIZ, do Programa de Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - SCFV. O objetivo deste primeiro encontro foi promover a integração entre os participantes, com atividades recreativas além de discutir sobre as novas atividades que irão desenvolver durante este ano.
As atividades retratam o trabalho realizado pelo SCFV, com o objetivo principal de fortalecer vínculos, como também proporcionar momentos de lazer, interação e elevação da autoestima. Os encontros serão ministrados pela Equipe Técnica do CRAS e monitores. De acordo com o planejamento, o “Grupo de Idosos” participará ao longo de 2017, de várias atividades de lazer, oficinas, eventos em datas comemorativas, dentre outras atividades. Os encontros serão inicialmente às terças feiras, e as ações vão contribuir para a efetivação da Política de Assistência Social, de acordo com o SUAS – Sistema Único da Assistência Social.


Rochelle Viana Menezes, Secretária de Assistência Social, coordenou o evento e recebeu os idosos pessoalmente. A nova gestora foi surpreendia pela afetividade e pela maneira calorosa como os idosos se referiram a pessoa dela. “Este primeiro momento é para dar as boas vindas a todos e todas, para sabermos o que vocês querem fazer nos nossos encontros, estamos aqui para respeitar a vontade de vocês”, comentou.
A ex-vereadora Nilda Colares prestigiou o evento e interagiu com os idosos na hora do forró pé de serra. 

AÇÕES DESCENTRALIZADAS 

Fortalecer os vínculos, promover a interação e a integração social do grupo de idosos da sede e da zona rural para a promoção da qualidade de vida é a mola mestra das políticas públicas para a melhor idade da Assistência Social de Aratuba para 2017.
Segundo Rochelle, os idosos que integram o serviço de convivência do CRAS devem ter uma atenção especial, muitos deles encontram nos grupos de convivência, um estimulo para superar as adversidades do cotidiano, principalmente aqueles que estão enquadrados em situação de risco e vulnerabilidade social.  
O Projeto para os idosos deve a curto e em médio prazo estender suas atividades para grupos da zona rural.


Nenhum comentário:

Postar um comentário