Buscar

13 janeiro 2017

Prefeito e secretário de saúde de Aracoiaba participam de encontro com Ministro da Saúde em Fortaleza

Na noite desta quinta-feira (12), o prefeito de Aracoiaba Antônio Cláudio Pinheiro, ladeado pelo Secretário de Saúde, Fredson Monte e do Vice-presidente da Câmara Municipal de Aracoiaba, Rogério Alexandre, participaram na sede da Federação das Indústrias do Ceará (FIEC), do encontro que reuniu prefeitos e secretários municipais de saúde com o ministro Ricardo Barros e o governador Camilo Santana. Na agenda de discussões as principais pautas da área e o fortalecimento da parceria entre o Ministério e as cidades.
Antônio Cláudio cobrou do ministro mais ações para o município. Ele lembrou que atualmente os pequenos e médios municípios passam por sérias dificuldades em relação à queda constante dos recursos e repasses para à saúde e lembrou que Aracoiaba mantém um hospital em sua maior parte com recursos do município. “precisamos de ações imediatas para que possamos manter os nossos municípios preparados para oferecerem um serviço de saúde de qualidade e justo para todos", disse.


O prefeito cobrou ainda atenção aos pleitos que possam dirimir o sofrimento do povo mais carente e distante da capital, e uma atenção redobrada por parte do Estado e da União ao Hospital e Maternidade Santa Isabel, ao qual atende toda região do Maciço de Baturité.
O secretário municipal de saúde, Fredson Monte, lembrou que Aracoiaba hoje conta com um sistema de saúde amplo e que atende a grande maioria das necessidades da população, inclusive de cidades vizinhas. "A vinda do ministro ao nosso Estado e a cobrança do prefeito Antônio Cláudio em relação a mais atenção por parte do governo federal, no âmbito da saúde, só reforçam o nosso compromisso em trabalhar ainda mais para garantir o acesso de todos a uma saúde pública de referência", disse.

O Ministério da Saúde liberou R$ 239,1 milhões ao estado do Ceará, sendo R$ 179,8 milhões em valores empenhados de emendas parlamentares e R$ 59,2 milhões/ano para custeio de 264 serviços de saúde que estavam em funcionamento sem a contrapartida federal. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, nesta quinta-feira (12), durante encontro com prefeitos e gestores de saúde em Fortaleza.
“São recursos de emendas destinadas pelos parlamentares do estado, programas do ministério que os municípios acessam pela internet, habilitações de serviços solicitados pelos gestores, e conseguimos garantir recursos permanentes e anuais para financiar esses serviços. Temos feito questão de manter em dia os pagamentos e repasses do Ministério da Saúde para estados e municípios”, ressaltou o ministro Ricardo Barros.

Fonte: ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário