Buscar

27 abril 2016

Shalom lança Halleluya 2016 em Fortaleza

13087518_984516168291769_6368242391933329248_n
Com participação especial da banda Missionário Shalom, a Comunidade Católica Shalom lançou na noite desta segunda-feira (25), em Fortaleza, o Festival Halleluya 2016. A festa que nunca acaba completa 20 anos e acontece de 20 a 24 de julho no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), com entrada gratuita.
Na comemoração do 20º aniversário, o Jubileu da Misericórdia foi a fonte inspiradora para a nova identidade visual do festival: um mar de misericórdia, onde se vive uma experiência de alegria e de amor. O single “Medley Mar”, do no Missionário Shalom, veio providencialmente “cantar” essa ideia. “Vou mergulhar nesse mar / O mais profundo eu vou / Se perguntarem onde estou / diga que vivo no oceano do Amor”, diz a canção do DVD da banda lançado em janeiro.
Fotos Aéreas Sábado Fernando Maia (2)
“Vamos ser um mar de misericórdia, nesse Halleluya”, diz a missionária Gabriella Dias, que coordena o setor do Shalom responsável mais diretamente pelas ações de evangelização. Ela motiva os membros da Comunidade e da Obra Shalom a serem divulgadores do evento, capazes de levar as águas desse mar a todos os lugares da capital cearense.
São muitas as novidades para esse ano. Além de novas atrações no palco principal, a arena de 80 mil m² estará mais leve e organizada para melhor circulação, com três grandes lanchonetes e arena cultural alargada. Haverá a “Balada Halleluya” e o lounge com food truck e mesas para quem desejar assistir aos shows em ambiente reservado.
O Halleluya Fortaleza é o maior evento da Comunidade Católica Shalom. É verdadeiramente uma grande rede de pesca que resgata muitas vidas para Deus. Em vista da solidariedade para com os que sofrem o flagelo da dependência química, o Halleluya trará a “Campanha Vida Quero Mais”. Haverá também um espaço especifico para doação de sangue e cadastro de medula óssea, em parceria com o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Estado do Ceará. A coleta de alimentos não-perecíveis será feita mais uma vez neste ano.
“É um trabalho de formiguinha”, afirma padre Silvio Scopel, responsável pelo Shalom na capital cearense. “Mas é em vista da salvação da humanidade”, conclui.
Confira as atrações:
13094205_1074760865917731_6400844088881233395_n
Fonte: SHALOM

Prefeito Antônio Cláudio recebe Selo Prefeito Empreendedor

Foto: Jorge Luiz / Reprodução Facebook
Em solenidade realizada no edifício-sede do SEBRAE, em Fortaleza, o prefeito de Aracoiaba Antônio Cláudio, recebeu o Selo Prefeito Empreendedor, uma iniciativa do Sistema SEBRAE que tem como objetivo principal reconhecer e divulgar o trabalho das prefeituras municipais que tenham implantado projetos com resultados comprovados, ainda que parciais, de estímulo ao surgimento e desenvolvimento dos pequenos negócios e da modernização da gestão pública, contribuindo de forma efetiva para o desenvolvimento econômico e social do município.
É com imensa satisfação que recebemos do SEBRAE o Selo de Prefeito Empreendedor, por termos apresentado um projeto importante que trouxe visibilidade e valorização para o desenvolvimento econômico de Aracoiaba”, concluiu o prefeito.
Foto: Jorge Luiz / Reprodução Facebook
Para o superintendente do SEBRAE Ceará, Joaquim Cartaxo, a premiação é uma forma da instituição homenagear os gestores municipais pela implementação de ações voltadas para o apoio às micro e pequenas empresas. “Todos os vencedores apresentaram resultados comprovados de estímulo ao surgimento e ao desenvolvimento dos pequenos negócios, contribuindo de forma efetiva para o desenvolvimento econômico, ambiental e social de seus municípios”.
Criado em 2001, o Prêmio SEBRAE Prefeito Empreendedor é um instrumento destinado a incentivar o desenvolvimento econômico dos pequenos negócios, identificando, avaliando, valorizando e disseminando as ações realizadas pelos municípios e que geraram impacto positivo para o empreendedorismo local.

O PRÊMIO
Foto: Jorge Luiz / Reprodução Facebook
A IX Edição do Prêmio SEBRAE Prefeito Empreendedor será concedido a prefeitos municipais de todo o Brasil e a administradores regionais do Distrito Federal (DF) e de Fernando de Noronha (PE).
Serão premiados gestores que tenham implantado projetos com resultados comprovados, ainda que parciais, de estímulo ao surgimento e ao desenvolvimento de pequenos negócios e à modernização da gestão pública, contribuindo de forma efetiva para o desenvolvimento econômico e social do município.
Os projetos podem ter como foco empresas formais ou em processo de formalização, individuais ou organizadas em consórcios e associações, de qualquer setor e localizadas em áreas urbanas e rurais.

CATEGORIAS
·        Melhor Projeto
·        Implementação e Institucionalização da Lei Geral
·        Compras Governamentais de Pequenos Negócios
·        Desburocratização e Formalização (ARACOIABA)
·        Pequenos Negócios no Campo
·        Inovação e Sustentabilidade
·        Municípios Integrantes do G100
·        Inclusão Produtiva com Segurança Sanitária

Gasolina fica 0,37% mais barata; etanol recua 0,12%

São Paulo/Fortaleza. Os preços do etanol hidratado nos postos brasileiros caíram em 18 estados e no Distrito Federal, subiram em seis outros e ficaram estáveis no Pará. No Ceará, o valor médio do litro do etanol apresentou um leve recuo de 0,12%, passando de R$ 3,303 (entre os dias 10 e 16 de abril) para R$ 3,299 (entre os dias 17 e 23 de abril). O preço mínimo saiu de R$ 3,199 para R$ 2,970, e o máximo permaneceu em R$ 3,610, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).
Já o preço médio da gasolina caiu 0,37% no Estado, passando de R$ 3,963 para R$ 3,948. O preço mínimo foi de R$ 3,820 para R$ 3,720, e o máximo ficou estável (R$ 4,259).
A ANP não trouxe variação do preço do etanol para o Amapá e mostra pouca mudança em relação à semana anterior, quando também havia sido registrada queda em 18 estados, alta em seis e no Distrito Federal e estabilidade no Acre. Não foi informada variação no Amapá.
No período de um mês, os preços só caíram em nove Estados. Já em 15 outros e no Distrito Federal foi registrada alta. Também não há dados para verificar a situação do Amapá no período em questão. Em São Paulo, principal estado produtor e consumidor, a cotação caiu 3,91% na semana, para R$ 2,505 o litro. Enquanto no período de um mês, acumulou uma desvalorização de 8,64%. 
Na semana, a maior alta ocorreu em Alagoas (2,24%) e o maior recuo, em São Paulo (3,91%). No mês, o etanol subiu mais no Rio Grande do Norte (6,01%) e recuou mais em São Paulo (8,64%). No Ceará, em abril, o valor do litro praticamente se manteve, com uma pequena queda de 0,15%. 
No Brasil, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,979 o litro, em São Paulo, e o máximo foi de R$ 4,296 o litro, no Rio Grande do Sul. Na média, o menor preço foi de R$ 2,505 o litro, em São Paulo. O maior foi registrado no Rio Grande do Sul, a R$ 3,709 por litro.
O etanol permaneceu em desvantagem ante a gasolina em todos os estados do País nesta semana. Os dados são da ANP, compilados pelo AE-Taxas. Segundo o levantamento, o biocombustível tem a menor vantagem no Rio Grande do Sul, onde o preço equivale a 94,38% do valor da gasolina na bomba - a relação é favorável ao etanol quando está abaixo de 70%. 
Em São Paulo, a gasolina tem cotação média de R$ 3,536 o litro, enquanto o etanol hidratado, de R$ 2,505 o litro.

Fonte: DN

Em depoimento, Fernando Baiano confirma pagamento de propina a Cunha

fernando baiano
Em depoimento no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, o lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, confirmou o repasse de dinheiro oriundo do esquema de propina na Petrobras ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Baiano disse que os pagamentos eram feitos em espécie e que os repasses ocorreram em 2011 e 2012.

“Houve reunião de Júlio Camargo [empresário] com Cunha para tratar diretamente desses valores, no dia 18 de setembro de 2011, no Leblon onde ficou acertado o pagamento de US$ 5 milhões. Pessoalmente entreguei R$ 4 milhões para Cunha”, disse aos deputados do conselho.
Baiano é apontado na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, como operador de recursos para o PMDB no esquema de pagamento de propina em negócios irregulares envolvendo a Petrobras. Baiano confirmou aos deputados as informações iniciais prestadas por outros delatores do esquema, o doleiro Alberto Youssef e o empresário Júlio Camargo. De acordo com Camargo, Cunha cobrou o pagamento a Baiano de subornos atrasados no valor de US$ 15 milhões, para viabilizar a contratação de dois navios-sondas do estaleiro Samsung, representado no Brasil por Camargo.
Questionado pelo deputado Marcos Rogério (DEM-RO), relator do processo contra Cunha, se tinha conhecimento de repasse de propina a Cunha em contas no exterior, Baiano disse não ter conhecimento de que houvesse repasse de dinheiro para contas no exterior. Segundo Fernando Baiano, os valores eram entregues pelo doleiro Alberto Youssef e depois ele levava a quantia para Cunha. “A pessoa que recebia a propina era um funcionário do escritório de Cunha no Rio de Janeiro, chamada Altair”, acrescentou.
Durante o depoimento, o lobista disse que conheceu Cunha em 2009, em um café da manhã, em um hotel. Posteriormente, o deputado questionou Baiano sobre a possibilidade de doação para campanha eleitoral. Baiano disse que as empresas não doavam para campanha, mas que Cunha disse que poderia ajudá-lo a cobrar uma dívida de US$ 16 milhões de Júlio Camargo pela intermediação de contratos de navios- sonda com a Petrobras. “E eu sinalizei que se ele me ajudasse na cobrança dessa dívida eu poderia ajudar na campanha”, disse o lobista, que afirmou que se encontrava com Cunha nos finais de semana no escritório do deputado no Rio de Janeiro.
Cunha
Cunha nega as acusações. O advogado do peemedebista, Marcelo Nobre, contestou as declarações de Fernando Baiano a respeito do pagamento de propina, alegando que as acusações não tem a ver com o processo em tramitação no Conselho de Ética, que apura se o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, quebrou o decoro parlamentar ao afirmar não ter contas no exterior. Documentos do Ministério Público da Suíça revelaram a existência de contas ligadas a Cunha naquele país. O presidente da Câmara nega ser dono das contas, que, segundo ele, são administradas por trustes e afirma ser o “usufrutuário” dos ativos mantidos no exterior.
Para a defesa de Cunha, o depoimento de Baiano não pode ser usado no processo no colegiado. “Não podemos admitir que discutamos aqui a imputação de vantagem indevida se sequer tivemos condição de apresentar a defesa nesse sentido e essa imputação não foi aceita nesse conselho”, criticou o advogado de Cunha, Marcelo Nobre.
Na semana passada, o vice-presidente da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), determinou que o foco da apuração no colegiado fique somente sobre a suspeita de que Cunha teria contas bancárias secretas no exterior e de que teria mentido sobre a existência delas em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras. “Não foi ele quem limitou, foi este conselho, foi o próprio colegiado quando decidiu excluir do processo as questões relativas a vantagens indevidas”, defendeu.
Para o deputado Julio Delgado (PSB-MG), o depoimento de Baiano deixa claro que Cunha mentiu na CPI da Petrobras ao dizer que Fernando Baiano nunca foi a casa dele. “Já estive na casa dele [Cunha]”, disse Baiano ao ser questionado pelo deputado. Delgado também criticou a estratégia da defesa de Cunha de querer limitar as investigações. “O campeão da Lava Jato é o Eduardo Cunha. É o que tem mais processos na Lava Jato”, disse o deputado.
Fonte: Ceará Agora