Buscar

07 março 2016

Aracoiaba vive conformidade com temática da Campanha da Fraternidade 2016

Banner Campanha da Fraternidade 2016
Foto Internet
Sob o tema Casa comum, nossa responsabilidade”, a campanha tem como principal objetivo alertar para a questão do saneamento básico.
Em conformidade com a temática da Campanha da Fraternidade 2016, o município de Aracoiaba, situado Maciço de Baturité a 79 km de Fortaleza, vem realizando uma obra de grande valia para sua população, a construção do Saneamento Básico de toda cidade.
O saneamento básico significa, acima de tudo, bem estar, qualidade de vida. É um dos indicadores que eleva o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de qualquer cidade, pelo que ela oportuniza aos seus habitantes. A OMS (Organização Mundial de Saúde) diz que, a cada dólar investido no saneamento básico, se economiza quatro dólares na saúde.
Obras do Saneamento Básico de Aracoiaba
Arquivo - Site Prefeitura de Aracoiaba
O Papa Francisco chama a nossa atenção para o fato de que o acesso à água potável e ao esgotamento sanitário é direito de todos os seres humanos e fundamental para acabar com a pobreza e a fome, reduzir os altos índices de mortalidade infantil, erradicar doenças relacionadas à má qualidade da água e condições precárias de higiene, além de promover a sustentabilidade.
O lema da campanha – Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca  é bastante oportuno, uma vez que também nos lembra da intensa crise hídrica que estamos vivendo e dos esforços necessários para mudarmos esse quadro, no amor ou na dor.
“Eu costumo repetir o que dizem os maiores estudiosos da política brasileira dizem que, somente os governantes comprometidos com a qualidade de vida de seu povo, investem em obras enterradas, como o saneamento básico. E assim tem feito o prefeito Antônio Cláudio”, afirma o secretário Nazareno Bezerra.
Obras do Saneamento Básico de Aracoiaba
Arquivo - Site Prefeitura de Aracoiaba
A SEINFRA esclarece à população que, a reconstrução de calçadas e asfalto nos bairros onde estão sendo executadas as obras de esgoto, é feita tão logo é encerrado o trabalho de implantação da rede coletora e ligação predial da mesma, por equipes da própria empresa responsável pelos serviços.

Essa é a hora de pensarmos na contribuição que queremos deixar no mundo e na comunidade em que vivemos, por exemplo:
  • Você se preocupa em descartar corretamente o lixo que produz? Separando o lixo orgânico do reciclável ou evitando jogar lixo nas ruas?
  • Atenta-se a não deixar a água caindo sem necessidade no chuveiro ou na pia?
  • Costuma apagar as luzes quando sai de algum cômodo?
  • O que você faz com o óleo de cozinha que não pode ser reutilizado, com as garrafas PET e latinhas de alumínio que consome?
  • Costuma doar o que não usa mais a quem precisa?
  • Acha que desperdiça alimento?
  • Já se interessou em saber se o esgoto coletado da sua casa é tratado? E de que forma?
  • Denuncia ao ver desperdício de água na sua rua?
  • Leva um saco plástico para recolher o seu lixo na praia?

Se você acha que tem algum hábito que poderia mudar, que tal aproveitar esse momento para enfim colocar essa atitude em prática?  Mudar o cenário só depende da união de todos. Que o trabalho continue!

Hoje é aniversário da Secretária de Saúde Aratuba Juliana Silva Santos

Dia 07 de Março nascia uma das filhas mais semelhante ao Wolner Santos, uma menina cheia de garra e fibra que queria resolver todos os problemas do mundo, capaz de defender os seus com a força de uma leoa, apaixonada pela sua terra Natal, dona de um sorriso e uma gargalhada que faz contagiar a quem está ao seu redor!
Juliana Silva Santos, aceitou o desafio de gerir uma das maiores secretarias da cidade que, ao meu humilde saber, uma das mais difíceis e complexas; pois quem seria capaz de me responder que horas iremos adoecer? O SUS foi chegando na sua vida, na sua rotina, na sua casa, nas ligações fora de hora, mas, há hora para ela?! Com toda propriedade do assunto, posso afirmar que não! "Sempre temos o que fazer e o que melhorar" uma das frases mais usadas para seus funcionários que são cobrados para exercer suas funções em prol dos nossos pacientes e de seus familiares! Não há esforços para serem medidos, pois A Juliana que eu conheço "sempre dá um jeito", e Meus caros, seria só isso? Não, ela consegue ser mãe de três princesas lindas, esposa, filha, irmã, amiga, conselheira e todas essas funções que a vida coloca a sua frente ela exerce com maestria!
No dia do seu Natalício eu só queria te lembrar o quanto és especial, querida, determinada é guerreira, dona de uma força que eu às vezes me pergunto: "de onde vem?" E você com um sorriso largo me responde: "pode deixar, que eu resolvo" "Dizem que a mulher é um sexo frágil, mas que mentira absurda" Desejo que a Felicidade esteja sempre presente na sua vida, que as realizações e os sonhos nunca deixem de existir, saúde e saúde para você e os seus, poucos e bons amigos para que você sempre tenha com quem contar, e amor para que você saiba quão confortante é ter alguém para dar a mão! Hoje e todos os outros dias que seguem: Feliz Vida! Comemore, o dia é seu, mas o prazer de te desejar parabéns, é nosso!
Esses são os votos de uma das pessoas que mais te admira e de todos que compõem a Secretaria Municipal de Saúde de Aratuba.
Nara Lima

Portal Aracoiaba News e Aratuba Online

Dois estudantes são presos após divulgação de vídeo íntimo de adolescente

Dois estudantes foram presos na tarde do domingo (6) em Icó (cerca de 300 km de Fortaleza) após a divulgação de um vídeo íntimo de uma adolescente de 15 anos. Segundo os pais da vítima, o material foi enviado pelo aplicativo Whatsapp para o namorado de 21 anos e foi amplamente divulgado pelas redes sociais.
Após a denúncia, policiais da Delegacia Regional do município realizaram mandados de busca e apreensão que levaram à prisão de um casal de estudantes. Uma foi liberada após pagar fiança no valor de R$ 5 mil e responderá ao processo em liberdade. O outro continua preso. Além das prisões foram apreendidos um notebook, computadores e celulares. 
O delegado plantonista Maurício Júnior analisou todos os celulares e encontrou o vídeo em pelo menos dois deles. Os estudantes presos foram autuados por “adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”, crime previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A pena prevista é de 1 a 4 anos de prisão e multa. 
O namorado da adolescente alegou em depoimento que recebeu o vídeo mas não o enviou a outras pessoas. A divulgação do vídeo íntimo teria ocorrido após ele perder o celular. O material apreendido será periciado e, segundo a polícia, outras pessoas poderão ser alvo de busca e apreensão domiciliar. Novas prisões também não estão descartadas. 

Com informações do colaborador Richard Lopes. 

Fonte: DN 

Kim Kardashian posta foto nua em rede social

Kim Kardashian mais uma vez ousou em seu perfil do Instagram ao postar uma foto em que aparece completamente nua. A socialite, que deu à luz ao segundo filho há cerca de três meses, mostrou que já recuperou a boa forma. 
Na legenda da imagem, tirada em frente ao espelho, ela escreveu: "Quando você está, tipo, não tenho nada para usar". Para esconder as partes íntimas, Kim aplicou duas faixas.

Fonte: DN

Padre Aderlane receberá título de cidadão chorozinhense

No próximo dia 09 de março, nosso vigário será homenageado pela administração municipal com o título de cidadão chorozinhense. A solenidade de entrega do título se realizará na Praça da Igreja Matriz de Chorozinho a partir das 18 horas. 

Quem são os 13 vereadores que deverão votar hoje na CPI que investiga Bosco Cigano

Quem são os 13 vereadores que deverão votar hoje, dia 07/03/16 o relatório da CPI que investiga Bosco Cigano, atual prefeito de Baturité.

1- Edileuza Bezerra do Rosário Paiva
2 - Herberlh Freitas Reis Cavalcante Mota
3 - Francisco Marcelo Cardoso Alexandre
4 - Nilton Guedes Filho
5 - Domingos Savio César Alves
6 - Frederico Ozanam Castelo Branco Moreira
7 - Hermenegildo Barros Ferreira
8 - Jorge Renaldo Nogueira Braga
9 - Luciano Gomes Furtado
10 - Maria do Socorro Araujo Lima
11 - Nelson Edgy Germano Arruda
12 - Simony Coutinho de Freitas Feitosa
13 - Valderez Lopes de Oliveira

Informações sobre a CPI na Câmara de Baturitė e que deverá ter seu relatório votado hoje
Presidente: Nilton Guedes Filho
Relator: Valderez Lopes de Oliveira (Valdin) 
Membro: Frederico Ozanan Castelo Branco Moreira

Investigação do desvio de Recursos da Escola do Sanharão.

Informações Facebook  Movimento Popular #forabosco

Para Lava Jato, chefe de Instituto Lula 'viabilizou lavagem'

Foto: Lalo de Almeida/FolhapressA Procuradoria da República afirmou em relatório ao juiz federal Sérgio Moro que o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, “viabilizou, entre janeiro de 2011 e janeiro de 2016, a lavagem de R$ 1.292.210,40 do dinheiro da OAS em favor de Lula”.
O valor é referente ao pagamento, durante cinco anos, do aluguel de dez guarda-móveis usados para armazenar parte da mudança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quando ele deixou o Palácio do Planalto ao fim do segundo mandato.
“Não pairam dúvidas sobre a atuação ilícita de Paulo Tarciso Okamotto na viabilização do custeio pela OAS do armazenamento de bens pessoais de Lula junto à Granero Transportes”, sustenta o documento de 89 páginas, subscrito por 11 procuradores da força-tarefa da Lava Jato. O contrato com a OAS foi um dos motivos que levaram a Justiça a autorizar a condução coercitiva de Lula durante a Operação Aletheia.
O relatório aponta ainda a “adoção de medidas de ocultação de origem e propriedade dos bens para fins de conferir aparência lícita ao repasse de valores provenientes de infrações penais praticadas no âmbito da Petrobras”.
Procurado neste domingo, dia 6, Okamotto não foi localizado. Após ser ouvido pela PF, ele afirmou ter explicado que a finalidade do Instituto Lula é “guardar os objetos do Lula, cuidar do legado dele, discutir políticas públicas, continuar falando do Brasil, defendendo o Brasil na América Latina, mostrar o que são os países africanos para os brasileiros, o que é nossa política de combate à fome na África e, a partir dessa proposta, as empresas apoiavam ou não”.
Okamotto afirmou que uma parte da mudança de Lula foi para o apartamento em São Bernardo do Campo, outra parte foi para o sítio em Atibaia e a terceira parte ficou armazenada com a Granero Transportes.
Nota do Instituto Lula divulgada na sexta-feira classificou de “absolutamente falsa” a informação de que a mudança do ex-presidente teria sido paga por uma empresa. “A mudança, como ocorre com todos os ex-presidentes, foi providenciada pela Presidência da República”, afirmou a nota.
Rescisão
Após a rescisão do contrato de armazenagem, entre 18 e 19 de janeiro de 2016, dizem os procuradores, a “Granero fez a entrega dos bens para as pessoas indicadas por Paulo Tarcisio Okamotto, notadamente Alexandre Antonio da Silva, Luiz Antonio Pazine e Paulo Marcelino Mello Coelho”. A força-tarefa afirma que Alexandre Antônio da Silva, do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC foi autorizado por Okamotto para “representá-lo em relação ao contrato de armazenagem” firmado com a Granero.
A OAS não se pronunciou. A Granero disse ter vencido concorrência pública para transportar parte da mudança de Lula. A empresa informou que armazenou o acervo museológico do ex-presidente mediante “contrato com a OAS, no valor de R$ 21.536,84 mensais, que perdurou por cinco anos” e que “nos dias 18 e 19 de janeiro, o acervo museológico do ex-presidente foi retirado do armazém da Granero por transportadora contratada pelo sr. Paulo Okamotto”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Fonte: Ceará Agora

Lula disse que só sairia algemado para depor, informou delegado da PF

FOTO: MARCIO FERNANDES/ ESTADÃOO ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que só sairia algemado de seu apartamento, em São Bernardo do Campo, ao receber a Polícia Federal, na manhã de sexta-feira (04/03) quando foi deflagrada a Operação Aletheia – 24ª fase da Lava Jato.
“Foi dito por ele (Lula) que não sairia daquele local, a menos que fosse algemado. Disse ainda que se eu quisesse colher as declarações dele, teria de ser ali.” A informação consta de relatório entregue neste domingo, 6, ao juiz federal Sérgio Moro – que conduz os processos da Lava Jato, em Curitiba – pelo delegado da PF Luciano Flores de Lima.
O magistrado determinou a condução coercitiva de Lula para depor em procedimento investigatório criminal aberto por procuradores da força-tarefa, que investigam recebimento de propina de empresas que atuavam em cartel na Petrobrás e lavagem de dinheiro, por meio de ocultação de patrimônio.
“Às 6:00 do dia 4 de março de 2016 a equipe chefiada por este subscritor bateu à porta da residência do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi aberta pelo próprio. De pronto damos ciência de que estamos de posse de mandado de busca e apreensão para cumprir naquela residência, sendo autorizada a entrada de todos em seu apartamento”, informa o delegado, no documento de três páginas “Informação sobre a Condução”.
“Na sequência informei ao ex-Presidente Lula que deveríamos sair o mais rápido possível daquele local, em razão da necessidade de colhermos suas declarações, a fim de que sua saída do prédio fosse feita antes da chega de eventuais repórteres e/ou pessoas que pudessem fotografar ou filmar tal deslocamento”, relata o delegado.
Foi neste momento que Lula reagiu. “Naquele momento, foi dito por ele que não sairia daquele local, a menos que fosse algemado. Disse ainda que se eu quisesse colher as declarações dele, teria de ser ali.”
O delegado disse ter respondido ao ex-presidente que “não seria possível fazer sua audiência naquele local por questões de segurança”. “Tão logo alguém tomasse conhecimento disso, a notícia seria divulgada e poderia ocorrer manifestações e atos de violência nos arredores daquele local, o que prejudicaria a realização do ato”, registro Lima.
O ex-presidente foi comunicado que o Salão Presidencial anexo ao Aeroporto de Congonhas já estava preparado e que o local era “seguro, discreto e longe de eventuais manifestações que certamente poderiam ocorrer de forma mais violenta”.
“Disse ainda que, caso ele se recusasse a nos acompanhar naquele momento para o Aeroporto de Congonhas, eu teria que dar cumprimento ao mandado de condução coercitiva que estava, portanto, momento em que lhe dei ciência de tal mandado.”
Após falar por telefone com seu advogado e compadre, Roberto Teixeira, Lula “disse que iria trocar de roupa e que nos acompanharia para prestar as declarações”.
Longe das câmeras
“Às 6h e 30min saímos da garagem subterrânea do prédio do ex-Presidente Lula em uma viatura discreta, com películas escuras nos vidros laterais, pedindo a ele que se mantivesse em posição atrás do motorista e sem aparecer entre os bancos, pois assim impediria que qualquer pessoa que estivesse na rua conseguisse captar sua imagem”, explicou o delegado.
A ordem para que Lula não fosse submetido a constrangimento nem fosse filmada foi dada por Moro, em seu despacho em que autorizou a condução coercitiva solicitada pelo Ministério Público Federal.
O depoimento começou por volta das 8h, informa o delegado, após Lula ser informado que de que ele não estava obrigado a responder às perguntas” e que “poderia ficar em silencio sempre que quisesse”.
“Também foi dada ciência a todos de que as perguntas e respostas seriam gravadas em áudio e vídeo para posterior transcrição. Foi autorizada a gravação também pelo telefone celular de um dos advogados do ex-Presidente Lula, atendendo-se, assim, o pedido que a defesa fez naquele momento.”
Parlamentares
O delegado da equipe da Lava Jato informou Moro ainda que a audiência de Lula terminou por volta das 11h e que durante as perguntas parlamentares chegara a forçar a porta para entrar na sala.
“Após a assinatura do termo, foi permitida a entrada no local de diversos parlamentares federais que batiam na porta e chegaram a forçar para entrar naquele recinto, durante a audiência”, informou o delegado.
Lima relatou ainda ao juiz da Lava Jato que ofereceu “de maneira insistente, a segurança da Polícia Federal ao ex-Presidente Lula para levá-lo ao local onde ele quisesse ir, a partir dali”. Mas que esse dispensou a segurança. “Sendo dito que ele preferiria sair dali com seus companheiros de partido e seus advogados, em veículo próprio, sem o acompanhamento da Polícia Federal.”
FOTO: ESTADÃO

FOTO: ESTADÃO
FOTO: ESTADÃO
FOTO: ESTADÃO
Fonte: Ceará Agora

Delcídio apresenta ao Senado licença médica por 15 dias

delcidio_-_laO senador Delcídio do Amaral (PT-MS) apresentou à mesa diretora do Senado Federal uma licença médica por 15 dias a partir da próxima terça-feira (8). O relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Teori Zavascki, tinha autorizado a permanência do parlamentar na capital paulista para a realização de exames médicos entre os dias 26 de fevereiro a 7 de março.
A prorrogação da licença médica será comunicada ao plenário do Senado e não precisa ser autorizada pelo Supremo Tribunal. Delcídio foi preso em novembro do ano passado por tentativa de atrapalhar as investigações da Lava Jato e solto no último dia 19 por decisão do relator da operação na Corte. Na quinta-feira passada, dia em que as informações prestadas por Delcídio em delação premiada vazaram, o senador se encontrou com seu advogado em São Paulo.
Fonte: Ceará Agora

Projetos buscam restringir delações

operacao lava jatoEnquanto a Operação Lava Jato promove uma série de denúncias e prisões, um deputado do PT, partido da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, apresentou projetos de lei para restringir as delações premiadas e para reverter decisão do Supremo Tribunal Federal que permite prisão de condenado em segunda instância. As propostas foram iniciativas de Wadih Damous (PT-RJ), ex-presidente da seccional fluminense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
Protocolada em fevereiro, a primeira proposta estabelece que só será aceita a delação premiada de quem estiver em liberdade. O texto propõe também que a acusação formal não pode ter como fundamento apenas as declarações do delator, que é preciso preservar a identidade das pessoas mencionadas e ainda estabelece pena de até quatro anos de prisão para quem vazar delação.
Damous diz que sua intenção é conter exageros cometidos em operações como a Lava Jato. “No nosso entendimento, as prisões têm sido utilizadas como tentativa de coação. A intenção é corrigir distorções do sistema de Justiça brasileiro”, afirmou o parlamentar.
Tanto Damous quanto o líder do PT na Câmara, Afonso Florence (BA), negaram que a apresentação da proposta tenha sido costurada pelo partido, apesar de Florence dizer concordar com o projeto. “A imagem das pessoas não pode ser atacada”, afirmou, em referência à exigência de preservação da identidade de pessoas citadas nas delações.
No fim da semana passada, a presidente Dilma e outros petistas criticaram o vazamento de delações premiadas. Na quinta-feira, a revista IstoÉ divulgou trechos dos depoimentos das tratativas de delação premiada do senador Delcídio Amaral (PT-MS) em que ele cita a presidente e Lula.
“É lamentável que ocorra ilegalmente o vazamento de uma hipotética delação premiada que teve como objetivo único atingir minha pessoa pelo desejo imoral e mesquinho de vingança de quem não defendeu quem não poderia ser defendido pelos atos que praticou”, disse Dilma na sexta-feira.
De acordo com a revista, Delcídio disse que a presidente tentou atuar ao menos três vezes para interferir na Operação Lava Jato. Na delação, ele também revelou bastidores da compra da refinaria de Pasadena pela Petrobras.
As primeiras revelações do ex-líder do governo fazem parte de um documento preliminar da colaboração. Nessa fase, o delator indica temas e nomes que pretende citar em seus futuros depoimentos após a homologação do acordo. Delcídio foi preso no dia 25 de novembro do ano passado, acusado de tentar atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato, e solto no dia 19 de fevereiro.
Outros projetos
A CPI da Petrobras, no ano passado, também apresentou, em sua conclusão, propostas à Câmara a respeito das regras para delação premiada. Um projeto veda a colaboração premiada de quem possuir “maus antecedentes” ou que tenha rompido delação anterior.
Outra proposta proíbe que um mesmo advogado represente mais de um delator para evitar a combinação de depoimentos e permite que comissões parlamentares de inquérito tenham acesso às delações, desde que tratem do mesmo tema.
Um terceiro projeto determina que as reuniões de preparação e de definição sobre possível colaboração serão gravadas em vídeos que serão tornados públicos após a homologação do acordo ou serão destruídos, caso o acordo não prospere.
Em agosto do ano passado, o deputado Heráclito Fortes (PSB-PI) apresentou projeto de lei segundo o qual quem fizer delação premiada não pode alterar ou acrescentar informações após o primeiro depoimento, sob risco de perder os benefícios da colaboração. Nenhuma dessas propostas foi apreciada pelo plenário da Câmara.
Outro projeto apresentado por Damous determina que recurso extraordinário apresentado pelo réu suspende prisão provisória. A proposta é uma resposta à decisão do STF de permitir a execução de pena a partir de uma decisão judicial de 2ª instância, portanto antes de esgotados todos os recursos propostos pela defesa.
Líderes de PRB, PT, PSC, PTB, PMDB, PR e PV assinaram pedido de urgência e o texto pode ser apreciado já nesta semana pelo plenário da Câmara.
Fonte: Ceará Agora

Dois mortos e 12 feridos em acidente em rodovia entre Amontada e Itapipoca

IMG-20160306-WA0051Um acidente fatal foi registrado na tarde deste domingo entre uma caminhonete Hilux e um microônibus na BR-402, localidade de Tabocas, entre os municípios de Amontada e Itapipoca. Segundo a Polícia Rodoviária Federal  foi uma colisão frontal, que deixou um saldo de duas pessoas mortas e 12 feridas.
O acidente, segundo a Polícia, aconteceu numa curva da rodovia, onde fica uma ponte. Os feridos foram socorridos para o Hospital São Camilo, em Itapipoca. Três foram encaminhados para atendimento hospitalar em Fortaleza. A Polícia não divulgou os nomes dos mortos, que seriam os ocupantes da Hilux e nem dos feridos. A  perícia esteve no local para iniciar as investigações sobre as causas do acidente.