Buscar

24 fevereiro 2016

Prefeito decreta jejum para 'clamar a Deus' contra a dengue, em Goiandira

Por meio de decreto prefeito pede que moradores jejuem para afastar a dengue Goiás Goiandira (Foto: Divulgação/Prefeitura de Goiandira)

O prefeito Erick Marcus dos Reis e Cruz (PTB), do município de Goiandira, no sudeste de Goiás, decretou a segunda-feira (22) como o "Dia de Jejum Municipal" com o intuito de "clamar a Deus" contra a infestação de dengue na cidade. Segundo o documento, a população não pode comer entr 6h e 12h.
Segundo o administrador, líderes religiosos da cidade foram convocados a sugerir aos seus fiéis que participassem do jejum.
“Em muitas situações de guerra descritas na Bíblia, as pessoas conseguiram vencer os conflitos jejuando. Essa prática ajuda a pedir auxílio, buscar fortalecimento espiritual e criar uma ligação direta com Deus para refletir sobre esse problema. Nós estamos enfrentando uma batalha contra a dengue e todas armas são válidas. Ação, oração, fé, tudo é valido”, afirmou o prefeito ao G1.
O pastor evangélico Isaias Vieira de Sousa contou que aderiu ao pedido do prefeito e sugeriu que os fiéis fizessem o mesmo. “No domingo [21], depois do culto, falei sobre o decreto da prefeitura e pedi que as pessoas participassem, orassem pedindo a Deus pelo fim da dengue e refletissem sobre essa situação que a nossa cidade, e até o país inteiro, enfrenta”, afirma.
Ainda conforme a administração do município, já foram registrados cerca de 600 casos de dengue na cidade, o que preocupa a prefeitura e a população. Além do decreto de jejum, nesta terça-feira (23), os agentes de saúde realizaram um mutirão de limpeza de terrenos baldios, ruas e casas da cidade, procurando retirar todos os focos do mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti.

Fonte: G1

Crise de ciúme de mulher de Wesley Safadão divide fãs do cantor na web

Wesley Safadão e Thyane Dantas (Foto: Instagram / Reprodução)
Thyane Dantas, mulher do cantor Wesley Safadão, tem virado motivo de discórdia dos fãs do cantor nas redes sociais. De acordo com uma fonte do EGO, durante viagem do casal para Dubai, nos Emirados Árabes, a modelo se irritou em uma boate com uma fã do marido e chegou a jogar champanhe na mulher, causando um barraco no espaço e provocando uma ação imediata dos seguranças da casa noturna, que separaram as duas. Nas redes sociais, as fotos de Safadão perderam o foco e os fãs só comentam as imagens falando sobre o assunto defendendo ou acusando Thyane.
Uma amiga da moça contou o episódio no Instagram e disse que a confusão teria começado quando a fã chegou para tirar uma foto ao lado do ídolo. Os dois teriam emendado um papo, o que teria atiçado o ciúme de Thyane. Ao achar a fã um pouco abusada, ela não pensou duas vezes e jogou bebida nela. A fã, por sua vez, não deixou por menos e também virou seu drinque na modelo. O perfil no Instagram Babado dos Artistas chegou a printar as declarações da moça na mesma rede social.
Além de falarem do ciúme de Thyane e da briga em Dubai, os fãs de Wesley Safadão também relembraram nas redes sociais a ex-mulher do cantor, Mileide Mihaile, com quem ele tem um filho, Yhudy, de 5 anos. "Nunca vai chegar aos pés da Mileide", comentou um seguidor do cantor alfinetando Thyane.

Fã relata episódio com Thyane Dantas no Instagram (Foto: Reprodução/Instagram)

Fãs comentam sobre o ciúme de Thyane Dantas (Foto: Reprodução/Instagram)
Fãs comentam sobre o ciúme de Thyane Dantas (Foto: Reprodução/Instagram)
Fãs comentam sobre o ciúme de Thyane Dantas (Foto: Reprodução/Instagram)
Fãs comentam sobre o ciúme de Thyane Dantas (Foto: Reprodução/Instagram)
Fãs comentam sobre o ciúme de Thyane Dantas (Foto: Reprodução/Instagram)
Fãs comentam sobre o ciúme de Thyane Dantas (Foto: Reprodução/Twitter)Fãs comentam sobre o ciúme de Thyane Dantas (Foto: Reprodução/Twitter)
Fonte: EGO

Facebook libera cinco novos botões alternativos ao 'curtir'

'Reações' são os novos botões do Facebook em forma de emoji e alternativos ao 'curtir'. (Foto: Divulgação/Facebook)Não se assuste se as publicações no Facebook começarem a serem bombardeadas por carinhas amarelas com nomes engraçados como "Uau", "Amei" e "Grr". A partir desta quarta-feira (24), os usuários do Facebook no Brasil poderão fazer mais do que “curtir” um post na rede social . O site começa a liberar as “reações”, botões em forma de emoji que expressam mais do que só a aprovação do “joinha”.
Em inglês, os cinco novos botões se chamavam: "Love", "Haha", "Wow", "Sad" e "Angry". No Brasil, as “reações” passarão a ser "Amei", "Haha", "Uau", "Triste" e "Grr", respectivamente. “As pessoas vão ao Facebook para compartilhar todo tipo de coisa, coisas que as deixam felizes, tristes ou bravas”, diz Sammi Krug, gerente de produto do Facebook, ao G1. A novidade será liberada gradualmente.


'Grr'
Para as novas opções aparecerem, o usuário tem de manter pressionado o ícone do botão “curtir”. Ao passar o dedo sobre as imagem, elas interagem, cada um conforme a sua emoção. O “Triste” olha cabisbaixo e chora enquanto o “Grr”, já vermelho de raiva, mexe a cabeça para o lado em sinal de desaprovação.

“Muitas pessoas compartilhavam com a gente que gostaria de mais formas de se expressarem”, diz Sammy. Ela ecoa o que disse Mark Zuckerberg, presidente-executivo da rede social, quando comentou que a rede social estava trabalhando em opções ao botão “curtir”. "É importante dar às pessoas mais opções do que apenas o 'Curtir' para ajudá-las a expressar empatia", disse, reconhecendo que "nem todos os momentos são bons".
Os novos botões serão usados apenas para avaliar publicações, ou seja, não poderão ser incluídos em comentários, posts ou em conversas pelo bate-papo. Dessa forma, não substituirão as outras opções de imagens animadas do rede.

'Reações', botões do Facebook em forma de emoji alternativos ao 'curtir'. (Foto: Divulgação/Facebook)


'Amei'
Lançadas em outubro, as alternativas ao “curtir” eram testadas em sete países (Espanha, Irlanda, Chile, Portugal, Filipinas, Japão e Colômbia). Quando surgiram, eram seis e não cinco “reações”. Antes da expansão mundial, o Facebook eliminou o “Yay”, um emoji com funções parecidas com as do “Haha”. “Não tinha apelo”, explica Sammy. “Nós temos uma comunidade global e gostaríamos que todo mundo se sentisse confortável em usar essas ‘reações’.” O lançamento ocorre para todo o mundo.

Assim como já houve a exclusão de uma “reação”, a inclusão de novas não é descartada. “Uma vez que o mundo inteiro tiver acesso, nós vamos aprender como estão usando e vamos procurar as pessoas e perguntar como podem melhorar”, diz Sammy, comentando que as funções de um botão “não curti” podem ser desempenhadas pelos novos botões “Triste” e “Grr”.
Essas duas opções, no entanto, parecem que não tem tido muita vez. “A reação mais popular no mundo é o ‘Amei’”, conta Sammy.

Fonte: G1

Casos confirmados de microcefalia sobem 26% e chegam a 583

post_microcefalia_800_533O número de casos confirmados de microcefalia no Brasil aumentou 26% nos últimos dez dias, passando de 462 para 583 segundo o novo boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira, 23.
Outros 950 casos suspeitos de microcefalia foram descartados após análises mais criteriosas, ou por serem crianças sem a má-formação ou casos não relacionados a infecções por vírus ou bactérias. Todos os números se referem ao período de 22 de outubro de 2015 a 20 de fevereiro deste ano, e incluem “outras alterações do sistema nervoso central” além da microcefalia.
Já foram notificados 120 óbitos de bebês por microcefalia, o que inclui morte pós-parto e aborto espontâneo. No boletim anterior, divulgado em 22 de fevereiro, era 91. Desses, 30 foram investigados e confirmados para microcefalia (ante 24 no balanço anterior) e 10 foram descartados. Outros 80 continuam em estudo.
O Ministério da Saúde informou que há 4.107 casos em investigação, distribuídos em 1.101 municípios de 25 unidades da federação. Amapá e Amazonas permanecem como os únicos Estados da federação que não tem nenhum registro de casos.
Pernambuco é o Estado com o maior número de casos confirmados de microcefalia com infecção por zika (209), seguido da Bahia (120). Mesmo nesses casos, não está excluída a possibilidade de a mãe da criança ter tido outras infecções capazes de causar danos ao sistema nervoso do feto. Ou seja: não são casos em que o zika foi identificado como única causa possível da má-formação.
“Cabe esclarecer que o Ministério da Saúde está investigando todos os casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central informados pelos Estados e a possível relação com o vírus zika e outras infecções congênitas”, diz o boletim. “A microcefalia pode ter como causa diversos agentes infecciosos além do zika, como sífilis, toxoplasmose, outros agentes infecciosos, rubéola, citomegalovírus e herpes viral.”
Fonte: Ceará Agora

'Erramos, mas acertamos muito mais', diz Lula em programa do PT

Em propaganda partidária do PT que irá ao ar nesta terça-feira (23), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva admite que o partido cometeu erros no governo, mas declara que os acertos foram maiores. O vídeo foi apresentado à imprensa pelo presidente do PT, Rui Falcão.
“Somos o país que mais resolveu as desigualdades. Quem diz isso é a ONU. É isso no fundo que incomoda essa gente [...]. É verdade que erramos, mas acertamos muito mais. E podemos acertar muito mais ainda”, afirma Lula, na propaganda partidária, sem entrar em detalhes sobre os “erros” cometidos.
O ex-presidente não comenta sobre as investigações da Operação Lava Jato, nem sobre as suspeitas levantadas pelo Ministério Público Federal de que seria dono de um sítio e de um apartamento reformados pela construtora OAS, investigada por suspeita de envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras.

No vídeo do PT, que tem 10 minutos de duração, locutores e apresentadores fazem uma defesa de Lula. Eles dizem que o ex-presidente é alvo de “ataques”, mas que continua sendo “a voz de um país mais forte”.
“Agora atacam e caluniam o presidente Lula. Desrespeitam todas as regras. Tentam manchar sua história. Preconceituosos que não querem aceitar suas ideias e suas origens. As privações, a privacidade invadida. Tudo isso passa. Lula, você permanece sendo a voz de um país forte [...] Você tem respeito, amor e morada definitiva”, diz a propaganda partidária.
A presidente Dilma Rousseff não aparece nas imagens. Segundo Rui Falcão, ela não quis participar da propaganda partidária. “Acho que ela preferiu não [participar]. Ela foi convidada”, disse o presidente do PT.

'União'
A propaganda do PT pede, ainda, “união” para enfrentar a crise econômica e busca reforçar que as dificuldades são passageiras. “Não é hora de defender bandeiras que nos separam. Hora é de reunir forças para fortalecer o Brasil. Por que tanto ódio e intolerância contra um partido nesse momento, em que se precisa de união?”, diz o locutor.



Em seguida, populares aparecem dizendo que a crise é uma “fase” e que essa não é a primeira vez que o Brasil enfrenta problemas econômicos. “Ninguém pode correr da fumaça, tem que arranjar um jeito de apagar o fogo”, diz um homem. “É trabalhar. Vamos trabalhar”, dizem outros populares.
Em seguida, Rui Falcão aparece no vídeo para dizer que não serão “permitidas” medidas econômicas que prejudiquem a população. “No passado, ao sinal de qualquer problema na economia, quem pagava a conta era o povo. Nós que fizemos juntos tantas mudanças não vamos permitir que dificuldades passageiras tragam insegurança para as famílias. Nenhuma medida econômica pode ser boa se deixar para trás as pessoas”, afirma.
Lula também menciona a crise econômica, no vídeo, e diz que " parece que virou moda falar mal do Brasil". "Hoje tenho muito mais confiança no Brasil do que eu tinha quando tomei posse, em 2003. Nenhum outro país saiu da pobreza em tão pouco tempo. As pessoas que falam em crise, crise, crise ficam minando a confiança do Brasil. Mas continuamos sendo o gigante do agronegócio. Somos o terceiro maior exportador de aviões", afirmou.

Fonte: G1