Buscar

17 janeiro 2016

BATURITÉ - Tempos difíceis e a Síndrome Locked-in

Hard times, no original, é o título do livro do autor inglês Charles Dickens. Tempos difíceis é sua tradução para o português. A obra narra/denuncia as condições indignas a que eram submetidos os operários ingleses no período da Revolução Industrial. Quando de sua publicação, “chacoalhou” Londres, comumente se diz. Ampliou a possibilidade de discussão sobre o que a estreiteza do debate camuflava e pôs luz onde dantes o cinismo imperava, possibilitando avançar para uma realidade melhor e mais digna aos trabalhadores. Tal conquista também foi possível graças à obra Germinal de Émile Zola, desta vez na França. Fiquemos, contudo, com Tempos difíceis. É a significação dessas duas palavras unidas que necessitamos para compreender bem a conjuntura que está posta em Baturité. Sim,Tempos difíceis.
Alguns podem estar a se perguntar a razão pela qual não busquei dentre a literatura produzida em Baturité alguma obra que traduzisse com clareza o momento que atravessamos. Devolvo-lhes: Qual literatura? Que produção? O paradoxo maior: A Biblioteca Municipal de Baturité leva o nome de Menezes Pimentel, nascido em Santa Quitéria, militar cuja obra desconheço expressividade, talvez por ignorância minha; porém Franklin Távora, baturiteense, radicado no Rio de Janeiro, possui vasta obra de reconhecido valor literário, inclusive da Academia Brasileira de Letras, recebe em nossa cidade apenas indiferença. O mais absoluto silêncio. Baturité paga um alto preço pelos homens que forma.
12313763_1035014463186712_3581941052751856590_n
Os Tempos difíceis são resultante de escolhas ético-valorativas e administrativas realizadas no passado. Essas escolhas engendraram o que a literatura médica chama de Síndrome de “Locked-in”, ou Síndrome do Encarceramento, e eu adapto à realidade de Baturité. Quem desejar melhor compreender tal síndrome assista ao filme O escafandro e a borboleta. Mas o que seria essa Síndrome e o que ela teria a ver com Baturité? A definição mais fácil que encontrei vasculhando na internet foi na Wikipédia, que aqui transcrevo: “Síndrome do encarceramento é uma rara condição, onde os movimentos do corpo inteiro são paralisados com exceção dos olhos, mas as faculdades mentais se mantêm perfeitas”.
O que isso tem a ver com Baturité? Tudo! A Administração Pública está em “locked-in”, “encarcerada”, aprisionada dentro de si própria, dentro dos próprios equívocos administrativos que cometeu no passado. Sofre de paralisia. Está asfixiada. Não consegue se mover. Nada consegue se mover. E, embora isso, os anseios da população são enormes, os olhos e a mente associados podem até ver e desejar realizar algo; porém nada poderão fazer, pois faltam condições reais para tanto, pois estão aprisionados nas limitações impostas pelas questões orçamentárias. Os entraves orçamentários e fiscais, a lógica do compadrio, o patrimonialismo, o clientelismo, a ineficiência, a falta de perspectiva de longo prazo: são essas hoje as grandes razões do insucesso de Baturité.
Autor: Ítalo Holanda
Fotos: Internet

Fonte: TV Maciço

Prédio do antigo do hospital é restaurado e passará a ocupar o novo Centro da Juventude de Ideal

Na última sexta-feira (15), a Prefeitura de Aracoiaba, através da Secretaria de Educação e Cultura, em conjunto com os jovens do Distrito do Ideal e da Sede do município, com o apoio da vereadora Estelita Viana, realizaram a pintura e restauração do antigo do hospital, ao qual passará a ocupar o novo Centro da Juventude daquele Distrito.
Em um dia de ação e limpeza no prédio, iniciaram com a restauração da fachada, dando uma nova aparência, vale ressaltar que as intervenções no novo espaço da juventude continuam. O espaço funcionará para o desenvolvimento de diversos projetos e atividades. Com o total apoio da administração “Uma Cidade de Todos”, estes jovens poderão desenvolver diversas práticas educativas, desde o esporte, música, teatro, meio ambiente, cultura dentre outros.
Na ocasião da reestruturação do novo Centro da Juventude de Ideal, fora lançado o “PROJETO AGIR”, um projeto idealizado por jovens do próprio distrito ao qual passará a ter um total apoio da administração municipal. Um grande passo foi dado com o intuito de envolver a população e os jovens em um espaço de lazer e de aprendizagem. O Projeto Agir já conta sede própria cedida pelo prefeito Antônio Cláudio, em breve estará recendo equipamentos e funcionando com todas as suas atividades e projetos desenvolvidos.

CENTRO DA JUVENTUDE DE IDEAL - É um espaço de referência para a juventude, acessível, aberto e democrático através da oferta de atividades culturais, artísticas, esportivas, tecnológicas, profissionalizantes e de formação para a cidadania, tendo como prioridade ações voltadas a como premissa o protagonismo juvenil.
“Há uma prioridade no nosso governo de promover ações que possam contribuir para o enfrentamento dos desafios que a nossa juventude têm nos dias de hoje. Estamos dando continuidade aos projetos de incentivo a juventude e investindo em espaços e equipamentos de lazer nas escolas, praças e comunidades”, ressaltou o prefeito Antônio Cláudio.
O secretário da educação, Emílio Freitas, destacou a importância do projeto para a comunidade jovem do Distrito de Ideal. “Este projeto é a construção de um sonho para o distrito e que trará benefícios não só para a comunidade, mas para toda a população. A nossa juventude vai ganhar em muito com a implementação desta obra”, disse ele.
O objetivo da administração municipal é oferecer um espaço de convivência social voltada ao desenvolvimento de potencialidades dos jovens, incentivando a aquisição de atuação crítica no meio social e preparação para o mundo do trabalho.
As atividades desenvolvidas com os jovens são: orientação profissional; artesanato; informática; atividades e dinâmicas de fortalecimento de vinculo; palestras e vídeos sobre saúde, drogas, violência, sexualidade entre outros temas; visitas e passeios em locais que possam complementar a formação dos jovens; prática de esporte e incentivo à leitura.

Além das atividades com os jovens serão realizadas oficinas mensais com os pais ou responsáveis cujo objetivo é aproximá-los tanto da equipe que realiza o trabalho com os jovens quanto do espaço e das atividades que os filhos participam, além de desenvolver um trabalho com vistas a suscitar reflexões sobre um tema de interesse das famílias sobre vulnerabilidades e riscos, ou potencialidades, identificados no território, contribuindo para o alcance de aquisições, em especial o fortalecimento dos laços comunitários, o acesso a direitos, o protagonismo, a participação social e a prevenção a riscos.

MPCE recomenda que Prefeitura de Tauá não realize Carnaval

taua
O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por intermédio do titular da 2ª Promotoria de Justiça de Tauá e da 19ª Zona Eleitoral, promotor de Justiça Marcelo Rosa Melo, expediu na última quinta-feira, dia 14, recomendação dirigida à Prefeitura Municipal de Tauá. O documento orienta que o poder público municipal se abstenha de realizar ou patrocinar quaisquer atos que imputem despesas públicas para os festejos do Carnaval.

A recomendação teve como fundamento a grave crise econômica que atinge os municípios cearenses que, além de sofrerem com a falta de chuvas e diante de previsões divulgadas pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) indicando novo período de estiagem para o ano de 2016, tiveram redução nos valores repassados pelo Fundo de Participação dos Municípios (FPM).
O promotor de Justiça acrescenta que a realização de festas no Carnaval não configura interesse primário, mas mero interesse governamental, nem sempre identificado com o interesse da sociedade. “Priorizar a aplicação de recursos públicos em festas é gastar dinheiro público em atividade não essencial”, disse. Ele acrescenta que, em virtude das eleições municipais, o patrocínio de festas desnecessárias poderá configurar abuso de poder político e econômico, sujeitando os gestores municipais às sanções previstas em lei.
A Prefeitura de Tauá tem até o dia 20 de janeiro para encaminhar ao MPCE resposta sobre a recomendação.
Fonte: Ceará Agora

André Figueiredo inaugura Cidade Digital em Redenção (CE)

FOTO: FÁBIO LIMA/ O POVO
FOTO: FÁBIO LIMA/ O POVO
O ministro das Comunicações, André Figueiredo, inaugurou nessa sexta-feira (15/01), em Redenção, no interior do Ceará, a primeira Cidade Digital com fibra óptica totalmente subterrânea do Brasil. O programa do Ministério das Comunicações (MC) leva internet, incluindo rede Wi-Fi, para diversos pontos da cidade a partir da parceria com a Prefeitura local, além de entregar equipamentos para ampliar a infraestrutura de informática.
Redenção recebeu um anel de fibra óptica de 4 km que vinculado ao cinturão digital do governo do estado, interliga 14 órgãos públicos e três pontos de acesso público a comunidade. A partir da instalação da infraestrutura da cidade digital, a prefeitura elaborou um projeto para expansão da rede a fim de contemplar mais 13 pontos por meio da fibra óptica e 20 pontos por antenas. O investimento total foi de R$ 541 mil, que beneficia os 26 mil moradores do município. Já o investimento previsto total no Estado do Ceará é de R$ 11,7 milhões.
André Figueiredo exaltou que as ações realizadas na região alcançam resultados positivos, pois existe uma parceria entre os governos federal, estadual e municipal. “Trabalhamos para conectar a população em tempo real a partir de uma rede de conexão eficiente. As regiões com limitações serão atendidas pelo satélite geoestacionário”, destacou, ao assinar o termo de cessão de equipamentos e acessar a rede de Wi-Fi na Praça do Obelisco, no Centro da cidade.
Ao explicar que a internet permite a igualdade de oportunidades, o ministro disse que a banda larga é um dos principais instrumentos de inclusão de todas as classes. “Por isso, vamos ampliar a velocidade instalada nas escolas para 50 MB, o que permite aos alunos aprender o conteúdo em novas plataformas. É Redenção se preparando para o futuro, pois já foi protagonista ao ser a primeira cidade a liberar os escravos no país”, ratificou o ministro, ao exaltar a integração do município com a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).
O prefeito valorizou os resultados que a internet popular vão gerar no município. “Os pontos de conexão vão permitir a acessibilidade gratuita nas praças da cidade. Isso garante que a juventude tenha acesso às informações, garantindo o desenvolvimento da educação”, valorizou. “Redenção está no caminho do desenvolvimento a partir do investimento do Ministério”, complementou.
A cerimônia também contou com as presenças do chefe do escritório da Telebras no Norte e Nordeste, Edson Santana, o diretor da Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice), Rogério Cristino, o deputado estadual Evandro Barreto, do diretor de Inclusão Digital do MC, Américo Tristão, e o superintendente regional do Trabalho e Previdência Social, Afonso Cordeiro.
Modernidade
Além de modernizar a gestão, o Cidades Digitais amplia o acesso aos serviços públicos, além de promover o desenvolvimento dos municípios brasileiros por meio da tecnologia. Para isso, atua na construção de redes de fibra óptica que interligam os órgãos públicos locais; disponibiliza aplicativos de governo eletrônico para as prefeituras; capacita servidores para uso e gestão da rede, além de oferecer pontos de acesso à internet para uso livre e gratuito em espaços públicos de grande circulação, como praças, parques e rodoviárias.
Fonte: Ceará Agora

Estados Unidos alertam gestantes a evitarem viagem ao Brasil

menor gravidaO Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos emitiu um alerta para que mulheres grávidas evitem viajar ao Brasil e outros países onde há circulação do vírus Zika. A medida considerou os relatos do governo brasileiro de que há risco de as gestantes infectadas pelo vírus virem a ter filhos com microcefalia, uma malformação irreversível no cérebro. O vírus é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti.
O alerta é direcionado a mulheres em qualquer estágio da gestação. Para as que não podem evitar o deslocamento e as que estão tentando engravidar, a orientação é que consultem um médico e sigam rigorosamente os conselhos sobre como evitar as picadas do mosquito.
Colômbia, El Salvador, Guiana Francesa, Guatemala, Haiti, Honduras, Martinica, México, Panamá, Paraguai, Porto Rico, Suriname e Venezuela também estão incluídos na recomendação. Segundo a entidade, o alerta pode ser atualizado, caso aumente o número de países com ocorrência da doença.
Aos viajantes de forma geral que forem para as áreas onde o vírus circula, o CDC recomenda cuidados como usar mangas compridas, calças compridas e sapatos fechados, para expor o mínimo de pele e também indica o uso de repelentes. Além disso, a orientação é dormir em quartos com tela ou com ar-condicionado.
Brasil
Em nota, o Ministério da Saúde brasileiro diz que as recomendações do CDC reforçam as medidas já adotadas pelo governo no cuidado especial com as gestantes, como o uso de repelentes e de roupas compridas que minimizem a exposição da pele. A pasta  diz ainda que em qualquer situação as gestantes devem consultar o médico antes de viajar
“Assim como a Organização Mundial da Saúde, o Ministério da Saúde não recomenda nenhuma medida restritiva de viagem ou comércio internacional, além do cuidado especial com as gestantes, independentemente do vírus Zika”, informa o texto.
Fonte: Ceará Agora

Lei no CE proibirá sinal telefônico em presídios

As empresas de telefonia passarão a ser exigidas na busca da resolução de um problema antigo para o Estado do Ceará: o uso de aparelhos celulares e outros equipamentos eletrônicos dentro dos presídios. Ontem, o governador Camilo Santana assinou projeto de lei, que será encaminhado e discutido na Assembleia Legislativa (AL), versando sobre a proibição de disponibilidade de sinal telefônico em áreas destinadas às Unidades Prisionais. Em miúdos, caberá às empresas encontrar uma maneira de impedir a comunicação por telefone e internet dos presidiários com o mundo externo.
Já há algum tempo o governo, através da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus), busca encontrar uma solução para o problema. O desconforto com o tema é notório sempre que questionado. Não por falta de interesse: diversas tecnologias estrangeiras foram testadas, várias reuniões realizadas, muitos especialistas consultados. Entretanto, o mais próximo que se chegou de uma solução para a famigerada farra dos celulares dentro dos presídios foram os bloqueadores de sinal produzidos pelo Instituto Federal do Ceará (IFCE), que foram descontinuados, e os aparelhos de bodyscanner, instalados nas grandes unidades. Nenhum, no entanto, produziu o efeito esperado e impediu que detentos continuassem a comandar o crime de dentro das celas. 
Ontem, durante a primeira reunião do Comitê Interinstitucional do Pacto por um Ceará Pacífico, no Palácio da Abolição, o governador do Estado assinou o projeto de lei que será encaminhado à AL após o recesso, em 1º de fevereiro.
"É fundamental que procuremos alternativas para o bloqueio de celulares nos presídios do Estado. Qualquer comunicação, que não a institucional, no sistema penitenciário deve ser regulada e, se ilegal, punida. Além disso, essa lei acaba por trazer também uma maior responsabilidade para as empresas de telefonia móvel. Todos nós devemos estar alinhados na busca do movimento pela paz e pela vida de todos os cearenses", destacou o governador, ao apresentar a medida. 
Camilo enfatizou que a busca por solucionar o problema visa desestabilizar o crime organizado no Estado. "Hoje em dia, pessoas de dentro do presídio comandam crimes. E isso tem sido uma das nossas grandes preocupações, garantir o bloqueio do uso de celulares nos presídios. Esse é um problema não só do Ceará, mas do Brasil. Várias tecnologias são apresentadas ao governo: israelense, americana. E até agora nenhuma nos deu segurança. Essa medida é fundamental e estratégica. Não tenho dúvidas que vamos dar um avanço no combate à violência se conseguirmos realizar essa ação nos principais presídios do Ceará". 

Viabilidade 

O titular da Sejus, secretário Hélio Leitão, também destacou a importância da legislação estadual no combate ao livre acesso dos presos aos serviços de telecomunicação irregular. 
"Tecnicamente, isso é viável, criar uma área de sombra no perímetro do presídio. Unidade prisional é área de segurança. A ideia é que as operadoras façam isso, pois Segurança Pública é uma questão que não é só do Estado, é de toda a sociedade. As operadoras são chamadas a dar sua contribuição pois desenvolvem uma atividade regulada, uma concessão pública", disse.
Segundo o secretário, também caberá às operadoras pensar em uma solução que impeça o uso das redes de telefonia dentro dos presídios cearenses mas não interfira na oferta do serviço aos clientes que morem no entorno das unidades. "Com essa iniciativa, as operadoras estão sendo corresponsabilizadas. Elas dispõem de ferramentas técnicas para fazer com que isso fique na área da unidade prisional, que é uma área de segurança, repito", indicou Leitão.

Fonte: DN 

'Fatalidade', diz mãe sobre queda de filha de prédio de três andares no CE

Aline Nascimento e a pequena Beatriz, que sobreviveu a uma queda do terceiro andar de prédio em Fortaleza (Foto: Elias Bruno / G1)A manicure Aline Nascimento, mãe da criança que sobreviveu a uma queda do terceiro andar de um prédio em Fortaleza nesta sexta-feira (15), disse ao G1 que o acidente foi uma fatalidade e que se incomoda com as opiniões de vizinhos sobre a conduta dela em relação à criança.
"As pessoas já começaram a me julgar. A mulher daqui de baixo me chamou de irresponsável. Quando acontece uma coisa dessas, dizem que a mãe é irresponsável, mas não é, de jeito nenhum. Toda fatalidade dessas acontece com todo mundo", afirma. Aline tem 29 anos e é mãe de outros dois garotos. Ela nasceu no Piauí e mora em Fortaleza há cinco anos em uma apartamento de três cômodos que divide com dois irmãos.
Janela de onde criança caiu fica ao lado da mãe: "Foi coisa de um minuto", diz mãe (Foto: Elias Bruno/G1)Aline Nascimento acredita que a "proteção divina" pode ter salvo a pequena Beatriz, que resistiu à queda de cerca de 12 metros com alguns arranhões na testa. "É porque tinha que acontecer, porque nada acontece por acaso. Foi só Deus mesmo para salvar a minha filha", disse.
Com orgulho em dizer que sua "caçula e única filha renasceu", Aline afirmou que vai tomar precauções para evitar que aconteça novamente algo parecido. "A lição que fica é ter mais atenção com a minha filha." A manicure diz ainda que pretende morar em outro lugar.


Mãe explica o acidente
Aline disse que a filha caiu do prédio no momento em que família dormia, por volta das 6h. "Foi coisa assim de um minuto, que eu fechei o olho e só escutei o grito dela. Quando procurei, ela não estava em casa", relata a manicure Aline Joice Nascimento, de 29 anos, mãe de Helena Beatriz.

A cama onde a mãe e filha dormiam fica próxima à janela do apartamento. Segundo Aline, Beatriz tentava alcançar brinquedos que estavam na janela, quando sofreu o acidente.
"A cama fica um pouco longe da janela justamente por causa do risco. Quem mora em apartamento, independente de ser baixo ou não, é arriscado, é um perigo. Mas como os brinquedos estavam encostados na janela, quando eu vi que ela queria pegar, já tinha acontecido", afirma.


Câmera
Família acredita que fiação elétrica amorteceu a queda de criança (Foto: Elias Bruno/G1)A queda da criança foi registrada por câmeras de segurança. Logo após a queda do terceiro andar, a menina tenta engatinhar e recebe ajuda de um mototaxista que passava pela rua. Em seguida, a família de Beatriz e outras pessoas chegam para socorrer o bebê."Foi um milagre, só Deus. Se eu já tinha fé em Deus, agora é dobrado. Minha filha nasceu de novo, duas vezes no mesmo mês". Beatriz havia completado um ano de idade em 7 de janeiro.

A menina recebeu atendimento na UPA do Bairro Cristo Redentor com escoriações leves na testa. Ela teve alta no início da tarde desta sexta. "É um milagre, só mesmo Deus para fazer com que ela sobreviva só com um arranhãozinho", diz a mãe da criança.
Cama de onde criança caiu fica próxima à janela do apartamento (Foto: Elias Bruno/G1)De acordo com algumas testemunhas, a criança esbarrou na fiação elétrica antes de cair no chão, o que pode ter amortecido o impacto. A família também acredita na hipótese, mas ainda não há confirmação.

Fonte: G1