Buscar

08 janeiro 2016

Notas do Enem 2015 vão ser divulgadas pelo Inep nesta sexta

capa azul segundo dia (Foto: reprodução)As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015 serão divulgadas nesta sexta-feira (8) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Cada um dos 5,7 milhões de candidatos poderá conferir seu desempenho no site da instituição. Basta usar o número de inscrição e a senha.
(VEJA ABAIXO TIRA-DÚVIDAS SOBRE A CORREÇÃO DAS PROVAS)
O resultado será utilizado na disputa por vagas em universidades públicas: já na segunda-feira (11) o Ministério da Educação (MEC) abre a primeira edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) em 2016. Serão 228 mil vagas em 131 instituições públicas de ensino superior, que já podem ser pesquisadas no site do Sisu.
Além das vagas do Sisu, programas federais de bolsa de estudos (Prouni) e de financiamento (Fies) exigem nota mínima no Enem.
Os alunos poderão conferir apenas as notas das provas das quatro áreas de conhecimento e da redação. Uma decisão da Justiça Federal determina que o espelho da redação seja divulgado, mas o Inep ainda tem prazo para recorrer. O texto digitalizado e as anotações dos avaliadores serão divulgados em até 60 dias, conforme o órgão ligado ao MEC.

Provas de 2015

Considerado por alguns professores como o Enem mais difícil, a edição 2015 foi marcada por polêmicas e avanços. Nenhuma ocorrência grave contra a segurança da prova foi verificada, apesar de 740 candidatos terem sido eliminados.
Em relação ao conteúdo, a escolha do tema da redação foi elogiada por destacar a permanência da violência contra as mulheres na sociedade. O debate sobre feminismo esteve presente nos mais de 3,7 milhões de post no Twitter gerados pelo Enem (veja memes e polêmicas).
A edição 2015 também teve o reajuste da taxa de inscrição (subiu após 11 anos, de R$ 35 para R$ 63). Entre as mudanças, o MEC também diminuiu o acesso à gratuidade, suspendeu o envio do cartão de inscrição pelos Correios e buscou diminuir custos com a prova.

TIRA-DÚVIDAS: CORREÇÃO DO ENEM
Veja abaixo os principais esclarecimentos do Inep:
É possível uma prova não ser corrigida?

Sim, nas seguintes situações:
a) quando o participante deixa de indicar a cor do caderno de questões no caderno de respostas;
b) quando sair da sala sem o acompanhamento de um aplicador ou ausentar-se em definitivo antes das duas horas do início do exame;
c) quando não entrega ao aplicador o cartão-resposta e a folha de redação ao terminar as provas;
d) quando não entrega ao aplicador o caderno de questões, caso deixe a prova em prazo anterior aos últimos 30 minutos para o término;
e) quando ausenta-se da sala de prova levando o cartão-resposta e/ou a folha de redação;
g) quando não transcreve a frase constante da capa do seu caderno de questões ou recusa-se a assinalar a cor da capa de seu caderno de questões no cartão-resposta durante o exame.


Como é feita correção do cartão-resposta?
Segundo o Inep, o processamento do cartão-resposta é realizado por leitura óptica, para identificar a marcação de respostas das questões objetivas. Por isso, é imprescindível que o preenchimento do cartão-resposta tenha sido realizado com caneta esferográfica de tinta preta, de acordo com as instruções apresentadas, sob pena da impossibilidade de leitura óptica.

Como é corrigida a redação?
Segundo o Inep, a redação é corrigida por dois especialistas, de forma independente, sem que um conheça a nota atribuída pelo outro. Cada corretor atribuirá uma nota entre 0 (zero) e 200 (duzentos) pontos para cada uma das cinco competências, totalizando 1000 (mil) pontos. A nota final corresponde à média aritmética simples das notas atribuídas pelos dois corretores.
Caso ocorra uma diferença de 100 pontos ou mais entre as duas notas totais (numa escala de 0 a 1000) ou se a diferença de suas notas em qualquer uma das competências for superior a 80 (oitenta) pontos (numa escala de 0 a 200), a redação passará por uma terceira correção.
Se não houver discrepância entre o terceiro corretor e pelo menos um dos outros dois corretores, a nota final do participante será a média aritmética entre as duas notas totais que mais se aproximarem, sendo descartadas as notas não convergentes.
Caso o terceiro corretor apresente discrepância com os outros dois corretores, haverá novo recurso de ofício e a redação será corrigida por uma banca composta por três corretores que atribuirá a nota final ao participante, sendo descartadas as notas anteriores.

Quando o participante pode tirar zero na redação?

Nos seguintes casos, segundo o Inep:
a) quando o texto não atender à proposta solicitada ou possuir outra estrutura textual que não seja a do tipo dissertativo-argumentativo, o que configurará "fuga ao tema/não atendimento ao tipo textual";

b) quando inexistir texto escrito na folha de redação, ela será considerada "em branco";
c) quando o texto apresentar até 7 (sete) linhas, qualquer que seja o conteúdo, o que configurará "texto insuficiente" – quando a redação contiver linhas com cópia dos textos motivadores apresentados no caderno de questões, serão desconsideradas para efeito de correção e de contagem do mínimo de linhas;
d) caso o texto contenha xingamentos, desenhos e outras formas propositais de anulação, bem como que desrespeite os direitos humanos e apresente parte do texto desconectada com o tema proposto de forma a caracterizar descompromisso com o exame, quando a redação será considerada "anulada".

Fonte: G1

Anvisa suspende comercialização de shampoos e condicionadores

anvisaA Agência Nacional de Vigilância Sanitária suspendeu a fabricação, a distribuição, a divulgação e a comercialização de todos os produtos da empresa Lord Tech Cosméticos.
Segundo a agência reguladora, os produtos são fabricados por uma empresa desconhecida e distribuídos pela Lord Tech, que não tem autorização de funcionamento e está situada em local incerto.
A Anvisa determinou ainda a apreensão e inutilização dos produtos da marca que ainda estão no mercado. As medidas saíram no Diário Oficial da União desta quinta-feira (7).
O condicionador Chá Verde Cabelos Oleosos Nutraactive, da Pétalas Cosméticos Indústria e Comércio, também teve fabricação, distribuição, divulgação e comercialização suspensos pela Anvisa.
Neste caso, segundo a agência reguladora, o fabricante havia pedido o cancelamento da autorização para fabricação do produto, porém, depois do cancelamento ainda produziu o condicionador. A determinação prevê, ainda, que a empresa promova o recolhimento do estoque existente no mercado.
Fonte: Ceará Agora

Cid diz que manterá acusações contra Temer na Justiça

temer cid
O ex-ministro da Educação Cid Gomes afirmou que sustentará, perante a Justiça, a acusação que fez contra o vice-presidente Michel Temer durante convenção nacional do PDT, em 17 de outubro. Na ocasião, ele chamou o peemedebista de “chefe da quadrilha de achacadores que assola o Brasil”.

A declaração provocou reação de Temer e do PMDB. Sem alarde, o vice-presidente e seu partido ingressaram em 5 de novembro com uma representação criminal na Justiça Federal de Brasília contra o ex-governador cearense, acusando-o de ter cometido os crimes de calúnia, injúria e difamação.
“Muito menos o Brasil pode avançar se entregar a Presidência da República ao símbolo do que há de mais fisiológico e podre na política brasileira, que é o PMDB liderado por Michel Temer, chefe dessa quadrilha que achaca e assola o nosso País”, afirmou Cid durante o evento do PDT em outubro do ano passado.
O ex-governador cearense evitou comentar o processo. Disse que só vai falar sobre o assunto perante a Justiça, quando for acionado, que diz não ter ocorrido até o momento. Apesar disso, afirmou que “naturalmente” manterá a acusação contra o vice-presidente da República perante a Justiça.
Andamento
O Ministério Público Federal no Distrito Federal já apresentou parecer em que opina pelo parcial recebimento da queixa-crime proposta por Temer. Para o MP, a acusação para transformar Cid Gomes em réu deve ser recebida apenas quanto ao crime de injúria quando há uma ofensa à dignidade ou ao decoro de alguém.
A Justiça Federal do DF, contudo, não discutiu ainda o mérito da ação. O juiz Marcus Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal, decidiu remeter o caso para a Justiça Federal do Ceará, Estado do ex-ministro, por entender que a Seção Judiciária de Brasília não é competente para processar e julgar o fato.
Fonte: Ceará Agora

Menos de 30% dos brasilienses têm acesso a tratamento dentário

dentista odontologia
Matéria do Correio Braziliense, publicada nesta quinta-feira, com base em indicadores do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus), aponta que Brasília tem a pior cobertura de saúde bucal do país. Atinge apenas 27,17% da população, enquanto a média nacional é de 52,82%.

A capital federal perde para Maranhão (61,12%), Piauí (93,46%) e Acre (66,44%), os três estados considerados mais pobres do Brasil, na disponibilidade do tratamento dentário. Em 2014, a cobertura odontológica no Ceará era de 63,77%.
O déficit de 98 cirurgiões-dentistas e de 239 técnicos é usado como justificativa pela Secretaria de Saúde para a falha. Existem 12 centros especializados em odontologia (CEOs) na rede pública, segundo o Ministério da Saúde, quando deveria haver um total de 33. Atualmente, 85 equipes atendem nos laboratórios da especialidade, abaixo das 180 recomendadas. No ano passado, duas unidades de atendimento perderam o credenciamento do Ministério da Saúde, de acordo com o Memorando nº 136, de 2015, da Gerência de Odontologia.
A crise nos hospitais regionais do Gama, de Ceilândia, da Asa Norte e de Taguatinga esbarra em percalços como a falta de médicos. As unidades de pronto atendimento (UPAs) estão “com capacidade quase que zerada de prestação de serviços emergenciais”, segundo o documento. A situação chegou ao ponto de o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) reconhecer a penúria e garantir que profissionais serão contratados. Porém, sem data prevista. Na quarta, durante reunião com diretores de hospitais e a secretária adjunta de Saúde, Eliane Ancelmo Berg, o socialista estimou que o deficit na área chega a mil servidores.
Em cinco anos, o Ministério da Saúde investiu R$ 16,6 milhões na saúde bucal do Distrito Federal. Em 2015, a capital recebeu R$ 4,02 milhões — número 210% maior em relação a 2010, quando o governo federal disponibilizou R$ 1,2 milhão.
Fonte: Ceará Agora

Governo reforça combate ao Aedes Aegypti no Interior

10409_978262378908709_5651081988604493476_n
O Governo do Estado realiza ações preventivas de combate ao Aedes aegypti no interior do Estado. Nesta quinta-feira, 7, o Centro de Eventos de Sobral foi palco do segundo encontro do Plano Estadual de Enfrentamento ao Mosquito Aedes aegypti. A meta é levar as ações criadas pelo Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento a dengue, chikungunya e zika, a 55 municípios da Região Norte. Sobral foi a primeira cidade do interior a receber o plano que terá ações aplicadas em todo o Ceará.

A vice-governadora Izolda Cela acompanhada do secretário da Saúde do Estado, Henrique Javi e do prefeito de Sobral, Veveu Arruda, comandou a solenidade de apresentação da campanha “Todos Contra o Mosquito” para a Região Norte. Izolda reforçou a importância da participação de todos e a contribuição com o trabalho dos agentes de endemias. “Nosso objetivo é mobilizar todas as cidades, definir metas, monitorar, avaliar e fazer com que possamos disseminar as boas práticas. Esse esforço é necessário e fundamental para vencermos o Aedes aegypti. Por isso estamos intensificando as ações de pulverização e visitas casa a casa. Temos agora a presença do exercito nos ajudando. Precisamos qualificar os diagnósticos nos municípios, e deixar bem claro que podemos vencer essa batalha”, ressaltou.
Durante o evento, o grupo teatral Arte Educacional Popular em Saúde chamou atenção para os perigos que o mosquito oferece, de forma bem humorada. Todos atentos às orientações feitas pelo secretário da Saúde, Henrique Javi, que fez uma apresentação sobre as causas e consequências da dengue, chikungynya e zika. “Precisamos unir forças, realizar ações preventivas e estimular essa prática. Precisamos de todos para atingirmos o resultado desejado e evitar a presença do mosquito. Ações simples, de rotina, podem evitar muitas doenças”, afirmou Henrique Javi.
Para os agentes de endemias, além de uma grande experiência, a ação reforça a importância da luta diária contra o mosquito. “Estamos fazendo prevenções diárias e a comunidade está ajudando. Com a campanha ‘Todos Contra o Mosquito’, que aumenta a divulgação e facilita nosso trabalho nas ruas, a população fica mais ciente dos riscos” frisou o agente de endemias Rafael Sousa.
Já a agente Alinielli Feitosa diz que a campanha traz mais esclarecimento para a população e fortalece a fiscalização. “O mosquito vem ganhando novos meios de nos prejudicar porque antes era somente a dengue, e depois a febre chikungunya e vírus Zika. Mais do que nunca , temos que nos qualificar para combatê-lo. Com essa forte divulgação da campanha e das ações, o Governo do Estado mostra que nós, agentes de saúde, não estamos sozinhos, e que a população pode nos ajudar, por isso digo: O mosquito que se cuide”, brincou a agente.
A solenidade contou ainda com as presenças do deputado federal Leonidas Cristino; o deputado estadual Ferreira Aragão; de prefeitos, secretários de saúde dos municípios da Região Norte, agentes de saúde, de endemias, e representantes da sociedade civil.
O comitê
O Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue, Chikungunya e Zika, integra o Plano de Enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti, lançado no dia 21 de dezembro pelo governador Camilo Santana, e é fruto de uma ação integrada de vários setores do Governo do Estado, além da parceria com os governos municipais e federal.

O comitê é intersetorial e tem a participação de, pelo menos, 16 órgãos da esfera estadual, federal e municipal: Gabinete do Governador, Casa Civil, Secretaria de Saúde, Secretaria da Educação, Secretaria da Infraestrutura, Secretaria do Turismo, Secretaria das Cidades, Secretaria de Meio Ambiente, Secretaria da Cultura, Secretaria do Planejamento e Gestão, Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, Defesa Civil, Ministério da Defesa – Exército Brasileiro, Secretaria de Recursos Hídricos, Secretaria do Desenvolvimento Agrário, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior e Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE).
Brigada nos prédios públicos estaduais
As brigadas serão instituídas e têm por finalidade combater focos do mosquito Aedes aegypti nos prédios de utilização dos órgãos do Governo do Estado do Ceará e vinculados. Sua organização ficará por conta do setor administrativo respectivo. Compostas por quantas pessoas sejam necessárias, terão por tarefa a cada sete dias promover a inspeção e eliminação de possíveis focos e criadouros do Aedes aegypti. Os grupos vão atuar como multiplicadores de práticas de educação em saúde para os que utilizam o prédio.

– Agentes de Controle: 18 mil agentes de saúde e quatro mil agentes de endemias em todo o estado vão intensificar as ações de visita casa a casa para o combate ao mosquito Aedes aegypti, inserindo no protocolo de visita dos agentes de saúde a observação dos focos do mosquito.
– Exército Brasileiro irá instalar telas de proteção nas caixas d’água.
– Serão usadas três toneladas de larvicida na eliminação do Aedes aegypti. Já foram distribuídos aos 184 municípios – 1 Kg do larvicida trata 500.000 litros de água.
– Ação estadual: 250 pulverizadores portáteis para aspersão de inseticidas. usados na eliminação do Aedes aegypti, 33 carros fumacê, 1.366 litros de inseticida 25.000 litros de óleo de soja (solvente), capacidade para pulverizar até 17 mil quarteirões. A manutenção de estoque de óleo de soja é feita pelo Governo Estadual e inseticida fornecido pelo Ministério da Saúde.
– Qualificação das ações de controle vetorial: capacitação de laboratoristas e capacitação de 437 operadores de máquinas costais dos 184 municípios.
Com Governo do Ceará
Fonte: Ceará Agora

Corte no orçamento: Peritos da PF afirmam que ‘retrocesso é inaceitável’

perito policia federal
Em comunicado divulgado nesta quinta-feira, 7, os peritos criminais da Polícia Federal decidiram entrar na polêmica do corte orçamentário da corporação que nas últimas semanas alimenta um embate tenso entre delegados e o governo. Através de sua entidade de classe, os profissionais da segurança nacional se declaram a favor do ‘diálogo franco’, mas expressam que ‘o retrocesso é inaceitável’.

Eles argumentam que em um Estado Democrático de Direito ‘o governo não deveria privilegiar quem o defende e preterir quem pode investigá-lo’.
Íntegra do comunicado dos Peritos Criminais Federais
“A Sociedade brasileira vem assistindo a uma discussão pública entre entidades representantes de servidores da Polícia Federal e o Ministério da Justiça. Essa situação lamentável precisa de diálogo franco para que possamos resolver os impasses criados. A Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais repudia qualquer possibilidade de contingenciamento orçamentário que possa interferir nas atividades da Polícia Federal, que vem, sem margem para dúvidas, transformando para melhor a história de nosso país. Se há problemas na gestão, como falado pelo Ministro José Eduardo Cardozo, que sejam resolvidos por quem para isso tem poder. Os Peritos Criminais Federais estarão sempre à disposição para ajudar no aprimoramento de nossa gestão. Mas o retrocesso é inaceitável.
A Polícia Federal precisa de investimentos, pois cada centavo que entra nessa instituição retorna com grande lucro para nossa sociedade. E o principal investimento que o Governo deve fazer na Polícia Federal é em seu mais valioso patrimônio: seus servidores de alta qualificação que diuturnamente se esforçam por um país melhor, mais seguro, mais justo e, sobretudo, livre da corrupção que tanto castiga o Brasil.
Em um Estado Democrático de Direito, o Governo não deveria privilegiar quem o defende e preterir quem pode investigá-lo.
A APCF permanece atenta e diligente contra as ameaças à Polícia Federal e reafirma seu compromisso com o diálogo, desde que esse não sirva para fins protelatórios de quem não quer solucionar problemas.”
Fonte: Ceará Agora

Violência em Aquiraz: adolescente é decapitado e homem morto a bala

IMG_20160107_183532404
A polícia investiga o achado de dois corpos nesta quinta-feira, 07, em Aquiraz. Uma das vítimas, um adolescente de 16 anos, foi decapitado. A cabeça foi colocada em uma caixa de papelão, enquanto seu corpo desovado em uma duna a poucos metros.

A mãe do adolescente contou aos policiais que o rapaz era usuário de drogas.  A outra vítima, identificada como Rogério Barbosa da Costa, de 35 anos, foi encontrada na localidade de Barro Preto. Ele tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas.
Fonte: Ceará Agora