Buscar

14 novembro 2016

HRSC vai completar dois anos de inaugurado sem fazer nenhum atendimento

Unidade fará, em dezembro próximo, dois anos sem atender nenhum paciente (Foto: Eduardo Queiroz)
Quixeramobim. Já faz mais de dois anos que dona Raimunda Lima Venâncio, 56, natural de Boa Viagem, percorre cerca de três horas de estrada mensalmente para conseguir fazer o tratamento do filho, que tem intolerância a lactose.
“Eu faço um tratamento com ele em Fortaleza e é muito difícil porque tem meses que eu não tenho de onde tirar o dinheiro da viagem”, diz a mãe, que está atualmente desempregada. “A gente passa uma dificuldade enorme para conseguir esse tratamento. Se fosse mais perto, era tudo mais fácil”, afirma.
O anúncio da chegada do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), construído neste Município do Sertão do Ceará, distante cerca de 220Km de Fortaleza, se tornou a esperança para problemas como o de Raimunda e de tantos outros. A unidade foi inaugurada em dezembro de 2014. Os processos de abertura se iniciaram, mas, desde então, o HRSC ainda não atendeu nenhum paciente.
Por etapas
A unidade vai funcionar por etapas, prometeu a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), a partir de um cronograma elaborado por seus técnicos. Mas a programação vem sofrendo atrasos recorrentes. Em nota a Secretaria disse que o mais recente “foram algumas dificuldades na instalação elétrica e na climatização do hospital”, que “fizeram com que o cronograma de atendimento fosse adiado”.
Caso já estivesse funcionando plenamente, Raimunda Lima Venâncio encontraria mais facilidades: faria um percurso menor, de 100Km a menos e levaria pouco mais de uma hora para ir ao local e tratar o filho. “Já passei muita dificuldade pra não gastar o dinheiro porque nem sempre eu consigo ir no carro da Saúde, e, pra não perder a consulta, vou de ônibus”, disse Raimunda.
Linhda do Tempo HRSCA repercussão de mais um atraso que faz o HRSC chegar a quase dois anos ainda sem atender nenhum paciente é destaque no caderno Regional da superedição do final de semana do Diário do Nordeste. A reportagem mostra quem precisa de um tratamento e tem que viajar longe porque o hospital ainda está fechado, gente que fez uma seleção para trabalhar e que ainda não foi chamado e ouve a opinião da comissão de saúde da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE) que pretende fazer uma audiência pública. Leia a matéria completa aqui >> Hospital Regional do Sertão Central segue sem funcionar
SAIBA MAIS
Linha do tempo: acompanhe a ‘novela’ do HRSC
Fonte: DN

Nenhum comentário:

Postar um comentário