Buscar

16 novembro 2016

Brasil vence o Peru e fica perto da Copa

A Seleção Brasileira de Tite precisou de apenas dois meses ou seis jogos para trocar a dúvida da vaga na Copa do Mundo da Rússia pela classificação praticamente assegurada. Em um duelo equilibrado contra o Peru, o Brasil não teve Neymar em noite inspirada, mas contou com atuações decisivas de Philippe Coutinho e principalmente Gabriel Jesus para vencer por 2 a 0. O atacante do Palmeiras abriu o placar e Renato Augusto deu números finais ao jogo desta quarta-feira, válido pela 12ª rodada das Eliminatórias.
Com o resultado, a Seleção se manteve na liderança, chegou aos 27 pontos e abriu quatro de distância para o Uruguai e nove para a Colômbia, a sexta colocada. Já o Peru, que vinha em ascenção, está em oitavo com 14 pontos. Na próxima rodada, que acontece em março do ano que vem, o Brasil visita o Uruguai, enquanto os peruanos jogam com a Venezuela também fora de casa.
O JOGO
Pela primeira vez desde que Tite assumiu, o Brasil sofreu uma pressão real e imediata. A Seleção foi sufocada pela euforia peruana nos primeiros dez minutos. Com velocidade e toques rápidos, os donos da casa chegaram duas vezes com perigo. Na primeira, Cuevas reclamou de puxão (o lance foi duvidoso). Na segunda, Carrillo acertou a trave direita de Alisson.
Mesmo com o cenário desfavorável, a Seleção soube superar o momento adverso. Com troca de passes objetivas, sobretudo de Gabriel Jesus e Neymar, a equipe brasileira também assustou em chute de Paulinho e na cabeçada de Fernandinho após escanteio. A troca de posicionamento de Philipe Coutinho e Renato Augusto também facilitou a produção ofensiva.
No geral, os primeiros 45 minutos foram elétricos. As duas equipes fizeram um jogo franco e de boas possibilidades para ambos os lados, onde o toque final acabou sendo determinante para a primeira metade do duelo em Lima ter terminado sem gols e um destaque individual que se sobressaísse.
No início da etapa final o Peru dava impressão que repetiria a tática inicial. Mas desta vez não surtiu efeito. A Seleção soube neutralizar de maneira mais rápida o ímpeto dos donos da casa. Foi aí que um jogador em especial resolveu ser o ponto fundamental parta a quebra de equilíbrio no duelo: Philippe Coutinho.
O meia do Liverpool começou a encaixar jogadas de efeito e desnortear a marcação peruana. Em uma jogada ofensiva, ele brigou pela bola e contou com a sorte. O passe bateu em um jogador peruano e sobrou limpa para Gabriel Jesus, que com frieza de atacante abriu o placar.
A vantagem fez a Seleção ficar perigosa nos contra-ataque. O desenho da partida e da própria tabela obrigou Ricardo Gareca a arriscar. Tirou Carrillo e colocou Ruidiaz. O Peru voltou a se lançar ao ataque e criar perigo. Quase empatou com Nilson Loyola. Mas a sorte da equipe brasileira estava em dia.
Não só ela, como a eficiência. Para acabar com qualquer chance de zebra, Gabriel Jesus fez grande jogada e rolou para Renato Augusto bater cruzado e ampliar. Com a vitória praticamente assegurada, Willian e Douglas Costa tiveram alguns minutos para mostrarem serviço. No fim, Paulinho quase deixou o seu. Segundo os cálculos de Tite, o Brasil precisaria de 28 pontos para garantir seu lugar na Copa da Rússia. Com 18 pontos seguidos e 27 na tabela, o objetivo fica por apenas um empate. O Mundial é logo alí!
FICHA TÉCNICA
PERU 0 X 2 BRASIL

Local: Estádio Nacional, Lima (PER)
Data-hora: 16/11/2016, à 0h15 (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Auxiliares: Cristian de la Cruz (COL) e John Alexander León (COL)
Cartões amarelos: Nilson Loyola e Cueva (PER); Renato Augusto (BRA)
Gols: Gabriel Jesus - 12'/2ºT (0-1) e Renato Augusto - 33'/2ºT (0-2)

PERU: Gallese, Corzo (Advíncula - 32'/2ºT), Christian Ramos, Alberto Rodríguez e Nilson Loyola; Yotún, Pedro Aquino, Carrillo (Ruidiaz - 16'/2ºT), Andy Polo (Sánchez - 29'/2ºT) e Cueva; Guerrero - Técnico: Ricardo Gareca
BRASIL: Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho, Paulinho e Renato Augusto; Philipe Coutinho (Douglas Costa - 40'/2ºT), Neymar e Gabriel Jesus (Willian - 36'/2ºT) - Técnico: Tite
Fonte: O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário