Buscar

30 outubro 2016

Ceará leva três gols do Bahia e tem chances remotas de acesso

O Ceará foi derrotado na tarde deste sábado (29) na Arena Fonte Nova em Salvador, por 3 tentos e 1 e agora tem chances remotas de subir para a Série A. os dois times buscavam chegar ao G-4 e a vitória mantinha o sonho do acesso.  O Bahia se deu bem e ficou na quinta colocação com 53 e o Ceara estacionou nos 47 pontos na nona colocação.
No minuto 12, resposta do Ceará, através de Lelê que só empurrou para as redes. Na segunda etapa o Bahia sufocou o Ceará. O Tricolor de Aço baiano empatou com Edgar Junior de cabeça. E virou aos 28 minutos, numa boa trama de bola do ataque do Bahia. Hernani toca para Régis que mandou para as redes, virando o placar na Fonte Nova.
Ceará sentiu mais ainda o baque da virada. Bahia, no decorrer da partida, se aproveitou e fez o terceiro após lambança da defesa alvinegra. Aos 36, Diego Felipe tenta tirar a bola do atacante do Bahia e chuta por cobertura para a própria meta. Éverson estava adiantado e não conseguiu evitar o gol.
Na próxima rodada, o Ceará enfrenta o Tupi, no sábado (5), na Arena Castelão, às 16h. Já o Bahia, visita o Vila Nova, na sexta-feira (4), no Serra Dourada, às 20h30.
O Bahia conseguiu uma virada que pode dar motivação extra na luta pelo acesso na Série B do Campeonato Brasileiro. Após ir para o intervalo perdendo por 1 a 0, o time baiano marcou três gols no segundo tempo e venceu o Ceará por 3 a 1, neste sábado, na Arena Fonte Nova, em Salvador. O duelo foi válido pela 33.ª rodada.
A vitória faz o Bahia encostar de vez na briga no G4. O time chegou aos 53 pontos, na quinta colocação. A diferença para o quarto colocado Náutico é de apenas um ponto. De quebra, chegou ao quarto jogo de invencibilidade, com três vitórias e um empate. Foi a sua sexta vitória seguida em casa. Não bastasse isso, praticamente afasta o Ceará da luta. Afinal, o adversário estacionou nos 47 pontos, na nona colocação.
O Ceará conseguiu ser mais eficiente no primeiro tempo. Tanto que abriu o placar aos 28 minutos. O meia Felipe deu um elástico no marcador e só rolou rasteiro para o atacante Lelê empurrar ao gol vazio.
Na segunda etapa, o jogo mudou completamente. O Bahia pressionou e conseguiu a virada. O empate aconteceu aos 19 minutos. O meia Régis levantou na área e o atacante Edigar Júnio se antecipou para desviar de cabeça. A bola entrou no canto esquerdo do goleiro Éverson.
O gol empolgou os baianos, que anotaram o segundo aos 28 minutos. Depois de bela triangulação, Régis recebeu sozinho na área e só tocou na saída do goleiro. Ainda houve tempo para o terceiro. O volante Diego Felipe tentou afastar uma bola, mas acabou encobrindo Éverson e marcou contra.
Na próxima sexta-feira, às 21h30, o Bahia volta a campo para enfrentar o Vila Nova, no estádio Serra Dourada, em Goiânia. Já o Ceará recebe o Tupi, no próximo sábado, às 17 horas (de Brasília), na Arena Castelão, em Fortaleza.
FICHA TÉCNICA
BAHIA 3 x 1 CEARÁ
BAHIA – Muriel; Eduardo, Tiago, Jackson e Moisés (Tinga); Juninho, Renê Junior, Renato Cajá (Régis) e Wesley Natã (Victor Rangel); Edigar Junio e Hernane. Técnico: Guto Ferreira.
CEARÁ – Éverson; Tiago Cametá, Ewerton Páscoa, Charles e Thallyson; Richardson, Felipe (Serginho), Felipe Menezes (Diego Felipe) e Wescley; Bill (Rafael Costa) e Lelê. Técnico: Sérgio Soares.
GOLS – Lelê, aos 27 minutos do primeiro tempo; Edigar Júnio, aos 19, Régis, aos 28, e Diego Felipe (contra), aos 36 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS – Renê Júnior (Bahia); Lelê e Felipe (Ceará).
ÁRBITRO – Francisco de Paula dos Santos Silva Neto (RS).
RENDA – R$ 575.858,00.
PÚBLICO – 27.177 pagantes.
LOCAL – Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Nenhum comentário:

Postar um comentário