Buscar

01 julho 2016

Três PMs mortos, um ferido e dois feitos reféns em Quixadá

Um confronto armado na tarde de ontem em Quixadá, a aproximadamente 167Km de Fortaleza, resultou na morte de três policiais militares e ainda deixou um outro ferido, com tiro na perna. Outros dois PMs ainda foram feitos reféns pelos bandidos, que fugiram do local utilizando a viatura da Polícia. Com isto, chegou a 14 o número de policiais mortos no Ceará neste ano de 2016. 
De acordo com informações da Polícia Militar, a patrulha da PM foi acionada para averiguar um veículo que estaria em atitude suspeita. No carro oficial iam dois policiais militares. Foi realizada a abordagem e houve um princípio de confronto. Os bandidos fugiram e os PMs solicitaram apoio. Mais uma equipe, com outros quatro PMs, então se encaminhou ao local indicado para fazer o cerco. 
Contudo,no Distrito de Juatama, em uma rodovia estadual, os policiais se depararam com uma Toyota Hilux de cor prata, com queixa de roubo, ocupada por aproximadamente seis homens. Todos estariam portando armas de grosso calibre e usando balaclavas. Houve um novo confronto, deixando dois policiais mortos e outros dois feridos. Os demais, entre eles uma policial mulher, foram feitos reféns. Os bandidos utilizaram uma das viaturas da Polícia para fugir. Os PMs, feitos reféns pelos criminosos, foram colocados na caçamba do veículo.
Até o fechamento desta edição, os policiais militares mortos haviam sido identificados como sendo o sargento Francisco Guanabara Filho, de 50 anos, cabo Antônio Joel de Oliveira Pinto, de 34 anos e o soldado Antônio Filho. O cabo Antônio Joel o sargento Campos foram encaminhados a um hospital local, mas o primeiro não sobreviveu aos ferimentos. O sargento Campos, atingido por um tiro na perna, foi encaminhado ainda ontem ao Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza. Os outros dois PMs feitos reféns pelos bandidos, segundo relatos da Polícia Militar, não sofreram lesões corporais. Eles foram liberados pelos criminosos na rodovia entre Ibaretama e Quixadá.
De acordo com informações de populares, após a fuga do local do confronto com a Polícia, os suspeitos seguiram pela rodovia em comboio.
À frente ia a viatura da PM, seguida pela Hilux, com placas de Russas, e por um caminhão de carroceria vermelha. Os três carros foram posteriormente abandonados e uma nova Hilux, com placas de Quixeramobim, foi tomada de assalto na rodovia. Os bandidos então embarcaram no veículo roubado e escaparam, no sentido da BR-116, em direção a Fortaleza. Também até o fechamento desta edição, ninguém havia sido identificado ou capturado por suspeita de participação na ação criminosa. Nos veículos abandonados pelos bandidos, a Polícia encontrou chapas de blindagens e outros materiais comumente usados em assaltos a carros-forte.  

Lamentos

2O governador Camilo Santana manifestou pesar em sua página o cial no Facebook. Ele lembrou que participou horas antes da solenidade de formatura de o ciais para lamentar a morte dos três agentes militares. “Comecei hoje o dia com uma enorme alegria pela emocionante solenidade de formatura de 216 novos o ciais da PM e dos Bombeiros. E encerro este mesmo dia com a profunda tristeza de receber a informação de que três guerreiros da nossa gloriosa Polícia Militar tombaram sem vida durante um confronto com bandidos. Ao mesmo tempo em que manifesto todo o meu pesar e solidariedade aos familiares e amigos dos nossos policiais, reforço que não descansarei enquanto essas quadrilhas não forem presas ou expulsas do nosso Estado. Não recuaremos um milímetro no combate a esses bandidos e estarei sempre apoiando nossas forças de segurança em cada uma de suas ações. Sobre o lamentável episódio em Quixadá, já determinei uma força-tarefa para atuar imediatamente no cerco em toda a região no sentido de prender cada um dos criminosos para que recebam a punição devida da Justiça”, escreveu. 
A Associação dos Cabos e Soldados Militares do Estado do Ceará (ACSMCE), Associação dos Profissionais da Segurança (APS) e Associação dos Oficiais da Policia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (ASSOF) emitiram nota conjunta, lamentando as mortes dos PMs e informando o luto da Corporação. As associações ressaltaram no texto que “encontram-se consternadas com o ocorrido e irão prestar todo apoio aos pro ssionais que passaram por essa grande tragédia”.  
De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o secretário adjunto da Pasta, coronel Lauro Carlos de Araújo Prado, e o comandante geral da PM, coronel Giovani Pinheiro, foram a Quixadá acompanhar os trabalhos de busca aos suspeitos dos crimes. 
Por telefone, Lauro Carlos de Araújo Prado também demonstrou consternação com todo o ocorrido. “Um dia de grande tristeza para todos nos que fazemos parte da Corporação. Lamentamos muito esse episódio triste. Estamos empenhados em identificar e buscar esta quadrilha. O governador ordenou a criação de uma força-tarefa para apurar o caso. Esperamos ter respostas em breve”, afirmou Prado.

Fonte: DN

Nenhum comentário:

Postar um comentário