Buscar

26 julho 2016

Grávida é morta pelo companheiro enquanto lavava roupa, em Crato

Crato. A Polícia Militar deste município está a procura de Erivan Ferreira da Silva, de 28 anos, suspeito de assassinar a própria companheira na tarde de hoje (25) com um tiro de espingarda nas costas, no Sítio Engenho da Serra, distrito de Santa Fé.
Lucineide Tomaz da Silva, 35, foi morta enquanto lavava roupas há cerca de 500 metros sua casa. A vítima estava grávida de quatro meses, fruto da relação de um ano com o suspeito. De acordo a vizinha de Lucineide, que lavava roupas junto com a vítima momentos antes do crime, o suspeito teria chegado, conversado por cerca de meia hora com a companheira e, ao ficar a sós, efetuado o disparo.
Segundo os vizinhos, o casal mantinha uma “relação conturbada e com muitas brigas“. De acordo com os parentes de Lucineide que deixa dois filhos jovens, o suspeito era ciumento e bastante violento. Erivan já responde, inclusive, por porte ilegal de arma e tentativa de homicídio contra sua ex-companheira, em 2010.
O assassinato acontece a poucos mais de uma semana dos dez anos do surgimento da Lei Maria da Penha, criada em 7 de agosto de 2006.
Violência no Cariri
Segundo a presidente do Conselho Municipal de Defesa da Mulher Cratense (CMDMC), Verônica Carvalho, de acordo com estatísticas ainda a serem confirmadas com a polícia, em 2015 foram 14 mulheres assassinadas no Cariri. Neste ano já são cinco casos, incluindo a morte de Lucineide.

Verônica ressalta, no entanto, que as estatísticas poderiam ser ainda mais assustadoras, uma vez que ainda não há números que tratem sobre desaparecimentos, apesar de ser “uma realidade bastante presente”. Em resposta à violência contra mulher na região, foi lançado no ano passado o Observatório da Violência Contra a Mulher do Cariri, que atua em parceria da Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado do Ceará.
Segundo o primeiro levantamento realizado pelo órgão, de janeiro de 2005 a janeiro de 2015, foram 186 mulheres mortas, sendo que a grande maioria dos assassinatos foi ocasionado pelo próprio companheiro da vítima.
Fonte: DN

Nenhum comentário:

Postar um comentário