Buscar

29 junho 2016

Cachorro espera na porta de Hospital dono que já faleceu há um mês em Quixadá

Chcolate cachorroQuixadá. Não faltam exemplos de demonstrações de afeto de animais pelo homem que nos tragam grandes lições sobre nossos sentimentos. O mais novo e emblemático caso vem deste Município. Um cachorro aguarda na porta de um hospital da cidade pela volta do seu dono, que deu entrada na unidade há um mês. Detalhe: o dono do bicho já faleceu e, ainda assim, o cachorro permanece lá, como se a espera de seu companheiro.
De acordo com o diretor do Hospital Eudásio Barroso, Josué Paiva, o dono do animal era um idoso que chegou ao hospital bastante debilitado em virtude de uma virose. “Ele ficou internado durante alguns e o cachorro não saia de lá. Nem agora, mesmo depois que o idoso veio a óbito, o animal deixa o local”, disse. Conforme o diretor do Hospital, o animal é sempre visto nas escadarias que dão acesso à entrada da Unidade e já estaria no local já há pouco mais de um mês.
Apego ao dono
Henrique Rodrigues, especialista em comportamento animal no Ceará, explica que casos assim são normais e costumam acontecer quando os pets são criados desde pequenos pelo dono. “Se o cão tiver muita ligação ao dono e o animal sentir ele como um líder, pode acontecer facilmente porque o animal se apega, sente o afeto no cuidar”. Henrique relata que há casos ainda mais impressionantes, em que o cachorro chega a esperar o dono que já tenha falecido, do lado do túmulo no cemitério. “Não é um tipo de comportamento raro, não”.

Resgate
Com a repercussão do fato nas redes sociais, várias pessoas se sensibilizaram e o animal terminou ganhando um nome: chocolate. “Diariamente tem gente que vem trazer comida pra ele”, disse o gestor.

O Grupo 4Patas, que atua no trabalho de resgate e acolhimento solidário a animais da cidade há quatro anos, foi comunicado do fato por uma funcionária do hospital. Talyta Alves, administradora do grupo, disse que a equipe vai resgatar o animal nos próximos dias e revelou que já há dois candidatos que se interessaram em adotar “chocolate”. “Fomos lá hoje mas não o encontramos no lugar de costume. Quando ele voltar, vamos levá-lo para um pet shop, ver como está a saúde e deixá-lo pronto para a adoção”, falou Talyta.
Cinema
Uma das mais emblemáticas histórias de afeto entre um cão e seu dono foi retratada no filme “Sempre ao seu lado”. Lançado em 2009, o filme, baseado em fatos reais, é um remake do filme japonês Hachiko Monogatari. Nele, um cachorro acompanha diariamente seu dono, um professor, até uma estação de trem. O homem viaja diariamente para a cidade vizinha enquanto o animal o espera na estação. O professor sente um mau súbito certo dia e morre. O cachorro aguarda na estação se retorno, até o fim de seus dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário