Buscar

10 maio 2016

Movimentos sociais promovem ato em Aracoiaba e Chorozinho nesta terça (10)

Protesto fechou saída de Aracoiaba para Fortaleza, na CE-060 (Foto: Flávio Silva)
Aracoiaba. A manhã desta terça-feira (10) foi de manifestações pelo interior e na região metropolitana de Fortaleza. Neste município do Maciço de Baturité, membros do Movimento de Atingidos pelas Barragens (MAB), promovem, desde as sete e meia da manhã, um ato com trabalhadores rurais de Aracoiaba e de Baturité. A manifestação começou na CE-060, na entrada da cidade e o acesso à Capital ficou interrompido por mais de uma hora.
Segundo Marina Calixto, coordenadora estadual do MAB, cerca de 300 pessoas participam do ato. Eles pretendem dialogar com a população sobre as reivindicações dos agricultores e expor a opinião do grupo, contrária ao processo de impeachment da presidente Dilma Roussef. “Queremos promover algumas mobilizações e paralisações no dia de hoje (10) para mostrar que esse impeachment não tem base jurídica legal e é capitaneado pela burguesia brasileira”.
Após as 10h da manha, os membros do movimento se juntaram a coordenadores de sindicatos de trabalhadores rurais da cidade e passaram a percorrer as principais ruas de Aracoiaba em direção ao Centro, onde lideranças discursam em um carro de som volante. O ato está marcado para terminar ao meio-dia.

Outro
PRF teve que dar apoio ao ato em Chorozinho (Foto: VC Repórter)
Em Chorozinho, famílias do Movimento Sem Terra (MST) e moradores de um assentamento da região, também promoveram uma manifestação na altura do KM 65, interrompendo o trânsito nos dois sentidos. A organização estima que 300 pessoas participaram do ato. Entre as cobranças estava a melhorias nos assentamentos e reivindicações sobre a reforma agrária.

Segundo informações da Rádio Brasil FM, de Chorozinho, o movimento gerou um engarrafamento de 18 km e a fila de carros já estendia até Pacajús. Viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF), das Polícias Civil e Militar, além de homens do Batalhão de Choque, reforçaram a segurança no local.
O trânsito começou a ser liberado às 11h.
Segundo Roberto Oliveira, da coordenadoria estadual do MAB, os dois atos são coordenador por equipes do Movimento Brasil Popular. O propósito é parar promover diversas paralisações e protestos nesta terça por todo o País.


Nenhum comentário:

Postar um comentário