Buscar

18 abril 2016

Dilma tem apoio prometido por Camilo e Cid. Adail trai

bancada cearese
A votação da bancada do Ceará na abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff começou com uma frustração para o Palácio do Planalto, para o Governador Camilo Santana (PT) e para os irmãos Cid e Ciro Gomes (PDT). O deputado federal Adail Carneiro (PP) foi o primeiro a votar entre os parlamentares cearenses e anunciou voto pelo afastamento da presidente Dilma. O voto de Adail foi entendido como traição.
Dos 22 deputados federais do Ceará, Dilma recebeu apoio de 14 parlamentares – 12 votos contra o impeachment, uma abstenção (Gorete Pereira) e uma ausência (Aníbal Ferreira Gomes). Oito parlamentares votaram pelo afastamento de Dilma.
Adail esteve entre os deputados federais do Ceará que tinham assumido compromisso com Camilo e Cid para votar contra o impeachment. Ele estava como secretário do Governo do Estado e, na última quinta-feira, em uma articulação de Camilo e Cid, reassumiu o mandato na Câmara Federal com o compromisso de fortalecer o bloco anti-impeachment.
Antes de anunciar o voto, Adail pediu desculpas a presidente Dilma, ao governador Camilo e ao ex-governador Cid Gomes porque havia decidido votar pelo impeachment. A deputada federal Gorete Pereira, também, era considerado um voto pelo afastamento de Dilma, mas decidiu, na hora de oficializar a sua posição, se abster, o que acabou ajudando os aliados do Palácio do Planalto. Ausente do deputado federal Anibal Ferreira, do PMDB, é contado como apoio a Dilma.
O deputado Moses Rodrigues, ao defender o impeachment, bateu duro na promessa e não cumprida de construção da refinaria e criticou os coronéis da política do Ceará sustentados pelo Governo Dilma. Sem falar em nomes, Moses se referia aos irmãos Cid e Ciro Gomes.
VOTAÇÃO DA BANCADA FEDERAL DO CEARÁ
Adail Carneiro (PP) – Sim
Ariosto Holanda (PDT) – Não
Anibal Gomes (PMDB) – Ausente
Arnon Bezerra (PTB) – Não
Cabo Sabino (PR) – Sim
Chico Lopes (PC do B) – Não
Danilo Forte (PSB) – Sim
Domingos Neto (PSD) – Não
Genecias Noronha (SD) – Sim
Gorete Pereira (PR) – Abstenção
José Airton Cirilo (PT) – Não
José Guimarães (PT) – Não
Leonidas Cristino (PDT) – Não
Luizianne Lins (PT) – Não
Macedo (PP) – Não
Moroni Torgan (DEM) – Sim
Moses Rodrigues (PMDB) – Sim
Odorico Monteiro (PROS) – Não
Raimundo Gomes de Matos (PSDB) – Sim
Ronaldo Martins (PRB) – Sim
Vicente Arruda (PDT) – Não
Vitor Valin (PMDB) – Sim
Fonte: Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário