Buscar

21 março 2016

Governo Dilma pode adotar linha dura para barrar Lava-Jato

aragao_0
O Governo Dilma estaria agindo em várias frentes para barrar as ações da Operação Lava-Jato e do Juiz Sérgio Moro. As manifestações de sexta-feira, apesar de bem menores que a promovida pelos opositores, deu novo fôlego ao governo, que aposta na militância nas ruas para reverter a escalada de impopularidade e quer retomar a guerra contra Eduardo Cunha.

O articulador do processo seria o novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão, que já demonstrou intenção de ampliar o controle disciplinar da Polícia Federal (PF) para impedir vazamentos e estuda até mesmo interpelar Moro formalmente.
Ele afirmou que vai afastar policiais envolvidos em divulgação de informações sigilosas e disse que está de olho em investigadores que cometem crime de vazamento e não pensa em interferir no conteúdo das investigações.
As medidas contra Moro, seriam referentes a divulgação da escuta que flagrou Lula e a presidente Dilma Rousseff em confidências embaraçosas. Ele entende que o diálogo envolvendo a presidente que tem foro no Supremo Tribunal Federal (STF), não poderia ter sido divulgado por um juiz de primeira instância.
Ele ameaça trocar a equipe que estiver a frente de uma investigação, caso “cheire vazamento”. Disse que adotará essa conduta se houver fundada suspeita de vazamento.
Fonte: Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário