Buscar

16 janeiro 2016

Suspeito de matar esposa em Aracoiaba se entrega à Polícia

VIA WHATSAPP O POVO
Claílton Sousa da Silva, 26 anos, suspeito de matar a esposa e diretora, Maria Vilanir Pinto Nascimento, 34, se entregou à Polícia por volta das 11 horas deste sábado, 16, no município de Redenção, a 63km de Fortaleza.
O jovem, conhecido por Novinho, estava foragido desde a última quinta-feira, 14, dia em que a vítima foi morta a golpes de foice em Aracoiaba (no Maciço do Baturité). 
De acordo com o delegado Ricardo Pinheiro, titular da Delegacia Regional de Baturité, para onde o suspeito foi encaminhado, Claílton confessou a autoria do crime e se apresentou à Polícia, após pedir auxílio de um tio.
"Ele empreendeu fulga e estava sendo procurado nas casas de familiares. Como viu o cerco se fechando, resolveu se apresentar e pediu ajuda de um tio, que entrou em contato com a gente", explica o delegado. 
Preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva pelo crime de feminicídio, Novinho deve ser encaminhado na próxima segunda-feira, 18, à Delegacia Municipal de Aracoiaba (9ª Região).
Segundo o major Valber Ferreira, da 2ª Companhia do 4º Batalhão, a prisão foi resultado de um trabalho conjunto das Polícias Civil e Militar da 2ª Companhia do 4º Batalhão, que desde o dia do crime seguiam em diligências à procura do suspeito.

O Crime

Conforme o delegado regional de Baturité, Claílton confessou "friamente" ser autor da morte da própria esposa.
Em depoimento á Polícia, ele afirmou que a vítima queria pôr um fim no relacionamento. Ainda segundo o suspeito, antes do crime, Maria Vilanir tentava colocá-lo para fora de casa e teria arremesado um copo contra ele, que revidou com vários golpes de uma foice, localizada atrás de uma máquina de lavar. 
"Ele desferiu vários golpes contra a cabeça e o pescoço da vítima e ele só fugiu quando ouviu que o pai dela, que mora vizinho à casa deles, 
A vítima era professora e diretora de uma escola municipal de Aracoiaba e sua morte repercutiu bastante na Cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário