Buscar

17 janeiro 2016

'Fatalidade', diz mãe sobre queda de filha de prédio de três andares no CE

Aline Nascimento e a pequena Beatriz, que sobreviveu a uma queda do terceiro andar de prédio em Fortaleza (Foto: Elias Bruno / G1)A manicure Aline Nascimento, mãe da criança que sobreviveu a uma queda do terceiro andar de um prédio em Fortaleza nesta sexta-feira (15), disse ao G1 que o acidente foi uma fatalidade e que se incomoda com as opiniões de vizinhos sobre a conduta dela em relação à criança.
"As pessoas já começaram a me julgar. A mulher daqui de baixo me chamou de irresponsável. Quando acontece uma coisa dessas, dizem que a mãe é irresponsável, mas não é, de jeito nenhum. Toda fatalidade dessas acontece com todo mundo", afirma. Aline tem 29 anos e é mãe de outros dois garotos. Ela nasceu no Piauí e mora em Fortaleza há cinco anos em uma apartamento de três cômodos que divide com dois irmãos.
Janela de onde criança caiu fica ao lado da mãe: "Foi coisa de um minuto", diz mãe (Foto: Elias Bruno/G1)Aline Nascimento acredita que a "proteção divina" pode ter salvo a pequena Beatriz, que resistiu à queda de cerca de 12 metros com alguns arranhões na testa. "É porque tinha que acontecer, porque nada acontece por acaso. Foi só Deus mesmo para salvar a minha filha", disse.
Com orgulho em dizer que sua "caçula e única filha renasceu", Aline afirmou que vai tomar precauções para evitar que aconteça novamente algo parecido. "A lição que fica é ter mais atenção com a minha filha." A manicure diz ainda que pretende morar em outro lugar.


Mãe explica o acidente
Aline disse que a filha caiu do prédio no momento em que família dormia, por volta das 6h. "Foi coisa assim de um minuto, que eu fechei o olho e só escutei o grito dela. Quando procurei, ela não estava em casa", relata a manicure Aline Joice Nascimento, de 29 anos, mãe de Helena Beatriz.

A cama onde a mãe e filha dormiam fica próxima à janela do apartamento. Segundo Aline, Beatriz tentava alcançar brinquedos que estavam na janela, quando sofreu o acidente.
"A cama fica um pouco longe da janela justamente por causa do risco. Quem mora em apartamento, independente de ser baixo ou não, é arriscado, é um perigo. Mas como os brinquedos estavam encostados na janela, quando eu vi que ela queria pegar, já tinha acontecido", afirma.


Câmera
Família acredita que fiação elétrica amorteceu a queda de criança (Foto: Elias Bruno/G1)A queda da criança foi registrada por câmeras de segurança. Logo após a queda do terceiro andar, a menina tenta engatinhar e recebe ajuda de um mototaxista que passava pela rua. Em seguida, a família de Beatriz e outras pessoas chegam para socorrer o bebê."Foi um milagre, só Deus. Se eu já tinha fé em Deus, agora é dobrado. Minha filha nasceu de novo, duas vezes no mesmo mês". Beatriz havia completado um ano de idade em 7 de janeiro.

A menina recebeu atendimento na UPA do Bairro Cristo Redentor com escoriações leves na testa. Ela teve alta no início da tarde desta sexta. "É um milagre, só mesmo Deus para fazer com que ela sobreviva só com um arranhãozinho", diz a mãe da criança.
Cama de onde criança caiu fica próxima à janela do apartamento (Foto: Elias Bruno/G1)De acordo com algumas testemunhas, a criança esbarrou na fiação elétrica antes de cair no chão, o que pode ter amortecido o impacto. A família também acredita na hipótese, mas ainda não há confirmação.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário