Buscar

04 janeiro 2016

Ex-adversários avaliam primeiro ano de Camilo Santana como governador

Sem grandes obras nem programas, mas com clara mudança no estilo de governar. Em síntese, a avaliação dos candidatos derrotados na eleição de 2014 e de ex-governadores do Estado sobre o primeiro ano do governo de Camilo Santana (PT) definiu a gestão Camilo como de “manutenção”.
Opositores, os três ex-candidatos aproximaram-se nas respostas. Tanto Ailton Lopes (Psol) como Eliane Novais (PMDB) e o senador Eunício Oliveira (PMDB), que chegou ao segundo turno da disputa com Camilo, afirmaram que não repetiriam nenhuma ação empregada pelo governador neste ano.

Como ponto negativo, a área de saúde foi destacada, apesar de segurança e educação, além de ações de combate à seca, também terem sido citadas pelos três. De positivo, a personalidade “mais aberta ao diálogo” de Camilo.

O quadro ao lado apresenta o pensamento dos ex-adversários sobre o que aconteceu nos primeiros 365 dias de Camilo no cargo que todos cobiçaram estar ocupando em meio a uma das disputas mais duras da história política do Estado, inclousivce com a necessidade de um segundo turno para definir o vencedor. Camilo, que seria o vencedor, e Eunício Oliveira protagonizaram uma acirrada briga que levou o quadro indefinido até o último momento, com as pesquisas indicando vantagem do petista, mas dentro de uma margem de erro que não permitia dar sua vitória como antecipadamente certa.
Fonte: O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário