Buscar

07 dezembro 2015

Nova Secretária de Educação de Baturité tem grandes desafios

A Secretaria de Educação muda mais uma vez de secretária. Cristhiany Ribeiro não é mais a gerente da pasta. O que já era esperado por todos mais antenados com a política local. Depois de sucessivos bate bocas, trocas de acusações entre o vereador e ex-líder do prefeito Ozanam Moreira e João Bosco Pinto Saraiva, a situação da secretária ficou insustentável, a saída era dada como certa. A decisão parece ter sido tomada no final de semana, a nova encarregada por uma das mais importantes pastas do munício é Renata Dias.
Renata Dias
Renata Dias
Renata Dias foi casada com o vereador Gildo Barros, trabalhou como assessora do ex-deputado Federal Eudes Xavier, boa articuladora se derem condições realizará um bom trabalho nesta complexa pasta. A nova secretária, no entanto, deve estar ciente dos enormes problemas que irá herdar, dentre eles o problema dos motoristas em atraso, a frota dos ônibus dos estudantes com problemas de manutenção, sem contar a clara mania do prefeito em interferir nos trabalhos dos secretários, esse é claro deve ser seu maior problema.
O troca-troca na administração do prefeito Bosco não para por aí, o secretário de Infraestrutura Sivaldino Pires Leite, mais conhecido por Matheus Leite, anunciou em seu perfil no face book, que estaria a partir desta segunda-feira (7), se desligando da pasta. Informações dão conta que o Sr. Chico Antônio voltará a assumir a frente da pasta, claro simbolicamente, pois todos sabem que o mesmo sempre foi figura decorativa na secretaria, quem gerenciava a pasta era o próprio prefeito com sua forma centralizadora de administrar.
A secretaria de Agricultura continua sem secretário, até o momento o prefeito não indicou o substituto do polêmico secretário demitido.
Na câmara de vereadores se desenha uma mudança de quadro, ou seja, as peças estão mudando de lugar. Seria por preocupação com a grave situação do munícipio frente a um gestor apático ou seriam simplesmente jogos de interesses individuais. Causa estranheza a todos que com sua saída o secretário de agricultura fez graves acusações ao prefeito Bosco Cigano e tanto o prefeito quanto os vereadores parecem não ter escutado. Será que os vereadores não escutam as rádios locais ou fizeram ouvido de mercador. As graves acusações deveriam no mínimo ser discutidas na casa legislativa.
Reforço a observação, às pedras no tabuleiro político de Baturité parece esta se movimentando nestes últimos momentos antes do recesso do Legislativo. Mudanças que causaram surpresas aos baturiteenses. Novidade vem por aí, não se surpreendam com o que sairá do baú da política local.
Aguardaremos a sessão desta segunda-feira.
Texto: Claudio Ramos
Fotos: Redes sociais/Equipe da TV Maciço

Fonte: TV Maciço

Neto do Pai João é o presidente do Legislativo com maior destaque no Maciço de Baturité


Manoel Venâncio Barroso (Neto do Pai João) foi o único vereador de Aratuba reeleito por vontade popular no pleito eleitoral de 2012. Ele faz parte de um história inédita na vida política daquele município.  

No seu primeiro mandato, Neto desenvolveu um trabalho voltado para o atendimento às demandas sociais principalmente as que chegam todos os dias ao seu conhecimento, para isso, ele fez vários requerimentos como: recuperação e instalação de calçamento em várias regiões de Aratuba; Instalação de um posto avançado dos Correios no Distrito de Pai João; Construção de 56 casas populares; Construção do Posto de Saúde do Distrito de Pai João; Construção do Posto de Saúde da localidade de Brejo; Abastecimento d’ água da comunidade de Serrinha de Baixo; Abastecimento d’ água – Serrinha de Cima; Restauração da rede de abastecimento d’ água nas localidades de Boa Vista, Salgado e Camarão; Recuperação de estradas em várias localidades; Instalação de equipamentos de segurança nas principais vias de Aratuba; Construção e reparos de vários bueiros; Reformas das quadras esportivas do município e vários outros requerimentos.

“Interagir com as pessoas, ouvir as reivindicações, atender a população, fiscalizar o Poder Executivo, é obrigação do Vereador. Atualmente continuou exercendo minha função com responsabilidade e buscando propor Projetos de Lei que realmente possam beneficiar a população de Aratuba”, declarou Neto. O vereador foi reeleito pelo PMDB - Partido do Movimento Democrático Brasileiro.

Atuando como Vereador de Aratuba Neto do Pai João continua ajudando seu povo, legislando e defendo seus direitos. Como pai é um eterno apaixonado por seus filhos. Hoje continua empresário e Vereador, para Neto o amor ao povo de Aratuba é sua razão de continuar enfrentando os desafios do dia-a-dia junto de seus conterrâneos. 

“Recentemente enfrentamos uma das maiores batalhas da história do município, quando seguindo os nossos princípios e a ideologia de justiça do PMDB, rompemos com qualquer outro pensamento e ficamos ao lado dos mestres da educação, a luta foi árdua mas conseguimos colaborar para que os educadores continuassem lutando pelos seus direitos. Os servidores da educação me devolveram a possibilidade de continuar sonhando e acreditando em dias melhores para nossa população, ainda vale apena enfrentar uma guerra em defesa do nosso povo”, acrescentou Neto do Pai João.

O Presidente da Câmara de Vereadores do Município de Aratuba traz em seu currículo uma história de sucesso e popularidade.

Neto do Pai João é sinônimo de mudanças que melhoram significativamente a vida de seu povo, sempre presente e atuante na vida social de seu município.

Servidores públicos de Aratuba promovem manifestação pelas ruas da cidade

Cartazes, faixas e palavras de ordem marcaram o intenso movimento dos funcionários cobrando do poder público municipal a regularização de seus salários atrasados.

Foi um dia histórico para diversas categorias dos servidores públicos de níveis básico e médio do município de Aratuba. Foi a primeira vez na história que os trabalhadores de outras categorias (exceção magistério) realizaram um ato público por direitos trabalhistas. Organizado pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Aratuba – SINDIARA o movimento deu início às 9h, do dia 24/11, saindo da sede sindical, percorrendo as ruas principais da cidade até a concentração no paço da prefeitura Municipal de Aratuba, onde os manifestantes esperavam um diálogo com o prefeito municipal Ivan Neto (PDT).

Cartazes, faixas e palavras de ordem marcaram o intenso movimento dos funcionários cobrando do poder público municipal a regularização de seus salários, ora atrasado. “Vieram servidores de todas as regiões do município, isso é muito bom, pois mostra a insatisfação dos trabalhadores para com a situação e a força do nosso sindicato quando os convoca para a luta”, afirmou o vice-presidente Bernardo. A prefeitura de Aratuba até a presente data não quitou os vencimentos de cerca de 500 trabalhadores das mais diversas secretarias, inclusive dos técnicos/administrativos da educação que recebem pela quota do Fundeb 40%. Os salários vem constantemente sendo pagos em mês e/ou meses posterior, causando enorme prejuízo aos servidores e a economia local.

Quando chegaram a sede do poder executivo, os servidores foram recebidos no paço pela chefe de gabinete e ex-presidente do Sindiara, secretários da educação, administração/finanças, assistência social, cultura, obras, saúde e a procuradora geral do município. Na oportunidade o presidente do sindicato Joerly Vítor relatou aos membros do executivo que os servidores presentes estavam ali num movimento ordeiro, pacífico e justo, pois a grande questão era o fato do atraso salarial do mês de outubro e a falta de informação e diálogo da gestão com o sindicato. O presidente ainda disse que a instituição sempre estará de portas abertas para receber os representantes da gestão municipal para tratar dos assuntos pertinentes aos trabalhadores.

A chefe de gabinete Isabel Fernandes iniciou informando aos presentes que o prefeito Ivan não estava no município, o motivo pelo qual o mesmo não poderia participar da reunião. Continou falando da situação financeira pela qual passa o país e que o município de Aratuba sofre suas consequencias. O presidente Joerly por sua vez afirmou que o governo municipal não se pode usar a “crise” para desculpas e rebateu dizendo que os recursos do FPM e FUNDEB no ano de 2015 cresceram cerca de 7%. O secretário da educação professor Francisco Barroso disse que o motivo pelo qual o salário dos servidores que recebem pelos 40% do FUNDEB não ter sido efetuado, se deve por falta de dinheiro, o que causou revolta e insatisfação aos servidores. Na oportunidade funcionários do Tope mostraram ao secretário Francisco os repasses do FUNDEB que tinha sido efetuado entre o final do mês de outubro até a presente data contrariando as afirmações do secretário.

O sindicato repreendeu a gestão para que não fique querendo humilhar os servidores ao afirmar que o pagamento do salário mínimo provocou atraso de salários, uma vez que o sindicato cumpriu o que era promessa de campanha do prefeito Ivan Neto, pois tal situação não servirá de curral eleitoral e que os atrasos do salário de servidores vem ocorrendo desde os anos de 2013, 2014 e abril de 2015, e a decisão do salário mínimo é de junho deste ano.

No decorrer da reunião, a procuradora do município Ana Pessoa afirmou que o movimento era legítimo, portanto, não poderia ser dado falta no ponto de trabalho dos participantes e comprometeu-se de manter uma mesa de negociação com o sindicato. Ao final, a chefe de gabinete afirmou que conforme a receita do dia 30 se pagaria os atrasados. A administração “povo feliz” parece não entender a situação das famílias de centenas de trabalhadores do município que vivem exclusivamente do salário que recebem da prefeitura, pois muitos relataram que ainda não passaram necessidades devido a ajuda de amigos e outros familiares. O Sindicato continua convicto de suas afirmações que os recursos não diminuíram e são suficientes para pagar o salário de todos em dias, basta compromisso e boa vontade do prefeito Ivan Neto e de sua equipe.

Os servidores voltaram para a sede sindical e deliberaram que vão aguardar conforme foi dito pela gestão o pagamento do próximo dia 30/11, e que as determinações posteriores serão feitas conforme o prognóstico referente ao pagamento dos meses posteriores: novembro, dezembro e 13º salário. “Avalio como positiva nossa ação nessa manhã, pois os gestores viram e sentiram dos trabalhadores a insatisfação de estarem com seus salários atrasados, e com certeza essa atitude servirá para encorajar outros, e quem sabe a administração reavaliar suas posturas e tentar resolver os problemas do povo de Aratuba”, finalizou o presidente.
Fonte: SINDIARA

Polícia prende quadrilha fortemente armada em Itaitinga

02 Oito assaltantes são presos com armas, munições e coletes balísticos na AIS 8
Quatro armas de fogo e sete coletes balísticos foram apreendidos com oito pessoas envolvidas em ataques a instituições financeiras no Ceará. A operação policial, desenvolvida pelas Polícias Civil e Militar do Estado, ocorreu na tarde desta sexta-feira (04), no município de Itaitinga.

De acordo com a Polícia, os infratores tinham como alvo agências bancárias, carros-fortes e cargas. Apurações indicam que eles pretendiam cometer mais um delito nessa sexta-feira (04). Além disso, eles são suspeitos do roubo de uma carga de cigarros, ocorrida há alguns dias.
Os presos são: Alan Marques Azevedo (20), que responde por receptação; Douglas Nogueira Silvano (21) , que responde por porte ilegal de arma de fogo e receptação; João Eudson da Silva (30), que não possuía antecedentes criminais; Francisco Diego Lima Batista (19), também sem antecedentes criminais; Rubens dos Santos Oliveira (26), que responde por roubo, tráfico, porte ilegal de arma de fogo e receptação; José Ailton Batista de Castro (23), que possuía mandado de prisão em aberto por homicídio, além de responder por tráfico de drogas, porte ilegal e a três procedimentos por homicídios; Maria Geovânia Gomes Azevedo (25), que responde por receptação;  e Geizianny Câmara Figueredo (18), sem passagem pela Polícia. Eles tentaram resistir à prisão, efetuando disparos contra os policiais, mas logo foram rendidos.
Com a quadrilha, os agentes de segurança apreenderam uma pistola calibre 380; três espingardas cal. 12; sete coletes balísticos e mais de 100 munições de diversos calibres, inclusive usadas em fuzil; além de cigarros oriundos de uma carga roubada; celulares; e seis veículos, sendo duas motos e quatro carros.
O grupo foi conduzido à Delegacia Metropolitana de Itaitinga e logo em seguida transferido para a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF). Todos foram autuados em flagrante por posse de armas e munições; associação criminosa armada; tentativa de homicídio contra os policiais; resistência à prisão e por receptação.
A Polícia chegou ao grupo após atender uma ocorrência sobre o roubo de uma Hilux, ocorrido no bairro Castelão, em Fortaleza. Houve perseguição até Itaitinga, onde foi encontrado um carro Gol abandonado junto à Hilux subtraída. Nesse momento ninguém foi preso. Os veículos foram levados para a Delegacia Metropolitana e o veículo Gol foi identificado pelos policiais por ser usado em assaltos. Então, as diligências continuaram e os infratores foram encontrados.
Fonte: DN

REDENÇÃO - População relata tensão e medo

Passaram-se dez dias desde que cinco pessoas, dentre elas dois adolescentes, foram mortas após suposto confronto com policiais militares dentro de uma casa na Serra dos Ventos, Distrito de Antônio Diogo, em Redenção, a aproximadamente 55 quilômetros de distância de Fortaleza. No velório do mais jovem dentre os mortos, um grupo invadiu a cerimônia e pôs fogo no corpo. Na região, a população relata que impera a lei do silêncio: ninguém viu, ninguém ouviu. Também reina o sentimento de indignação: muitos questionam a ação militar e afirmam que dentre os mortos havia três pessoas ilibadas.
A reportagem percorreu a cidade de Redenção, da zona urbana à zona rural. Todos que conversaram solicitaram a não identificação. Na região, há o temor por represálias. "Lá em Boa Fé, onde puseram fogo no corpo do morto no velório, deixaram o aviso que quem falar alguma coisa vai pagar. É uma área muito perigosa, dominada pelos bandidos. Todo mundo aqui tem medo", afirmou uma mulher. Boa Fé é um bairro de Redenção onde impera o sentimento de medo e impotência. Antes do episódio de vilipêndio do cadáver de Marcos Alessandro Acelino da Silva, o 'Praiano', 15, ocorrido no último dia 27, os moradores já haviam vivenciado outra situação de extrema violência. 
Em 17 de agosto de 2014, quatro adolescentes foram levados por homens armados de dentro de uma casa no bairro Boa Fé. Em 1º de setembro daquele ano, os corpos foram encontrados enterrados em covas-rasas em um matagal na zona rural.

Ameaças 

Segundo os moradores, a área foi dominada por traficantes que ditam as regras no lugar, exigindo o silêncio e ordenando mortes, por exemplo. Diante dos avisos de populares, informando da probabilidade de exposição e possível ameaça, a equipe de reportagem, que esteve na cidade em veículo caracterizado, optou por não conversar com os moradores de Boa Fé para preservá-los de possíveis retaliações dos criminosos. 
Já no Distrito de Antônio Diogo, os olhares curiosos rompiam a escuridão das casas de taipa ao verem a equipe de reportagem chegar novamente tão longe, no limite onde é possível acessar com automóvel. O restante do caminho para chegar à casa, cenário das mortes na madrugada de 28 de novembro, só pode ser feito a pé.  
Sob o sol impiedoso, um homem montado em um jumento preparava-se para a subida, que com o auxílio do animal, leva cerca de uma hora. O agricultor lamentava o que o amigo, Pedro Antônio do Nascimento, 55, sofreu naquela madrugada. Para ele, Pedro foi vítima de uma ação equivocada. "Pedro era conhecido por todos aqui. Ele vivia naquela casinha, plantando. Descia, ia ver a família, vendia as coisinhas dele, e subia de novo. Não tinha nada para ter sido morto", afirmou.
Outros moradores daquela região, ressabiados e temerosos, limitaram-se a concordar com o agricultor e enfatizar que, além de Pedro, Raimundo Nonato Coelho de Andrade, 22, e o homem até então identificado apenas como 'Manoel', viviam apenas para o plantio e venda de frutas e legumes. 
"O Pedro e o Nonato praticamente moravam naquela casa, plantando. A terra lá em cima é boa. O outro, o 'Manoel', era 'galego', vinha de Fortaleza para pegar frutos e voltava para vender na Capital", relatou outro homem, que conhecia o trio. 
A quinta vítima morta, a adolescente Jardilene Alessandra de Sousa, 17, conforme os populares seria namorada de 'Praiano' e com ele estaria envolvida em atividades ilícitas. O adolescente 'Praiano', conforme a Polícia, era suspeito de participação em diversos homicídios ligados à disputa pelo tráfico de drogas. Ele era apontado como sendo o matador de um grupo criminoso, responsável pela morte de desafetos da quadrilha.

Tiros 

Segundo os relatos, o jovem de 15 anos desentendeu-se com a Polícia Militar dois dias antes de ser morto, na quarta-feira, 25 de novembro. "Ele trocou tiros com os policiais e fugiu para a Serra. Acabou indo se esconder na casa do Pedro, que era mais distante. Na quinta-feira (26), Pedro desceu e disse que havia um cara armado na casa mas que ele não queria desafiar o rapaz pois tinha medo. Ele disse que ia só pegar as coisas dele e voltar na sexta-feira (27). Mas não deu tempo. A Polícia foi lá e matou ele", relatou uma mulher, que disse ser amiga da família do proprietário da casa. 
Na madrugada de sexta-feira, policiais militares caçaram o adolescente na Serra dos Ventos. De acordo com moradores, várias casas foram revistadas pelos PMs, até chegar ao imóvel onde estavam as cinco pessoas. 
Segundo os relatos dos policiais, eles foram recebidos com tiros quando aproximaram-se da residência. Dois agentes foram atingidos nos coletes balísticos. Um terceiro, acabou ferido em uma das nádegas. 
Conforme os PMs, houve revide e as cinco pessoas acabaram mortas. Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), foram apreendidos três espingardas de calibres 12, 16 e 32, uma pistola calibre Ponto 40, dois revólveres calibres 32 e 38, 168 munições de diversos calibres intactas, vários cartuchos de calibres diversos e dois carregadores de munição Ponto 40, além de certa quantidade de maconha pronta para comercialização, cocaína, uma balança de precisão, máquinas fotográficas e facas. 

Fonte: DN 

BATURITÉ - Detento mata companheira dentro de Cadeia Pública e se suicida

Um detento da Cadeia Pública de Baturité (100 Km de Fortaleza) matou a companheira estrangulada, na tarde deste domingo (6), durante o horário de visitas da unidade. De acordo com informações da Polícia, o preso teria cometido suicídio, em seguida. 
Segundo informações da 3ª Cia do 4º BPM, Carlos André Mesquita Moraes, 29, teria usado um barbante para matar Maria Natália de Queiroz Correia Moraes, 31, e se enforcar depois. No momento em que os agentes penitenciários iriam anunciar o fim da visita encontraram os dois corpos, na cela reservada. 
Conforme a equipe da Delegacia Regional de Baturité, Carlos Moraes é de Quixadá e respondia por estupro. Por conta da intolerância dos outros detentos a quem comete este tipo de crime, ele foi transferido para Baturité. 
Natália Moraes também morava em Quixadá. O automóvel que ela utilizou para ir até Baturité foi apreendido. O núcleo da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) de Canindé foi acionado e recolheu os corpos para que sejam feitas as necropsias. 
A Polícia Civil local acredita que o caso tenha razões passionais, mas as investigações continuam.

Fonte: DN 

Impeachment: deputados do PMDB evitam se posicionar

O vice-presidente Michel Temer é presidente nacional do PMDBPara garantir uma das oito vagas a que têm direito na comissão especial que decidirá pela abertura ou não do impeachment da presidente Dilma Rousseff, deputados do PMDB têm evitado se posicionar sobre o apoio ou não ao impedimento da petista. A intenção é transmitir uma imagem de neutralidade e evitar qualquer tipo de censura ou resistência das alas divergentes do partido.
Diante da pressão de parlamentares contra e a favor da continuidade do mandato de Dilma, o líder da legenda, Leonardo Picciani (RJ), só fechará a lista de indicados no limite para protocolar os nomes, às 14 horas da segunda-feira, 7.
O PMDB e o PT têm o maior número de vagas, oito cada. Uma das vagas peemedebistas ficará com o próprio Picciani, que, assim como outros líderes, tem se autoindicado para integrar a comissão. Como o deputado se aproximou do governo a ponto de poder indicar dois ministros na reforma ministerial de outubro, peemedebistas temem que ele faça uma lista de indicações estritamente governista.
“Ainda não fechei os nomes. Quero fazer uma escolha equilibrada e acertada. Não decidirei sob pressão”, disse Picciani, confirmando que tem sido abordado por correligionários dos dois lados.
Divisão
O partido tem 65 deputados, além do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (RJ). Dos 27 deputados do PMDB com os quais o Estadão conseguiu contato na sexta-feira, 11 se disseram indecisos ou deliberadamente se recusaram a declarar voto para não reduzir as chances de ocupar uma das vagas remanescentes. Os outros 16 dividem-se igualmente entre contra e a favor do impeachment da presidente da República. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Fonte: Ceará Agora

Câmara vota amanhã criação de comissão especial do impeachment

guimaraesecunhaagenciacamara3
Em meio a uma disputa acirrada entre os deputados pela indicação de seus líderes, a Câmara dos Deputados votará nesta segunda-feira, 7, a criação da comissão especial que vai analisar o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Devido à grande demanda de parlamentares e aos cálculos que as bancadas ainda fazem para compor os 65 titulares da comissão, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), decidiu prorrogar o prazo final para a apresentação dos nomes de 14h para até as 18h.

Pelo critério da proporcionalidade, PT e PMDB terão o maior número de representantes: oito cada. Aliado do Palácio do Planalto, o líder do PMDB Leonardo Picciani (RJ) deve indicar deputados com perfis “moderados” e contra o afastamento da presidente. Parlamentares próximos de Cunha não devem ter espaço na lista de indicados de Picciani, que deve ser um dos oito membros da comissão.
“A chave de toda a coisa é o PMDB. É o PMDB que terá peso na evolução do processo do impeachment”, comentou o líder do DEM, Mendonça Filho (PE). A sigla, que tem duas vagas (mais duas suplências), deve indicar o deputado Rodrigo Maia (RJ) e ainda discute o segundo nome. Mendonça disse que não vai se auto indicar. “É muita demanda. No meio de uma disputa dessa, líder tem de ser generoso”, alegou.
Líder do PSD e com quatro vagas titulares a serem preenchidas, Rogério Rosso (DF) deve seguir a tendência dos partidos e também integrar a comissão. Rosso disse que vai escolher nomes “independentes”, “técnicos” e com experiência de Congresso. Ele deve indicar os deputados Paulo Magalhães (BA) – homem próximo do governador baiano Rui Costa (PT) – e Júlio Cesar (PI), mas deixará para decidir sobre a última vaga nesta segunda-feira.
Após a indicação de todos os titulares e suplentes, Cunha abrirá sessão plenária amanhã para votar a criação da comissão. A sessão de instalação do colegiado será no dia seguinte, com a eleição do relator e do presidente da comissão. Qualquer titular da comissão poderá se candidatar para os cargos em disputa.
O líder do governo, José Guimarães (CE), disse que só após as indicações vão discutir os nomes que disputarão a presidência e a relatoria da comissão. Guimarães contou que vem mantendo conversas com Picciani desde a última quinta-feira e se mostrou confiante. “As coisas estão indo bem”, resumiu.
Fonte:  Ceará Agora

Dilma: combate ao mosquito transmissor do vírus Zika requer mobilização nacional

zika (1)
A presidenta Dilma Rousseff disse nesse sábado (5) que o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus Zika, relacionado a casos de microcefalia em 16 estados brasileiros, é a principal medida para lidar com o problema e requer uma grande mobilização da sociedade em todo o Brasil.
“É importante que a sociedade perceba que esta é uma ação de guerra contra o mosquito, não é um dia nacional. A ação precisa ser cotidiana e permanente, até que a gente chegue à vacina contra o Zika”, disse. “A sociedade tem que se mobilizar para acabar com todos os processos que levam à água parada. O combate é contra a reprodução do mosquito, que precisa de água parada e temperatura elevada para procriar.”
As declarações foram feitas no Recife logo após reunião com os ministros da Saúde, Marcelo Castro, da Integração Nacional, Gilberto Occhi, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, além do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e prefeitos de municípios nordestinos afetados pelo grande aumento de casos de microcefalia.
A presidenta enfatizou que o Brasil é o primeiro país a ter que lidar com o problema e que ogoverno vai incentivar pesquisas em busca da imunização. “Não é algo que tenha uma literatura e uma experiência internacional. Há estudos da Organização Mundial da Saúde, mas somos o grande e primeiro caso. Por isso, a dedicação de todos os pesquisadores vai ser muito importante”, disse.
Dilma apontou ainda a necessidade de tratar as pessoas que tiveram a doença e informá-las sobre os riscos que do vírus Zika. “Também vamos aumentar os exames de tomografia e de sangue para termos clareza de fato sobre a relação entre o vírus Zika e a microcefalia”, disse.
A presidenta também informou que haverá uma reunião com todos os governadores e as associações de prefeitos em Brasília, na próxima terça-feira (8), para tratar da questão e articular medidas nacionais.
Fonte: Ceará Agora

Carlos Lupi anuncia que Ciro Gomes será pré-candidato à Presidência em 2018

lupi ciro
O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, lançou neste domingo a pré-candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República em 2018. Em coletiva de imprensa no Palácio dos Leões, sede do governo maranhense, o pedetista afirmou que o ex-ministro da Fazenda do governo Itamar Franco e da Integração Nacional do governo Lula é o político “mais preparado” e “mais habilitado” para a função.

Ao lado do governador do Maranhão, Flávio Dino (PcdoB), Lupi fez questão de ressaltar que o lançamento da candidatura de Ciro não é uma “oportunidade eleitoral”. Prova disso, ressaltou, foi a defesa que ele, Ciro e Dino fizeram contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff durante a coletiva de imprensa. “Não estamos defendendo a presidente Dilma por conveniência”, ponderou.
Ciro não comentou o assunto durante a coletiva de imprensa. Em entrevistas recentes, contudo, o ex-ministro já tinha dado sinais de que quer ser candidato à sucessão de Dilma em 2018. Caso a candidatura se confirme, será a terceira vez que o ex-ministro disputa o Palácio do Planalto. Ele foi candidato à presidente em 1998 e 2002, terminando em terceiro e quarto lugar na disputa, respectivamente.
Após o anúncio feito por Lupi, o governador do Maranhão, Flávio Dino, homenageou o ex-ministro Ciro Gomes. Durante a coletiva, Dino elogiou Ciro, que, na avaliação do governador maranhense, é um dos brasileiros “mais lúcidos”, “mais preparados” e “mais habilitados” para interpretar o momento atual da política brasileira.
Fonte: Ceará Agora