Buscar

16 novembro 2015

Controladoria manda prender policiais e agrava a crise na Segurança Pública após chacina

A crise que domina os setores da Segurança Pública do Ceará sofreu um agravamento nas últimas 48 horas, quando  o governo do Estado determinou que a  Controladoria Geral de Disciplina espalhasse suas equipes de agentes nas  ruas para impedir que policiais civis e militares dessem uma resposta diante da onda de assassinatos e ameaças de morte contra a categoria.
Durante todo o fim de semana, equipes da antiga Corregedoria da Polícia, hoje rebatizada de Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário (CGD), passaram a circular em viaturas ostensivas e descaracterizadas nos bairros onde policiais foram mortos, feridos ou estão sob ameaça dos criminosos.
Assim aconteceu na tarde do último sábado (14), quando várias equipes da CGD passaram a circular pelo Jardim Iracema e bairros vizinhos da zona Oeste de Fortaleza,  com a missão de intimidar e até prender qualquer policial militar que ali estivesse fora do trabalho e que fosse à procura dos bandidos que, horas antes, mataram o cabo PM José Marques Ferreira. O militar foi baleado e morto durante tentativa de assalto a uma agência lotérica, na Avenida Lineu Machado, no bairro João XXIII.
O mesmo aconteceu dois dias antes, na quinta-feira (12), após uma chacina que deixou 11 mortos nos  bairros Lagoa Redonda, Curió e no Conjunto São Miguel, na Grande Messejana. As equipes da CGD foram deslocadas para as três comunidades depois de denúncias de moradores do São Miguel à Imprensa, quando acusaram “policiais fardados” (sem mencionar a corporação) de terem invadidos residências e assassinado pessoas inocentes.
A chacina ocorreu horas após a morte de um policial militar durante um assalto na Lagoa Redonda. O soldado PM Valtemberg Chaves Serpa reagiu contra dois bandidos que atacavam sua esposa e foi executado com um tiro no peito.
Determinação
Na sexta-feira (13), o governador do Estado, Camilo Santana (PT),  se reuniu com o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Delci Teixeira; e com a coordenadora  chefe da CGD, procuradora de Justiça Socorro França, para tomar providências em relação à apuração da chacina. Foi determinado, então, que a Controladoria passasse a  ir às ruas como forma de frear  o ímpeto daqueles policiais que estariam à  caça aos assassinos dos colegas de farda.
Com essa atitude do Palácio da Abolição, a crise na Segurança mergulhou definitivamente na sua pior fase, agora com a revolta da tropa e o avanço da criminalidade. No domingo (14), aumentaram as ameaças de delinqüentes  aos agentes da Segurança, culminando em vários ataques contra  unidades das polícias Civil e Militar. No Conjunto José Walter,  bandidos atearam fogo numa viatura Hilux da Polícia Civil, no pátio do 8º DP. Já no bairro Montese, desconhecidos atiraram contra o quartel da 3ª Companhia do 6º BPM. 
Em conseqüência dos atentados, a Segurança Pública entrou em alerta máximo. Policiais civis de folga foram chamados para reforçar a vigilância nas delegacias. O Quartel do Batalhão de Polícia de Choque (BpChoque), no Centro, foi  isolado. Helicópteros da Ciopaer passaram a sobrevoar a cidade durante toda a noite de domingo e a madrugada desta segunda-feira (16).  Nas redes sociais, bandidos postaram novos vídeos ameaçando os agentes públicos.  Apenas um suspeito foi detido.  Um paulista que circulava em um veículo importado, uma BMW. Ele seria integrante da facção criminosa  Primeiro Comando da Capital (PCC), que tem base em São Paulo, mas controla diversos presídios no País.
Escolas vazias
Nas ruas, a sensação da população é de medo. Nos bairros onde ocorreu a chacina, escolas voltaram a funcionar nesta segunda-feira depois de fechadas durante quatro dias. Ainda assim, o número de estudantes presentes é baixo.  A segurança particular de várias empresas instaladas na Grande Messejana foi reforçada. Linhas de ônibus que passam pelo Curió, Lagoa Redonda e Conjunto São Miguel continuam alteradas, diante do temor de ataque com incêndio dos coletivos.
Edição: Fernando Ribeiro
jornalismo@cearanews7.com.br
Fonte: CN7

Ciro e Capitão Wagner trocam indiretas em rede social

ciro
ciro e wagner
O ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes voltou a trocar farpas na tarde desta segunda-feira, 16, com o deputado estadual Capitão Wagner. Tudo começou quando Ciro Gomes questionou em sua página no Facebook, qual pré-candidato a prefeito de Fortaleza estaria levando vantagem com a onda de violência que toma conta da cidade.
Em seguida, Wagner, também usando a rede social, indagou aos brasileiros sobre qual cearense sem mandato quer aparecer na imprensa, atacando e caluniando diariamente lideranças nacionais.
Fonte: Ceará Agora

Capitão Wagner pede Força Nacional para o Ceará

O deputado estadual Capitão Wagner deu entrada no requerimento Nº 5044/15 que pede providências ao governador Camilo Santana, para que solicite a presença imediata da Força Nacional de Segurança Pública no Estado do Ceará.
A medida considera o atual contexto de violência e terror causado principalmente nos últimos dias. Em 2015, o Estado do Ceará já foi palco de cinco chacinas e mais de três mil pessoas foram assassinadas.
“A Força esteve em Fortaleza ano passado durante a Copa do Mundo, por que não vir agora neste momento de terror?”, questiona Capitão Wagner.
Para o parlamentar essa medida seria de curto prazo, mas destaca que é fundamental a implementação de um Plano Estadual de Segurança Pública para que resolva outras questões de médio e longo prazo. “Policial e poder bélico sozinhos não resolvem o problema, mas se faz necessário depois que todos os outros serviços públicos fracassaram”.
Para o deputado a situação de colapso no Sistema Socioeducativo e a liberação de menores infratores, pode agravar ainda mais a atual situação de insegurança que aterroriza a população.
Os ataques se estendem também aos profissionais da Segurança Pública. Este ano já foram 14 policiais mortos, superando os números do ano passado. “O atual efetivo de profissionais de Segurança Pública não é suficiente para combater a atual onda de violência que, infelizmente, tende a aumentar. Assim sendo, antes que essa tragédia anunciada se materialize, é urgente e necessário que o Poder Público faça uso das ferramentas que tem à mão”, justifica o deputado.
A Força Nacional de Segurança Pública foi criada em 2004 para atender às necessidades emergenciais dos Estados, em questões onde se fizerem necessárias a interferência maior do Poder Público ou for detectada a urgência de reforço na área da Segurança. A Força é coordenada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça.

Quartel da Polícia Militar é alvo de tiros no Montese

montese
O quartel da 3ª Cia. do 6º Batalhão de Polícia Militar (BPM) foi alvejado com tiros na noite desse domingo (15/11), no bairro Montese. O ataque foi confirmado pelo secretário-adjunto da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), coronel Lauro Prado. Não há feridos, conforme ele.

A ação ocorreu por volta das 22 horas, disse o secretário. “O pessoal está lançando o terror no WhatsApp, mas é bem menos. Ninguém ficou ferido, estão espalhando um toque de recolher para assustar”, detalhou.
Segundo o delegado-geral Andrade Júnior, em relação às delegacias e aos quarteis, o sistema de segurança está em alerta por determinação do Secretário de Segurança Delci Teixeira. “As Polícias estão unindo forças para identificar os responsáveis pelos ataques”, comentou.
Conforme o delegado geral, uma equipe do Batalhão de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) teria detido uma pessoa suspeita de participar do ataque contra o quartel. Em relação ao ataque contra a viatura da Polícia Civil, o superintendente relata que as buscas continuam.
Esse suspeito preso pelo BPRaio, um paulista, seria levado para a Delegacia de Roubos e Furtos, no bairro José Bonifácio.
Nos grupos de WhatsApp, circulam informações de que os ataques foram ordenados pela filial cearense da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).
Em um dos áudios do aplicativo, um homem diz que “quem tá dando toque de recolher hoje” são eles. “Quem vai se recolher é a PM, ninguém vai baixar a cabeça pra PM não, tá ligado, aqui quem manda é o PCC”, ameaça.
Fonte: Ceará Agora

Mais três terroristas de Paris são identificados; belga seria mentor

PARIS — Autoridades francesas identificaram nesta segunda-feira o belga Abdelhamid Abaaoud, atualmente na Síria, como o suspeito de ordenar os ataques em Paris na sexta-feira, segundo fontes próximas às investigações. Além dele, dois novos terroristas envolvidos nos atentados foram identificados. Um deles era o cidadão sírio Ahmad Al Mohammad, de 25 anos, que se explodiu no Stade de France, e o outro era um dos atiradores do Bataclan, o francês Samy Amimour, que nasceu no subúrbio de Drancy.
Segundo informações da Procuradoria, Mohammad chegou à Europa há um pouco mais de um mês junto com um grupo de refugiados. As pistas sobre ele surgiram depois que foi encontrado um passaporte ao lado de seu corpo. A autenticidade do documento ainda precisa ser comprovada, mas a Procuradoria indicou que existe uma compatibilidade entre as impressões digitais do suicida com as tomadas durante um controle na Grécia em outubro.
O segundo terrorista foi identificado como Samy Amimour, que nasceu em 1987 em Paris e vivia no subúrbio de Drancy. Ele já era conhecido pelas autoridades antiterroristas e foi indiciado em 19 de outubro de 2012 por tentar viajar ao Iêmen. O francês havia sido colocado sob controle judicial, mas após violar a ordem no fim de 2013, a polícia emitiu um mandado de captura internacional contra ele. Três pessoas de sua família foram detidas e são interrogadas.
O segundo terrorista foi identificado como Samy Amimour, que nasceu em 1987 em Paris e vivia no subúrbio de Drancy. Ele já era conhecido pelas autoridades antiterroristas e foi indiciado em 19 de outubro de 2012 por tentar viajar ao Iêmen. O francês havia sido colocado sob controle judicial, mas após violar a ordem no fim de 2013, a polícia emitiu um mandado de captura internacional contra ele. Três pessoas de sua família foram detidas e são interrogadas.

BUSCAS POLICIAIS
A polícia francesa realizou vasculhou durante a noite casas de supostos militantes islâmicos, com 168 buscas em cidade de todo o país. Uma das operações ocorreu no subúrbio parisiense de Bobigny. Em Lyon, cinco pessoas foram presas e armas foram apreendidas, incluindo um lançador de granadas, coletes, várias pistolas e um fuzil de assalto Kalashnikov.
— Estamos usando o panorama legal do estado de emergência para interrogar pessoas que são parte do movimento radical jihadista... e todos aqueles que advogam ódio à república — disse Valls.

Fonte: O GLOBO

Agentes penitenciários encontram túnel em cela de presídio no Ceará

Túnel foi encontrado em cela da CPPL I, em Itaitinga (Foto: Arquivo Pessoal)
Túnel foi encontrado em cela da CPPL I,
em Itaitinga (Foto: Arquivo Pessoal)
Um túnel foi descoberto na noite deste sábado (14) na Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima, conhecida como CPPL I, em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Segundo informações do Sindicato dos Agentes e Servidores Públicos do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp-CE), o túnel foi descoberto quando agentes entregavam o jantar dos detentos de uma cela no Pavilhão II e sentiram um cheiro de terra molhada.

Ainda de acordo com o Sindasp, os agentes pediram que um dos presos levantasse de um colchão e, então, descobriram o túnel embaixo do objetivo. O Sindasp informou também que o buraco já tinha cerca de um metro de comprimento.
A Secretaria de Justiça e Cidadania do Ceará(Sejus-CE) informou neste domingo (15) que a cela foi isolada e que 20 presos foram transferidos após a descoberta do túnel.

Fonte: G1

Grupo explode agência bancária na cidade de Itapiúna, no Ceará

Grupo fugiu com malotes com dinheiro e na fuga fez alguns moradores reféns (Foto: Weiber de Castro)
Grupo fugiu com malotes com dinheiro e na fuga fez
alguns moradores reféns (Foto: Weiber de Castro)
Grupo explodiu na madrugada deste domingo (15), um cofre de uma agência bancária da cidade de Itapiúna, a 120 km de Fortaleza. De acordo com o Comando de Policiamento do Interior (CPI), a ação dos assaltantes ocorreu por volta das 2h e cerca de 15 homens armados de pistolas, escopetas e fuzis participaram do crime. Segundo o Sindicato dos Bancários este é o 62º ataque contra bancos.
Ainda segundo a Polícia Militar, após a explosão, o grupo fugiu com malotes com dinheiro e na fuga fez alguns moradores reféns. Os ladrões ainda trocaram tiros com a polícia. Ninguém ficou feirdo. A polícia afirmou que um veículo utilizado na fuga dos ladrões foi encontrado próximo a cidade queimado. 
Equipes do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), Polícia Militar das cidades de Baturité, Capistrano e Aracoiaba, como também o Comando Tático Motorizado (Cotam), Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), e Comando Tático Rural (Cotar) de cidades vizinhas trabalham em diligências para encontrar pistas que levem aos suspeitos. Até o início da manhã deste domingo, ninguém havia sido preso.
Ação ocorreu por volta das 2h e cerca de 15 homens armados de pistolas, escopetas e fuzis participaram do crime (Foto: Weiber de Castro)Ação ocorreu por volta das 2h e cerca de 15 homens armados de pistolas, escopetas e fuzis participaram do crime (Foto: Weiber de Castro)Fonte: G1/CE

Prefeitura de Mariana suspende temporariamente recebimento de donativos

06/11/2015- Mariana- MG, Brasil- Voluntários organizam no Convenções Alphonsus Guimaraens, no centro, donativos recebidos aos desabrigados da Barragem do Fundão no distrito de Bento Rodrigues a 23Km da cidade de Mariana. Foto: ASCOM Prefeitura de Mariana.
Foto: ASCOM Prefeitura de Mariana.
A Prefeitura de Mariana informou que suspendeu temporariamente o recebimento de donativos. A prefeitura pretende fazer levantamento da quantidade dos itens doados para saber se são suficientes para atender às necessidades da população atingida pelo desastre em Bento Rodrigues. A principal preocupação da prefeitura é evitar o desperdício dos suprimentos já doados.
A prefeitura alerta no entanto que o trabalho voluntário ainda é de extrema importância para triagem das doações já recebidas e destaca que vai continuar recebendo as doações em dinheiro em contas abertas para essa finalidade. As contas são vinculadas à Prefeitura de Mariana e um conselho gestor com representantes de diversos setores da sociedade civil será criado para gerenciar o dinheiro e dar total transparência à ação. Os interessados em fazer doações poderão entrar em contato por meio do e-mail doacoesmariana@mariana.mg.gov.br.
Fonte: Ceará Agora

Viatura da Polícia Civil é incendiada no 8º DP e deixa Segurança do Estado em alerta

Uma viatura da Polícia Civil, estacionada na calçada do 8º Distrito Policial, no bairro José Walter, foi incendiada no início da noite deste domingo (15). Segundo informações do Comando de Policiamento da Capital (CPC), dois homens em uma motocicleta preta foram vistos praticando o atentado.
Mensagens supostamente repassadas por facções criminosas, sugerindo ataques às forças de segurança do Estado, foram divulgadas em redes sociais. As ameaças já foram encaminhadas para investigação da Polícia Civil do Estado.


O Comando Geral da Polícia Militar já teria determinado aos Batalhões que estivessem com viaturas estacionadas nas ruas, que fossem retiradas imediatamente para evitar novos ataques. Todos os detalhes na edição desta segunda-feira (16) do Bom Dia Plus (Rede Plus Fm) a partir das 05h e Ceará News, às 07h (Rede Plus FM e rádio Canaã FM 104,3 e Feliz FM 90,7).


Um vídeo publicado no final da noite mostra o momento exato em que um homem ateia fogo na viatura da Polícia Civil;


Fonte: CN7

Defesa de Vaccari diz que ação é uma devassa estatal no PT

Reunião da Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores
O criminalista Luiz Flávio Borges D’Urso requereu a exclusão de três números de telefones – inclusive da sede nacional do PT -, da quebra de sigilo ordenada pelo juiz federal Sérgio Moro, da Operação Lava Jato. D’Urso é advogado de defesa do ex-tesoureiro nacional da legenda, João Vaccari Neto – preso desde março por suspeita de arrecadar propinas para o PT em forma de doação eleitoral.

Entre os números que o advogado quer que sejam excluídos da devassa que envolve largo período – entre 2010 e 2014, alcançando três campanhas eleitorais – está o 3243-1313, linha-tronco da sede do PT, situada à Rua Silveira Martins, no centro de São Paulo. A decisão do juiz Moro, de 9 de novembro, atendeu pedido do Ministério Público Federal que investiga Vaccari e pessoas próximas a ele no esquema de corrupção instalado na Petrobras entre 2004 e 2014.
No papel de tesoureiro da agremiação, ele frequentava o diretório nacional. Por este motivo, os procuradores da República que integram a força-tarefa da Lava Jato incluíram o telefone geral do PT no pedido de quebra de sigilo.
Os procuradores assinalam que o PT era “empregador” de Vaccari. Para D’Urso, no entanto, a medida não encontra respaldo “uma vez que não foi apresentada qualquer justificativa com relação à necessidade ou envolvimento dos titulares das mesmas (linhas), ou ainda, de sua utilização pelo acusado (Vaccari) em fatos relacionados ao presente processo”.
“O que nós pedimos é que o foco das provas de acusação ficasse adstrito aos elementos que constam do processo. Não pode o Estado vasculhar vidas e pessoas estranhas para tentar ver se encontra algum elemento ilícito. Se houvesse uma indicação objetiva, fazendo referência àquele telefone específico justificaria a quebra do sigilo para aquele número específico”, argumenta D’Urso.
O criminalista avalia que “no caso dos autos o que se viu foi o lançamento de uma rede com uma grande quantidade de números de telefone que não dizem respeito diretamente a Vaccari. Isso me parece absolutamente impróprio, não só com relação à defesa do Vaccari, mas com relação aos limites legais que o Estado tem que observar na sua investigação”, alertou.
Segundo o criminalista, “o que chama mais a atenção é a autorização de quebra do sigilo de um telefone que é linha-tronco de um partido”. “Se houve a referência de um telefone específico para se buscar uma prova específica vá lá, mas não foi isso que aconteceu. Isso representa uma devassa estatal num partido político. Me parece que é algo que vai muito além do interesse da investigação específica daquele processo.”
D’Urso não defende o PT. Ele é advogado exclusivamente de João Vaccari Neto. “Estou incumbido da defesa do Vaccari. O partido fala pelo partido.” Mas a quebra do sigilo do telefone geral da legenda do governo, na interpretação do criminalista, “é uma coisa pueril, abstrata”. “PT empregador? Ora, o Vaccari foi, durante um período, funcionário do Banespa (antigo Banco do Estado de São Paulo). Amanhã, então, será pedida a quebra do sigilo da linha-tronco do banco para saber com quem ele conversou? A quebra de sigilo vai identificar quem estava fazendo uso daquele telefone? O que vai ser identificado é que aquele número geral estabeleceu contatos telefônicos com outros números, mas não será identificado o usuário do telefone geral. Essa prova me parece completamente fora de propósito.”
D’Urso pondera que sua análise é especificamente jurídica. “Essa prova requerida e deferida (quebra do sigilo telefônico) me parece um excesso, um despropósito no que diz respeito à questão do Vaccari. Não entro no mérito específico partidário, não me cabe. Fiz o requerimento e vamos ver como o juiz (Sérgio Moro) vai decidir. Vou aguardar a decisão. Se ele (Moro) mantiver (a quebra do sigilo) vamos examinar.”
O advogado é taxativo. “Não existe nada,. A única coisa que se verifica são informações de delatores. Não há prova de absolutamente nada a corroborar as acusações que estão sendo feitas contra Vaccari”, finaliza.
Fonte: Ceará Agora

No Facebook: Mudar ou não mudar a foto de perfil em solidariedade aos parisienses?

facebook_frança-692x360
Pois é. O aplicativo da bandeirinha da França no Facebook se transformou naquele tipo de questão em torno da qual o debate, absolutamente irrelevante do ponto de vista da praticidade, surpreende pela capacidade de envolver os usuários da famosa rede social.

Como pano de fundo, dois episódios lamentáveis, ambos dignos de repulsa: a catástrofe ambiental em Minas Gerais e o ataque terrorista em Paris.
Em solidariedade aos cidadãos parisienses e às demais vítimas da barbaridade terrorista, muitos usuários do Facebook mudaram sua foto de perfil para exibir uma marca d’água com a bandeira francesa. Um gesto simbólico que, propriamente, nada tem de errado. Se é assim que alguém escolhe demonstrar sua compaixão, tudo bem. O gesto é válido.
Uma legião de outros usuários do Facebook, porém, não gostou da atitude e expressou abertamente sua desaprovação. Citam, por exemplo, que os usuários do Facebook em Paris não mudaram seus perfis quando o incêndio na Boate Kiss, aqui no Brasil, matou mais de 200 pessoas. Dizem, ademais, que o correto seria colocar nos perfis uma marca d’água indicando lamento pelas vítimas da tragédia ambiental em Minas Gerais.
A catástrofe em Minas Gerais foi, de fato, monumental. Dando uma dimensão do ocorrido, o jornal Folha de São Paulo publicou o seguinte neste domingo, dia 15: ” Sessenta bilhões de litros de rejeitos de mineração de ferro –o equivalente a 24 mil piscinas olímpicas– foram despejados ao longo de mais de 500 km na bacia do rio Doce, a quinta maior do país. Segundo ecólogos, geofísicos e gestores ambientais, pode levar décadas, ou mesmo séculos, para que os prejuízos ambientais sejam revertidos. Destruídos pelo tsunami marrom, que deixou ao menos sete mortos e 15 desaparecidos, os distritos de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo devem se transformar em desertos de lama.”
Como não se sentir absolutamente impactado por isto? Mas nenhuma campanha de solidariedade com marca d’água para os perfis foi planejada para este fato. E isto incomodou muita gente. Para saciar a sede de “justiça” de alguns, não faltaram aqueles que misturaram lama com a bandeira da França, para representar a tristeza pelos dois episódios.
Eu, particularmente, escolhi não aderir à campanha da bandeirinha. Não por ausência de solidariedade e não por entender que publicar a bandeirinha automaticamente dissesse algo sobre minha atitude em relação ao desastre em Minas Gerais, ou aos demais desastres que acontecem no Brasil. Vivemos num país em que, em média, mais de 50 mil pessoas são assassinadas anualmente, por exemplo. Isto, com certeza, merece ser lamentado à exaustão.
No Facebook, expliquei assim minha rejeição à bandeirinha francesa nos perfis: “Pelas vítimas inocentes e pelas famílias e amigos que estão sofrendo, sim, eu lamento. Tanto pelas mais de cem lá de Paris quanto pelas centenas de milhares que sucumbiram às mãos de uma coalizão de exploração da qual a bandeira mais famosa hoje nos perfis do Facebook faz parte. Infelizmente, em vez de manifestar repúdio à violência, o aplicativo da bandeirinha te oferece um lado na guerra para defender. Eu não vou fazer essa escolha.”
Este, claro, é um entendimento meu, particular, ao qual ninguém é obrigado a aderir. Com certeza, aliás, nada tenho contra o gesto de publicar foto com a bandeira francesa, desde que ele represente meramente solidariedade às vítimas inocentes. Toda compaixão é válida. Tentar controlar a maneira como as pessoas demonstram esta maravilhosa qualidade ou mesmo tentar controlar em que direção ela deve ser demonstrada é tolice.  Sou da opinião de que devemos deixar o espírito humano livre, em absoluto, para expressar solidariedade e compaixão a quem, como, e quando quiser.
Comparar tragédias, priorizar desastres, limitar nossas expressões de afeto e compaixão, certamente não parece amoroso, nem justo, nem coerente e nem inteligente. Quando citei as centenas de milhares de pessoas inocentes que morreram no oriente médio vítimas da coalizão liderada pelos EUA – e da qual a França faz parte -, não foi para comparar, mas para expressar, meramente, que por eles também sinto muito.
Por estes inocentes, publicar a bandeira da França me causaria incômodo, já que não se costuma fazer gesto semelhante de solidariedade em razão do imenso, terrível, cruel e inaceitável sofrimento ao qual sociedades inteiras estão expostas pelas ações de países como a França. Repito: este é um sentimento e entendimento meu.
Aliás, se os parisienses não mudaram seus perfis quando aconteceu a tragédia na boate Kiss, isto depõe contra eles, não contra nosso povo. Ou, no mínimo, diz algo sobre a imprensa de lá que, convenhamos, não dá ao Brasil a mesma importância que a imprensa brasileira dá à França. Ora, seja como for, o simpático brasileiro não deve se deixar moldar pela rudeza de ninguém. Toda compaixão é válida. E nossa empatia merece elogios, não reprovação.
Portanto, se você colocou a bandeirinha da França em solidariedade, tudo bem. Se você, como eu, não o fez, tudo bem, também. Provavelmente, além de ondular essa discussão, nossos gestos não servirão, na prática, para quase nada.

Thiago Campelo confirma sua pré-candidatura a prefeito de Aracoiaba


O advogado e ex-deputado estadual Thiago Campelo Nogueira, é pré-candidato a prefeito de Aracoiaba pelo PDT nas eleições de 2016. Ele mesmo revelou ao "Programa Momento Maior" na última sexta-feira (13), que a Cúpula Estadual do Partido tem interesse em candidatura própria para disputar a prefeitura de Aracoiaba, e admitiu que seu nome está à disposição da população aracoiabense.
A primeira a plantar a semente da candidatura do jovem foi sua mãe, a ex-prefeita Marilene Campelo, presidente municipal do PSD. Atualmente sem mandato, Marilene se dedica a fortalecer a pré-candidatura do filho. Este por sua vez, garante que conhece bem Aracoiaba e está preparado para comandá-la.
Em entrevista Thiago Campelo em um discurso empolgante e emocionado e afirmou que o PDT de Aracoiaba propõe uma nova abertura de diálogo na perspectiva de mudanças. “Consciente da atuação do PDT, impulsionado pelo clamor das ruas em mudanças favoráveis ao desenvolvimento deste povo e atendendo à solicitação dos meus parceiros, das minhas lideranças e do povo que me abordam nas ruas da cidade e das infinitas mensagens e ligações telefônicas que tenho recebido, resolvo colocar meu nome como Pré-candidato a prefeito de Aracoiaba, acreditando que através do PDT, como o apoio do Ex-governador Cid Gomes, do Governador Camilo Santana, do nosso Deputado Federal Domingos Neto, do Presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque, juntamente com as lideranças de Aracoiaba, lideranças comunitárias e o povo de Aracoiaba seguiremos na abertura de novos horizontes”, disse Thiago Campelo.
Sobre a composição de sua chapa, o pré-candidato disse que o mais importante é ter uma pessoa que esteja comprometida com a cidade “Estamos sendo procurados por muitas pessoas e isto é importante, pois fazendo uma analogia com o futebol. 
Queremos um time que esteja comprometido com a cidade de Aracoiaba nas mais diversas áreas como saúde, educação, segurança, infraestrutura e turismo, o grau de afinidade e comprometimento com os nossos ideais é, a meu ver, é o mais importante, pois queremos uma eleição limpa com discussões de ideias que venham contribuir com o desenvolvimento de nossa cidade”.
Para finalizar, o político respondeu que tem visitado a zona urbana e rural de Aracoiaba e visto de perto as dificuldades do povo.

*MATÉRIA ENVIADA  POR SUA ASSESSORIA ATRAVÉS DE E-MAIL

Populares encontram corpo de homem em lagoa

pericia forense
Populares encontraram na tarde de sábado, o corpo de um homem às margens de uma lagoa situada no Jardim União, na Rua Amélia Alves Bezerra, em Fortaleza.

Com a chegada da Polícia, o homem foi identificado como Joílson Alexandre Lima, de 26 anos. Familiares que estiveram no local para identificar o corpo, afirmaram que o mesmo estava desaparecido há três dias.
Ele havia saído de casa, afirmando que iria beber em um bar e não mais retornou. Segundo peritos que estiveram no local, Joílson não apresentava nenhuma lesão, levando a crer que o afogamento tenha sido acidental.
Fonte: Ceará Agora

Manifestantes pedem impeachment de Dilma na Esplanada

fora dilma
Vestidas de verde e amarelo, cerca de 2 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, realizaram uma manifestação em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, neste feriado da Proclamação da República.

O ato foi organizado por movimentos contrários ao governo da presidente Dilma Rousseff, como Brasil Livre, Avança Brasil e Revoltados Online. Pessoas de outros estados chegaram, de ônibus, para participar do movimento, que começou logo cedo neste domingo e pede o impeachment da presidenta e a intervenção militar.
O integrante do Movimento Vem Pra Rua, Julio Lins, 18 anos, está acampado no gramado do Congresso há cerca de um mês. Julio conta que o Vem pra Rua não organizou o ato deste domingo, mas concorda com algumas reivindicações.
“O intuito do acampamento é o impeachment, mas ele não se limita a isso. Então, nós, no acampamento, estamos atentos, essa é a principal definição, atentos ao que se passa no Congresso Nacional, tentando e buscando pautar o Congresso Nacional, com as vozes das ruas, com a vontade popular. O acampamento dos dá uma certa aproximação com os parlamentares de oposição e também permite que nós façamos uma pressão constante.”
A bombeira civil Maria do Socorro Barbosa é moradora de Brasília e declara que quer a troca do governo atual por um governo comandado por militares. “Hoje em dia eu acredito no país, ele cresceu muito, a cabeça do militarismo, hoje, como se diz, está mais patriota, mais aberta, não está aquele regime militar que eu vivi anos atrás. Eu tenho 51 anos, eu era criança ainda, eu vou te falar, eu acho que o mundo evoluiu.”
Um carro de som foi utilizado por lideranças dos grupos que usavam os microfones para falar sobre impeachment e defender a volta do regime militar. No início da tarde, algumas pessoas furaram o bloqueio da polícia e entraram no espelho d’água do Congresso.
Chuva
Depois de cinco horas de manifestação em frente ao Congresso Nacional, as cerca de 2 mil pessoas que participam do protesto dispersaram em razão da forte chuva que caia em Brasília por volta das 14h30. Somente um pequeno grupo permaneceu dentro do espelho d’água em frente ao Congresso Nacional. Apesar da dispersão, o cordão de isolamento da polícia militar continuou no local.
Lideranças do movimento afirmaram que diversos ônibus teriam sido barrados por manifestantes pró-governo impedindo a chegada até a Esplanada dos Ministérios. A Polícia Militar, no entanto, afirmou que não registrou durante todo o tempo nenhum tipo de bloqueio nas rodovias de acesso de Brasília.
Durante todo o período, a manifestação ocorreu pacificamente até que alguns manifestantes tentaram entrar no Congresso Nacional. A Polícia fez duas prisões e chegou a usar gás de pimenta para controlar a situação. Não houve nenhum outro registro de incidentes.
Com Agencia Brasil e Agência Estado
Fonte: Ceará Agora

Rodovias cearenses registram 12 acidentes com 3 mortes neste fim de semana

moto
A Polícia Rodoviária Estadual (PRE-CE) informou, através de seu boletim de ocorrências, que foram registrados na madrugada desse domingo, 12 acidentes com três mortos e cinco feridos, nas rodovias estaduais cearenses.

Em Ipu, na CE-187, no KM 242. Houve uma colisão entre um carro e uma moto, que ceifou a vida de Antônio de Sousa Oliveira, de 19 anos. Na cidade de Tauá, na CE 187 Km 467, outro acidente envolvendo moto. Rodrigo da Costa de Oliveira, de 67 anos, morreu após perder o controle da sua moto e cair na pista. O mesmo não resistiu aos ferimentos e morreu momentos depois.
Já na cidade de Porteiras, aconteceu o terceiro óbito na CE-153, KM 390. A vítima, João Francinaldo Lopes da Silva, de 32anos, morreu após sofrer acidente com a moto que dirigia.
Fonte: Ceará Agora

Obama promete "esforços redobrados" para eliminar o Estado Islâmico

984980-15112015-_tuk5747-editar
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, prometeu hoje, na abertura da reunião de cúpula do G20, na Turquia, “esforços redobrados” para eliminar o grupo Estado Islâmico que reivindicou os atentados de sexta-feira em Paris.

“Vamos redobrar esforços para assegurar uma transição pacífica na Síria e para eliminar o Estado Islâmico”, afirmou Obama em conferência de imprensa após uma reunião com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, na 10ª edição da Reunião anual de cúpula do G20, principais economias avançadas e emergentes do mundo.
Antália, na Turquia, é hoje o centro das decisões no combate ao terrorismo, na sequência dos atentados ocorridos na sexta-feira em Paris, que provocaram 129 mortes e deixaram 352 feridos, 99 em estado grave.
Na agenda, fixada ainda antes dos atentados de sexta-feira à noite na capital francesa, figura a guerra na Síria, a luta contra os jihadistas extremistas do autodenominado Estado Islâmico (EI) e as alterações climáticas.
Em Paris, os ataques ocorreram em pelo menos seis locais diferentes da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o Stade de France, onde ocorria uma partida de futebol entre as seleções da França e da Alemanha.
Os membros do G20 são: África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, a China, Estados Unidos, França, Itália, Índia, Indonésia, Japão, México, República da Coreia (Coreia do Sul), Reino Unido, Rússia, Turquia e União Europeia.
Fonte: Ceará Agora

Bando explode agência bancária de Itapiúna

ITAPÍUNA
A cidade de Itapiúna viveu momentos de terror na madrugada deste domingo (15), quando um bando, com cerca de 20 homens tomaram, a cidade de assalto, fizeram reféns e explodiram o cofre do Banco do Brasil da localidade. O crime ocorreu por volta das 2h. Esse foi o 62º caso do ano, conforme informou o Sindicato dos Bancários do Ceará.

Os bandidos ainda fizeram vários disparos para amedrontar as pessoas e fuzilaram uma viatura da Polícia. Eles ainda atearam fogo em um carro.  O policiamento local pediu reforço e composições de Capistrano, Baturité e Aracoiaba foram acionadas, mas ao chegarem a cidade, o bando já havia fugido provavelmente em direção a Quixadá. O Banco não informou a quantia levada pelos criminosos. Os policiais encontraram capsulas de fuzil próximas ao local do crime.
Fonte: Ceará Agora