Buscar

14 outubro 2015

'Se eu derrubo Dilma agora, no dia seguinte, vocês me derrubam', diz Cunha

Eduardo-Cunha-1
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), reuniu líderes da oposição em sua residência oficial na manhã de terça-feira (13/10), e demonstrou sua irritação com a nota divulgada no fim de semana na qual PSDB, DEM, PPS, PSB e SD pedem seu afastamento do cargo.

“Se eu derrubo Dilma agora, no dia seguinte, vocês me derrubam”, disse Cunha, segundo um dos participantes do encontro relatou à reportagem. Os líderes da oposição reagiram dizendo que a nota divulgada por eles foi uma resposta à pressão das bases, mas que o presidente poderia continuar contando com o apoio deles.
Já na Câmara, os mesmos líderes da oposição passaram o dia encarando saias-justas para explicar os motivos de apresentarem nota no fim de semana, mas não assinarem requerimento de abertura de processo de cassação contra Cunha por quebra de decoro parlamentar.
“A situação do presidente da Casa tem que ser preservada do ponto de vista da prerrogativa constitucional”, afirmou o líder do DEM, Mendonça Filho (PE), após participar do encontro. “Qualquer cidadão que esteja no cumprimento de suas obrigações tem legitimidade.”
“Na realidade, nós não temos um documento que diga que ele cometeu um ilícito”, disse o deputado Pauderney Avelino (DEM-AM).
Senado
No Senado, o fato de a oposição não questionar Cunha sobre as denúncias de ter contas na Suíça foi objeto de discursos. Mas os parlamentares petistas também foram cobrados. “A bancada do PT da Câmara está absolutamente silente, de bico calado em relação a essas acusações”, disse o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP).
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
fonte: Estadão Conteudo
Fonte: Ceará Agora

Inscrições abertas para a II Conferência dos Direitos da Pessoa com Deficiência

ii_conferencia_municipal_dos_direitos_da_pessoa_com_deficiencia
Estão abertas as inscrições para II Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que ocorre nos dias 18 e 19 de novembro, no auditório da Universidade do Parlamento Cearense (Assembleia Legislativa). Os interessados têm até 16 de novembro para efetuar a inscrição online ou presencial na Coordenadoria de Pessoas com Deficiência da Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos (SCDH).
O evento será realizado pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da SCDH, com apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Fortaleza (Comdefor). Durante a Conferência Municipal, a temática “O desafio na implementação das Políticas da Pessoa com Deficiência: A transversalidade como a radicalidade dos direitos humanos – Compreendendo as Interfaces com a Política Municipal de Atenção à Pessoa com Deficiência de Fortaleza (PADEF)” será discutida para deliberação de políticas públicas que fortaleçam os direitos das pessoas com deficiência.
Garantia de Direitos
A Conferência Municipal segue calendário do Governo Federal estabelecido pela Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência e pelo Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CONADE). O evento é considerado a instância máxima de deliberação e tem a atribuição de avaliar a situação das politicas públicas e propor diretrizes para o seu aperfeiçoamento.
O momento propicia reflexão e discussão nas transformações sociais e é usado como estratégia na garantia de direitos das pessoas com deficiência. A Conferência Municipal será preparatória para a IV Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que acontece em Brasília entre os dias 15 e 18 de março de 2016.

Fonte: Ceará Agora

Dilma volta a pedir união e diz que crise é momento de construir pontes

ddil
A presidenta Dilma Rousseff voltou a pedir nesta quarta feira (14) união para superar a crise e ajudar o Brasil a voltar a crescer. Em discurso durante a inauguração de um laboratório do Centro de Tecnologia Canavieira da Coopersucar, em Piracicaba (SP), Dilma disse que o país está mais preparado para enfrentar as dificuldades que em crises anteriores e que o momento é de construir pontes.

“Este momento de dificuldades é algo muito doloroso para o Brasil desperdiçar. Esta é a hora de nós nos unirmos e fazermos aquelas mudanças, aquelas alterações, aquelas iniciativas, aquelas obras que vão de fato construir as pontes que nos levarão a outro estágio de desenvolvimento do nosso país”, afirmou a presidenta, em discurso ao lado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e de outras autoridades.
Para Dilma, apesar da crise, o país não pode retroceder. “O Brasil, sem dúvida é mais robusto, mais resiliente, mais forte agora do que foi em qualquer um dos momentos anteriores. Agora, para enfrentar a crise, não precisamos voltar para trás, agora temos que seguir adiante.”
Segundo Dilma, uma das apostas para recuperar a economia é aproveitar a desvalorização cambial para aumentar as exportações. A presidenta lembrou que a balança comercial brasileira saiu de um déficit de US$ 4 bilhões para um superávit de US$ 12 bilhões e disse que a expectativa é melhorar esses resultados.
De acordo com a presidenta, as mudanças no câmbio também vão beneficiar setores do mercado interno, entre os quais o sucroalcooleiro,  com a substituição de importações. “Vários setores podem e devem sair na frente. Esse laboratório faz parte de um processo de construção do futuro do nosso país, contribuindo para elevar a competitividade do setor.”
Mudança do clima
Além do papel econômico do setor sucroalcooleiro, Dilma destacou a participação do etanol na estratégia brasileira de redução de emissões de gases de efeito estufa. Em dezembro, durante a 21ª Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-21), em Paris, o Brasil vai apresentar uma meta de redução de 43% das emissões na comparação com os níveis de 2005.
Parte dessa meta, segundo Dilma, será cumprida por cortes de emissões na matriz de combustíveis, graças ao uso do etanol de cana-de-açúcar. “É o segmento mais difícil de propiciar redução de emissões no mundo, mas no Brasil temos vantagem: nenhum carro se move nesse país sem etanol”, disse, referindo-se à mistura obrigatória do álcool à gasolina.
“Tenho certeza de que iremos deixar claro em dezembro, em Paris, que as metas não são só factíveis, mas que o Brasil mais uma vez mostrará que essa questão da energia renovável, da energia verde e amarela, é, sem sombra de dúvida, aquilo que o mundo pode esperar de nós como contribuição nessa área.”
Fonte: Ceará Agora

Radialista Neto Rodrigues assume presidência do PHS de Mulungu

Neto Rodrigues é considerado um dos homens mais influentes de Mulungu.
Radialista Neto Rodrigues, uma grata revelação jornalística e política no município de Mulungu, ele que hoje é integrante no jornalismo da maior rede de Radio do Estado Somzoom Sat, sendo apresentador em uma de suas afiliadas na região expresso Somzoom 89,5 e correspondente oficial do maciço. É diretor administrativo também da emissora de seu município, tem se destacado bastante pela sua simplicidade e perseverança na sua carreira profissional, obtendo respaldo necessário junto a seus parceiros, empresários ouvintes e classe política. Um político e cidadão coroado por ser modelo na gestão pública, um sinônimo de mudanças que melhoram significativamente a vida de seu povo nos últimos anos, sendo presente e atuante na vida social dos munícipes. Consta em seu currículo político uma história de sucesso e popularidade.
Neto Rodrigues vem se destacando com sua postura firme e coerente, demonstrando equilíbrio e respeito pelo seu povo. Por ser um jovem do meio do povo, Neto mantém um bom relacionamento com a população, escuta as reivindicações de populares e é amigo de todos. Neto Rodrigues é definido como um homem que tem a capacidade de se indignar com as injustiças sociais.
Neto Rodrigues hoje suplente de vereador em Mulungu recebeu recentemente mais uma missão a presidência do PHS (Partido Humanista da Solidariedade). Neto Rodrigues surpreendeu nas urnas na ultima eleição municipal, uma campanha bastante modesta é visto por muitos como um serio candidato a uma vaga a câmara municipal de Mulungu em 2016, pois seu trabalho é perceptível e sua humildade cativa á muitos, é popular sabe muito bem conduzir sua logística pessoal, mantendo sua popularidade através de um trabalho sério e promissor e é isso que a política hoje necessita atitude e inovação.
Questionado sobre a nova responsabilidade disse: “tudo há seu tempo e esse é o momento de refletir e mostrar que somos capazes de fazer melhor e buscar junto ao povo novos posicionamentos, dependendo de apoios e parcerias que já estão surgindo, estarei à disposição mais uma vez da população Mulunguense para uma nova analise popular”, destacou.
Ele é sinônimo de luta, resistência e até os dias de hoje um exemplo para seu povo. Sempre esforçado e comprometido com o que faz o jornalista Neto Rodrigues, criou sua própria marca ao longo da história. Neto se tornou um dos homens mais importantes do cenário político de Mulungu. Podemos dizer que Rodrigues, é um dos melhores Radialistas/Jornalista do Maciço de Baturité.
Redação Aracoiaba News

2016 - Presidente da Câmara de Aratuba anuncia pré-candidatura a Prefeito

"O PRÉ-CANDIDATO SE COLOCA COMO UMA NOVA OPÇÃO PARA OS ARATUBENSES”

Na noite da última terça feira (13), o Presidente da Câmara Municipal de Aratuba, Manoel Venâncio Barroso (PMDB) anunciou formalmente para a população sua pré-candidatura ao cargo de prefeito da cidade de Aratuba. 
Neto do Pai João fez um discurso empolgante e emocionado e afirmou que o PMDB de Aratuba propõe uma nova abertura de diálogo na perspectiva de mudanças. “Consciente da atuação do PMDB através de nosso mandado como vereador presidente deste legislativo, impulsionado pelo clamor das ruas em mudanças favoráveis ao desenvolvimento deste povo e atendendo à solicitação dos meus parceiros, das minhas lideranças e do povo que me abordam nas ruas da cidade e das infinitas mensagens e ligações telefônicas que tenho recibo, resolvo colocar meu nome como PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO DE ARATUBA, acreditando que através do PMDB  juntamente com as lideranças comunitárias e o povo de Aratuba seguiremos na abertura de novos horizontes”, disse Neto.
O pré-candidato a prefeito de Aratuba, Neto do Pai João foi o único vereador reeleito por vontade popular no pleito eleitoral de 2012. Ele faz parte de um história inédita na vida política do município de Aratuba.  
A pré-candidatura de Neto foi saudada por seus colegas parlamentares. "Neto é um grande companheiro, sempre estivemos juntos e agora não será diferente, Aratuba só tem a ganhar com uma pessoa tão bem preparada", comentou Hellanyo Lemos (PV). Jean Martins (PROS) comemorou com a decisão do presidente da Câmara e disse que essa é a hora de se escrever uma nova história. Julina Guedes (PMDB) comentou que apoia a ideia e disse que Neto deverá seguir em frente.Ivanir Bernardo (PDT), comentou que mesmo sendo de outro partido, cabe ao povo a escolha do próximo prefeito de Aratuba e afirmou que Neto é um bom nome. Tota Barbosa (PSD) desejou boa sorte ao pré-candidato e Chico Abel (PR) lembrou que Neto é um homem de palavra e ações concretas.  

CONHEÇA MAIS SOBRE O PRÉ- CANDIDATO

No seu primeiro mandato, Neto procurou desenvolver um trabalho voltado para o atendimento às demandas sociais principalmente as que chegam todos os dias ao seu conhecimento, para isso, ele fez vários requerimentos como: recuperação e instalação de calçamento em várias regiões de Aratuba; Instalação de um posto avançado dos Correios no Distrito de Pai João; Construção de 56 casas populares; Construção do Posto de Saúde – Pai João; Construção do Posto de Saúde – Brejo; Abastecimento d’ água – Serrinha de Baixo; Abastecimento d’ água – Serrinha de Cima; Restauração da rede de abastecimento d’ água nas localidades de Boa Vista, Salgado e Camarão; Recuperação de estradas em várias localidades; Instalação de equipamentos de segurança nas principais vias de Aratuba; Construção e reparos de vários bueiros; Reformas das quadras esportivas do município e vários, acadêmica de saúde do Distrito de Pai João e outros requerimentos.
Já no segundo e terceiro mandato Neto do Pai João tem repetindo a dose, sempre presente nas comunidades, ouvindo as demandas do povo, fiscalizando e buscando alternativas de solução.
“Interagir com as pessoas, ouvir as reivindicações, atender a população, fiscalizar o Poder Executivo, é obrigação do Vereador. Fiz tudo isso no meu primeiro e segundo mandato, e vou continuar da mesma maneira no meu terceiro mandato, exercendo minha função com responsabilidade e buscando criar Projetos de Lei que realmente possam beneficiar a população de Aratuba”, declarou Neto. O vereador foi reeleito pelo PMDB - Partido do Movimento Democrático Brasileiro e presidente do legislativo por três vezes.
Atuando como Vereador Presidente da Câmara de Aratuba Neto do Pai João continua ajudando seu povo, legislando e defendo seus direitos. Como pai é um eterno apaixonado por seus filhos. Hoje continua empresário e Vereador, e para Neto o amor ao povo de Aratuba é sua razão de continuar enfrentando os desafios do dia-a-dia junto de seus conterrâneos. 
O foco do parlamentar continua sendo o povo tão amado por ele, antes de ser vereador e pré-candidato a prefeito, Neto é filho dessa terra amada e amigo de cada aratubense.
Redação Aracoiaba News

Ex-Presidiário sofre tentativa de homicídio em Quixadá

12112262_1027443250628878_1128066351449036196_n
Márcio Gonçalves dos Reis Silva sofreu tentativa de homicídio em Quixadá, nesta terça-feira, 13.
Um ex-presidiário identificado como Márcio Gonçalves dos Reis Silva, vulgo “Marcinho”, sofreu tentativa de homicídio na noite desta terça-feira, 13, em Quixadá.
De acordo com informações de policiais, a vítima estava em sua residência no Bairro Campo Novo quando foi alvejada por diversos tiros desferidos por homens que invadiram a casa. Populares afirmam ter escutado pelo menos seis estampidos. Ainda não há informações sobre o autor dos disparos.
Inicialmente, Marcinho foi socorrido ao Hospital Eudásio Barroso, mas em seguida transferido para a Maternidade Jesus, Maria e José, onde deverá passar por cirurgia. Três tiros acertaram-lhe o abdômen. O estado de saúde dele é considerado delicado.

Servidores Massacrados: Atraso de salários persiste marcando gestão de João Hudson

joão
João Hudson, prefeito de Quixadá, CE.
A situação das finanças da prefeitura deQuixadá persiste caótica. A gestão simplesmente não consegue realizar o ato mais básico de todos, que é o de pagar os servidores com a devida regularidade.
Nesta terça-feira, 13 de outubro, centenas de trabalhadores ainda não viram a cor dos seus salários do mês de agosto.
O feriado prolongado que incluiu o dia das crianças foi marcado pelo bolso vazio dos trabalhadores ligados à prefeitura, maior empregadora do município. Isto, claro, se refletiu negativamente no comércio local. E ao que tudo indica, os feriados do fim do ano poderão, também, entrar na agenda da “liseira”.
Os prognósticos dados nos bastidores são os piores possíveis quanto ao fim de 2015. Caso este ritmo continue, além dos meses em atraso, o prefeito João Hudson terá, também, que pagar o mês de dezembro e a íntegra do décimo terceiro.
Apesar do total descontrole da folha, o que tende a gerar cada vez mais descontentamento interno, Hudson continua assegurando que deseja ser candidato à reeleição. Este desejo, aparentemente, impede o chefe do executivo de fazer o que tem que ser feito para corrigir a situação financeira da prefeitura, o que envolveria, inclusive, demissões em massa de prestadores de serviço.

Todavia, o que o grupo político do prefeito parece ainda não ter aceitado é que, a esta altura, a máquina sozinha não será suficiente para garantir a reeleição. Além do clima de descontentamento interno na máquina, as divisões que ensejam mais de duas candidaturas em Quixadá em 2016 dificultam ainda mais qualquer pretensão do prefeito.
Fonte: Ceará Agora

Prefeito de Quixeramobim decreta situação de emergência no município por 180 dias

cirilo-pimenta1
Cirilo Pimenta, prefeito de Quixeramobim, CE.
O prefeito de Quixeramobim, Cirilo Pimenta, decretou estado de emergência no município por um período de 180 dias. O decreto número 4026 foi assinado pelo chefe do executivo no último dia 08 de outubro.
Com o decreto, a prefeitura reconhece os efeitos adversos do prolongado fenômeno de estiagem, deixando claro que precisa de ajuda externa para lidar com o problema.
Com a decretação de emergência, deverá se tornar mais fácil que o município receba recursos materiais, humanos e financeiros dos governos federal e estadual nas ações de resposta às dificuldades causadas pela seca. Dentre as ajudas facilitadas estão a Operação Carro Pipa Rural e Urbano, Adutora, Garantia safra e outras.
Leia o decreto na íntegra:
Decreto 2015.2
Fonte: Ceará Agora

Corpo de mulher que morreu há um ano é retirado intacto de túmulo no interior do Ceará

12079186_1027331157306754_3706827709012260011_n
Foto: WhatsApp.
O corpo de uma mulher que morreu há cerca de um ano no município de Umirim, no interior do Ceará, foi encontrado “em bom estado” e com roupas conservadas.
A descoberta foi feita quando um zelador do cemitério localizado no Distrito de São Joaquim de Amontada, na Zona Rural, percebeu que parte do corpo estava fora da sepultura.
Diante da situação intrigante, o homem resolveu retirar o restante do corpo e percebeu que estava praticamente intacto na parte externa.
O caso chamou a atenção dos moradores locais. Muitos ficaram assustados.
Conforme o zelador, a mulher teria sido enterrada no ano de 1994, há 21 anos. Esta informação foi divulgada inicialmente, porém, já está descartada.
A família já identificou a mulher, que morreu aos 53 anos de idade quando era paciente do Hospital São Camilo, no município de Itapipoca.

A família afirma que houve desrespeito com o corpo, que foi deixado a céu aberto no cemitério. A Polícia Militar não está tratando o caso como ocorrência policial.

STF se antecipa e suspende tramitação do impeachment

FOTO: ROBERTO STUCKERT FILHO (PR)
FOTO: ROBERTO STUCKERT FILHO (PR)
Uma liminar concedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, nesta terça-feira (13/10) impede o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de dar andamento ao pedido de processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. A decisão provisória foi publicada com base em um mandado de segurança apresentado pelo deputado federal Wadih Damous (PT-RJ). O peemedebista pretendia despachar o pedido de impeachment hoje.
O parlamentar petista questiona o rito proposto por Eduardo Cunha para a tramitação do impeachment. Seguindo um questionamento apresentado pelo DEM, o peemedebista estabeleceu o Regimento Interno da Câmara como base para o encaminhamento do processo, o que seria ilegal, segundo Damous. O petista recorreu da decisão, mas Cunha tratou a demanda como questão de ordem – o que na prática não impõe que a decisão do presidente da Câmara seja apreciada pelo plenário.
Na prática, ao utilizar o Regimento Interno da Casa como base para o processo de impeachment, o presidente da Câmara excluiria a necessidade de comprovação de crime de responsabilidade para dar prosseguimento à proposta, segundo o petista. “A partir dessa decisão de Cunha, apontamos uma série de ilegalidades contidas na resposta à questão de ordem feita pela oposição”, explica Damous. “A decisão impede Cunha de votar o impeachment até que o meu recurso seja apreciado em plenário, explica.”
A decisão preliminar de Zavascki impede Eduardo Cunha de dar prosseguimento ao impeachment, conforme a tramitação prevista anteriormente. Hoje, a oposição deve apresentar um aditamento ao pedido de impeachment formulado pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior. Antes da decisão do STF, o presidente da Câmara avaliava três hipóteses: rejeitar de pronto o processo, para que a oposição levasse a decisão ao plenário, por recurso; ou aprovar o pedido de imediato.
Com informações da Agência Brasil, redação cearaagora.com.br e Correio Braziliense.
Fonte: Ceará Agora

Decreto fixa limite de gastos com celular para ministros

FOTO: ANDRÉ DUSEK/ ESTADÃO
FOTO: ANDRÉ DUSEK/ ESTADÃO
O governo federal publicou, nesta terça-feira (13/10), decreto em que fixa medidas para redução em até 20% das despesas públicas com a contratação de bens e serviços e também com o uso de celulares corporativos, tablets e modem. Com isso, os 31 ministros da presidente Dilma Rousseff, assim como os comandantes da Aeronáutica, do Exército e da Marinha e o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, entre outros cargos, não poderão gastar mais do que R$ 500 mensais com as chamadas telefônicas e acesso à internet nos smartphones.
O governador Camilo Santana (PT) se antecipou às medidas adotadas pelo Governo Federal e, anunciou há duas semanas, ações para conter gastos da máquina pública estadual, como locação de veículos, aluguel de carros e combustíveis. A medida, considerada importante diante da queda na arrecadação, é vista como estímulo para ser adotada pelos municípios.
Para os presidentes e dirigentes máximos de autarquias e fundações, além de ocupantes de cargos em comissão do Grupo Direção e Assessoramento Superiores (DAS) de nível 6 e equivalentes, as ligações pelo celular não poderão ultrapassar os R$ 300. Para os ocupantes de cargos DAS de nível 5 e equivalentes, o novo teto de gastos é de R$ 200, e para os demais usuários autorizados, R$ 150. A medida havia sido anunciada por Dilma ao apresentar a reforma administrativa que levou ao corte de 8 ministérios e a mudanças no núcleo político do governo, no dia 2 de outubro.
Se os servidores descumprirem os limites, deverão recolher o valor excedente aos cofres públicos por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU) no prazo máximo de cinco dias úteis, contado da data de recebimento da fatura pelo usuário.
A meta de redução de gastos do governo federal inclui bens e serviços como locação de imóveis, veículos, máquinas e equipamentos, apoio administrativo, técnico e operacional, compra de veículos, serviços de consultoria, aquisição de passagens, locação de mão de obra e terceirização. A racionalização ainda abrange contratos e contas de energia elétrica.
Segundo o decreto, o ministro do Planejamento poderá expedir normas complementares para o cumprimento das disposições e o ministro da Defesa deverá disciplinar a aplicação das regras em relação aos Comandos da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, especialmente no que se refere às necessidades das atividades operacionais desses órgãos.
Redação cearaagora.com.br e Conteúdo Estadão.
Fonte: Ceará Agora

Cunha abre sessão da Câmara e ignora apelos de afastamento feitos pelo PSOL

icunha
O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), abriu a sessão de votação do plenário nesta terça, 13, para votar os destaques da Medida Provisória 678 – que estende o Regime Diferenciado de Contratações (RDC) para a área de segurança pública – ignorando as manifestações de parlamentares do PSOL que pediram sua saída do cargo.

“Eduardo Cunha não tem mais qualquer condição de presidir a presidência da Casa”, disse em plenário o deputado Glauber Braga (PSOL-RJ). O líder do PSOL, Chico Alencar (RJ), pediu no plenário que mais parlamentares apoiem o processo por quebra de decoro parlamentar protocolado nesta terça no Conselho de Ética. “Deputados, manifestem-se”, apelou Alencar.
Cunha não fez nenhum comentário sobre as manifestações dos colegas na sessão e seguiu a votação. Até o momento, nenhum outro partido além do PSOL pediu no plenário o afastamento de Cunha da presidência da Câmara.
Fonte: Ceará Agora

Caucaia: Gois retira apoio e Lia Gomes desiste de pré candidatura

FOTO: O POVO
Lia, ao lado de Gois, e do irmão Ivo, em evento na cidade de Caucaia. Foto: O Povo
O prefeito de Caucaia, Washington Gois, jogou a toalha e desistiu de apoiar a pré-candidatura da médica Lia Gomes à sua sucessão em 2016. Gois justificou que a decisão era tomada diante de pressões políticas. Com desgaste político e administrativo, Gois anunciou, ao prestar contas de sua gestão, na manhã desta terça-feira (13/10), na tribuna da Câmara Municipal, a desistência de apoio a irmã de Ciro Gomes, que, há poucos dias, definiu o quadro político de Caucaia como degradado.
Após a retirada do apoio de Gois , Lia Gomes  anunciou em sua página do facebook a retirada de sua pré-candidatura ao cargo de prefeita.
O discurso de Washington Gois surpreendeu vereadores de oposição e aliados da administração municipal. O discurso, com quatro páginas em letras garrafais, foi lido e, antes de começar a falar, o prefeito disse que não iria responder a nenhum questionamento. O gesto do prefeito foi intempestivo e retrata o momento de dificuldades por ele enfrentado na relação com os aliados políticos.
Gois tentou, nos últimos oito meses, viabilizar a pré-candidatura da médica Lia Gomes, a quem vinha tratando em reuniões com lideranças comunitárias como uma amiga e uma pessoa que estava trabalhando por Caucaia. O Jornal Grande Porto, com circulação às quintas-feiras, vinha registrando em suas edições o esforço de Gois para viabilizar a candidatura da médica Lia Gomes e, ao mesmo tempo, as dificuldades para alavancar a opção para as eleições de 2016.
As dificuldades políticas para fortalecer o nome de Lia Gomes surgiam dentro da base do próprio prefeito na Câmara Municipal. Há uma semana, os vereadores rejeitaram três mensagens do Executivo, o líder do prefeito, Kiko do Cazuza, renunciou e o presidente do Legislativo, Sílvio Nascimento, anunciou a independência do Poder em relação a Prefeitura.
Dentro do grupo político de Washington Gois, surgiram, nos últimos três anos, as pré-candidaturas do vice-prefeito Paulo Guerra e do então aliado deputado federal Danilo Forte. Danilo foi excluído do grupo por fazer oposição aos Governos Cid Gomes e, atualmente, ao Governo de Camilo Santana. Com Danilo fora das opções como pré-candidato a prefeito, Gois não se entusiasmou com o nome do vice Paulo Guerra e estimulado pela assessoria política apostou na médica Lia Gomes.
Decidido a fazer Lia candidata, Gois a levou a eventos administrativos e políticos, recebeu críticas, foi alertado sobre ações do Ministério Público Eleitoral e, agora, comunicou oficialmente que não terá candidato à Prefeitura em 2016. Antes da decisão, Gois foi surpreendido por uma declaração do ex-governador Ciro Gomes que classificou a política de Caucaia como degradada. A declaração, como estampou o Jornal Grande Porto, em sua última edição de setembro, sepultaria a pré-candidatura de Lia Gomes.
Texto publicado em sua página no facebook
Hoje estou me sentido uma pessoa mais leve e feliz. A atitude do Dr. Washington, hoje na Câmara, me mostrou o quanto eu estava certa em trabalhar como militante em sua reeleição.
A política que eu vivencio desde criança e aprendi em casa é como este gesto dele. Desprendido e pensando, exclusivamente, no bem das pessoas. Foi para isso que milhares de caucaienses confiaram a ele o voto e administração do município.
Ao retirar o apoio à minha pré-candidatura e fechando a porta para apoiar qualquer outro candidato, até o fim de seu mandato, preocupado em proteger a população dos pedidos descabidos, das exigências pouco honestas e até da falta de decoro de certos políticos, mostra que ele pratica a política no mais alto nível.
Eu escolhi Caucaia para viver e fixar minha residência. Conheci esta cidade andando pelos bairros mais necessitados e conversando as pessoas que mais precisam de politicas públicas voltadas para seu bem estar. Trabalhei e vou continuar trabalhando por estas pessoas independente de candidatura. A política está no meu sangue, política de alto nível como a do Dr. Washington. Não a política suja que alguns tentam praticar.
As pessoas confiam que os políticos irão trabalhar para o bem comum, mas infelizmente, não é assim que muitos agem. A politica é, e deve ser, um meio de transformar a vida das pessoas para melhor. Quando isso não acontece algo está errado e é hora de pensar. Concordo que, neste momento, minha pré-candidatura deve ser retirada. Me afasto da candidatura, mas não dos problemas de Caucaia, não das pessoas que confiaram e confiam em mim. Não da cidade que escolhi para viver e que tão carinhosamente me acolheu. Aqui é onde me sinto em casa. Continuarei lutando, buscando recursos e ajuda para quem precisa. Deixo aqui o meu muito obrigada aos amigos Ester Julia Gois e Washington.
ciro foto











Colaboração Camila Pinheiro, Lael Semente e Queiroz Ribeiro, da equipe do Jornal Grande Porto.
Fonte: Ceará Agora

STF: rito do processo de impeachment deve seguir a lei

stfff
As decisões proferidas nesta terça feira, (13) por dois ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) impedem o aditamento dos pedidos iniciais para abertura de para processos de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff. Antes da decisão do Supremo, o aditamento era cogitado por integrantes da oposição. As decisões suspenderam o rito definido pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para processos de impeachment contra Dilma.
Ao conceder as liminares em reclamações feitas por deputados do PT, os ministros Rosa Weber e Teori Zavascki entenderam que os procedimentos para a tramitação dos pedidos, se forem abertos, devem seguir o que foi estabelecido na Lei 1.079/1950, que estabeleceu as regras de tramitação dos processos por crime de responsabilidade contra o presidente da República e ministros de Estado. A norma estabeleceu as regras para denúncia, acusação e julgamento.
A polêmica da questão sobre a tramitação dos pedidos de impeachment contra Dilma começou na sessão da Câmara dos Deputados no dia 23 de setembro, quando o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), respondeu a uma questão de ordem apresentada pelo deputado Mendonça Filho (DEM-PE) sobre como seria o rito de cassação do presidente da República por crime de responsabilidade.
Na ocasião, Cunha fixou prazo para recurso de parlamentares ao plenário da Câmara para questionar decisão que rejeitar abertura de denúncia contra o presidente da República pela prática de crime de responsabilidade; possibilidade de aditamento ao pedido inicial; preenchimento das vagas da Comissão Especial do impeachment por representantes dos blocos parlamentares; possibilidade de indicação dos membros da comissão especial pela presidência da Câmara se eles não forem indicados pelos líderes; possibilidade de destituição do relator da comissão e aplicação das normas de regime de tramitação de urgência ao processo de julgamento do crime de responsabilidade.
Após a decisão de Cunha, deputados do PT recorreram ao Supremo por entenderem que o rito de tramitação definido por ele é ilegal, porque não está previsto na Lei 1079/1950, nem no Regimento Interno da Câmara.
Ao julgar os recursos dos petistas, Zavascki e Rosa Weber reforçaram que as normas de processo e julgamento de crimes de responsabilidade devem seguir o que foi estabelecido no Artigo 85 da Constituição e na jurisprudência do Supremo. Segundo o texto constitucional e o entendimento da Corte, os crimes de responsabilidade e a tramitação dos processos devem ser definidos em lei federal, no caso, a Lei 1.970/2015.
Após a divulgação das decisões, Cunha disse que deve despachar ainda hoje os pedidos de impeachment apresentados até agora contra a presidenta Dilma Rousseff. Apenas o pedido elaborado pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior deve ficar para próxima quarta feira,(14).

Fonte: Ceará Agora