Buscar

16 junho 2015

Servidores da UFC e da Unilab vão entrar em greve a partir de sexta

Mais de 6.500 servidores técnico-administrativos federais da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) decidiram se juntar a outras 63 instituições federais que já estão em greve, e vão paralisar suas atividades a partir da próxima sexta-feira (19). Setores como biblioteca, restaurante universitário e algumas partes administrativas serão afetadas.
Segundo a coordenadora do Sindicato dos Trabalhores das Universidades Federais do Estado do Ceará (Sintufc), Keyla Camelo, há também um documento com uma escala de greve, que a classe ainda irá aprovar com a direção do Hospital Universitário e da Maternidade Escola.
Dentre as reivindicações, os servidores cobram reposição salarial de 27,3%, concurso público via regime jurídico único e revogação da lei que cria a empresa que administra hospitais universitários no Brasil.

se Up/Down Arrow keys to increase or decrease volume.

MPE abre investigação criminal contra Chalita; STF e TJ mantêm apuração

(Foto: Estadão Conteúdo)

Ministério Público Estadual (MPE) abriu investigação criminal contra Gabriel Chalita, o atual secretário da Educação da gestão Fernando Haddad (PT). O foco das apurações está no período em que ele foi chefe da pasta estadual, entre 2002 e o fim de 2006, nas gestões de Geraldo Alckmin (PSDB) e Cláudio Lembo (então no DEM). A apuração foi autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e pelo Tribunal de Justiça (TJ.)

Chalita é investigado por crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, peculato, corrupção ativa e passiva, e fraude a licitação. Os advogados dele afirmam que o procedimento é apuração requentada, uma vez que foi arquivada pela Justiça em 2014.

Leia também:

Duas investigações foram abertas contra Chalita em 2013. A base das apurações são documentos e depoimentos colhidos pela Promotoria do Patrimônio Público, na esfera cível. A ação foi trancada, porém, por um habeas corpus do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). O Supremo Tribunal Federal (STF) também arquivou a investigação criminal, por falta de provas, em agosto de 2014.

Agora, os promotores criminais acreditam ter indícios suficientes para apurar se Chalita recebeu vantagens irregulares de empresas contratadas pela Secretaria Estadual da Educação - empréstimos de helicópteros e jatos para viagens particulares, doações ilegais de equipamentos eletrônicos, fraude em licitação em troca de repasse de 25% do valor do contrato firmado e compra de livros para escolas estaduais sem o processo de licitação.

Os promotores receberam recentemente cópias de contratos e notas fiscais com suspeitas de ilegalidade que somam 800 páginas. A estimativa da investigação é de que Chalita teria recebido aproximadamente R$ 50 milhões no período em que esteve à frente da secretaria. Os documentos estão em fase de análise.

Funcionários da Secretaria Estadual da Educação à época e o empresário Chaim Zaher também são investigados. A portaria que abriu a apuração é de 25 de março deste ano e o Estado obteve a íntegra da decisão com exclusividade. Procurados, os promotores de Justiça responsáveis - Fernando Henrique de Moraes Araújo, Cássio Roberto Conserino e José Reinaldo Guimarães Carneiro - não quiseram dar entrevista. 

STF e TJ-SP
Assim que a investigação criminal foi aberta, os advogados de Gabriel Chalita e do empresário Chaim Zaher pediram no Supremo Tribunal Federal e no Tribunal de Justiça de São Paulo, respectivamente, a suspensão das apurações. As duas instâncias negaram os pedidos dos defensores. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Nascido em favela, brasileiro se torna doutor nos EUA após passar anos lavando pratos

Reprodução/Arquivo Pessoal

Querer é poder? No caso de André Luiz de Souza, sim. O brasileiro, nascido em uma favela de Belo Horizonte, superou todas as adversidades possíveis para sair de uma infância pobre e se tornar professor com pós-doutorado nos Estados Unidos.

O sonho de trabalhar nos EUA vinha da infância, quando via muitas pessoas de sua comunidade se mudarem ilegalmente para o país. Começou a virar realidade em 1999, quando passou em Letras na UFMG. Passou, então, a trabalhar em dois empregos para se sustentar e ajudar a família.

À época em que tudo começou, André Luiz quase foi expulso da faculdade por conta de faltas, sendo elas geradas pelo trabalho em dois turnos. Hoje é professor na conceituada Universidade do Alabama e desenvolve projetos de psicologia cognitiva ao lado de grandes empresas.

“Sou filho de um motorista de ônibus e de uma manicure. Nascido e criado na favela Alto Vera Cruz. Prestei vestibular para Letras na UFMG porque adorava a ideia de saber falar inglês. Na mesma época, trabalhei na Telemig Celular das 7h às 18h e, para ganhar um extra, ficava lá virando a noite programando celulares. Por conta disso, perdi o semestre e ganhei uma carta afirmando que havia perdido a vaga na universidade. Escrevi explicando meus motivos e fui aceito de volta”, conta André Luiz em depoimento ao jornal Folha de S. Paulo.

Por conta de sua insistência em saber inglês fluentemente, conseguiu um intercâmbio para a Universidade do Texas em 2003. Necessitando de provas que poderia se bancar nos EUA, ele pediu dinheiro emprestado aos amigos, anexou o extrato com R$ 6 mil ao pedido de visto e, depois de aceito, devolveu o dinheiro. Depois disso, chegou aos Estados Unidos com R$ 25 no bolso — e só.

Para conseguir se manter realmente nos EUA, André começou a trabalhar lavando pratos em um restaurante, emprego que lhe custou o intercâmbio, uma vez que era proibido trabalhar fora do campus. De volta ao Brasil, se ofereceu para coletar dados para uma professora norte-americana que ajudava no Texas. Desta maneira, manteve a ligação com os EUA e se aperfeiçoou na área, sendo convidado para voltar ao país para fazer um doutorado.

Ainda sem dinheiro e vivendo com US$ 1100 por mês de uma bolsa dada pelo governo norte-americano, ele voltou a lavar pratos no mesmo restaurante de outrora e, mesmo infringindo as regras, ficou assim por dois anos.  Após concluir o doutorado, virou assistente em Alabama e já recebeu propostas para trabalhar na Europa. Ficou pois deseja seguir nos EUA.

Muitos pratos lavados e muita força de vontade depois, André Luiz de Souza se tornou um dos responsáveis pela criação do Cyber Institute, que faz estudos sobre como testes cognitivos influenciam na utilização de um aplicativo. Por conta do projeto, já recebeu um financiamento de US$ 250 mil. Só para começar.

Fonte: YAHOO

Nicarágua treina prostitutas para mediar conflitos na Justiça

Mediadora: A justiça nicaraguense credenciou grupos de trabalhadoras do sexo como mediadoras
© Copyright British Broadcasting Corporation 2015 A justiça nicaraguense credenciou grupos de trabalhadoras do sexo como mediadoras

A prostituição é legal na Nicarágua. E agora, em um sinal dos avanços das conquistas profissionais do país, a Suprema Corte do país (CSJ, na sigla em espanhol) decidiu nomear algumas prostitutas como mediadoras judiciais.
As prostitutas atuam em casos em que a lei admite a mediação como mecanismo para evitar conflitos. A CSJ disse que o objetivo do programa é treinar e credenciar trabalhadoras sexuais como mediadoras para que estas "possam resolver conflitos entre elas mesmas e dessa forma evitar violência".
Mas elas também atuam em casos de violência doméstica e delitos menores.
Até agora, 18 profissionais do sexo foram credenciadas pela Justiça nicaraguense. Trata-se de um serviço voluntário, baseado, segundo o site da CSJ, "na liderança e no espírito comunitário para um melhor processo de aplicação da justiça".
"Elas não julgam casos, não são promotoras ou advogadas de defesa. Mas sim um canal de comunicação entre os oficiais de justiça e suas comunidades."
Direitos
Segundo Maria Elena Dávila, presidente da Associação Girassóis de Trabalhadoras Sexuais e também credenciada pela CSJ, há mais de 14 mil prostitutas trabalhando na Nicarágua.
Mediadoras: O programa proporciona às profissionais oportunidades de lutar por direitos
© Copyright British Broadcasting Corporation 2015 O programa proporciona às profissionais oportunidades de lutar por direitos

O programa de mediadores "civis" funciona desde 1998, mas foi apenas recentemente que as prostitutas foram incluídas, para lidar especificamente com casos da classe. Para Dávila, trata-se de uma chance também de lutar mais abertamente pelos direitos das trabalhadoras do sexo. Ela estima que as prostitutas já tenham atuado em pelo menos 15 a 20 casos.
As profissionais do sexo contam que agressões entre membros da própria categoria são frequentes. Merling Rios já trabalhou como mediadora nesses casos. Mas também atuou em episódios de violência doméstica, ainda que a mediação não pareça ser o método mais apropriado de resolução nessas situações.
"Muitos assassinatos de mulheres ocorreram logo depois da mediação", explica Rios.
Mas Dávila explica que mesmo nesses casos as mediadoras têm um papel importante. Ela relata o caso de "Rosita", uma colega de 23 anos apunhalada por um cliente em um bordel na cidade de Masaya.
"O homem está preso, mas as mediadoras continuam atuando para que as autoridades façam seu trabalho investigativo. Estamos vigiando", explica a líder sindical.
Fonte: MSN

Ranking traz 5 universidades brasileiras entre 10 melhores da América Latina

USP lidera a lista da QS para a região, seguida pela Unicamp e pela Pontificia Universidad Católica de Chile.
© Foto: Fornecido por BBC USP lidera a lista da QS para a região, seguida pela Unicamp e pela Pontificia Universidad Católica de Chile.

A Universidade de São Paulo (USP) voltou a liderar o ranking das melhores universidades da América Latina publicado pela Quacquarelli Symonds (QS), renomada empresa britânica especializada em avaliação educacional, após ter perdido a liderança em 2014 para a Pontificia Universidad Católica de Chile (UC).
Na lista deste ano, o segundo lugar ficou com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e há outras três instituições brasileiras no top 10 do QS: a Universidade Federal do Rio de Janeiro (URFJ), que ficou em 5º lugar, a Unesp ficou em 8º e a Universidade de Brasília (UnB) ficou em 10º.
Como em anos anteriores, o Brasil continua a dominar o ranking, com 17 instituições entre as 50 melhores. Um comunicado da QS ressaltou o desempenho "particularmente impressionante" da Universidade de Brasília, que saltou sete posições no ranking deste ano.
O avanço da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Universidade Federal de Santa Catarina também foram destacados. Ambas ganharam 17 posições e saltaram das posições 40º e 41º, para 23º e 24º, respectivamente.

Produtividade

O instituto também deu destaque para o fato de nove entre as 10 melhores instituições no quesito produtividade, ou seja, estudos publicados.
No entanto, o Brasil teve um desempenho inexpressivo no que concerne o impacto dessas investigações, que diz respeito ao número de vezes que esses estudos foram citados por outros papers.
Diretor de pesquisa apontou que alto número de estudantes das faculdades da região são um problema, já que as universidades que lideram a lista geral, como Oxford (na foto), têm menos alunos.
© Foto: Fornecido por BBC Diretor de pesquisa apontou que alto número de estudantes das faculdades da região são um problema, já que as universidades que lideram a lista geral, como Oxford (na foto), têm…

"As universidade do México, Argentina e Colômbia se destacam em certas áreas, mas seguem atrasadas na tarefa de conseguir uma consistência no desempenho geral, como as instituições do Brasil e do Chile", afirma Ben Sowler, diretor de pesquisas da QS.
"O alto número de estudantes por professor é um problema para várias instituições educacionais públicas da região."
De fato, as universidades que lideram o ranking geral da QS (divulgado no ano passado) têm bem menos alunos do que as brasileiras.
Os primeiros lugares do ranking mundial são ocupados por, respectivamente, MIT (com 11 mil alunos), Cambridge (18 mil), Imperial College (14 mil), Harvard (21 mil), Oxford (22 mil), enquanto a USP tem mais de 90 mil estudantes.
Realizado desde 2011, o ranking leva em consideração indicadores como produtividade, impacto dos estudos, presença online, proporção de professores com PhD e reputação acadêmica e dos funcionários.
Fonte: MSN

Inscrições do ProUni do 2º semestre começam nesta terça-feira

O programa vai disponibilizar 116.004 bolsas, em 856 instituições de ensino superior.

Começam nesta terça-feira, 16, as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) do segundo semestre. Elas serão feitas exclusivamente pela internet e seguem apenas até as 23h59 da quinta-feira, 18. O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 22.
O programa vai disponibilizar 116.004 bolsas, em 856 instituições de ensino superior. O número é maior do que o do ano passado, quando foram 115.101. Do total ofertado, 68.971 são integrais e 47.033, parciais (50%). O ProUni oferece bolsas de estudos em instituições particulares de educação superior que tenham cursos de graduação e sequenciais de formação específica.
São Paulo é o Estado com o maior número de bolsas, com 30.519 - 18.470 integrais -, seguido de Minas, 14.335, e Rio Grande do Sul, 8.088. O programa foi criado em 2004 e atende os concluintes do ensino médio tanto da rede pública quanto da rede particular - como bolsistas integrais, desde que tenham renda familiar per capita máxima de até 3 salários mínimos.
Regras. Para se inscrever na segunda edição de 2014 do ProUni, o candidato deverá ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas objetivas. Além disso, não poderá ter zerado a redação. No momento da inscrição, deve-se informar o número de inscrição e senha usados no Enem. 
Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.
Fonte: MSN

Eduardo Cunha nega mal-estar entre governo e PMDB

Ainda de acordo com o presidente da Câmara, os frequentes atritos entre ele e o PT vêm desde o início de 2014, quando ele era líder da bancada do PMDB na Câmara.

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), negou a existência de mal-estar nas relações entre o governo e o seu partido. “Eu não vejo, no governo, atos que possam vir contra mim pessoalmente. Não acusei em nenhum momento o governo. Eu reagi ao PT. O governo não me atacou, quem me atacou foi o PT”, disse hoje (15) ao chegar à Câmara.
Cunha fez referência a suas declarações sobre a aliança com o PT, publicadas no domingo (14), no jornal O Estado de S.Paulo, de que petistas estariam trabalhando para retirar o vice-presidente Michel Temer da articulação política do governo. Segundo ele, o PMDB mantém seu compromisso com a estabilidade e com a governabilidade, mas poderia se afastar da base aliada, caso Temer seja retirado do papel de articulador político com o Congresso. “O PMDB não rompeu, o que eu disse é que se o processo de tentativa de sabotagem ao Temer for levado a curso, e ele sair da articulação, aí é inevitável o rompimento com o PT”, afirmou.
Ainda de acordo com o presidente da Câmara, os frequentes atritos entre ele e o PT vêm desde o início de 2014, quando ele era líder da bancada do PMDB na Câmara. “Em 2014, quando eu era líder, o atrito que se teve aqui na época, que gerou o chamado 'blocão', foi o presidente do PT [Rui Falcão] me atacando. Então, já é deles continuar atacando”, disse Cunha para quem não haveria mais condições de repetir a aliança nas eleições de 2018.
No último sábado, o PT aprovou em seu congresso a continuidade da aliança com o PMDB. Para Cunha, contudo, o modelo de aliança entre os dois partidos está esgotado. “O que antecipei é a falta de vontade que vejo do meu partido continuar a aliança. E isso vai ser discutido, vai ser debatido, vai ser amadurecido”, disse Cunha. “Falei por mim como militante partidário e dirigente do partido”, acrescentou.
A oposição enxergou no episódio uma oportunidade de causar mais desgaste para o governo. O líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), também entrou no debate sobre a aliança PT-PMDB. Questionado por jornalistas, o tucano disse ver um “afastamento” da presidenta Dilma Rousseff com o principal partido da base aliada. “O que fica bastante claro é que a presidenta Dilma, que não tinha relação alguma com o Congresso e, particularmente, com os partidos de oposição, agora se afasta também dos partidos da base aliada”, disse.
Editor Stênio Ribeiro
Fonte: MSN

Bebê 'sósia' do príncipe George faz sucesso na internet

Saiba tudo sobre a família real!: <p>Um plebeu com cara de príncipe chamou atenção de diversos internautas ao redor do mundo. Um bebê, cuja identidade não foi revelada, vem fazendo o maior sucesso na web por sua semelhança com o Príncipe George. </p><p>Na imagem, o menino aparece sorrindo e apontando o filho de Kate Middleton e William na capa de uma revista. O clique foi postado pelo padrinho da criança em um fórum de internet. </p><p>"Meu afilhado acredita que é o príncipe real", escreveu o rapaz na legenda. Que fofo, não?</p><p>Confira, nas páginas a seguir, mais informações envolvendo a realeza britânica!</p><p><strong><a href="http://www.facebook.com/pages/Famosidades/129946850420592">Opine no Facebook do Famosidades!</a></strong></p>

Um plebeu com cara de príncipe chamou atenção de diversos internautas ao redor do mundo. Um bebê, cuja identidade não foi revelada, vem fazendo o maior sucesso na web por sua semelhança com o Príncipe George.
Na imagem, o menino aparece sorrindo e apontando o filho de Kate Middleton e William na capa de uma revista. O clique foi postado pelo padrinho da criança em um fórum de internet.
"Meu afilhado acredita que é o príncipe real", escreveu o rapaz na legenda. Que fofo, não?
Confira, nas páginas a seguir, mais informações envolvendo a realeza britânica!
Fonte: MSN

Sertanejo Milionário é operado às pressas e está na UTI

FAMOSIDADES

Diagnosticado com um problema cardíaco, o cantor Milionário precisou ser submetido a uma cirurgia para a troca da válvula aórtica e revascularização do miocárdio - através de duas pontes de safena e uma mamária -, nesta segunda-feira (15), em São José do Rio Preto, interior de São Paulo.
Segundo o boletim médico do Hospital Beneficência Portuguesa, local onde o músico segue internado, a decisão de operar o famoso foi tomada após a “identificação de uma estenose aórtica e insuficiência coronariana obstrutiva triarterial”.
Agora, o sertanejo passa bem, mas permanece na UTI. “O procedimento ocorreu tudo com o esperado, o paciente está hemodinamicamente estável e permanecerá na Unidade de Terapia Intensiva por 48 horas, como procedimento normal pós-cirúrgico”, dizia a nota do centro médico.
O artista, segundo sua assessoria de imprensa, fazia exames de rotina quando a alteração no coração foi constatada.
Vale lembrar que o veterano, de 74 anos, formava dupla com José Rico, de 68, que faleceu em março deste ano em decorrência de uma parada cardíaca.
Fonte: MSN

Messi escapa de punição por ter se recusado a receber prêmio na Copa América

Argentina, de Messi, não passou de um empate contra um valente Paraguai

Depois de ter se recusado a receber o prêmio de melhor em campo no empate entre Argentina e Paraguai por 2 a 2, no último sábado, na estreia pelo grupo B da Copa América, o atacante Lionel Messi correu o risco de ser punido pela Conmebol, mas escapou de uma multa, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira à Agência Efe por fontes da organização do torneio.
Autor de um gol de pênalti, Messi rejeitou a premiação, que acabou ficando com o também atacante Nelson Haedo Valdez, que marcou o primeiro da reação paraguaia.
As fontes também revelaram que a seleção argentina será punida por ser reincidente em não designar um jogador sequer para conceder entrevista coletiva na véspera de uma partida.
Tanto na última sexta-feira, um dia antes da estreia contra o Paraguai, quanto nesta segunda, na prévia do jogo diante do Uruguai, apenas o técnico Gerardo Martino falou com os jornalistas.
No ano passado, durante a Copa do Mundo, a Associação do Futebol Argentino (AFA) teve que pagar à Fifa 300 mil francos suíços, o equivalente a R$ 750 mil, segundo cotação da época, porque nenhum atleta concedeu entrevista na véspera da final, contra a Alemanha.
Fonte: MSN

Servidores da Justiça Federal no Ceará paralisam as atividades a partir de hoje


O Sindicato dos Trabalhadores da Justiça Federal no Ceará (Sintrajufe-CE) informa que em assembleia realizada no edifício sede da Justiça Federal, em Fortaleza, foi deliberada e aprovada a GREVE dos servidores da Justiça Federal no Ceará a partir desta terça-feira (16).

O diretor do Sindicato, Juscelino Alcântara, em entrevista ao Ceará News desta terça-feira destacou a situação dos trabalhadores federais.

Ouça a entrevista:


Fonte: CN7

Secretaria de Saúde realiza reunião com equipes do NASF e PSF

A Secretaria Municipal de Saúde realizou na manhã de do último dia (10), um encontro com profissionais que compõem as equipes do Núcleo de Assistência à Saúde da Família (NSF) e Programa Saúde da Família (PSF).
O objetivo da atividade foi o de planejar, para que as equipes trabalhem em conjunto, buscando assim um melhor desempenho e consequente melhor atendimento ao público. A reunião aconteceu no auditório da Secretaria de Educação.
“O nosso objetivo é realizar um trabalho em equipe, trabalhar em conjunto com todas as unidades e equipes do PSF, NASF e ACS, porque com esse trabalho de integração, a comunidade é quem vai sair ganhando com um melhor atendimento. Nós estamos trabalhando com 11 PSF’s. Então o nosso objetivo é melhorar cada vez mais o atendimento na saúde”, frisou o secretário.

 

Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Aracoiaba

Aracoiaba vence cidade da Nicarágua no Dia do Desafio

Em disputa com a cidade Nindiri de Nicarágua, Aracoiaba venceu a edição 2015 do Dia do Desafio. Disputado em centenas de cidades por todo o mundo na última quinta-feira (27/5), a iniciativa, coordenada em São Paulo pelo SESC, tem por objetivo incentivar a prática de esporte e atividade física entre seus moradores.
Com série de atividades esportivas e programação especial de jogos, gincanas, aulas e caminhadas, que ocorreram em escolas, academias, empresas e espaços públicos, Aracoiaba venceu sua concorrente mobilizando 78,35% de sua população contra 2,24% de Nindiri de Nicarágua.
Para colaborar com a vitória, a Secretaria Municipal de Esporte e o SESC desenvolverão ações durante toda a última quinta-feira (27/5) buscando o êxito da cidade.

O secretário Egriberto Viana explicou a importância do Dia do Desafio. "Essa iniciativa, esse estímulo promove mudanças. Fizemos isso nesse dia e faremos com que os aracajuanos percebam a diferença que a atividade física faz em nossas vidas", disse.
Confira o Resultado: SESCSP
Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Aracoiaba

Domingos Neto cobra recursos para o Minha Casa Minha Vida em Tauá

domingos
O deputado Domingos Neto acompanhou, na tarde desse domingo, 14, a prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar, durante audiência com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, quando foram discutidos recursos para a execução do Programa Minha Casa Minha Vida no município, que segundo o parlamentar, tem a necessidade de 1.200 unidades na área urbana.

Domingos Neto explicou que Tauá já fez o termo de adesão ao Programa Minha Casa Minha Vida desde 2013 e já dispõe de terrenos cadastrados para o empreendimento.
Durante a reunião o Ministro Gilberto Kassab comprometeu-se a analisar a demanda de Tauá, afirmando que o município “terá sempre um atendimento sete estrelas” na Pasta.
Além do Minha Casa Minha Vida para Tauá, Domingos Neto articulou  o apoio do Ministério das Cidades em ações de saneamento e drenagem em diversos municípios do Ceará.
Fonte: Ceará Agora

Medicamentos mais eficazes para hepatite C serão doados pelo SUS

vacinação
Três novos medicamentos para hepatite C serão oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) até o final do ano, na previsão do Ministério da Saúde. Segundo a pasta, os remédios – daclatasvir, sofosbuvir e simeprevir – aumentam as chances de cura e reduzem o tempo de tratamento. Segundo o último Estudo de Prevalência de Base Populacional do Ministério da Saúde, realizado em 2012, a Região Nordeste tem apenas 5% dos casos de hepatite C do País, e deste total 13% dos casos estão no Ceará, o que corresponde a uma endemicidade baixa para esse agravo.

A adoção dos medicamentos foi aprovada pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS. O novo tratamento tem taxa de cura de 90%, enquanto o usado atualmente tem eficácia de cura que varia entre 50% e 70%.
Outra vantagem do tratamento, segundo o ministério, é a duração de 12 semanas, contra as 48 semanas da terapia atual. Os novos remédios provocam menos desconforto aos pacientes, já que todo o tratamento é por via oral.
Conforme o Ministério da Saúde, os medicamentos serão adquiridos de maneira centralizada pela pasta para distribuição aos estados. Segundo o ministério, os remédios poderão ser indicados tanto para pacientes que acabaram de receber o diagnóstico de hepatite C quanto para aqueles que já completaram o tratamento atual, mas que não se curaram.
No primeiro ano de uso dos medicamentos, será adquirido o suficiente para o atendimento de 15 mil pacientes. A estimativa do ministério é que a compra seja num valor de R$ 500 milhões.
Com informações das Agência Brasil
Fonte: Ceará Agora

Fracassa ato a favor do Prefeito afastado de Canindé

Fracasso é com essa palavra que se resumiu o ato a favor do prefeito afastado de Canindé Celso Crisóstomo organizado pelo Partido dos Trabalhadores na manhã desta segunda-feira (15/06), em frente à Câmara Municipal.
Os mais otimistas contabilizaram cerca de 50 pessoas ligadas de forma direta ou indireta ao gestor afastado no movimento.
Também estiveram presentes os Deputados Odorico Monteiro, Elmano de Freitas, Moisés Braz, o Vereador Deodato Ramalho e o Presidente da APRECE Expedito Nascimento.
Na programação estava previsto uma passeata pelas ruas da cidade, mas devido o número pequeno de participantes o ato não aconteceu e terminou como aconteceu, ou seja, em outras palavras, passou-se despercebido pela comunidade de Canindé.
Com informações de Wellington Lima
Fonte: Ceará Agora

Câmara arquiva denuncia contra prefeito de Paramoti

A câmara municipal de Paramoti recebeu na ultima sexta-feira (12/06), pedido de abertura de uma Comissão Processante contra o Prefeito deste município Samuel Boyadjian.

O pedido foi impetrado pelo cidadão Marcelo Sampaio Ferreira para investigar o descumprimento reiterado da Lei de Responsabilidade Fiscal pelo atual gestor municipal e também pela falta do fornecimento de informações ao Poder Legislativo de Paramoti.
O pedido de recebimento da denúncia foi derrotado pela maioria dos vereadores, sendo o caminho da denúncia, o arquivamento.
Votaram pelo arquivamento: os Vereadores Júnior Sampaio, Pedro Medeiros, Gilvani Cardoso, Edite Peixoto e José Weynes.
Com informações Wellington Lima
Fonte: Ceará Agora

Pecém receberá R$ 220 mi com nova fábrica de cimento

cimento
A crise econômica pode inibir o ritmo de investimentos por algumas empresas, mas outras apostam na adversidade para crescer e ampliar mercados para o futuro. É justamente o que está acontecendo com o Grupo Polimix, com sede em São Paulo, que desembarca no Ceará para investir R$ 220 milhões na construção de uma fábrica de cimento no Complexo Industrial e Portuário do Pecém. A informação foi revelada pelo Jornal Folha de São Paulo, edição desta terça-feira (16/06).
As negociações para a construção da fábrica, que depende nesse momento apenas de licença ambiental, foram abertas durante a gestão do então governador Cid Gomes e consolidadas nesses primeiros cinco meses da administração Camilo Santana (PT). Camilo recomendou aos secretários das áreas econômica e política agilidade e menos burocracia nas reuniões, conversas e articulações com as empresas interessadas em se instalarem no Ceará.
O Grupo Polimix projeta iniciar as obras de construção da fábrica de cimento no Pecém dentro de 10 a 12 meses.  Do total de R$ 200 milhões de investimentos, o grupo projeto, na primeira etapa, investir R$ 140 milhões para produzir 900 mil toneladas por ano. Há uma segunda linha já prevista, que dobrará a capacidade da fábrica, com aporte de mais R$ 80 milhões.
Sem receio com o cenário econômico, o Grupo Polimix decidiu manter a expansão de olho na futura retomada do crescimento. Principalmente no Nordeste, há muita carência por obras de infraestrutura que demandarão grandes quantidades de cimento”, afirma o diretor José Antero dos Santos, ao revelar que a empresa  avalia linhas do Banco do Nordeste para financiar de 60% a 70% dos recursos para o projeto.
Com a Polimix, o Pecém receberá a terceira fábrica de cimento – outras, a Votorantim e a Apodi (um dos sócios é o empresário Ivens Dias Branco, do grupo alimentício M. Dias Branco), já se instalaram no Complexo Portuário, o que o transforma, no entender do presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece), Ferrúcio Feitosa, em pólo cimenteiro. O cimento usa um subproduto da siderurgia, a escória obtida nos altos-fornos.
Fonte: Ceará Agora

Dilma sinaliza veto ao fator previdenciário

FOTO: ROBERTO STUCKERT FILHO (PR)A presidente Dilma Rousseff indicou, em conversas com aliados, que deve vetar as mudanças aprovadas pela Câmara e Senado no chamado fator previdenciário. A decisão ocorrerá nas próximas 24 horas, de acordo com informações do ministro da Previdência Social, Carlos Gabas.
A alteração executada na Câmara, por iniciativa do PTB, aplica no fator previdenciário a “Fórmula 85/95” – o cálculo prevê que homens se aposentem quando a soma da idade e do tempo de contribuição ao INSS chegar a 95 anos (55,5 de idade e 39,5 de contribuição). Para as mulheres, essa matemática cai para 85 anos (55 de idade e 30 de contribuição).
O Governo Federal trabalha em outra direção e, para a presidente Dilma Rousseff, de acordo com o Congresso em Foco, a mais coerente é a instituição da “Fórmula 100/105”. Por esse cálculo, a soma da idade e do tempo de contribuição deveria chegar aos 100 anos para as mulheres e 105 para homens. Outra sugestão oferecida por Dilma às centrais Sindicais é a instituição da idade mínima para aposentadoria. Ela seria de 65 anos para homens e 60 para mulheres.
Para emplacar essa regra, no entanto, a presidente precisaria que fosse aprovada uma proposta de emenda à Constituição, que demanda mais tempo de discussão e apoio mais numeroso no Congresso. “A presidente Dilma ainda não tomou uma decisão. Ela é muito cuidadosa, não somente com o cenário político, mas com as contas da Previdência Social e da União como um todo”, disse o ministro Carlos Gabas.
O ministro traça um cenário de preocupação e afirmou que  a proposta apresentada pela Câmara piora a situação do INSS. “Nós já tínhamos estudos para serem apresentados, […] mas a aprovação da emenda antecipou a discussão de uma forma para nós insustentável, porque não abrange toda a discussão”, afirmou Gabas. As centrais sindicais, no entanto, pressionam Dilma a não vetar as mudanças aprovadas pelo Congresso. “É essencial que a presidenta sancione aquilo que foi trazido pelo Congresso. É reparar parcela dos danos que o fator previdenciário criou na década de 1990″, disse Vagner Freitas, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT).
SEM BRIGAS
O líder do Governo na Câmara Federal, José Nobre Guimarães, expõe a necessidade de diálogo com a oposição e acha que o momento não é de briga entre PT e PSDB. “Quem pretende ser o sucessor da Dilma deveria estar preocupado com isso”, avaliou, referindo-se ao rombo que será causado na Previdência Social, caso a fórmula 85/95 seja adotada, para em seguida acrescentar:  “Temos que pensar numa Previdência Social que seja viável e sustentável para todas as gerações, as do presente e as do futuro. Não é hora de brigas de PT contra PSDB, de governo e de oposição. Precisamos ter maturidade para que nossas decisões sejam para o bem da população”, enfatizou.
Fonte: Ceará Agora

PSDB não pode 'saltar etapas', diz Aécio, em recado a Alckmin

aecio entrevista
O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), minimizou, nessa segunda-feira (15/06), o fato de o nome do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, ter sido lançado à Presidência da República durante a convenção estadual do partido realizada no domingo. Ele afirmou, porém, que era muito cedo para começar a discutir o assunto. Os dois são os principais nomes da sigla cotados para disputar a eleição de 2018.

“O PSDB é uma usina de talentos e de homens públicos extremamente respeitados  “, disse Aécio, para na sequência emendar que era preciso ter a “responsabilidade de não saltar etapas” e não antecipar esse debate.
O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves. “No momento certo, o PSDB tomará, unido, a sua decisão (de quem será o candidato), e será aquela que for melhor para o Brasil, para encerrarmos definitivamente esse perverso ciclo de governos do PT”, disse.
Ele afirmou que defende que o partido faça prévias para escolher o nome que representará a sigla nas eleições de 2018, mas voltou a repetir que “essa não é a agenda hoje do PSDB”.  No domingo, o após ser eleito presidente do diretório paulista do partido, o deputa estadual Pedro Tobias defendeu a candidatura de Alckmin à Presidência. Desde o início do ano, o governador tem tentado adotar uma agenda nacional para fazer frente a Aécio, que terminou as eleições presidenciais do ano passado em segundo lugar, com mais de 51 milhões de votos.
Fonte: Ceará Agora

Cunha quer reforma política antes de votar desonerações

edcunhaO presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse, na noite dessa segunda-feira (15/06), em entrevista ao Jornal O Estado de São Paulo, que não vai misturar o acirramento do embate político entre PT e PMDB com a pauta de votações da Casa. Ele afirmou estar disposto a colocar em votação nesta semana o projeto que revê a política de desoneração da folha de pagamento, desde que possa concluir a votação da Reforma Política. “Minha pauta é a mesma e continuará sendo a mesma”, afirmou.
O governo quer votar até quarta-feira, 17, o projeto das desonerações e concluir a apreciação da medida no Senado até 30 de junho. Cunha, no entanto, destacou que sua prioridade é a Reforma Política. Considerando o calendário (com festas juninas no Nordeste e recesso de julho), o peemedebista teria poucos dias para concluir a votação em segundo turno. “Não posso perder o embalo da Reforma Política”, justificou.
Sobre o projeto da desoneração, ele disse que não pretende deixar a matéria para julho e que, embora seu partido tenha compromisso com a governabilidade, caberá à bancada e seu líder Leonardo Picciani (RJ) decidir como se comportarão nesta votação.
Questionado sobre as consequências da disputa entre PT e PMDB, Cunha voltou a reclamar das “agressões continuadas” dos petistas. “Isso é muito preocupante, isso não contribui nem para tentar manter um clima de convivência até o processo eleitoral. E 2018 está muito longe”, declarou. Ele enfatizou que suas críticas são voltadas exclusivamente ao PT e não ao governo. “Não vejo no governo atos contra mim pessoalmente. Não falei nada de governo, reagi ao PT. O governo não me atacou”, afirmou.
Fator previdenciário. Cunha reconheceu o esforço do Executivo em buscar uma solução para o impasse em torno do fim do fator previdenciário, mas lembrou que a iniciativa de ouvir as centrais sindicais já poderia ter acontecido antes. “Não precisava fazer isso na antevéspera de se decidir se vai vetar ou não”, comentou.
Para ele, prevaleceu o comportamento que também ocorre na política: “é mais ou menos mania de brasileiro, que é deixar tudo para última hora”.
Apesar da tentativa de diálogo com as centrais, o peemedebista não vê perspectiva de acordo com os sindicalistas e acredita que o governo terá de concentrar esforços agora em negociar com a base aliada.
Fonte: Ceará Agora

Câmara rejeita voto facultativo e mantém obrigatoriedade atual

EleiçãoO Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira, 10, por 311 votos a 134, o fim do voto obrigatório, previsto no relatório do deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ) para a PEC da reforma política.
A maioria das bancadas orientou os parlamentares a rejeitar a mudança. Só PV, PPS e DEM deram orientação favorável ao voto facultativo, enquanto PMDB e PP liberaram a bancada para votação de acordo com o desejo de cada parlamentar por falta de consenso.
Assim, manteve-se na Constituição o voto e o alistamento eleitoral obrigatórios para os maiores de 18 anos. Segundo o texto constitucional, continua facultativo o alistamento para os analfabetos, os maiores de 70 anos e aqueles maiores de 16 anos e menores de 18 anos.
Fonte: Ceará Agora