Buscar

08 março 2015

Bomba: Andressa Urach revela que músculo da sua perna está necrosado

Bomba: Andressa Urach revela que músculo da sua perna está necrosado
Má notícia para os fãs da modelo e apresentadora Andressa Urach. Na última sexta-feira, 06 de março, a beldade revelou em sua conta pessoal do Instagram que o músculo de sua perna esquerda ainda está necrosado e que sairá do hospital Alvorada, em São Paulo, usando um cateter.
No domingo passado, Urach passou por uma cirurgia de emergência depois de ser constatada uma nova infecção em sua perna. No entanto, os médicos não puderam retirar todo o hidrogel que preenche a coxa da modelo e optaram por colocar um cateter central no corpo de Andressa. O equipamento ficará implantado durante um ano e vai evitar novas internações para a realização de drenagens no local.
Muito ligada às redes sociais, durante a semana a modelo atualizou os fãs sobre seu estado de saúde, dizendo que estava preocupada por conta de tudo que já passou, mas que tem muita fé. A modelo, que recentemente passou 25 dias internada na UTI do hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre, para tratar complicações ocorridas pela aplicação de hidrogel na coxa, vem fazendo diversas postagens sobre sua conversão e batizado pela Igreja Universal.
(Fonte: BondeNews com informações do UOL)


Leia mais: http://www.diario24horas.com.br/noticia/39052-bomba-andressa-urach-revela-que-musculo-da-sua-perna-esta-necrosado#ixzz3ToOY3bMY


Angélica grava programa em universidade e é xingada por alunos

Angélica grava programa em universidade e é xingada por alunos
Que situação! Angélica teve a ideia de realizar uma gravação na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio) na última quarta-feira (4) mas a tentativa foi frustrada com a ação dos alunos, que simplesmente expulsaram a apresentadora do local, e a visita foi motivo de protesto.
De acordo com informações de uma testemunha, que não quis ser identificada, em entrevista ao DIA , a confusão começou após uma pessoa da equipe de Angélica proibir fãs que queriam fotos e autógrafos de se aproximarem da apresentadora. Ela ainda tentou remediar a situação dizendo que poderia tirar fotos sim, mas o bate-boca já havia começado.
O quadro contava com a participação dos atores de Malhação Isabela Santoni e Rafael Vitti. A locação foi escolhida por causa dos atores, que se conheceram no campus da universidade. Angélica não respondeu aos gritos dos alunos, nem esboçou reação alguma.

Nas redes sociais, estudantes da UniRio compartilharam um vídeo que mostra a tumultuada visita de Angélica. Até mesmo o fato de a apresentadora contar com alguém para carregar uma sombrinha, que a protegia do sol, virou piada. Nesta semana, a família da apresentadora ficou sob os holofotes por causa da polêmica camiseta infantil da grife de Luciano Huck.

Com informações do portal O Dia.


Leia mais: http://www.diario24horas.com.br/noticia/39047-angelica-grava-programa-em-universidade-e-e-xingada-por-alunos#ixzz3ToO6s0gP

Lava Jato: Lista de políticos investigados pode aumentar

petrobras-sede
A lista de políticos a serem investigados pela Procuradoria Geral do Paraná pode levar à inclusão de novos políticos nas próximas investigações, disseram ao Globo pessoas ligadas à investigação. Segundo essas fontes, os esquemas não envolvem políticos isoladamente, mas grupos que começam a surgir à medida que as apurações avançam.
Caso isso aconteça, novas petições serão feitas à Procuradoria-Geral da República para que sejam pedidos inquéritos ao Supremo Tribunal Federal (STF), onde tramitam investigações e ações penais de políticos com foro privilegiado.
Os 28 inquéritos que investigarão 45 políticos com foro privilegiado foram abertos com base em apenas duas delações premiadas, feitas pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e pelo doleiro Alberto Youssef. No entanto, já foram fechados 15 acordos de delação premiada – recorde absoluto em investigações de escândalos de corrupção no país.
Novos políticos podem surgir nas investigações da operação Lava-Jato no setor elétrico, que devem começar pela usina de Belo Monte. Os contratos do empreendimento também resultaram no pagamento de propina, segundo disseram ao Ministério Público Federal os executivos da empreiteira Camargo Corrêa que decidiram cooperar em troca de possível redução de pena.
Segundo a PGR, os políticos recebiam uma espécie de mensalão da Petrobras - pagamentos mensais a partir de propinas cobradas de contratos com estatal.
Estão na lista os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e ex-ministros do governo Dilma Rousseff: Gleisi Hoffmann (PT-PR), Edison Lobão (PMDB-MA), Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) e Mário Negromonte (PP-BA). Também está na mira do tribunal o tesoureiro do PT, João Vaccari. Antonio Palocci, ex-ministro dos governos Dilma e Lula, também será investigado,mas na primeira instância da Justiça Federal, completando um total de 50 políticos investigados na Operação Lava-Jato.
Dois inquéritos que já estavam instaurados na primeira instância foram transferidos para o STF, por tratar dos senadores Fernando Collor (PTB-AL) e Antonio Anastasia (PSDB-MG). As decisões foram tomadas pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava-Jato na Corte, a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Também a pedido de Janot, o ministro acabou com o sigilo das investigações.
No inquérito que envolve o maior número de pessoas, Janot relata que políticos do PP recebiam mesada, exatamente como no esquema do mensalão. Ele acusa os envolvidos de formação de quadrilha e cita trechos de depoimento de Youssef: “Os valores eram entregues semanal ou quinzenalmente aos líderes do Partido Progressista em Brasília; cada um dos líderes do partido recebia, por mês, entre R$ 250.000 e R$ 500.000, a depender do recebimento do mês”.
SEIS PETIÇÕES ARQUIVADAS
São citados Nelson Meurer, Mário Negromonte, João Pizzolatti e Pedro Corrêa. “Para o restante da bancada era entregue uma média de R$ 1,2 milhão e R$ 1,5 por mês, que seria dividido pelo líder do PP; que nem todos da bancada receberam”. Neste inquérito da mesada estão 39 pessoas, todas acusadas de formação de quadrilha, incluindo parlamentares do PMDB, Renan Calheiros e os também senadores Romero Jucá (RR) e Valdir Raupp (RO).
O ministro arquivou seis petições de pessoas que foram citadas nos depoimentos de delação premiada do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef. Entre elas estão o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Algumas petições foram remetidas para a 13ª Vara Federal em Curitiba por não envolver pessoas com foro privilegiado. O ex-ministro Antonio Palocci (PT-SP) está entre os que terá a conduta analisada pelo juiz Sérgio Moro.
No requerimento de investigação a Palocci, Janot informou que, em depoimento, Costa disse ter sido procurado pelo ex-ministro para garantir que R$ 2 milhões que seriam destinados ao PT financiassem a campanha de Dilma. Alberto Youssef negou essa informação. Na decisão, Teori disse que o próprio procurador-geral Rodrigo Janot já tinha dito que, nos termos da Constituição, a presidente não pode ser responsabilizada por “fatos estranhos ao exercício de sua função”. E escreveu: “Não há nada o que arquivar da presidente da República”.
“UMA FATIA DA PROPINA”
A PGR afirma que, segundo os depoimentos, os agentes políticos responsáveis pela indicação de Costa recebiam mensalmente um percentual do valor de cada contrato firmado pela diretoria. Outra parte era destinada a políticos do PT responsáveis pela indicação de Renato Duque para Diretoria de Serviços. A partir de 2011, integrantes do PMDB responsáveis pelas indicações na área internacional passaram a dar sustentação a Costa e, consequentemente, a receber “uma fatia da propina”.
De acordo com o Ministério Público, os colaboradores afirmaram que o esquema existente na área de abastecimento se repetia nas diretorias de Serviços e Internacional. O pagamento da propina era feito diretamente aos beneficiários, ou por meio de três operadores financeiros: Youssef, que fazia repasses a PP e PMDB; Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, que repassava propina ao PMDB; e João Vaccari Neto, tesoureiro do PT e responsável pelos repasses neste partido.
O ministro Teori determinou a instauração de inquéritos porque encontrou indícios de ilicitude nas condutas apontadas pela PGR e verificou que não foram verificadas “situações inibidoras do desencadeamento da investigação”. Ele ressaltou que, nessa fase, cabe ao STF “controlar a legitimidade dos atos e procedimentos de coleta de provas”, cabendo à PGR “o modo como se desdobra a investigação e o juízo sobre a conveniência, a oportunidade ou a necessidade de diligências”.
Teori ressaltou que a abertura de inquérito não representa “juízo antecipado sobre autoria e materialidade do delito”, principalmente quando os indícios são fundados em depoimentos colhidos em delação premiada: “Tais depoimentos não constituem, por si só, meio de prova”.
As informações são do Globo.
Fonte: Ceará Agora

Sarampo: 64 casos foram confirmados no Ceará neste ano

vacinacao sarampoDe acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) divulgado nesta sexta-feira (6), o Ceará já tem  64 casos de sarampo confirmados em 2015 e 53 em investigação.
Desde o início do surto, em dezembro de 2013, foram notificados no Ceará 2.224 casos suspeitos de sarampos. Desse total, 1.409 foram descartados e 762 confirmados em 74 municípios. Entre os casos confirmados, 27,2% (208/762) são menores de um ano de idade, dentre estes, 35,5%  menores de seis meses de idade e 64,4% têm entre seis meses e um ano de idade.
Neste ano oito municípios confirmaram casos de sarampo: Fortaleza, Pacajus, Itaitinga, Caucaia, Maracanaú, Aquiraz, Guaiúba e Beberibe. Os 53 casos em investigação foram notificados nos municípios de Fortaleza (32), São Luís do Curu (2), Maranguape (2), Itapajé (1), Horizonte (2), Caucaia (8),  Aquiraz (1), Paracuru (1), Pentecoste (1) e São Gonçalo do Amarante (3).
Fonte: Ceará Agora

Torcedores são baleados a caminho do Clássico-Rei

Revólver 1Dois torcedores foram baleados na tarde deste sábado quando se dirigiam à Arena Castelão, para a partida entre Ceará e Fortaleza. Segundo a Polícia Militar, a dupla acompanhava um grupo de cerca de 100 pessoas que seguia pela Avenida Frei Cirilo, na Messejana, quando um homem passou em um carro e atirou em direção a eles.
Um dos homens foi atingido na perna e o outro nas costas. Os dois foram encaminhados ao Frotinha da Messejana.
Antes da partida, sessenta pessoas foram detidas e levadas para o 16º Distrito Policial por baderna.  Foram registrados confrontos entre os torcedores na Avenida Dedé Brasil, no terminal de ônibus do Bairro Antônio Bezerra e em pontos das avenidas Mister Hull, Frei Cirilo e Engenheiro Santana Júnior.
Fonte: Ceará Agora

Dra. Marilene Campelo é destaque do Aracoiaba News edição especial (Dia da Mulher)

Marilene Campelo de Aracoiaba é destaque do Aracoiaba News edição especial

O site Aracoiaba News, em sua edição especial comemorando o Dia Internacional da Mulher, traz em sua 7ª edição dominical, a mulher cearense ao qual merece destaque, por sua garra e dedicação ao povo de Aracoiaba falo  da ex-prefeita e Aracoiaba e atual Secretária de Governo e Desenvolvimento Social Marilene Campelo Nogueira.
Marilene Campelo Nogueira nasceu em 07 de abril de 1955, filha de José Bezerra Campelo e Luiza Cunha Campelo, casada com o agrônomo Jose Danúsio Nogueira, mãe de três filhos: Thiago Campelo (Advogado), Jonas Campelo (Biólogo) e Pedro Campelo (Engenheiro), avó de João Benicio (filho de seu primogênito) Professora, Advogada, Vereadora, Vice-prefeita, Prefeita de Aracoiaba por três vezes, Presidenta da AMAB (Associação dos Municípios o Maciço de Baturité), Secretária de saúde e atual Secretária de Governo e Desenvolvimento Social do governo do Prefeito Antônio Claudio.
Cresceu em Itapiuna, mas fez Aracoiaba sua cidade do coração, onde criou seus filhos e fez carreira política, contribuiu para que Aracoiaba pudesse ser uma importante cidade do Maciço de Baturité. Marilene sempre dedicou sua carreira profissional e política aos cidadãos Aracoiabenses.
Em entrevista ao site Aracoiaba News, Marilene disse que tem um carinho muito grande por Aracoiaba, destacou o desenvolvimento da cidade. “Eu tenho um carinho muito grande por esta terra. Aracoiaba cresceu muito, estar muito diferente daquela cidade de outrora. Eu fico muito feliz com este crescimento”, afirmou.
Aguardem o próximo Destaque!!

Morre Ximenes Filho, ex-prefeito de Canindé

Faleceu neste sábado (7), em Canindé, a 110 quilômetros de Fortaleza, o ex-prefeito Ximenes Filho. Ele estava em sua residência, quando passou mal. O político chegou a ser levado ao Hospital Regional São Francisco, mas morreu pouco depois de dar entrada.
Ximenes Filho tinha 66 anos e era natural de Tamboril. Ele foi  prefeito de Canindé no período de 1993 a 1997. Também foi vereador na cidade interiorana e deputado estadual. Além disso, atuou em emissoras de rádio de Fortaleza como cronista esportivo e analista político e esteve na antiga televisão educativa, hoje TVC.
O velório de Ximenes acontecerá na residência da família, no Largo Francisco Xavier de Medeiros, próximo ao prédio da Prefeitura de Canindé.
Fonte: CNEWS

Coelce diz que problema ocorreu em subestação da Chesf

A Companhia Energética do Ceará (Coelce) informou, por meio de nota encaminhada à imprensa, que a falta de energia registrada na manhã deste sábado (7) foi ocasionada por uma nova falha na Subestação Fortaleza II, de responsabilidade da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco  (Chesf). A interrupção no fornecimento afetou Fortaleza, parte da Região Metropolitana da capital e a região Norte do Estado.
Ainda de acordo com a Coelce, a interrupção no fornecimento da subestação Fortaleza II resultou num desligamento em sequência em mais quatro subestações (Tauípe, Sobral,Pici, e Delmiro de Gouveia), num total de 750 megawatts.
A companhia informou que será realizada uma investigação para apurar as causas da ocorrência. Contudo, descarta as possibilidades de sabotagem ou vandalismo. Por outro lado, classificou a interrupção no fornecimento de energia como de alta magnitude.
Confira a nota na íntegra:
A Coelce informa que o fornecimento de energia foi totalmente restabelecido às 9h45 de hoje, após normalização por parte da Chesf. A interrupção, iniciada às 7h20, foi ocasionada por nova falha na subestação Fortaleza II da Chesf, principal unidade responsável pela transmissão de energia para a rede da Coelce. A interrupção afetou a capital e parte das regiões Metropolitana e Norte do Estado.
Caos no trânsito
Com a falta de energia, semáforos da capital permanecem apagados, o que vem causando transtornos aos motoristas para trafegarem normalmente pelas ruas e avenidas de Fortaleza. Segundo boletim da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), divulgado às 16h30 deste sábado (7), cerca de 60 equipamentos permanecem sem funcionar. A capital tem, ao todo, 705 semáforos.
A AMC informou, ainda, que a pane deste sábado não tem qualquer ligação com os problemas apresentados nos semáforos após o queda de contrato da empresa terceirizada contratada pela Prefeitura da capital para gerir a rede semafórica da cidade.   
Fonte: CNEWS

Título de eleitor pode ser regularizado até 4 de maio


Prossegue até o dia 4 de maio o prazo de regularização do título de eleitor. De acordo com a legislação eleitoral, 1.782.035 eleitores que não votaram e não justificaram a ausência nas três últimas eleições podem ter o seu título de eleitor cancelado caso não regularizem a situação. Desse total, 34.050 são brasileiros que votam no exterior.

Para regularizar o título, os brasileiros devem comparecer ao cartório eleitoral portando documento oficial com foto, título eleitoral e comprovantes de votação, de justificativa eleitoral e de recolhimento ou dispensa de recolhimento de multa.

O não comparecimento ao cartório eleitoral para comprovação do exercício do voto, da justificativa de ausência ou do pagamento das multas correspondentes implicará o cancelamento automático do título de eleitor, que será efetivado de 19 a 21 de maio.

O cancelamento não vale para eleitores menores de 18 anos, maiores de 70 anos e os analfabetos, que possuem voto facultativo. As pessoas com deficiência para as quais o cumprimento das obrigações eleitorais seja impossível ou extremamente oneroso também não terão o título cancelado.

O eleitor pode verificar se o seu documento está sujeito ao cancelamento no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


Fonte: CN7

Programas de proteção à mulher do governo Dilma Rousseff não avançaram


Enquanto se comemora o crescimento da mulher em vários segmentos como a economia, o trabalho, a política, entre outros, na área de segurança e a violência, há pouco a celebrar, em se tratando de ações desenvolvidas pelo governo da primeira presidente mulher do país.

Segundo reportagem publicada na edição de hoje (8) do O Globo, das ações prometidas contra a violência de gênero, só o transporte para vítimas de agressão foi providenciado.

O programa Casas da Mulher Brasileira, lançado por Dilma Rousseff ainda no primeiro mandato, previa 27 unidades, mas a primeira somente foi inaugurada este ano em Campo Grande (MS). A coleta de vestígios de crimes sexuais no SUS e o encaminhamento direto das denúncias recebidas pelo serviço Ligue 180 para polícias militares e para o Samu são outros pontos emperrados do plano Mulher, Viver sem Violência. O balanço do programa traz poucos avanços a serem comemorados neste Dia Internacional da Mulher.

O único item do Mulher, Viver sem Violência já cumprido integralmente é a entrega de 54 ônibus — dois por unidade da Federação — para atender vítimas de agressões em áreas distantes.

Para Clair Castilhos, secretária-executiva da Rede Nacional Feminista de Saúde, Direitos Sexuais e Reprodutivos, as políticas do governo federal são “úteis e interessantes”, mas esbarram na dificuldade de articulação com estados e municípios, prejudicando projetos como a Casa da Mulher Brasileira — que reúne, num mesmo espaço, diversos serviços.

*A reportagem completa está na edição deste domingo (8) do jornal O Globo.


Fonte: CN7

Fortaleza vira o jogo, ganha fôlego para sua classificação e quebra tabu de 13 jogos

Image-0-Artigo-1811665-1
Maranhão marcou um golaço na vitória do Leão e comemorou com a torcida
FOTO: KID JÚNIOR
Image-0-Artigo-1811664-1
A Polícia teve trabalho para manter a ordem no Clássico-Rei. Confrontos e ocorrências foram registradas por toda a Capital
FOTO: FABIANE DE PAULA
Foi uma noite para a torcida do Fortaleza jamais esquecer. Com uma atuação de pura superação e raça, o Leão ganhou do Ceará de virada, por 2 a 1, no Castelão, pelo Estadual, quebrando um tabu de 13 jogos sem perder para o rival, deixando sua torcida em êxtase após 1.119 dias.
E se no último sábado o herói do jogo foi o alvinegro William, com o gol da vitória aos 40 minutos, o clássico de ontem teve um desfecho parecido, com o jogador decisivo saindo do banco de reservas: o gol tricolor que deu fim ao tabu de três anos foi aos 42 do 2º tempo, com o meia Maranhão, que acertou um 'chutaço', vencendo Luís Carlos, que já tinha evitado por duas vezes a virada tricolor.
A vitória leonina foi importante não apenas para tirar um peso das 'costas' da torcida e do clube, como dar um fôlego na luta pelas classificação às semifinais do Campeonato Cearense, já que o Leão entrou em campo fora da classificação do grupo B1 e agora só depende de si para avançar. Já o Ceará, perdeu a chance de se classificar antecipadamente, mas continua na liderança do grupo B2.
E esta necessidade de vitória fez o Leão entrar com a faca nos dentes. Marcando a saída de bola do Ceará e ganhando praticamente todas as divididas, a equipe de Marcelo Chamusca marcou território e dominou o primeiro tempo. Mas quem saiu na frente foi o Ceará, encaixando um contra-ataque, sua estratégia de jogo: aos 21 minutos, após boa jogada de Assisinho, que cruzou e Ricardinho abriu o placar.
Após o gol, o Ceará melhorou e passou a tocar melhor a bola, mas longe da intensidade dos leoninos, que empataram aos 36 minutos, em bela cabeçada de Daniel Sobralense, acertando o canto de Luís Carlos: 1 a 1.
No segundo tempo, o Fortaleza continuou melhor, exigindo pelo menos duas defesas espetaculares do goleiro alvinegro Luís Carlos: na primeira, Pio bateu de longe e ele espalmou, e na segunda, a mais impressionante, em cabeçada fortíssima de Lúcio Maranhão, que Luís fez uma defesa quase impossível.
Foi quando aos 26 minutos, entraria o jogador que mudaria a história do Clássico-Rei: o meia Maranhão, jogador que vinha sendo muito criticado pela torcida tricolor. Mas em clássicos, volta a meia surgem os heróis improváveis.
Aos 42 minutos, após cobrança ensaiada de escanteio, Maranhão mandou um chute belíssimo para enfim, vencer o goleiro Luís Carlos: 2 a 1. Era o gol da virada do Fortaleza e o fim de um do tabu de 13 jogos sem vencer o Ceará e comemoração efusiva a torcida e jogadores do Leão.