Buscar

02 fevereiro 2015

MEC divulga hoje resultado da primeira chamada do ProUni


O Ministério da Educação (MEC) divulga hoje (2) o resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni). As informações estarão na página do programa. Também a partir de hoje, os candidatos selecionados devem comparecer às instituições de ensino e comprovar as informações prestadas na hora da inscrição.

O programa oferece bolsas no ensino superior privado com base nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Este ano, são ofertadas 213.113 bolsas – 135.616 integrais e 77.497 parciais. As bolsas são para 30.549 cursos, em 1.117 instituições de ensino superior privadas.

Os selecionados deverão comparecer às instituições até o dia 9 de fevereiro. Entre os documentos a serem apresentados estão: de identificação, comprovante de residência, comprovante de rendimento e comprovante de conclusão do ensino médio. A lista completa está na pagina do ProUni.

No dia 19 será divulgado o resultado da segunda chamada. Aqueles que não forem selecionados poderão participar da lista de espera nos dias 2 e 3 de março.

Segundo balanço parcial do MEC, até poucas horas antes do fim do prazo de inscrição o programa registrava mais de 1,4 milhão de inscritos, número que superou o total do ano passado.

Com informações da Agência Brasil.

Fonte: CN7

Força questiona no STF mudanças no seguro e pensão

Foto: Jaélcio Santana/ Força Sindical
O início de semana não é de notícias ruins para a presidente Dilma Rousseff apenas no Congresso Nacional. Os desdobramentos das mudanças no seguro-desemprego, na concessão de pensões pós-morte e, também, em abonos para os trabalhadores chega, nesta semana, no Supremo Tribunal Federal (STF). A Força Sindical, por meio da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM), ingressou com ações no Supremo Tribunal Federal, na última sexta-feira (30), contra as restrições à concessão de benefícios trabalhistas e previdenciários.
As pressões dos sindicatos filiados à entidade fizeram a Força Sindical a correr para pedir ao STF análise sobre a constitucionalidade das medidas provisórias 664 e 665, que tornam mais rígidas as regras para o pagamento do abono salarial, do seguro-desemprego, da pensão por morte e do auxílio-doença.
O pacote de mudanças nos benefícios trabalhistas e previdenciários foi lançado, no final do ano passado, pelo Governo Federal, como objetivo economizar R$ 18 bilhões neste ano para reequilibrar as contas públicas.
As Adins (Ações Diretas de Inconstitucionalidade) sinalizam que as centrais não pretendem ceder na próxima reunião com um grupo de ministros para discutir o tema, nesta terça (3), em São Paulo.
“Mantemos a mesma posição. As centrais não querem aceitar paliativos. Queremos que o governo retire as medidas ou vamos discuti-las no Congresso”, afirma Miguel Torres, presidente da Força. Um dos pontos abordados nas Adins é a ausência de urgência que respalde a edição das MPs, segundo o advogado Tiago Cedraz, que representa as entidades. “Existe urgência do governo em cortar gastos, mas não na alteração do seguro-desemprego, do abono salarial ou das pensões pecuniárias”, diz Cedraz. Portanto, acrescenta, o correto seria discutir essas mudanças por meio de um projeto de lei com tramitação na Câmara e Senado.
As ações também questionam a constitucionalidade da alteração do artigo 201 da emenda constitucional 20, de 1998, que trata de benefícios previdenciários. Isso porque o artigo 246 da Constituição proíbe adoção de MP para regulamentar artigo que tenha sido alterado entre 1995 e 2001 –caso da emenda constitucional em questão.
O ministro do STF Luiz Fux será o relator do pedido cautelar para que a tramitação das MPs seja suspensa. Caso ele opte por deferir o pedido, deve apresentar o seu relatório ao plenário do STF, responsável pela decisão final.

Estados e municípios terão mais recursos para vigilância de serviços e produtos


O Ministério da Saúde atualizará para 2015 os valores dos repasses financeiros federais do Composto de Vigilância Sanitária, Bloco de Financiamento de Vigilância em Saúde para os estados, municípios e Distrito Federal destinados à execução das ações de vigilância sanitária. A alteração foi divulgada hoje (2) no Diário Oficial da União.

Cada estado contará com acréscimo de R$ 0,30 por habitante ou um limite mínimo de R$ 630 mil para os recursos destinados às ações de vigilância em serviços e produtos. O repasse aos municípios está estipulado pela ordem de R$ 0,60 por habitante ou por um limite mínimo de repasse de R$ 12 mil. Para o Distrito Federal, a ordem de repasse é R$ 0,90 por habitante.

Os valores das transferências de recursos divulgados na portaria totalizam mais de R$ 255,5 milhões e serão custeados com recursos fixos do programa do governo Aperfeiçoamento do Sistema Único de Saúde. Para o reajuste nos valores, foi levado em consideração a população do país, estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de 2014.

Com informações da Agência Brasil.

Fonte: CN7

Zezinho Albuquerque é reconduzido à Presidência da Assembleia Legislativa


O deputado Zezinho Albuquerque (Pros) foi reconduzido à presidência da Assembleia Legislativa do Ceará, assumindo o comando da Casa por mais dois anos. A eleição aconteceu na manhã deste domingo (01/02), logo após a posse dos deputados eleitos. O parlamentar encabeçou chapa única e vai presidir a Mesa Diretora no biênio 2015/2016. Seu nome, bem como dos demais membros da Mesa Diretora, foi referendado pelos parlamentares presentes em sessão preparatória realizada no Plenário 13 de Maio.

Cinco partidos foram contemplados com os sete cargos na Mesa Diretora. A vice-presidência ficou com deputado Tin Gomes (PHS), e a 2ª vice-presidência com o deputado Danniel Oliveira (PMDB). O deputado Sérgio Aguiar será o 1º secretário (Pros); Manoel Duca (Pros), o 2º secretário; João Jaime (DEM), o 3º secretário; e o deputado Joaquim Noronha (PP), o 4ª secretário. As vagas de suplentes ficaram com os deputados Ely Aguiar (PSDC), Aderlânia Noronha (SD) e Roberto Monteiro (Pros).

O presidente Zezinho Albuquerque pontuou que “o compromisso com a continuidade de um Parlamento forte e produtivo, atento e aberto será a marca desta legislatura”. O parlamentar afirmou ainda que a AL continuará atuando em sintonia com o Poder Executivo, no sentido de buscar soluções para questões que são recorrentes no Ceará, como a seca e as drogas. “Continuaremos buscando soluções que tenham como objetivo a economia e o uso responsável da água, evitando desperdícios, assim como continuaremos com a mobilização permanente para alertar os jovens sobre os perigos da droga”, disse.

Sobre a refinaria Premium II, Zezinho voltou a frisar que o projeto foi um compromisso firmado pela presidente Dilma Rousseff, e que a Petrobras não está respeitando o povo cearense. “Continuaremos firmes na nossa luta, não só por esse empreendimento, mas por outros que venham trazer desenvolvimento e justiça social para nosso Estado”, ressaltou.

Na condição de militante político e de parlamentar da Casa há 24 anos, Zezinho fez um registro especial “a dois grandes homens públicos com quem teve a honra de trabalhar em defesa do Estado: o ministro e ex-governador Cid Gomes, e o ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes”. Ele manifestou também a convicção que governador Camilo Santana conduzirá o Estado, “aprofundando conquistas e desenvolvendo novos projetos que beneficiarão a todos os cearenses”.

Zezinho Albuquerque foi eleito pela primeira vez presidente da AL em 4 de dezembro de 2012, por unanimidade, após a renúncia do então presidente Roberto Cláudio (Pros), que assumiu a Prefeitura de Fortaleza.

* Com informações da AL/CE.


Fonte: CN7

Danilo Forte pede que Cid renuncie em represália ao cancelamento da refinaria


A bancada cearense na Câmara dos Deputados se reúne hoje (02) para discutir posicionamentos sobre o cancelamento da Refinaria Premium II, prometida, para o Ceará, desde o governo do ex-presidente Lula (PT) e cancelada no dia 28 de janeiro.

Na ocasião, Danilo Forte (PMDB) deve levar aos demais deputados cearenses sua proposta de sugerir ao ministro da Educação, Cid Gomes (PROS), que renunciei ao cargo em represália ao Governo Federal pela quebra unilateral do acordo com o Ceará, que resultou no abandono do empreendimento.

Para o deputado, Cid Gomes não pode servir a um governo que atua contra os interesses do povo cearense e, por isso, deve renunciar em defesa dos interesses do Estado.


As críticas


Cid Gomes foi uma indicação pessoal da presidenta para assumir a pasta de Educação. O presidente de honra do Partido da República, Roberto Pessoa, acusou o ex-governador de trocar a refinaria pelo MEC, enquanto o senador Tasso Jereissati (PSDB) foi mais longe e afirmou que toda a promessa da obra não passou de falácia para ganhar votos.


Insistência


O governador Camilo Santana (PT) e o presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (PROS), ainda querem uma audiência com a presidenta Dilma Rousseff (PT) para rever a decisão da estatal.

Prejuízo

Além do prejuízo de R$ 657 milhões, gastos em infraestrutura pelo Governo do Estado para receber a obra, a desistência da estatal em realizar a obra, garantida em diversas campanhas eleitorais por Lula, Dilma, por Camilo Santana e pelo ministro Cid, causou danos a inúmeros pequenos empresários que investiram confiando na instalação da empresa no Pecém.


Fonte: CN7

39 deputados eleitos respondem a processos criminais; quatro são cearenses

Câmara
Os deputados eleitos em 2014 foram empossados neste domingo (1); o novo presidente da Câmara é o deputado Eduardo Cunha
FOTO: GABRIELA KOROSSY/ CÂMARA DOS DEPUTADOS
Levantamento realizado pelo portal de notícias G1 indicou que 39 dos 513 deputados federais eleitos nas eleições de 2014 respondem a processos criminais na Justiça. Desse total, quatro são cearenses: Anibal (PMDB-CE), que responde por captação ilícita de sufrágio; Cabo Sabino (PR-CE), por corrupção ativa; Domingos Neto (PROS-CE), por captação ilícita de sufrágio; e Leonidas Cristino (PROS-CE), por captação ilícita de sufrágio.
Os dados foram colhidos na área criminal a partir da 2ª instância e, de acordo com a pesquisa, o crime mais presente nos processos é o de captação ilícita de sufrágio, também conhecido como compra de voto.
Outras acusações comuns nos processos são relacionadas à administração pública, como crime contra a Lei de Licitações, peculato, que ocorre quando o funcionário público se apropria de bens ou valores público, e corrupção.
Para a realização do levantamento, o nome de cada deputado eleito foi verificado na consulta processual online do tribunal de Justiça e do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do estado pelo qual o parlamentar se candidatou; nos cinco tribunais regionais federais (TRFs); no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Supremo Tribunal Federal (STF). Após esse procedimento, os detalhes do processo foram esclarecidos com as assessorias de cada Corte.
Como não foram condenados, os deputados ainda podem apresentar recurso. Quando procurados, alguns dos deputados negaram as acusações, enquanto outros preferiram não se pronunciar. Todos os nomes citados na reportagem são réus, ou seja, tiveram a denúncia feita contra eles aceita no Judiciário.
Confira a lista:
Zeca do PT (PT-MS) - Crimes contra a fé pública, uso de documento falso
Veneziano (PMDB-PB) - Fraude em licitação e desvio de verba pública
Giovani Feltes (PMDB-RS) - Crime de responsabilidade
Washington Reis (PMDB-RJ) - Crimes contra o meio ambiente, formação de quadrilha
Carlos Bezerra (PMDB-MT) - Peculato
Marcelo Castro (PMDB-PI) - Captação ilícita de sufrágio, compra de voto, distribuição de bens em troca de votos
Carlos Gaguim (PMDB-TO) - Crime contra o patrimônio público
Flaviano Melo (PMDB-AC) - Peculato
Anibal (PMDB-CE) - Captação ilícita de sufrágio
Lucio Mosquini (PMDB-RO) - Desobediência à Justiça Eleitoral
Arthur Lira (PP-AL) - Violência doméstica
Dagoberto Nogueira (PDT-MS) - Crime contra o Sistema Financeiro Nacional
Roberto Góes (PDT-AP) - Crime de responsabilidade
Ronaldo Lessa (PDT-AL) - Captação ou gasto ilícito em campanha eleitoral
Waldir Maranhão (PP-MA) - Captação ou gasto ilícito em campanha eleitoral
Paulo Maluf (PP-SP)  Crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro
Ezequiel Fonseca (PP-MT) - Formação de quadrilha
Roberto Britto (PP-BA) - Captação ilícita de votos ou corrupção eleitoral
Aelton Freitas (PR-MG) - Contratação irregular, desvio de verba
Magda Mofatto (PR-GO) - Abuso de poder econômico na eleição
Paulo Feijó (PR-RJ) - Corrupção passiva, Lei de Licitações, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Cabo Sabino (PR-CE) - Corrupção ativa
Delegado Eder Mauro (PSD-PA) - Tortura
Silas Camara (PSD-AM) - Peculato
Paulo Magalhães (PSD-BA) - Falso eleitoral
Leonidas Cristino (PROS-CE) - Captação ilícita de sufrágio
Domingos Neto (PROS-CE) - Captação ilícita de sufrágio
Celso Russomano (PRB-SP) - Declaração falsa de domicílio eleitoral
Beto Mansur (PRB-SP) - Trabalho escravo
Marcos Reategui (PSC-AP) - Captação ilícita de sufrágio
Atila Lira (PSB-PI) - Captação ou gasto ilícito em campanha eleitoral
Foletto (PSB-ES) - Captação ilícita de sufrágio
Adilton sachetti (PSB-MT) - Desvio de verba
Marco Tebaldi (PSD-SC) - Emprego irregular de verba pública, falsidade ideológica
Nilton Capixaba (PTB-RO) - Abuso de poder econômico na eleição
Josué Bengtson (PTB-PA) - Formação de quadrilha, corrupção passiva, lavagem de dinheiro, fraude em licitação
Wlad (SD-PA) - Captação ou gasto ilícito em campanha eleitoral
Paulinho da Força (SD-SP) - Estelionato, concussão
Fraga (DEM-DF) - Concussão
Fonte: DN

Ex-'ranger vermelho' de 'Power Rangers' é preso por matar amigo com espada

Ranger Vermelho
O ator manuseava espadas nos episódios da série Power Rangers
FOTO: REPRODUÇÃO
Rangers
O ator Ricardo Medina Jr foi preso no último sábado (31) suspeito de matar seu colega de apartamento com um golpe de espada naCalifórnia, Estados Unidos. O ator ficou famoso após interpretar o ranger vermelhoem "Power Rangers Wild Force", em 2002.
Ricardo Medina Jr também interpretou o personagem Dekker na série "Power Rangers Samurai", em 2011; dublou o personagem novideo game "Power Rangers Samurai" e no filme "Power Rangers Samurai: O Novo Inimigo", de 2012.
De acordo com o site "TMZ", o ator começou adiscutir com o companheiro de apartamento Joshua Sutter, até que Joshua teria tentadoentrar no quarto do ator a força, onde ele estava com a namorada. Foi então que Ricardo o golpeou no abdomen com uma espada.
Depois da agressão, o próprio ator ligou para apolícia e bombeiros para pedir socorro. Ele está preso sob fiança de US$ 1 milhão em uma delegacia de Palmdale, na Califórnia. Joshua chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital.
O ator também participou das séries Plantão Médico (E.R.) e CSI: Miami
Fonte: DN

Secretário da Fazenda diz estar sendo ameaçado de morte

Indústrias consideradas “laranjas” no setor de confecção do Estado estão sendo investigadas por sonegação fiscal e, segundo Mauro Filho, seriam as responsáveis pelas ameaças de morte a ele dirigidas. O secretário da Fazenda, até o momento, tem travado disputa judicial para conseguir derrubar algumas liminares beneficiando tais empresas que burlam o fisco.
Essas empresas conseguiram, nos últimos meses, nove liminares para continuarem sonegando impostos. Até a última quinta-feira, sete dessas liminares haviam sido revogadas por integrante do Tribunal de Justiça do Ceará, sendo que na última decisão o desembargador mandou abrir uma investigação criminal para identificar os reais donos das empresas registradas em nomes de terceiros de reconhecida incapacidade para o tipo de empresa.
Segundo Mauro Filho, a partir desta última decisão judicial cassando a liminar, e mandando abrir o procedimento de investigação para saber quem são os responsáveis de fato pelas empresas “laranjas”, as ameaças de morte contra ele ficaram bem mais explícitas.
Fonte: DN

Aula inaugural abre oficialmente a nova escola técnica profissionalizante de Aracoiaba

Na manhã da segunda-feira, 02 de fevereiro, a Escola Técnica Profissionalizante de Aracoiaba, unidade do Governo do Estado, iniciou suas atividades no município com uma aula inaugural realizada na quadra coberta da escola.
Cerca de 180 alunos das turmas dos cursos de Redes de Computadores, Secretariado Escolar, Edificações e Comércio. Acompanhados de seus pais prestigiaram a abertura dos trabalhos realizada pela Diretora Geral da Escola, Rita Ferreira.
Também presentes a aula inaugural o prefeito de Aracoiaba, Antônio Claudio Pinheiro, junto com a sua equipe de secretários municipais.
O Prefeito Antônio Claudio disse que o dia 02 de fevereiro marcará a história de Aracoiaba iniciando um novo momento para a educação do município e ainda fez questão de agradecer ao Governo do Estado pela retomada e conclusão das obras da unidade escolar profissionalizante em Aracoiaba.
Um dos adolescentes matriculados disse ter esperado muito pela escola. “Eu esperei muito por esta escola, pois acho que a partir do que vou aprender aqui vou ter um futuro melhor, com mais oportunidades, se Deus quiser”.
Após a aula inaugural já foi iniciado o semestre letivo com aulas regulares na unidade.

Tiririca diz que circo é mais organizado que Câmara

Tiririca faz campanha em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, em agosto Foto: Divulgação
Mais adaptado com a rotina da Câmara, o deputado Tiririca (PR-SP) tomou posse neste domingo na Câmara dos Deputados “feliz” com os quatro primeiros anos de trabalho. Um dos mais assíduos parlamentares, o palhaço reeleito com mais de 1 milhão de votos disse que demorou para se adaptar com a Câmara, já que sua vida no circo era toda “organizadinha”.

“É doido, nos primeiros três meses foi difícil. Você vem de outra escola, você chega aqui e assusta. Você vem de uma coisa toda organizada. Circo é uma coisa toda organizadinha, você tem hora para entrar, hora para sair. Aí você chega aqui o cara tá discursando e neguinho não tá nem aí. Até você entender que funciona assim...”, disse o deputado.
Tiririca comemorou o fato de nunca ter faltado ao trabalho e dos projetos que apresentou, mais voltados para a atividade circense. Nos próximos quatro anos, quer focar em outros temas, como saúde e educação.
“Apresentamos projetos pra caramba. Não foi aprovado nenhum, mas isso não depende da gente. Quatro anos sem nenhuma falta. Coisa linda”, disse.
Perguntado se faria seu primeiro discurso na tribuna do plenário no segundo mandato, o que não fez nos últimos quatro anos, Tiririca respondeu: “Vamos sim. Claro que não. Vamos sim”.
Fonte: Terra

"Luizianne é boa de papo e ruim de serviço", afirma Roberto Cláudio

RC sobre Luizianne Lins:
O prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio (Pros) afirmou, em entrevista após a posse dos novos deputados estaduais, que a sua antecessora, desafeto político e atualmente deputada federal Luizianne Lins (PT) “perdeu oito anos fazendo inimigos, brigando com todo mundo, falando besteira...”. A petista, de acordo com o atual prefeito “é boa de papo, ruim de serviço”.

As críticas vieram após o prefeito ser perguntado se a eleição de Camilo Santana (PT) - que contou com seu apoio e de seu padrinho político, o ministro da Educação Cid Gomes (Pros) - poderia abrir um canal de diálogo com o PT para a sua reeleição.

Entretanto, apesar das duras críticas contra a antecessora, Roberto Cláudio evitou falar sobre a próxima disputa pelo Palácio do Bispo. “Eu não falo em reeleição até 2016”, disse. De acordo com ele, “se eu começar a falar de política agora, eu não administro mais a cidade”.

Cunha derrota Chinaglia e já promete pauta incômoda a Dilma

Cunha vibrou após anúncio da vitória. Em discurso, reclamou da
O governo Dilma Rousseff sofreu uma derrota histórica na noite deste domingo (1º) com a eleição em primeiro turno do peemedebista Eduardo Cunha (RJ), 56, para a presidência da Câmara dos Deputados.

Considerado um aliado pouco confiável, já que liderou rebelião contra Dilma em 2014, ele bateu o petista Arlindo Chinaglia (SP), nome bancado pelo Planalto, por 267 votos contra 136

E já em seu primeiro discurso como presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha já anunciou que colocará em votação, assim que possível, o projeto que obriga o governo federal a liberar verbas para as emendas que os congressistas fazem ao Orçamento.

Paolla Oliveira: O desbunde da bunda

Paolla Oliveira: atriz protagonizou uma das cenas mais sensuais da televisão brasileira
Sinuosa, a bunda é uma armadilha a quem se arrisque interpretar a alma nacional recorrendo ao fetiche glúteo. Todavia, como disse um famoso pensador judeu, o fetiche é o comboio da verdade. E com a bunda não seria diferente. O País transpira ao vê-la passar. 
 
Numa semana de notícias ruins, o Brasil provou-se mais uma vez adepto fervoroso de um monoteísmo em cujo altar suspende-se, sacra e profana, a bunda. 
 
Masculino ou feminino, de cores e formas variadas, ensimesmado ou expansivo, o derrière voltou a comover a nação. De repente, falta d’água, crise de energia e corrupção na Petrobras não eram mais os assuntos discutidos. Imponente e angulosa, a bunda suavizou a barra, restituindo um pouco de vivacidade a um povo cuja alegria já caminhava para o terceiro volume morto. 
 
Equilibrada em hemisférios perfeitos à luz quente da câmera televisiva, a atriz Paolla Oliveira, 32 anos, quebrou a Internet e mesmerizou a audiência na última terça-feira, quando um capítulo da minissérie Felizes para sempre? foi ao ar na TV Globo. 

Nele, a personagem da atriz paulista atravessa, num trote elegante e cadenciado, uma sala frugal. O cenário: uma taça de champanhe, um sofá, um abajur e duas cortinas, que se afastam à passagem do vento e das mãos de Danny Bond, a prostituta de luxo vivida por Paolla. 
 
Contratada para apimentar a relação de um casal em crise, Danny protagoniza uma das cenas mais sensuais da TV brasileira. Ali, a atriz injeta novo fôlego na autoestima da bunda nacional. Em baixa desde que a série de mulheres-fruta vulgarizou a região, coube a um homem a difícil tarefa de levar adiante o patrimônio de artistas como Rita Cadillac, Gretchen, Carla Perez e Sheila Carvalho. 
 
Durante os jogos das copas do Mundo e das Confederações, Hulk foi o legítimo representante dessa linhagem superabundante. Fosse cobrando um escanteio ou chutando a gol, a bunda de Hulk falava por si - o seu futebol, não. 
 
Tal qual um Garrincha com a bola nos pés, Paolla reabilitou a bunda-arte: sem hidrogel, adereços ou artificialismos. A bunda e a calcinha, apenas. Assunto mais pesquisado no Google, com 150 mil acessos na quinta-feira, o nome da atriz figurou como tópico obrigatório em qualquer roda de conversa. Não apenas os machos estavam interessados. A família brasileira examinava a bunda e suas circunstâncias. 
 
Reação natural, Paolla Oliveira buscou refúgio. Assustada, evitaria a imprensa pelo restante da semana. Por que o reboliço?, a atriz talvez se perguntasse, enquanto os portais de notícias contabilizavam picos de acesso. 
 
Feministas reclamaram da fetichização, vendo no episódio mais um exemplo do resíduo patriarcalista responsável por dividir o corpo em sesmarias e servi-lo em bandejas em programas de qualidade duvidosa. Por que a mulher ainda causava tanta comoção? 
 
A minissérie, acusaram as mais radicais, tinha o indisfarçável propósito de reduzir a mulher a um par de nádegas tão perfeitas quanto um arco desenhado por Da Vinci. É bem possível que estejam certas, e a audiência histérica tenha passado dos limites. 
 
Mas é possível também que o apego dos (as) brasileiros (as) à bunda seja mais ingênuo do supõem e essa comoção não passe de uma declaração enviesada de amor. 
 
Talvez seja possível amar mais a bunda que o futebol ou o carnaval. Talvez não haja tanta maldade na canonização da bunda.
O vídeo da cena: 
 Fonte: O POVO