Buscar

13 janeiro 2015

Presidente Dilma sanciona lei que concede pensão vitalícia a Lais Souza

Lais Souza (Foto: David Abramvezt)Lais Souza receberá pensão vitalícia do governo federal (Foto: David Abramvezt)
Foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira a sanção da presidente Dilma Rousseff à lei que concede pensão vitalícia a atletaLais Souza. A esquiadora, ex-ginasta, perdeu os movimentos dos braços e das pernas em janeiro de 2014, após sofrer um grave acidente durante treinos para os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi.
A lei, aprovada pelo Congresso Nacional no fim do ano passado, prevê pensão mensal e vitalícia a Lais em valor equivalente ao limite máximo do salário de benefício do Regime Geral de Previdência Social: R$ 4.390,24. O benefício é pessoal e não se transmite aos herdeiros da atleta. O valor será atualizado periodicamente segundo os índices e critérios da Previdência.
A justificativa apresentada no Congresso para a aprovação da lei foi o fato de Lais Souza ter representado o país em competições internacionais desde os 12 anos. A pensão segue os moldes do que é concedido aos jogadores de futebol que integraram a Seleção nas Copas do Mundo de 1958, 1962 e 1970.
Autora do projeto da lei que beneficiou Lais, a deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) também busca a aprovação de uma lei que crie uma espécie de seguro de acidentes pessoais a todos os atletas que representam o Brasil em Jogos Olímpicos ou Paralímpicos. A medida ajudaria atletas que vivam com recursos limitados e que tenham desenvolvido qualquer deficiência ou lesão permanente decorrente da preparação ou da participação nesses eventos. 
Fonte: GE

MEC divulga as notas do Enem 2014

Candidato deve inserir CPF e senha e ver as notas nas provas do Enem (Foto: Reprodução/Inep)Candidato deve inserir CPF e senha e ver as notas nas provas do Enem (Foto: Reprodução/Inep)
O Ministério da Educação liberou na noite desta terça-feira (13) a consulta individual das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014. O candidato deve acessar sua nota no sitesistemasenem2.inep.gov.br/resultadosenem.
Para ver sua nota, o candidato deverá inserir seu número de inscrição do Enem e a senha de acesso ou CPF e senha. Qualquer dúvida o candidato pode ligar para o telefone de auxílio do Enem: 0800 61 61 61.
O Enem foi realizado nos dias 8 e 9 de novembro de 2014. Cada um dos mais de 6,3 milhões de candidatos que fizeram as provas, poderá ver a nota que tirou nas provas objetivas (ciências humanas, ciências da natureza, linguagens e matemática), além da prova de redação.
Segundo o Ministério da Educação, as médias em matemática e redação dos alunos concluintes do ensino médio caíram 7,3% e 9,7% respectivamente em relação ao Enem do ano anterior.
Mais de 529 mil candidatos tiraram nota zero em redação, e apenas 250 obtiveram a nota máxima na prova (1.000 pontos).
A demora na divulgação das notas deixou milhares de estudantes ansiosos durante todo o dia (veja no vídeo ao lado). Muitos criaram memes nas redes sociais para brincar com a espera pela divulgação das notas individuais.
Como é o cálculo das notas
A nota das provas objetivas usa a metodologia da Teoria da Resposta ao Ítem (TRI). Uma das principais dúvidas sobre a TRI é o fato de que é impossível o aluno tirar nota 1.000 na prova de múltipla escolha (na redação, isso é possível). Por meio dessa metodologia, mesmo que o aluno acerte todas as 45 questões de cada prova, sua nota nunca será 1.000. Da mesma forma, um candidato que erre todas as questões não acaba com a nota zero (ou, no caso do Enem, a pontuação mínima, que é 200 pontos).
Isso acontece porque o exame dá pontos aos candidatos de acordo com uma escala. Ou seja, a nota do candidato não se trata diretamente do seu desempenho individual, mas de como ele se saiu dentro do conjunto dos demais candidatos. Por exemplo, quanto mais próximo da nota máxima, mais certeza é possível ter de que o estudante domina os conhecimentos exigidos na prova.
enem redação (Foto: Reprodução/TV Globo)Redação do Enem abordou a publicidade infantil
(Foto: Reprodução/TV Globo)
Nota da redação
O tema da redação do Enem 2014 foi "Publicidade infantil no Brasil". A nota de redação vai de 0 a 1.000 pontos. Um bom texto para ganhar nota 1.000 deve cumprir bem cinco competências exigidas pela redação do Enem. Cada competência tem cinco faixas que vão de 0 a 200 pontos.
Competência 1: Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita.
Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários à construção da argumentação.
Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
A redação do Enem foi corrigida por dois corretores de forma independente. A nota total de cada corretor corresponde à soma das notas atribuídas a cada uma das cinco competências.
Se houvesse discrepância entre as notas dois corretores por mais de 100 pontos, ou se a diferença de suas notas em qualquer uma das competências fosse superior a 80 pontos, a redação iria para um terceiro corretor.
Caso houvesse discrepância entre o terceiro corretor e os outros dois corretores, ou caso houvesse discrepância entre o terceiro corretor e apenas um dos corretores, a nota final seria a média aritmética entre as duas notas totais que mais se aproximaram.
Se a nota do terceiro corretor tivesse diferença equidistante das notas dos outros dois corretores, ou se for completamente diferente, a redação seria avaliada por uma banca de três avaliadores que dará a nota definitiva.
Sisu
Com a pontuação em mãos, os candidatos poderão concorrer às 205.514 vagas em 5.631 cursos de 128 instituições públicas de educação superior na primeira edição de 2015 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).
A consulta às vagas estará disponível ainda nesta segunda-feira (12). As inscrições serão abertas no dia 19 no site sisu.mec.gov.br. O prazo de inscrições vai até às 23h59 do dia 22.
O Sisu seleciona alunos para vagas em instituições públicas de ensino superior a partir da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para participar desta edição, o candidato tem de ter feito a edição 2014 do exame e não ter zerado na redação. O estudante poderá se inscrever em até duas opções de vaga.
A Lei de cotas (lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012), garante a reserva de 50% das vagas, por curso e turno nas 63 universidades federais, nos 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e nos 2 centros federais de educação tecnológica, a estudantes que tenham cursado o ensino médio em escolas públicas.
O resultado da primeira chamada regular será divulgado no dia 26 de janeiro.
Fonte: G1

Próxima edição do 'Charlie Hebdo' sairá traduzida em árabe e turco

O cartunista Luz mostra a próxima capa do jornal “Charlie Hebdo” (Foto: Philippe Wojazer/Reuters)O cartunista Luz mostra a próxima capa do jornal “Charlie Hebdo” (Foto: Philippe Wojazer/Reuters)
A próxima edição do jornal satírico "Charlie Hebdo", que deve ser lançada na quarta-feira (14) em mais de vinte países, será traduzida em cinco línguas, incluindo em árabe e turco, anunciou nesta terça-feira (13) o chefe de redação Gérard Biard.
Preparada pelos sobreviventes do ataque da semana passada, a revista será traduzida em inglês, espanhol e árabe para sua versão digital, bem como italiano e turco em sua versão de papel, indicou durante coletiva de imprensa emParis. Sua tiragem será de três milhões de exemplares, contra 60 mil habitualmente.
A capa do próximo número do "Charlie Hebdo" traz a frase "Tudo está perdoado" e mostra um desenho do profeta Maomé com uma lágrima nos olhos, carregando um cartaz com a frase "Je suis Charlie", lema das manifestações que lotaram as ruas da França no domingo, em homenagem às 17 vítimas dos atentados da semana passada em Paris.
Gerard Biard, chefe de redação do semanário, disse que o Maomé apresentado na capa é “muito mais simpático que o empunhado pelos homens que dispararam”. O cartunista Luz, autor da imagem, disse que o Maomé apresentado “é, antes de tudo, um homem que chora”.
As principais organizações muçulmanas na França pediram calma a sua comunidade e apelaram para que ela evite as reações emocionais, diante do lançamento.
Fonte: G1

Novo ministro da Educação quer criar o 'Enem online'

O ministro da Educação, Cid Gomes (Foto: Reprodução/NBR TV)O ministro da Educação, Cid Gomes (Foto: Reprodução/NBR TV)
O ministro da Educação, Cid Gomes, disse nesta terça-feira (13) que vai apresentar à presidente Dilma Rousseff a criação de um sistema que permita a realização do Exame Nacional do Ensino Médio de forma remota, ou seja, um "Enem online".
"Devemos trabalhar com a tecnologia para poder ter o Enem o tempo inteiro, toda hora, todo dia. Podemos ter diversos locais pelos país com computadores e salas seguras. Para isso é preciso termos um grande banco de questões", afirmou Gomes em entrevista coletiva em Brasília sobre o balanço da edição 2014 do Enem. O ministro foi empossado no final de 2014 em substituição a Henrique Paim.
Atualmente o Enem é realizado uma vez por ano com provas presenciais aplicadas em todo o país durante dois dias consecutivos. Em 2014 foram 8,7 milhões de inscritos ao preço de R$ 52 por aluno, o que dá mais de R$ 450 milhões por edição.
"O Enem tem que contratar gráfica ultra especializada com 500 câmeras. Tem depois que contratar logística de segurança e distribuição. Depois aplicar tudo no mesmo dia, ter todos os cuidados com vazamento. Eu penso que é muito razoável evoluirmos para um sistema remoto, com salas seguras e vigiadas", diz Cid Gomes.
"Primeiro passo para isso é fazer um grande edital público para professores apresentarem perguntas para tivermos um banco de questões com mais de 8 mil itens. Não precisa ter cuidado, pode ficar aberto para consulta pública. Se aluno conseguir decorar 8 mil questões de matemática é um gênio."
Balanço
O Ministério da Educação divulgou na tarde desta terça-feira (13) o balanço final da edição de 2014 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Segundo a pasta, prestaram o exame 6.193.565 candidatos (71% do total de 8.721.946 inscritos). Entre os alunos participantes, 529.374 obtiveram nota zero na redação da prova (8,5% dos candidatos). Deste número, foram anuladas 248.471 redações. O MEC informou ainda que 250 candidatos tiveram nota mil na redação, número máximo possível. Além disso, pouco mais de 35 mil alunos obtiveram notas entre 901 e 999.
As notas de cada um dos 6.193.565 participantes do Enem será divulgado ainda nesta terça até o fim do dia, segundo o ministério. O candidato deve acessar sua nota nos sites enem.inep.gov.brou sistemasenem2.inep.gov.br/resultadosenem.O MEC não informou que horas a consulta estará disponível no sistema.
Para ver sua nota, o candidato deverá inserir seu número de inscrição do Enem, CPF e senha de acesso. Qualquer dúvida o candidato pode ligar para o telefone de auxílio do Enem: 0800 61 61 61.
Ainda segundo o MEC, a média das notas em redação teve uma queda de 9,7% em relação ao Enem de 2013.
Sobre a queda nas médias das notas de matemática e redação em relação ao ano passado, o ministro da Educação, Cid Gomes, afirmou que não considera que seja algo "tão significativo".
"A minha opinião é de que houve uma queda em matemática e redação. Uma queda superior à margem, não diria uma queda significativa, mas uma queda que deve estimular a comunidade acadêmica a analisar as razões para isso. Um ano no Ensino Médio brasileiro não há variações tão significativas" afirmou o ministro.
Segundo Cid Gomes, o tema da redação deste ano - publicidade infantil - não foi tão debatido pela mídia e pela sociedade brasileira quanto o tema de 2013 - lei seca.
"Eu arriscaria uma tese: o tema de 2013 foi a lei seca. Essa questão foi muito debatida, muito discutida. O tema agora, publicidade infantil, não é um tema que houve um processo de discussão tão grande", analisou. Questionado sobre se considera o tema deste ano mais difícil, Gomes respondeu: "Eu não diria difícil, é relativo."
Balanço das redações do Enem (Foto: Reprodução/Inep)Balanço das redações do Enem (Foto: Reprodução/Inep)
Segundo o ministério, os motivos para que as redações fossem anuladas são: fuga ao tema, cópia do texto motivador, texto insuficiente, não atendimento ao tipo textual indicado, partes desconectadas, textos que "ferem" os direitos humanos, e outros motivos não divulgados.
O exame foi realizado nos dias 8 e 9 de novembro de 2014. Cada um dos mais de 6,3 milhões de candidatos poderá ver a nota que tirou nas provas objetivas (ciências humanas, ciências da natureza, linguagens e matemática), além da prova de redação.
Fonte:G1

Expectativa dos jovens pela nota do Enem 2014 gera memes na internet

Lady Gaga 'reza' enquanto divulgado da prova não é divulgado (Foto: Reprodução/Twitter/chretina)Lady Gaga 'reza' enquanto resultado do Enem não é divulgado (Foto: Reprodução/Twitter/chretina)
O Ministério da Educação (MEC) irá divulgar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014 nesta terça-feira (13), permitindo que os candidatos entrem no sistema com seu cadastro para conferirem o desempenho na prova. O horário da divulgação não foi anunciado e, segundo o MEC, pode ocorrer "até o fim do dia". A pasta promove uma entrevista coletivanesta tarde em Brasília.
Com a expectativa e ansiedade nas alturas, os candidatos usaram as redes sociais para reclamar do funcionamento do site, que teve problemas devido ao grande número de acessos, e para descontrair, fazendo piadas e preenchendo timelines com memes.
G1 separou algumas das brincadeiras compartilhadas pelos usuários, que postaram frases e fotos a respeito da prova realizada nos dias 8 e 9 de novembro de 2014.
O eterno rei do Pop, Michael Jackson, não parecia satisfeito com a demora das notas.
Foto de Michael Jackson foi usada para ilustrar reação dos candidatos (Foto: Reprodução/Twitter/sabrih_souza )Foto de Michael Jackson foi usada para ilustrar reação dos candidatos (Foto: Reprodução/Twitter/sabrih_souza )
Alguns candidatos apelaram para a fé e fizeram pedidos para que o desempenho no Enem fosse satisfatório, além de brincar com os temidos "tiques azuis" do WhatsApp, que indicam que a mensagem foi lida pelo destinatário.
Pedido de boa nota foi 'lido' pelos céus (Foto: Reprodução/Twitter/edecarvalho)Pedido de boa nota foi 'lido' pelos céus (Foto: Reprodução/Twitter/edecarvalho)
O perfil @OCriador, uma paródia no Twitter que escreve mensagens como se fosse Deus, também entrou na brincadeira e criticou quem passa mais tempo na web do que nos livros.
'Deus' fez brincadeira a respeito dos pedidos por boas notas no Enem (Foto: Reprodução/Twitter/OCriador)'Deus' fez brincadeira a respeito dos pedidos por boas notas no Enem (Foto: Reprodução/Twitter/OCriador)
Há candidatos que brincaram sobre as possíveis "más notícias" e a fuga dos amigos e até dos pais para evitar uma bronca.
Um dos efeitos colaterais da prova pode ser a bronca dos pais (Foto: Reprodução/Twitter/gabiyorui)Um dos efeitos colaterais da prova pode ser a bronca dos pais (Foto: Reprodução/Twitter/gabiyorui)
Até o medo da nota virou piada entre os usuários (Foto: Reprodução/Twitter/ojuniorabreu)Até o medo da nota virou piada entre os usuários (Foto: Reprodução/Twitter/ojuniorabreu)
Alguns candidatos ficaram confusos em relação ao horário de divulgação dos resultados, especulando que seria às 15h. De acordo com o Inep, as notas serão liberadas "até o final do dia", sem horário determinado.
Candidato ficou 'revoltado' com a espera da nota (Foto: Reprodução/Twitter/thhesmiths)Candidato ficou 'revoltado' com a espera da nota (Foto: Reprodução/Twitter/thhesmiths)
Nem Taylor Swift escapou das brincadeiras dos usuários (Foto: Reprodução/Twitter/Uialipe)Nem Taylor Swift escapou das brincadeiras dos usuários (Foto: Reprodução/Twitter/Uialipe)
Não seja tão pessimista, candidata. ):
Jovem brinca com o resultado do enem (Foto: Reprodução/Twitter/thaa_anizio)Jovem brinca com o resultado do exame (Foto: Reprodução/Twitter/thaa_anizio)
Alguns candidatos brincaram que estavam 'morrendo' de ansiedade (Foto: Reprodução/Twitter/larazamboni)Alguns candidatos brincaram que estavam 'morrendo' de ansiedade (Foto: Reprodução/Twitter/larazamboni)
Brincadeiras a respeito da nota do Enem 'bombaram' nas redes sociais (Foto: Reprodução/Twitter/cleinhabieber)Brincadeiras a respeito da nota do Enem 'bombaram' nas redes sociais (Foto: Reprodução/Twitter/cleinhabieber
Nem os teclados escaparam da fúria dos candidatos, que ficam atualizando a página do Inep em busca dos resultados.
Tecla F5, usada nos navegadores para atualizar a página, aparece quebrada em brincadeira (Foto: Reprodução/Twitter/Luiz_Santista)Tecla F5, usada nos navegadores para atualizar a página, aparece quebrada em brincadeira (Foto: Reprodução/Twitter/Luiz_Santista)
Resultado não agradou ao pug (Foto: Reprodução/Twitter/nerodrogado)Resultado não agradou ao pug (Foto: Reprodução/Twitter/nerodrogado)
  •  
Usuário brinca com timelines 'monotemáticas' desta terça-feira (Foto: Reprodução/Twitter/ruivotario)Usuário brinca com timelines 'monotemáticas' desta terça-feira (Foto: Reprodução/Twitter/ruivotario)

Nota
Para ver a nota, o candidato deverá entrar nos sites nos sites enem.inep.gov.br ousistemasenem2.inep.gov.br/resultadosenem e inserir seu número de inscrição do Enem, CPF e senha de acesso. Qualquer dúvida pode ser tirada pelo telefone de auxílio do Enem: 0800 61 61 61.
Cada um dos mais de 6,3 milhões de candidatos poderá ver a nota que tirou nas provas objetivas (ciências humanas, ciências da natureza, linguagens e matemática), além da prova de redação.
A nota das provas objetivas usa a metodologia da Teoria da Resposta ao Ítem (TRI). Uma das principais dúvidas sobre a TRI é o fato de que é impossível o aluno tirar nota 1.000 na prova de múltipla escolha (na redação, isso é possível).
Por meio dessa metodologia, mesmo que o aluno acerte todas as 45 questões de cada prova, sua nota nunca será 1.000. Da mesma forma, um candidato que erre todas as questões não acaba com a nota zero (ou, no caso do Enem, a pontuação mínima, que é 200 pontos).
Isso acontece porque o exame dá pontos aos candidatos de acordo com uma escala. Ou seja, a nota do candidato não se trata diretamente do seu desempenho individual, mas de como ele se saiu dentro do conjunto dos demais candidatos. Por exemplo, quanto mais próximo da nota máxima, mais certeza é possível ter de que o estudante domina os conhecimentos exigidos.
Fonte: G1

529 mil alunos obtiveram nota zero na redação do Enem 2014, diz MEC

O presidente do Inep, Francisco Soares, o ministro da Educação, Cid Gomes, e o secretário do MEC, Luiz Cláudio Costa (Foto: Reprodução/NBR TV)O presidente do Inep, Francisco Soares, o ministro da Educação, Cid Gomes, e o secretário do MEC, Luiz Cláudio Costa (Foto: Reprodução/NBR TV)
O Ministério da Educação divulgou na tarde desta terça-feira (13) o balanço final da edição de 2014 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Segundo a pasta, prestaram o exame 6.193.565 candidatos (71% do total de 8.721.946 inscritos). Entre os alunos participantes, 529.374 obtiveram nota zero na redação da prova (8,5% dos candidatos). Deste número, foram anuladas 248.471 redações. O MEC informou ainda que 250 candidatos tiveram nota mil na redação, número máximo possível. Além disso, pouco mais de 35 mil alunos obtiveram notas entre 901 e 999.
As notas de cada um dos 6.193.565 participantes do Enem será divulgado ainda nesta terça até o fim do dia, segundo o ministério. O candidato deve acessar sua nota nos sites enem.inep.gov.brou sistemasenem2.inep.gov.br/resultadosenem.O MEC não informou que horas a consulta estará disponível no sistema.
Para ver sua nota, o candidato deverá inserir seu número de inscrição do Enem, CPF e senha de acesso. Qualquer dúvida o candidato pode ligar para o telefone de auxílio do Enem: 0800 61 61 61.
Ainda segundo o MEC, a média das notas em redação teve uma queda de 9,7% em relação ao Enem de 2013.
Sobre a queda nas médias das notas de matemática e redação em relação ao ano passado, o ministro da Educação, Cid Gomes, afirmou que não considera que seja algo "tão significativo".
"A minha opinião é de que houve uma queda em matemática e redação. Uma queda superior à margem, não diria uma queda significativa, mas uma queda que deve estimular a comunidade acadêmica a analisar as razões para isso. Um ano no Ensino Médio brasileiro não há variações tão significativas" afirmou o ministro.
Segundo Cid Gomes, o tema da redação deste ano - publicidade infantil - não foi tão debatido pela mídia e pela sociedade brasileira quanto o tema de 2013 - lei seca.
"Eu arriscaria uma tese: o tema de 2013 foi a lei seca. Essa questão foi muito debatida, muito discutida. O tema agora, publicidade infantil, não é um tema que houve um processo de discussão tão grande", analisou. Questionado sobre se considera o tema deste ano mais difícil, Gomes respondeu: "Eu não diria difícil, é relativo."
Balanço das redações do Enem (Foto: Reprodução/Inep)Balanço das redações do Enem (Foto: Reprodução/Inep)
Segundo o ministério, os motivos para que as redações fossem anuladas são: fuga ao tema, cópia do texto motivador, texto insuficiente, não atendimento ao tipo textual indicado, partes desconectadas, textos que "ferem" os direitos humanos, e outros motivos não divulgados.
O exame foi realizado nos dias 8 e 9 de novembro de 2014. Cada um dos mais de 6,3 milhões de candidatos poderá ver a nota que tirou nas provas objetivas (ciências humanas, ciências da natureza, linguagens e matemática), além da prova de redação.
Teoria de Resposta ao Ítem aponta quando aluno acerta questão por acaso (Foto: Reprodução/TV Globo)Teoria de Resposta ao Ítem aponta quando aluno
acerta questão por acaso (Foto: Reprodução/
TV Globo)
A nota das provas objetivas usa a metodologia da Teoria da Resposta ao Ítem (TRI). Uma das principais dúvidas sobre a TRI é o fato de que é impossível o aluno tirar nota 1.000 na prova de múltipla escolha (na redação, isso é possível). Por meio dessa metodologia, mesmo que o aluno acerte todas as 45 questões de cada prova, sua nota nunca será 1.000. Da mesma forma, um candidato que erre todas as questões não acaba com a nota zero (ou, no caso do Enem, a pontuação mínima, que é 200 pontos).
Isso acontece porque o exame dá pontos aos candidatos de acordo com uma escala. Ou seja, a nota do candidato não se trata diretamente do seu desempenho individual, mas de como ele se saiu dentro do conjunto dos demais candidatos. Por exemplo, quanto mais próximo da nota máxima, mais certeza é possível ter de que o estudante domina os conhecimentos exigidos na prova.
Desempenho por região no Enem 2014 (Foto: Reprodução/NBR TV)Desempenho por região no Enem 2014 (Foto: Reprodução/NBR TV)
enem redação (Foto: Reprodução/TV Globo)Redação do Enem abordou a publicidade infantil
(Foto: Reprodução/TV Globo)
Nota da redação
O tema da redação do Enem 2014 foi "Publicidade infantil no Brasil". A nota de redação vai de 0 a 1.000 pontos. Um bom texto para ganhar nota 1.000 deve cumprir bem cinco competências exigidas pela redação do Enem. Cada competência tem cinco faixas que vão de 0 a 200 pontos.
Competência 1: Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita.
Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários à construção da argumentação.
Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
A redação do Enem foi corrigida por dois corretores de forma independente. A nota total de cada corretor corresponde à soma das notas atribuídas a cada uma das cinco competências.
Se houvesse discrepância entre as notas dois corretores por mais de 100 pontos, ou se a diferença de suas notas em qualquer uma das competências fosse superior a 80 pontos, a redação iria para um terceiro corretor.
Caso houvesse discrepância entre o terceiro corretor e os outros dois corretores, ou caso houvesse discrepância entre o terceiro corretor e apenas um dos corretores, a nota final seria a média aritmética entre as duas notas totais que mais se aproximaram.
Se a nota do terceiro corretor tivesse diferença equidistante das notas dos outros dois corretores, ou se fosse completamente diferente, a redação seria avaliada por uma banca de três avaliadores para escolha da nota definitiva.
Sisu
Com a pontuação em mãos, os candidatos poderão concorrer às 205.514 vagas em 5.631 cursos de 128 instituições públicas de educação superior na primeira edição de 2015 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).
A consulta às vagas já está disponível e as inscrições serão abertas no dia 19 no sitesisu.mec.gov.br. O prazo de inscrições vai até às 23h59 do dia 22.
O Sisu seleciona alunos para vagas em instituições públicas de ensino superior a partir da nota do Enem. Para participar desta edição, o candidato tem de ter feito a edição 2014 do exame e não ter zerado na redação. O estudante poderá se inscrever em até duas opções de vaga.
A Lei de Cotas (lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012) garante a reserva de 50% das vagas por curso e turno nas 63 universidades federais, nos 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e nos 2 centros federais de educação tecnológica a estudantes que tenham cursado o ensino médio em escolas públicas.
Considerando todas as vagas (inclusive de universidades estaduais), o número destinado para esses alunos chega a 40% do total neste ano.
O resultado da primeira chamada regular será divulgado no dia 26 de janeiro.
Fonte: G1

Drama de Andressa Urach repercute na imprensa italiana

Andressa Urach é destaque na imprensa italiana (Foto: Reprodução)Andressa Urach é destaque na imprensa italiana
(Foto: Reprodução)
Andressa Urach virou notícia na Itália por causa do drama enfrentado desde o mês passado por causa de um quadro de sepse causado pelo hidrogel que aplicou nas coxas. De acordo com a nota do site Il Giornale, Andressa, que "ficou famosa por causa do affair com Cristiano Ronaldo" (...) "está vivendo um drama sem precedentes."
Andressa segue em tratamento após contrair uma nova bactéria durante a viagem que fez a Florianópolis, em Santa Catarina, no último fim de semana. A modelo já está sob cuidados especiais há alguns dias, mas não precisou voltar ao hospital e está sendo medicada em casa, em Porto Alegre, tomando antibióticos através do programa domiciliar do hospital onde esteve internada até o dia 24 de dezembro. A recuperação de Andressa está sob a supervisão de seu médico, Julio Vedovato. Procurada pelo EGO neste sábado, 10, ela falou que ainda sentes muitas dores, mas tem mantido a fé de que irá melhorar. "Estou em casa buscando forças para a minha recuperação. Estou sofrendo muito com dores na perna. Busco em minhas orações forças para conseguir vencer esta batalha", disse ela.