Buscar

20 dezembro 2015

Polícia Militar e Corpo de Bombeiros formam primeira turma feminina de tenentes-coronéis do Ceará

Cléa Beltrão é integrante da primeira turma de mulheres tenentes-coronéis do Ceará. Foto: Theyse Viana/Redação Web Rádio Verdes Mares
Cléa Beltrão é integrante da primeira turma de mulheres tenentes-coronéis do Ceará. Foto: Theyse Viana/Redação Web Rádio Verdes Mares
A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará iniciaram, na última quarta-feira (16), as solenidades de promoção de 9 mil militares em Fortaleza e em cidades do interior. Entre os milhares de profissionais, está a primeira turma feminina de tenentes-coronéis do Estado, composta por 10 policiais e duas bombeiras. Uma das PMs é a tenente-coronelCléa Beltrão, que esteve no Sábado Show deste sábado (19) e falou sobre a ascensão feminina na carreira.
A atual tenente-coronel formou-se em Direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC) para seguir a carreira de delegada, mas encontrou, na prática, um cenário ainda predominantemente masculino. Os quadros feminino e masculino eram separados, na Polícia Militar, e segundo a policial, a transformação desse sistema, em 1994, gerou desconforto. “Como em toda categoria profissional, a fragilidade feminina, aos olhos dos homens, supera a técnica. Mas nós temos formação profissional idêntica, e nós temos condição de fazer o trabalho policial militar com todo o rigor que o masculino faz”, declara a tenente-coronel.
Ouça a entrevista na íntegra:

Vocacionada à carreira militar, Cléa é policial há 21 anos, já foi segurança da primeira-dama Ruth Cardoso, em Brasília, e afirma se sentir “completamente realizada” no exercício da profissão. Há quase uma década na posição de major, ela comemora a promoção a tenente-coronel e segue com a vontade de progredir ainda mais e chegar ao comando de corporações.
Com o novo cargo, Cléa Beltrão comanda majores e capitães masculinos e diz não sentir dificuldade em relação ao gênero. “A corporação acredita no trabalho feminino, e o rigor do desenvolvimento do trabalho que realizamos nos faz chegar a essas funções. Isso nos deixa muito confortáveis”, declara.
Além da militar, profissionais como a tenente-coronel e ouvidora geral da PM-CE, Magnólia Carvalho, também foram beneficiadas com a promoção e ocupam cargos definitivos e relevantes no órgão.

Fonte: VERDINHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário