Buscar

14 dezembro 2015

Ministério da Saúde envia 3 toneladas de larvicida para combate a dengue no Ceará

Mosquito-da-dengue
O Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira (14/12) o envio de três toneladas de larvicida ao Ceará, quantidade que deve ser suficiente para proteger 1,5 bilhão de litros de água no estado. De acordo com o ministério, a quantidade liberada corresponde à demanda da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), levando em consideração a situação epidemiológica local e o histórico de consumo.

O objetivo é eliminar as larvas do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, Zika e chickungunya. O larvicida é utilizado quando não é possível eliminar o foco de água parada, local de reprodução do mosquito.
Cada quilograma do produto é capaz de tratar 500 mil litros de água. As três toneladas encaminhadas para o Ceará devem tratar um volume de água equivalente a 600 piscinas olímpicas.
O reforço foi repassado aos estados das regiões Nordeste e Sudeste, totalizando mais 17,9 toneladas do produto. O ministério argumenta que a meta é manter as secretarias estaduais de Saúde abastecidas com um dos principais instrumentos para eliminar as larvas do mosquito Aedes aegypti.
Neste ano (janeiro a dezembro), foram enviadas 17,3 toneladas para Ceará.  Neste mesmo período, o Ministério da Saúde encaminhou, a todos os estados, 114,4 toneladas de larvicida. Esse quantitativo garantiu o tratamento de 57,2 bilhões de litros de água.
Para o próximo ano, o Ministério da Saúde garante já ter adquirido mais 100 toneladas do produto, que deve garantir o abastecimento até junho de 2016. Segundo o ministério, foram investidos cerca de R$ 10 milhões entre outubro deste ano e junho do próximo ano.
A pasta reforçou que todo insumo utilizado pelo Ministério da Saúde é de uso preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) podendo, inclusive, ser utilizado em água para consumo humano.
Fonte: Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário