Buscar

03 dezembro 2015

Ex-jogador Jardel desmente acusações e promete lutar por seu mandato

Foto: Marjuliê Martini/Ministério Público / Divulgação
Foto: Marjuliê Martini/Ministério Público / Divulgação
Dois dias depois de vir a público uma investigação do Ministério Público do Rio Grande do Sul sobre supostas irregularidades cometidas pelo deputado estadual Mário Jardel (PSD), o ex-jogador deu nesta quarta-feira a primeira declaração sobre o caso. O MP-RS tem indícios de que ele extorquiu funcionários, nomeou servidores-fantasmas e desviou verbas em benefício próprio.
Em uma entrevista à Rádio Guaíba, Jardel negou as irregularidades e prometeu lutar para manter seu mandato. “Não vão conseguir tirar meu mandato. Não vão conseguir porque sou um homem forte, um homem de Deus. As pessoas que me conhecem sabem do meu caráter”, afirmou Jardel.
Ele disse que foi “tudo premeditado”, mas não quis revelar quem, em sua opinião, estaria tentando incriminá-lo. “Quero dizer para os meus eleitores para não deixarem de acreditar no meu trabalho. Estão tentando tirar meu mandato desde o início do ano e não vão conseguir”, reforçou. Ele ainda disse que só o que quer é mostrar o seu trabalho e que “é difícil para as pessoas trabalhar neste País”.
O Tribunal de Justiça do RS acatou o pedido do MP-RS para afastar o parlamentar por 180 dias de suas funções. De acordo com os promotores, Jardel incorreu nos crimes de concussão, peculato, falsidade documental, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A suspeita do MP é de que ele usava dinheiro público para financiar seu vício em drogas. O MP-RS pretende apresentar denúncia nos próximos dias.
Nesta quarta-feira, o procurador-geral da Assembleia Legislativa Fernando Ferreira, protocolou junto ao Tribunal de Justiça um pedido de reconsideração do despacho que suspendeu Jardel por 180 dias. A justificativa para recorrer da decisão judicial é que somente o próprio Legislativo teria o direito de afastar deputado de sua função. A Comissão de Ética da Casa já está estudando o caso para definir sobre o futuro do parlamentar.
Na entrevista de hoje, Jardel contou que ele e sua família estão sofrendo com as acusações e que a mãe e a esposa, por exemplo, não param de chorar. “Não dá para sair na rua com as pessoas falando que eu sou corrupto. E eu não sou assim, sou uma pessoa honesta”, disse o deputado.
Fonte: Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário