Buscar

30 novembro 2015

EM ARATUBA > Servidores públicos reivindicam pagamento de salários atrasados com manifestação

Aratuba - Protesto de servidores públicos (1) APAratuba - Diversas categorias dos servidores públicos de níveis básico e médio do município de Aratuba, no Maciço de Baturité, reivindicam o pagamento do salário de outubro. Novembro já está se encerrando e a prefeitura ainda não pagou os vencimentos do mês passado, explica o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Aratuba (Sindiara), Joerly Rodrigues Vítor.
Em protesto contra os atrasos constantes servidores saíram às ruas da cidade, em marcha, com faixas e cartazes. Segundo o presidente do Sindiara essa foi a primeira vez na história do Município que os trabalhadores de outras categorias, a exceção do magistério, realizaram um ato público por direitos trabalhistas nesta cidade serrana.
“Participaram servidores de todas as regiões do Município, demonstrando insatisfação com a situação e a força do nosso sindicato quando os convocamos para a luta. A prefeitura de Aratuba até a presente data não quitou os vencimentos de cerca de 500 trabalhadores das mais diversas secretarias, inclusive dos técnicos administrativos da educação que recebem pela quota do Fundeb 40%. Os atrasos constantes estão causando enorme prejuízo aos servidores e a economia local”, afirmou o vice­presidente do Sindiara, Miguel Bernardo.
Conforme os representantes sindicais a administração municipal justificou a situação financeira pela qual passa o País como responsável pelos problemas enfrentados pela Prefeitura. A procuradora da administração de Aratuba, Ana Pessoa, reconheceu que o movimento era legítimo, portanto, não poderia ser dado falta no ponto de trabalho dos participantes da manifestação. Ela se comprometeu em manter uma mesa de negociação com o sindicato. A chefe de gabinete Isabel Fernandes afirmou que conforme o repasse da receita do dia 30, o pagamento atrasado será efetuado.
Os servidores resolveram aguardar o pagamento e que as determinações posteriores serão feitas conforme o pagamento deste mês, novembro, dezembro e do 13º salário. “O governo municipal não se pode usar a “crise” para desculpas. Os recursos do FPM e Fundeb no ano de 2015 cresceram cerca de 7%. Tal situação não servirá de curral eleitoral. Os atrasos dos salários dos servidores vêm ocorrendo desde os anos de 2013, 2014 e abril de 2015”, acrescentou o presidente do Sindiara.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. 
Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9970 5161, dos fones (88) 9970 5161 ou (88) 8865 6118 e pelo email: diariosertaocentral@gmail.com 

Fonte: DN

Nenhum comentário:

Postar um comentário