Buscar

25 outubro 2015

Em Fortaleza, candidatos chegam atrasados e não conseguem fazer Enem

Estudantes se desesperam ao chegarem atrasado para o Enem. Foto: Reportagem Web Rádio Verdes Mares
Estudantes se desesperam ao chegarem atrasado para o Enem. Foto: Reportagem Web Rádio Verdes Mares
A cena se repete a cada ano: portões fechados pontualmente e estudantes desesperados por perderem a oportunidade de concorrer a uma vaga no ensino superior por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Na Universidade de Fortaleza (Unifor), um dos maiores locais de prova da Capital, ao menos quatro candidatos chegaram após às 12h neste sábado (24), primeiro dia de prova.
Com atraso de 15 segundos, Soraia Lourdes de Sousa, 33 anos, encontrou os portões fechados e não conteve as lágrimas ao lembrar que o sonho de cursar Direito foi adiado. “Trabalho, estudo e cuido sozinha dos meus dois filhos. Tive que fazer almoço das crianças e calculei o tempo achando que ia conseguir chegar aqui na hora”, lamenta.
A comerciária conta que saiu de casa, no bairro Cajazeiras, às 10 horas, 60 minutos antes do fechamento dos portões. Entretanto, o trajeto que demora em média meia hora para ser percorrido, custou  três vezes mais que o previsto. “Os ônibus demoravam a passar e quando passavam não paravam na parada de tão cheio que vinham. No caminho, ainda tinha muito trânsito e obras para atrapalhar”, alega a candidata que deve tentar realizar o sonho na próxima edição do Enem.
Marcelo Oliveira, estudante do 3° ano da rede pública, também perdeu a hora e culpou o trânsito pelo atraso. “Cheguei e o portão estava fechando. É desesperador ver um ano de estudo sendo desperdiçado. Agora não sei nem o que fazer”, desabafa Oliveira, que divide o tempo de estudo com o trabalho como autônomo e sonha em cursar Administração.
De acordo com a Prefeitura de Fortaleza, foi disponibilizado um reforço de 64 ônibus extras para atender a população nos dois dias de prova. Nas escolas da rede estadual, professores alegam que reforçaram os avisos sobre as regras para a participação no Enem. “Durante toda a preparação a gente alertou para que esses alunos saíssem mais cedo. Teve gente que chegou aqui às 7h, vindo de cidades da Região Metropolitana”, afirma Rita de Cássia de Rezende, coordenadora do Projeto Diretor de Turma, da Secretaria de Educação do Ceará. De acordo com a educadora, a meta do governo é atingir 100% de adesão dos alunos ao Exame, com premiação de incentivo aos que atingirem a nota de corte.
Neste domingo (25), os alunos tem 5h30 para responder 90 questões de matemática e linguagens e códigos e fazer a redação. Os portões serão abertos às 11h e fechados ao meio dia.
Fonte: VERDINHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário