Buscar

22 setembro 2015

Em entrevista, Ciro Gomes fala sobre golpismo e diz que defenderá mandato de Dilma

Em entrevista concedida ao jornal 'Folha de S. Paulo' no último domingo (20), o ex-ministro Ciro Gomes, recém-filiado ao PDT, afirmou acreditar em uma "escalada do golpismo" contra a presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, caso um processo de impeachment tenha a abertura autorizada na Câmara, o Brasil passará por "momentos tensos". 
"Não gostar do governo não é causa para impeachment. Isso é um mecanismo raro, a ser usado em caso de crime de responsabilidade imputável direta e dolosamente ao presidente", disse Ciro. Além disso, ele afirmou que defenderia o mandato de Dilma, não pela petista, mas para "defender a regra".
Segundo o ex-ministro, diante da atual situação de crise, o PSDB, por exemplo, estaria no apoio da causa por pura vingança, e o principal problema do atual governo seria a mentira. "O governo tem que se reorganizar politicamente e fazer uma gestão econômica coerente com o discurso que lhe deu a vitória".
Questionado sobre uma disputa para o Planalto em 2018, Ciro ainda não confirmou o desejo. "Acho extemporâneo falar de candidatura agora", afirma. Mesmo assim, sua possível candidatura foi anunciada durante filiação ao PDT na última semana.

Fonte: DN

Nenhum comentário:

Postar um comentário