Buscar

25 agosto 2015

INTERDITADA: “Uma verdadeira imundície”, diz presidente da Adagri sobre feira de animais em Quixadá

11873655_1003893582983845_8949758339826207801_nA Agencia de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri) interditou, nesta segunda-feira, 24, a feira de animais do município de Quixadá.
De acordo com o Dr. Francisco Augusto de Souza Junior, diretor presidente da agência, a Guia de Transporte Animal – documento que autoriza e regulariza o transporte dos bichos nas vias estaduais -, não será mais expedida se o destino for Quixadá. A medida afetará negociadores em 70 municípios que destinam animais à principal cidade do Sertão Central.
De acordo com a direção da Adagri, a feira de animais em Quixadá não tem mais condições sanitárias e de segurança para continuar funcionando. “A feira está uma verdadeira imundície”, disse Augusto de Sousa aos editores do Monólitos Post. Segundo ele, há mais de um ano que o parque onde os animais são expostos não recebe limpeza geral. “Aquilo está um verdadeiro lixão”, afirmou.
O gestor da Adagri também disse que a prefeitura municipal se comprometeu recentemente a realizar ações que garantissem a regularidade do espaço, mas “não cumpriu nada do que havia assegurado”.
Augusto ainda revela que episódios preocupantes aconteceram recentemente na feira. Um deles – quando um boi escapou de um dos currais e feriu um homem conhecido como Chico do Detran -, foi noticiado aqui no Monólitos Post.
IMG-20150812-WA00091
Curral com cerca arreada. Touro feriu gravemente um homem após fugir da contenção.
Outras ocorrências também deixaram a direção da Adagri preocupada. Na semana passada, por exemplo, um touro pulou a cerca de um dos currais e causou prejuízo material ao destruir parcialmente a porta de um veículo. Animais também teriam morrido estrepados nas cercas de contenção.
A Adagri também aponta para o trânsito irregular de veículos no local e para a reforma lenta dos currais como pontos negativos e que pesaram no momento de decidir pela interdição.
Indagado se esta não teria sido uma decisão política para prejudicar a imagem da gestão municipal, o diretor da Adagri foi claro: “Não, a decisão foi puramente técnica. Não há condições de segurança e de higiene para que a feira permaneça em funcionamento. É importante dizer que esta interdição é temporária. Tão cedo a prefeitura regularize a situação, a feira voltará a funcionar.”
A Adagri está subordinada à Secretaria de Pesca e Aquicultura do Governo do Ceará, hoje gerida pelo Deputado EstadualOsmar Baquit, que rompeu relações com o prefeito de Quixadá, João Hudson Bezerra.
Conversamos por telefone com o prefeito João Hudson. Ele assegurou que a reforma da feira será intensificada e que a gestão está estudando outro local no município que possa acolher os feirantes, de modo a evitar que as atividades de compra e venda de animais sejam interrompidas.
Caso este local provisório seja estabelecido, só terá autorização para funcionar após avaliação da Adagri, que poderá voltar a autorizar a emissão das Guias de Transporte de Animais com destino a este município.
_____
Por Gooldemberg Saraiva / Contato: (88) 99972-5179 / E-mail: bergsaraiva@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário