Buscar

09 junho 2015

'Não quis ofender ninguém, só protestar', diz transexual que encenou Jesus


<span id=yui_3_0_0-2-1433798243887 class=yui-editorial-embed><span id=schemaorg><span id=yui_3_9_1_1_1433848415899_1351 class=yom-figure yom-fig-left style=width: 630px;><span id=yui_3_9_1_1_1433848415899_1355 class=legend>Foto: Joao Castellano/Reuters</span></span></span></span>

Viviany Beleboni tem 26 anos, é atriz, espírita e transexual. No último domingo (7) chocou parte dos participantes da 19ª Parada do Orgulho LGBT, em São Paulo e muitas pessoas pelo país ao se crucificar em meio à avenida Paulista para encenar o sofrimento de Jesus Cristo e, com isso, “representar a agressão e a dor da comunidade LGBT”.

Após a publicação da imagem — clicada pelo fotografo João Castellano, da agência Reuters — Viviany diz ter recebido diversas ameaças, algumas não só contra ela, mas contra toda a Parada. Apesar da repercussão perigosa do caso, a atriz afirma não ter se arrependido em nenhum momento. Dentre os que se sentiram ofendidos com a representação, é claro, há uma maioria de religiosos.

“Eu vejo a Parada como um protesto, não como festa. Usei as marcas de Jesus, que foi humilhado, agredido e morto. Justamente o que tem acontecido com muita gente do meio GLS, mas com isso ninguém se choca. Nunca tive a intenção de atacar a igreja. A ideia era, mesmo, protestar contra a homofobia”, contou ela ao portal G1.

Em sua conta no Facebook, o deputado Marco Feliciano foi um dos que mais se indignou com o fato. Mais de 250 mil pessoas compartilharam postagem feita por ele na qual questiona a liberdade de expressão, afirmando que a imagem protagonizada por Viviany serve para “debochar da fé na porta denuda da igreja”.

Fonte: YAHOO

Nenhum comentário:

Postar um comentário