Buscar

11 junho 2015

Dilma diz que 'marola' da crise de 2008 virou uma 'onda'

FOTO: REPRODUÇÃO TV GLOBO/G1
A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira (11/06), em Bruxelas, que a “marola” que o Brasil enfrentou com a crise econômica internacional de 2008 se acumulou e virou um “onda”. A chefe do Executivo fez o comentário, durante uma entrevista coletiva na capital da Bélgica, ao ser indagada sobre se os efeitos da crise americana no Brasil ainda eram uma “marolinha”, como havia classificado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
“Para nós, naquele momento [em 2008], foi, sim, senhor [uma marola]. Óbvio. Depois, a marola se acumula e vira uma onda”, disse Dilma durante a II Cúpula União Europeia – Celac.
À época, a declaração de Lula de que, nos Estados Unidos, a crise era um “tsunami” e se chegasse ao Brasil seria “uma marolinha que não dá nem para esquiar” gerou polêmica. O próprio Lula, dois anos depois, reclamou ter sido “esculhambado” por conta da fala.
Nesta quinta, Dilma também comentou na entrevista sobre a escalada da inflação. Segundo ela, a causa da inflação no país é “estrutural”, e não “conjuntural”.
“A causa da inflação não é estrutura, é conjuntural. Era isso que estava querendo dizer. O outro lado é o fato de que, além disso, nós sofremos as consequências do ajuste cambial. Esse ajuste cambial não fomos nós que provocamos, nós sofremos o efeito dele”, enfatizou.
Com informações do G1
Fonte: Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário