Buscar

08 maio 2015

Mulher é morta a tiros na presença da filha de 7 anos

Image-0-Artigo-1849216-1
Sabrina Mendes da Silva, 24, estava com a filha e foi baleada por dois homens armados em uma moto
Uma mulher identificada como Sabrina Mendes da Silva, 24, foi morta na presença da filha de sete anos, na manhã de ontem, na Rua Baixa dos Milagres, na comunidade São Francisco, bairro Quintino Cunha. A Polícia ainda não sabe ao certo qual teria sido a motivação do crime. As hipóteses mais fortes são de um latrocínio (roubo seguido de morte) ou que a vítima tenha sido executada por engano.
Conforme informações repassadas no local do crime pela PM, Sabrina transitava em uma bicicleta com a filha, quando foi abordada por dois homens que teriam tentado tomar o equipamento e ela teria reagido.
Criança
A vítima foi baleada na cabeça e de raspão no pescoço. Os suspeitos teriam escapado na bicicleta dela, mas abandonaram o veículo na mesma rua, alguns metros depois. A criança assistiu à morte da mãe e foi amparada por populares, e posteriormente, por familiares que foram até a Rua Baixa dos Milagres.
O coronel Francisco Souto, comandante do Policiamento da Capital (CPC), disse que o crime não pode ser considerado um latrocínio sem que as circunstâncias sejam investigadas, porque nada foi levado. "A bicicleta foi levada por alguns metros e acabou sendo abandonada, o que mostra que o interesse deles não era o veículo", disse Souto.
O coronel afirmou ainda, que a mãe de Sabrina Silva é comerciante no bairro e que ela poderia estar levando consigo alguma soma em dinheiro e os suspeitos foram informados disso. "Nos informaram que ela fazia transporte de dinheiro para a mãe, às vezes. Eles podem ter ficado sabendo disso e abordado para conseguir alguma coisa, mas não levaram nada. A bolsa que ela usava estava fechada ao lado do corpo", declarou o comandante do CPC.
O oficial também cogita que a vítima pode ter sido morta por engano. "Ela não tinha envolvimento com nenhum tipo de crime. Não era usuária de drogas, não tinha inimigos. Talvez os criminosos tenham investido contra a pessoa errada", salientou.
Souto informou que os suspeitos do crime já foram identificados. Os homens conhecidos como 'Ramires' e 'Niel' seriam moradores da comunidade do Plástico, no bairro Antônio Bezerra, e teriam envolvimento com diversos tipos de crime.
Tabuleiro
A Polícia ainda não elucidou qual foi a motivação do duplo homicídio, ocorrido na noite da última quarta-feira (6), que vitimou duas mulheres. Os suspeitos do crime também não foram identificados. Elisângela Maurício Cardoso, 29, e Francisca Roberta da Silva, 19, estavam em um bar, em Tabuleiro do Norte, quando os atiradores chegaram, efetuaram vários disparos e escaparam em uma moto.
Elisângela morreu no local. Roberta chegou a ser encaminhada para o Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza, mas não resistiu aos ferimentos.
Fonte: DN

Nenhum comentário:

Postar um comentário