Buscar

08 abril 2015

Governo faz parcerias para incentivar a pesca

Rpesca_dentro2O Governo do Ceará fechou parcerias nesta quarta-feira (8), no Palácio da Abolição, com o Ministério da Pesca e Aquicultura. O objetivo é estimular a atividade no Ceará e ampliar os investimentos no setor. O encontro contou com a presença do governador Camilo Santa e do Ministro de Pesca e Aquicultura, Hélder Barbalho.
O governador Camilo Santana destacou que o Estado tem o interesse em abrir um diálogo permanente com o Ministério da Pesca e Aquicultura. “Vamos traçar um plano de ações para o Ceará que é um dos maiores produtores do Brasil”, afirmou. O governador destacou também que a ideia é traçar um plano de ações para que o Ceará incentive a produção do setor. “Em um ano difícil, como será 2015, a pesca e aquicultura farão a diferença na captação de investimentos para o Estado”, concluiu.
O ministro Hélder Barbalho destacou que esta percorrendo os principais estados brasileiros que têm potencial para desenvolver a atividade de aquicultura e pesca e que contam com baixo investimento do Governo Federal para desenvolver a atividade. O Brasil tem a meta de até 2020, a meta de produzir 723 mil toneladas de pescado.

“O Estado do Ceará está à frente dos Estados do Brasil por existir uma legislação local ambiental que garante a produção e a execução da atividade e o alto potencial de produção aquícola, tanto no litoral como nos açudes”, afirmou o ministro. Nos mares, a capacidade de produção é de 5 mil toneladas de pescado por ano. Já o Açude Castanhão tem a capacidade para produzir sozinho mais de 10 mil toneladas de pescado por ano.
O secretário de Pesca e Aquicultura do Ceará, Osmar Baquti, afirmou que a pasta e a Superintendência Estadual do Meio-Ambiente (Semace) vão iniciar trabalho em conjunto para agilizar o processo de concessão de licenças ambientais para os empreendimentos e empresas da área de pesca e aquicultura. Baquit afirmou ainda que a parceria envolve a elaboração de um plano ambiental aquícola, para viabilizar a atividade.
Com Governo do Ceara
Fonte: Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário