Buscar

13 fevereiro 2015

Eunício se opõe à indicação do grupo de Cid Gomes para presidir BNB


O senador Eunício Oliveira (PMDB) se opôs, na quinta-feira (12), a qualquer indicação do grupo político do ministro da Educação, Cid Gomes (PROS), para assumir a presidência do Banco do Nordeste (BNB). O parlamentar é contra a hegemonização de cargos públicos sob influência do ex-governador.

Eunício marcou sua oposição durante uma reunião com o Ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB). Na ocasião, o articulador da presidenta Dilma Rousseff (PT) sugeriu o nome do secretário da Fazenda, Mauro Filho (PROS), indicação de Cid, para assumir o cargo.

Ao ser consultado, Renan Calheiros endossou a voz do colega e afirmou que o posicionamento de Eunício representa a opinião do PMDB.

Camilo Santana

Apesar de o governador Camilo Santana (PT) ter se reunido com os outros dois governadores petistas - Wellington Dias (PI) e Rui Costa (BA) - para manter o atual presidente do BNB, Nelson de Souza, a indicação de Mauro Filho o agrada. O governador quer promover renovação na Secretaria da Fazenda e, com saída de Mauro, poderia indicar o economista Alexandre Cialdini, que foi cotado para o cargo em dezembro.

Fora PT

Além do PMDB, para indicar o próximo presidente do banco o grupo político de Cid terá de enfrentar ainda a oposição do PP. O partido entende que, por ter aceito trocar a pasta de Cidades pela de Integração, tem o direito de indicar o novo presidente do BNB.


Fonte: CN7

Nenhum comentário:

Postar um comentário