Buscar

15 outubro 2014

Ouça os programas de Camilo Santana

Ouça o programa de rádio do candidato do PT ao Governo do Estado, Camilo Santana:




Fonte: http://www.cearanews7.com.br/ver-noticia.asp?cod=21139

Dilma venceu Aécio no debate da Rede Bandeirantes

Dilma Rousseff e Aécio Neves (Foto: Fernando Donasci / Agência O Globo)
Ricardo Noblat
Como conseguiu enfrentar Aécio de igual para igual, Dilma ganhou o debate de ontem à noite na Rede Bandeirantes de Televisão.
Confesse, seja você PSDB ou PT: você torcia por uma derrota de Dilma. Você temia uma derrota de Dilma.
Quem foi capaz de imaginar que Dilma atacaria com esmero e se defenderia com eficiência? Ou que deixaria Aécio, em mais de uma ocasião, acuado?
É por isso que digo que ela ganhou o primeiro dos quatro debates de televisão do segundo turno da eleição presidencial.
Onde estava a Dilma de raciocínio confuso? Apareceu – e rapidamente – duas ou três vezes, se tanto.
Onde estava a Dilma que não consegue dizer algo com começo, meio e fim? Surpreendentemente ficou em casa.
Onde estava a Dilma que aprecia citar um monte de números? Recebeu uma lavagem cerebral e esqueceu os números.
Aécio não esteve mal. Apenas foi surpreendido por uma Dilma que fez direitinho seu dever de casa com o marqueteiro João Santana.
Chamar Dilma de leviana ou de mentirosa não acrescenta votos a Aécio. Pode até soar como uma indelicadeza aos ouvidos mais sensíveis.
Dizer que Aécio empregou parentes quando governou Minas Gerais é uma coisa que todo mundo entende e pode guardar na memória.
Dizer que ele responde a processo por improbidade administrativa, também. Enumerar os escândalos do governo de Fernando Henrique que ficaram impunes, idem.
Dilma sapecou em Aécio acusações de forte apelo popular. A recíproca não foi verdadeira.
O Aécio à vontade, leve, livre e solto do debate da Rede Globo de Televisão no primeiro turno, faltou ao debate da Bandeirantes.
Nesta quinta-feira haverá outro – o do SBT. No próximo domingo, o da Rede Record. O da Globo ocorrerá na antevéspera do dia da eleição.
Para quem torce por um lado ou pelo outro, haja coração!

Camilo Santana faz carreata em Acopiara e recebe apoio de lideranças locais

DIÁRIO DO CANDIDATO
Camilo Santana faz carreata em Acopiara e recebe apoio de lideranças locais 

O candidato ao governo do Estado pela coligação "Para o Ceará seguir mudando", Camilo Santana (PT), participou, na noite dessa terça-feira (14), de uma carreata pelas ruas do município de Acopiara.

Acompanhado do prefeito Vilmar Martins e lideranças políticas da região, Camilo cumprimentou os moradores durante todo o percurso. Entre os moradores estava, Ana Patrícia Lima Duarte, de 28 anos, que defendeu o candidato petista. “Para mim, Camilo é o melhor candidato para minha cidade e para o Ceará. Espero que venham mais fábricas, laboratórios para Acopiara e que venha mais segurança para o Estado. Só tenho a desejar pra ele a vitória, no dia 26”, comentou a bióloga.

Presente na movimentação, o prefeito Expedito Nascimento, de Piquet Carneiro, manifestou o seu apoio ao candidato do PT. “Sei que o Camilo é o melhor para o Ceará. Sei o trabalho que o governador teve para deixar o Ceará como está e tenho certeza que o Camilo, com a experiência que tem, com a forma como geriu as secretarias, vai continuar esse trabalho, e tenho certeza que vai ser um projeto inovador para o estado do Ceará”, comentou.

Fonte: assessoria da coligação “Para o Ceará seguir mudando"


Fonte: http://www.cearanews7.com.br/ver-noticia.asp?cod=21143

Grupo de deputados defende apoio a tucano

Image-0-Artigo-1720963-1
Alguns peemedebistas, entre eles Forte e Cunha (os dois à esquerda), alegaram "falta de diálogo" para romper com o governo ainda em 2013
FOTO: AGÊNCIA CÂMARA
Brasília (Sucursal). Parte dos deputados federais do PMDB reuniu-se ontem na Câmara e decidiu lançar uma moção para que o Partido dos Trabalhadores (PT) retire da campanha a informação de que todos os deputados eleitos e em exercício do PMDB apoiam a candidata Dilma Rousseff (PT).
O deputado Danilo Forte (CE) disse que apresentou aos 30 parlamentares presentes ao encontro o recado do candidato tucano Aécio Neves. "Ele quer o apoio da bancada peemedebista, está disposto ao diálogo e vai abrir espaço para o PMDB da Câmara em seu governo", afirmou Forte.
O líder peemedebista na Câmara, deputado Eduardo Cunha (RJ) calculou que a bancada eleita, de 66 deputados eleitos em 2014 está rachada. "33 apóiam Aécio Neves e 33 apóiam Dilma". Já Danilo Forte afirmou que, pela reunião de ontem, foi perceptível que a "maioria da bancada está com Aécio".
O deputado cearense lembrou que há mais de um ano parte da bancada da Câmara havia rompido com o governo Dilma, devido à "falta de diálogo da presidente com os parlamentares e a falta de participação dos partidos aliados no governo".
De acordo com o líder Eduardo Cunha, a bancada não tirou uma posição contra o apoio, já que "não tem sentido a bancada fazer deliberação que vá contra a convenção" afirmou.
O líder peemedebista lembrou que "na convenção houve uma liberalização para permitir que quem quisesse optar por qualquer tipo de caminho em seus estados, poderia fazê-lo" Cunha disse ainda que a divergência na bancada sobre apoios era conhecida do vice-presidente da República, Michel Temer, também do PMDB, e que este conhece a realidade do partido e sua fragmentação.
Segundo Forte, a bancada do PMDB quer a volta do desenvolvimento econômico do país, a reforma política, com o fim da reeleição entre outros temas, e que estas propostas são contempladas pela candidatura tucana. Na última semana Danilo já havia participado do ato pró-Aécio, realizado no Memorial JK de Brasília, quando vários partidos, entre eles o PV, haviam penhorado seu apoio em segundo turno ao candidato de Minas Gerais.
Além dos deputados, nomes do PMDB, como os senadores Pedro Simon (RS), Jarbas Vasconcelos (PE) e o governador eleito do Espírito Santo, Paulo Hartung, afirmaram publicamente que estão com Aécio.
'Maioria apoia Dilma'
O deputado federal José Guimarães (PT-CE), líder de seu partido na Câmara, voltou a minimizar o encontro entre parlamentares peemedebistas pró-Aécio.
Em entrevista por telefone, Guimarães disse que o "fato não tem relevância nenhuma, é coisa de gente que faz oposição por oposição. Isso não nos atrapalha em nada".
O petista também afirmou que a sigla deve "rever a política de alianças", depois das eleições. O deputado acusou o grupo peemedebista dissidente de "estar criando fatos que não correspondem à realidade".
Para ele, "a maioria do PMDB está com Dilma, a maioria da bancada do PMDB apoia a Dilma. A maioria de prefeitos e governadores do PMDB apoiam Dilma. Guimarães avaliou ainda que "o PMDB verdadeiro, que nasceu do MDB, de luta de Ulysses Guimarães, está com Dilma".
O deputado também brincou ao dizer que "essa reunião não aumentou em nada os batimentos cardíacos de Dilma".
Rose Ane Silveira
Repórter
Colaborou Adriano Queiroz

Rainha Elizabeth II pode estar com Alzheimer

Rainha
Rainha Elizabeth está há 60 anos no comando do trono britânico
FOTO: DIVULGAÇÃO
Aos 88 anos, a Rainha Elizabeth II  estaria sofrendo do Mal de Alzheimer, doença muito comum em pessoas idosas. A rainha, que está há mais de 60 anos à frente do trono inglês, teria demonstrado vários sinais da doença, segundo a revista "Globe".

Ela não estaria se lembrando do casamento do príncipe William, seu neto, com Kate Middleton, em 2011, e acha que o príncipe Charles, seu filho e herdeiro na sucessão do trono real, é seu marido. Além disso, ela teria sido vista, mais de uma vez, andando confusa nos jardins do Palácio de Buckingham.
Vale lembrar que qualquer notícia relativa à saúde da rainha sempre gera especulações sobre a sucessão dela. Pela ordem, o príncipe Charles é quem deveria herdar o trono britânico, embora o preferido dos súditos seja William.
Em janeiro deste ano, Elizabeth II estourou seu orçamento e ficou com 'apenas' quase R$ 4 milhões para gastar. "A família tem que se planejar melhor na gestão de seus orçamentos em longo prazo", disse Margaret Hodge, membro do parlamento que preside o Comitê, na época. Segundo ela, a rainha gastou boa parte do dinheiro em salários, manutenção de seus palácios e viagens.

EM CHORÓ > Açude público pode ter se transformado em “cemitério de computadores”

Choró
O baixo volume hídrico do Açude Pompeu Sobrinho, provocado pela estiagem contínua de quase três anos, atualmente com pouco mais de 10% de sua capacidade, está expondo uma situação curiosa nesta cidade do Sertão Central. Quando os pescadores jogam suas redes na água, ao invés de peixes estão pescando computadores. Em menos de um mês foram encontradas duas CPUs, a últimas delas neste fim se semana. A outra peça foi encontrada no dia 17 de setembro.
A Polícia acredita que se tratam de equipamentos furtados há meses da Secretaria de Saúde de Choró e de estabelecimentos de ensino do Município. Foram retiradas as peças mais importantes, como os discos rígidos e as memórias. O restante foi descartado na água do açude, que pode ter sido transformado num cemitério de computadores. “A expectativa é de mais computadores e outros objetos furtados, como motocicletas e até automóveis roubados serem encontrados dentro do açude, porque peixe, nesta época do ano, está mais difícil”, comentou um policial.
Foto > Paulo Simião
Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no  Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos.
Participe do Diário Sertão Central informando e sugerindo reportagens através dos fones (88) 9970.5161 ou (88) 8865.6118 e pelo email: diariosertaocentral@gmail.com

EM ARACOIABA > População está assustada com ataques de “Bando do Cabeludo”

Aracoiaba
Os moradores de Aracoiaba, cidade situada na macrorregião do Maciço de Baturité, estão assustados com os constantes ataques do criminoso identificado pelo pseudônimo de “Cabeludo” e seus comparsas. Eles estão fazendo assaltos constantes na região, incluindo os municípios de Baturité, Capistrano e Itapiúna. Na última segunda-feira, 6, os criminosos não dispensaram nem o bordel existente em Aracoiaba. Roubaram funcionárias e clientes.

Recentemente, juntamente com outro indivíduo, numa motocicleta, “Cabeludo” assaltou alguns estabelecimentos comerciais no Centro de Aracoiaba. De um deles a dupla roubou a importância de R$ 4 mil. “Eles se aproveitam dos horários e locais onde não há policiamento para agir. A cidade conta apenas com três policiais militares. Quando saem para o almoço a cidade fica descoberta, e depois das 22 horas, quando se recolhem ao destacamento”, ressaltou um morador.
O delegado da Polícia Civil em Aracoiaba, Ribamar Lemos, confirma a carência de policiais em Aracoiaba e nas cidades vizinhas. Ele mesmo não possui equipe para realizar as investigações. Muitas vezes segue sozinho para atender as ocorrências da polícia judiciária nas cidades vizinhas, Itapiúna e Capistrano, pelas quais também é responsável.
Todavia, de acordo com o delegado, apesar de contar apenas com o apoio dos poucos policiais militares de serviço em Aracoiaba, apenas três por plantão, todos, tanto da Polícia Militar como da Polícia Civil, estão se esforçando para capturar “Cabeludo” e seus comparsas.
O delegado ressaltou que embora o Governo do Estado disponibilize um número muito reduzido de policiais para a região ele está sendo perseguido pela Controladoria dos órgãos de Segurança Pública Estadual. “Perseguir os policiais a nossa Controladoria sabe. Agora, cobrar condições de trabalho para os policiai e segurança para os cidadãos, isso eles não fazem”, completou.
Você Repórter
Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no  Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos.

Botão do Desejo Sexual

Botão do Desejo Sexual

Descubra o 'botão' que manipula o desejo sexual das mulheres

O desejo sexual das mulheres é passível de ser controlado através da ocitocina, a já conhecida hormona do amor, diz o Diário de Notícias.
Cientistas norte-americanos descobriram que as mulheres possuem uma hormona do amor que, ao ser manipulada, pode alterar os seus desejos sexuais e até a forma como se comportam socialmente.
Esta hormona do amor, como define o Diário de Notícias, é a ocitocina e está ligada à sensação de prazer, bem-estar físico e emocional e à sensação de que há fidelidade entre o casal.

A hormona é decisiva no comportamento sexual das mulheres sendo que quando a mesma é desativada, as mulheres mostram tanto interesse pelos homens como por um bloco de Lego.

Os cientistas testaram esta teoria com fêmeas de rato, tendo reduzido os seus níveis de ocitocina, e verificaram que estas mantêm interesse nos machos, mas não do ponto de vista sexual.

Outro estudo realizado anteriormente, revela também que a hormona melhora a comunicação e diminui o cortisol, responsável pelo stress.

Fonte: Noticias ao Minuto, 14 outubro 2014

Dirceu chama de "vergonhoso" apoio de Marina a Aécio

ALIANÇA
O ex-ministro José Dirceu chamou de “vergonhoso” o apoio que Marina Silva (PSB), candidata derrotada à presidência, anunciou ao tucano Aécio Neves (PSDB). A declaração foi publicada ontem no blog de Dirceu, que lembrou que a ex-senadora havia se comprometido a não subir em palanques tucanos nos estados. Marina declarou seu voto e apoio a Aécio no domingo. Ela afirmou a posição depois que o candidato do PSDB se comprometeu a cumprir quase todas as exigências feitas por Marina. O único dos principais pontos em que Aécio não cedeu foi em sua defesa da redução da maioridade penal.

ASSARÉ

Prefeito pinta prédios de vermelho e tem bens bloqueados
A Justiça do Ceará determinou a indisponibilidade de bens do prefeito de Assaré, Luís Samuel Freire (PT), acusado de promover promoção de sua gestão e partido após pintar diversos prédios municipais nas cores vermelha e branca. A medida atende ação do Ministério Público do Estado (MP-CE), que pediu o bloqueio para garantir que o gestor devolva até R$ 53,9 mil aos cofres públicos. A Justiça deu prazo de 10 dias para que o prefeito retire as cores de todo e qualquer prédio da Prefeitura. Segundo investigação do MP-CE, o gestor teria pintado os prédios de vermelho para deixar “marca” de sua gestão, em cor “identificadora do Partido dos Trabalhadores (PT)”. As mudanças teriam ocorrido logo após ele tomar posse, em 2013.

SIGILO

Acordo reforça ligação da Petrobras com empresa de doleiro
A Polícia Federal encontrou em computadores apreendidos de Alberto Yousseff minuta de “acordo de confidencialidade” que seria assinado entre a Petrobras e a CSA Project Finance, empresa que tinha o doleiro e o deputado Renato Janene, morto em 2010, como sócios. A informação foi publicada ontem pelo jornal Estado de S.Paulo. A minuta do acordo não traz assinatura. A CSA é dona de duas sócias da BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras. A atuação de Yousseff foi um dos alvos principais da Operação Lava Jato, que se desdobrou em investigações sobre o desvio de recursos das obras da refinaria Abreu e Lima. Janene, segundo depoimento do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, foi responsável por sua nomeação para a estatal e era o elo de arrecadação de propinas da Petrobras para o PP.

PERNAMBUCO

Ministro diz que Campos, já morto, pode reconhecer ações de Lula
O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral) afirmou ontem esperar que, agora morto, o ex-governador Eduardo Campos (PSB-PE) seja capaz de reconhecer o que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez pelo Estado. “Acho que o Eduardo Campos agora que está, espero, na luz de Deus, tenha reconhecido aquilo que o Lula fez aqui neste Estado”, disse Carvalho em ato com movimentos sociais de Pernambuco. “Espero que agora ele saiba aquilo que ele não quis reconhecer em vida, como faz o Roberto Amaral, presidente insuspeito do PSB, ao descrever o PSB de Pernambuco”, afirmou. 

Fonte: http://www.opovo.com.br/app/opovo/politica/2014/10/14/noticiasjornalpolitica,3330921/2014-1410po1831-dirceu-chama-de-x201c-vergonhoso-x201d-apoio-de.shtml

Camilo diz que aumentará efetivo do Raio para 150 equipes

camilo visita Secretaria_SegurançaO candidato ao Governo do Estado pela coligação “Para o Ceará seguir mudando”, Camilo Santana (PT), visitou nesta terça-feira (14) as instalações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), no bairro São Gerardo, em Fortaleza. Camilo conheceu a nova estrutura do órgão e participou de uma reunião com o secretário Servilho Paiva.
Camilo citou que, como governador, aumentará o efetivo da Polícia e a quantidade de delegacias 24 horas. “Quero ampliar a polícia mais ostensiva, que é o Raio. Hoje nós temos 45 equipes. Vou ampliar para 150 e colocar uma equipe do Raio com base em cada bairro de Fortaleza”, disse o candidato ao Governo do Estado, que elogiou o trabalho integrado entre as equipes de segurança do Ceará. “Tivemos reduções significativas do número de homicídios comparados a 2013, de 14%. São resultados importantes. A gente vê que a estrutura e a integração das policias, bombeiros e Perícia Forense são fundamentais”.
Mesmo com o aumento do efetivo, Camilo ressaltou a importância de se enfrentar as causas da violência. “É fundamental que a gente possa fazer ações conjuntas em todas as áreas, que estou chamando de programa ‘Abraça Ceará’. Vamos levar escola de tempo integral, iluminar os bairros e promover atividades de cultura, esporte e lazer, para que a gente possa dar oportunidade aos nossos jovens saírem da ociosidade e não serem aliciados pela criminalidade, principalmente pelo tráfico de drogas”, disse.

Motoqueiros cobram pagamento em comitê de Eunício

Protesto
Motoqueiros se reuniram na manhã desta terça-feira, 14, na sede do comitê de campanha de Eunício Oliveira para cobrar pagamentos correspondentes a serviços prestados.
Segundo um dos motoqueiros, de quem a identidade será preservada, o grupo trabalhou nas últimas semanas conduzindo bandeiras do candidato peemedebista ao governo do Estado e na manhã de hoje, ao chegar à sede do comitê, foram avisados que estes não poderiam mais exercer a função, por conta de uma multa aplicada contra a campanha. “Simplesmente disseram que não precisavam mais do nosso trabalho. E a gasolina que pagamos de nosso bolso? E as diárias que deveriam ser pagas? O acordo era que receberíamos R$ 60,00 de diárias e mais R$ 30,00 de combustível, mas fomos dispensados sem receber nada. Perdemos tempo e dinheiro”, garantiu o denunciante.
Este site entrou em contato com a assessoria de imprensa da campanha de Eunício Oliveira, que afirmou ser improcedente a informação e que os pagamentos estariam sendo “rigorosamente resolvidos”. “Houve um princípio de protesto, mas se tratou de um grupo de aproximadamente 40 motoqueiros que quer ser contratado para trabalhar com nossa equipe. Informamos que não tem mais vaga, por isso iniciou o problema”.

Ministério da Saúde abre concurso público para 743 vagas

concurso-publicoO Ministério da Saúde lançou novo edital de concurso público. São 743 vagas de nível médio e superior. A Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab) é a banca organizadora. As remunerações básicas variam de R$ 2.205,20 a R$ 6.648,15.
Podem concorrer graduados em Ciências Humanas ou da Saúde, administração, direito, engenharia, medicina, entre outras áreas, aos cargos de analista sênior, pleno e júnior. Há também o cargo de tecnologista para as especialidades de biologia, biomedicina, farmácia, fisioterapia, nutrição, psicologia, serviço social, física, terapia ocupacional, entre outros.
Para nível médio, há vagas para a área de apoio técnico administrativo (com experiência mínima de um ano), além de técnico em hemoterapia, em radioterapia, prótese dentária, anatomia patológica, farmácia hospitalar, etc.
De acordo com o edital de abertura, publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (14/10), haverá prova objetiva e discursiva no dia 16 de dezembro, além de prova de títulos. Do total de chances, 558 são para lotação no Instituto Nacional de Câncer, 80 para Secretaria de Atenção da Saúde, 64 Secretaria de Atenção de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, e 41 para a Secretaria de Vigilância em Saúde. Serão 20% das vagas reservadas a negros e 5% para pessoas com deficiência.
As inscrições serão abertas no dia 16 de outubro até 9 de novembro, pelo site www.funcab.org.br. As taxas são de R$ 78 para nível médio e R$ 97 para nível superior.

Eleito pelo PSL, Naumi adere à candidatura de Camilo

Naumi Amorim (3)O deputado estadual eleito pelo PSL, Naumi Amorim, decidiu, em uma articulação do deputado federal Domingos Neto (PROS), aderir à candidatura de Camilo Santana ao Governo do Estado. Naumi integrou o grupo liderado pelo deputado federal Genecias Noronha (SD) e, no primeiro turno, votou com o candidato da Coligação Ceará de Todos ao Governo do Estado, Eunício Oliveira (PMDB).
Eleito para o primeiro mandato com 46.835 votos, dos quais 27.241 somente em Caucaia, Naumi participou, ao lado do deputado federal Domingos Neto, de uma reunião com o Governador Cid Gomes (PROS) e com o candidato da Coligação Para o Ceará Seguir Mudando, Camilo Santana. Além de Caucaia, Naumi foi votado em Fortaleza, Parambu, Quiterianópolis, Boa Viagem e Tauá
Domingos Neto, ao confirmar a adesão em contato com este site, disse que a adesão de Naumi Amorim é uma grande conquista para a campanha de Camilo Santana.  “O nosso objetivo é reverter a desvantagem de Camilo Santana nessas cidades e junto com Naumi vamos trabalhar até o dia 26 para isso”. disse Domingos Neto, referindo-se as cidades de Fortaleza, Parambu, Quiterianópolis, Boa Viagem e Tauá, onde o peemedebista ganhou no primeiro turno.

Marina e Aécio tiveram 'longa conversa', diz Albuquerque

Marina e Aécio tiveram 'longa conversa', diz Albuquerque

Deputado que foi vice da candidata do PSB afirmou que a dupla se encontrou em SP e adiantou que ex-senadora deve participar do programa tucano na TV

Talita Fernandes
Acompanhada de seu vice, Beto Albuquerque, a candidata à Presidência da República pelo PSB, Marina Silva, participa de evento de campanha em Florianópolis (SC) - 23/09/2014
Beto Albuquerque e Marina Silva durante a campanha da ex-senadora (Ivan Pacheco/VEJA.com)
Ao chegar ao debate dos candidatos à Presidência da República, na TV Bandeirantes, o deputado Beto Albuquerque (PSB), que foi vice de Marina Silva, disse que a ex-senadora se reuniu com Aécio Neves, o candidato do PSDB, na segunda-feira, em São Paulo. "Me parece que eles se encontraram e tiveram uma longa conversa", disse o parlamentar, sem detalhar o conteúdo do encontro.

Leia também:
TSE nega pedido de Dilma e mantém 'carne por ovo' na TV
Voto mineiro e corrupção pautam o primeiro debate do 2º turno

Albuquerque disse ainda que Marina deve participar do programa eleitoral do tucano na TV. "A primeira coisa foi dizer de que lado ela vai estar. Eu acho que ela vai participar. É óbvio que ela vai gravar, mas ela já conversou com o Aécio pelo que sei."

Roberto Amaral – O deputado criticou a atitude do ex-ministro Roberto Amaral, que deixou a presidência do PSB após a sigla declarar apoio a Aécio. "Nem quando o Eduardo era candidato ele apoiava. Ele é um bon vivant do partido", disse, classificando a atitude do pessebista como "muito próxima do totalitarismo". "Ele tem que medir as palavras dele. Na realidade, ele está desrespeitando a vontade majoritária de um partido. E eu considero muito próximo do totalitarismo quando a gente quer impor a vontade de uma minoria sobre a maioria", afirmou, lembrando que a executiva do PSB aprovou o apoio ao tucano com 21 votos favoráveis, dois contrários e outros seis que optaram pela neutralidade no segundo turno.

"Ele deveria tomar uma decisão na vida em vez de escrever para os jornais falando mal de seus companheiros. Ele deveria talvez fazer um autoexame psicológico e escolher um caminho para ele", comentou, criticando artigo escrito por Amaral na Folha de S. Paulo.
Fonte: VEJA

Voto mineiro e corrupção no centro do primeiro debate

Voto mineiro e corrupção no centro do primeiro debate

No confronto que abriu a série de 4 embates diretos entre os candidatos no 2º turno, Dilma e Aécio repetiram, na Bandeirantes, a linha das campanhas na TV

Foto 1 / 26
AMPLIAR FOTOS
Os dois candidatos à Presidência, Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), participam do primeiro debate do segundo turno promovido pela Rede Bandeirantes, na noite desta terça-feira (14)
Os dois candidatos à Presidência, Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), participam do primeiro debate do segundo turno promovido pela Rede Bandeirantes, na noite desta terça-feira (14) - Ivan Pacheco/VEJA.com
No primeiro dos quatro confrontos diretos que travarão na TV até o próximo dia 26, os candidatos à Presidência da República Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) repetiram a linha das campanhas no horário eleitoral e trocaram ataques esperados no debate da TV Bandeirantes, na noite desta terça-feira. Não por acaso, as inserções eleitorais exibidas nos intervalos comerciais da emissora deixaram a impressão de que o debate não havia sido interrompido a cada bloco.

Em desvantagem na primeira rodada de pesquisas, Dilma Rousseff escolheu dois temas prioritários para sua artilharia: atacar o economista Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central no governo Fernando Henrique Cardoso e previamente anunciado por Aécio como futuro ministro da Fazenda se eleito, e criticar a gestão do tucano quando governador de Minas Gerais. Aécio devolveu citando a corrupção na administração do PT, pontuando escândalos recentes revelados na Petrobras, e apontando o terrorismo eleitoral propagandeado pelo PT sobre o fim do Bolsa Família se Dilma não for reeleita.

Leia também:
Dilma nega estar 'assustada' e provoca Aécio Neves
TSE nega pedido de Dilma e mantém 'carne por ovo' na TV

O momento mais quente foi justamente quando a corrupção esteve em tela. O tucano questionou a petista sobre a corrupção na Petrobras. Dilma rebateu citando denúncias e investigações na administração FHC. "Ninguém foi punido", disse ela. Aécio reagiu: "Não queira nos igualar. O que acontece na Petrobras jamais foi visto". A petista devolveu citando a denúncia de que Aécio construiu um aeroporto para beneficiar um familiar em Minas Gerais. "O senhor sabe o que é improbidade administrativa?". E depois de uma intensa troca de perguntas e respostas girando sobre o mesmo tema – com duas reclamações de cada lado sobre "leviandade" nas respostas --, o tucano disparou a frase mais dura: “O seu governo é um mar de lama”.

Minas Gerais – O primeiro debate também foi claro sobre o peso do eleitorado de Minas Gerais nas eleições deste ano. Segundo colégio eleitoral do país (15,2 milhões de votos, ou 10,6% do eleitorado), Minas é berço do tucano, que administrou e deixou o governo com 92% de aprovação, mas acabou derrotado neste ano pela petista no primeiro turno – além disso, Fernando Pimentel (PT) venceu Pimenta da Veiga (PSDB) na disputa local. A exemplo da propaganda na TV, Dilma apostou na tentativa de desconstruir os dois mandatos de Aécio à frente do governo mineiro. Disse que o estado desviou 7,6 milhões de reais da saúde, que Minas tem o terceiro pior desempenho no serviço do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e cutucou: “O senhor perdeu as eleições em Minas Gerais no primeiro turno”.

Aécio usou seu tempo para reagir ao discurso do medo empregado na propaganda petista – e em alguns momentos pela própria candidata no debate. No quarto bloco, ela afirmou que a eleição do adversário representaria o aumento do desemprego. O tucano cortou: “Novamente o discurso do medo. Mas o medo hoje da sociedade é de o PT governar mais quatro anos”. Mais cedo, ele havia aproveitado o discurso do medo para citar nominalmente a candidata derrotada Marina Silva (PSB), que o apoia na etapa final,  e o ex-governador Eduardo Campos, morto em tragédia aérea: “Sua campanha é feita de ataques e ofensas, foi assim com Eduardo, com Marina e agora comigo. A senhora não se arrepende de ter feito uma campanha com ataques tão cruéis aos adversários?”.

Nunca antes num debate presidencial se falou tanto de um estado: Minas Gerais. Dilma tentou justificar a insistência: "Estamos discutindo muito Minas Gerais porque o senhor governou Minas. E eu não saí de Minas a passeio, sai porque fui perseguida pela ditadura". Aécio respondeu dizendo que a presidente está mais preocupada com Minas nestas eleições do que nas últimas décadas – Dilma é mineira, mas sua trajetória política foi construída no Rio Grande do Sul, inicialmente no PDT brizolista, depois no PT. Com seus redutos devidamente administrados nas urnas no primeiro turno, os 15,2 milhões de votos dos mineiros parecem decisivos para os candidatos nos onze dias até a eleição.
Fonte: VEJA