Buscar

24 novembro 2014

ADEUS AO 'SEU LUNGA' - Multidão vai se despedir do poeta

Cânticos de louvor ao Padre Cícero estiveram entre as homenagens a 'Seu Lunga'
Juazeiro do Norte Milhares de pessoas deram o último adeus ao homem que se tornou um dos personagens mais populares do Brasil, principalmente da terra onde viveu a maior parte da vida, Juazeiro do Norte. Joaquim Santos Rodrigues, o "Seu Lunga", como ficou conhecido nacionalmente, foi sepultado no fim da tarde de ontem, no cemitério do Socorro, em Juazeiro, sob os aplausos de uma multidão de cerca de 4 mil pessoas. Ele morreu aos 87 anos, vítima de uma parada cardíaca. Há mais de um ano, chegou a fazer uma cirurgia do esôfago e havia suspeita de um câncer, não confirmado pela família. Na última quarta-feira ele foi levado ao Hospital São Vicente de Paulo, em Barbalha, onde morreu no sábado, por volta das 9h30.
Antes de ser sepultado, foi celebrada missa, às 15 horas, no Centro de Velório Anjo da Guarda, onde foram prestadas as primeiras homenagens ao comerciante, dono de uma sucata que se tornou atrativo para turistas e admiradores do Seu Lunga, que queriam conhecer o personagem das histórias do homem pouco tolerante às pessoas que não sabiam perguntar. O estabelecimento funcionava na Rua Santa Luzia, 588, Centro. Até bem pouco tempo ele fazia questão de ir até o local de trabalho.
Uma chuva de pétalas caídas de um helicóptero, após o som de uma sanfona "pé de bode", com os cânticos de louvor ao Padre Cícero, deram o tom da despedida do poeta, repentista, e também o orador, que costumava no último adeus aos amigos, prestar-lhes às últimas palavras. Antes de chegar ao cemitério do Socorro, uma multidão aguardava para se despedir com homenagens de frente à casa de Seu Lunga, na praça do Cinquentenário. Antes da chegada ao túmulo, o caixão permaneceu por alguns minutos diante da estátua do Padre Cícero, na praça do Socorro.
Elizângela Santos
Colaboradora

Fonte: Diário

Nenhum comentário:

Postar um comentário