Buscar

25 maio 2014

Os museus europeus

TURISMO

Os museus europeus

25.05.2014

O Velho Mundo tem tradição em coleções de arte que impressionam os turistas apreciadores de passeios culturais


louvre
O Museu do Louvre, em Paris, conta com uma das maiores coleções de arte do mundo
Quando se pensa em uma viagem para a Europa, além das belas paisagens do velho mundo, é impossível deixar de fora uma visita a museus, como o do Louvre, na França e outros, com coleções imperdíveis. Os museus são sempre uma excelente alternativa para desfrutar do turismo cultural, porque permitem apreciar as obras dos mais importantes artistas.
O Museu do Louvre, em Paris, entre todos, é um dos mais visitados do mundo. Só no ano de 2012, foram 9,7 milhões de visitantes. É acompanhado no pódio, do Museu Nacional de História Natural, com 7,6 milhões de visitas, e do Nacional Air and Space Museum, com 6,8 milhões de visitantes. Os dois últimos se encontram localizados em Washington.

No Louvre, o tamanho impressiona, assim como os contrastes entre o antigo e o contemporâneo. Ao começar pela sua entrada pela Pirâmide, com 21 metros de altura e 200 toneladas de vidro e vigas. Em três setores e quatro níveis, o Museu do Louvre tem mais de 300 mil obras de arte.
O museu, da forma como se conhece hoje, foi obra dos revolucionários que derrubaram a monarquia em 1789. Erguida no século XIII, a construção era uma fortaleza. Já o nome "Louvre", não se sabe ao certo a origem da palavra, que derivaria de "Lou", que remete a Louis, o nome de 18 reis franceses.
Com o tempo, o palácio passou a ser utilizado pela realeza, sobretudo para festas. Depois da revolução, os novos líderes decidiram que aquele era o lugar ideal para montar um museu, gratuito e que proporcionasse conhecimento à população. Nessa época, já havia um número considerável de obras. A Mona Lisa de Leonardo da Vinci, por exemplo, fora dada de presente no início do século XVI pelo artista ao rei Francisco, em cuja corte fora trabalhar.
Na França, outro museu com coleções importantes é o Museu d'Orsay. Em frente ao Louvre, do outro lado do rio Sena, a Gare d'Orsay, antiga estação ferroviária, foi transformada num dos maiores museus de arte do mundo. Entre os destaques, obras impressionistas do museu Jeau des Paumes e dos artistas Monet e Renoir, sem esquecer das telas de Van Gogh.
Prado
O Museu do Prado, localizado em Madrid, Espanha, é o nono na lista dos mais visitados. O museu, um dos locais que não pode faltar na lista dos turistas, foi inaugurado no século XIX. Em sua inauguração, concluída por D. Fernando I e D. Maria Isabel de Bragança, o museu continha cerca de 311 obras de artes, vindas de coleções reais e da nobreza.
Outro destaque desse equipamento cultural é que a organização das obras é feita pelo critério cronológico. Entre as coleções expostas, estão os 500 desenhos de Francisco Goya, sendo a coleção mais importante do mundo. Além desse artista, também estão no acervo, obras de Velasquez, El Greco, Fra Angelico, Rembrandt, Tintoretto e Ticiano, entre outros.
Inglaterra
Outro museu imperdível para quem aprecia arte é o Britânico, em Londres. Fundado em 7 de junho de 1753, tem em sua coleção permanente peças como a Pedra de Roseta e os frisos do Partenon de Atenas, conhecidos como a coleção de mármores de Elgin, trazidos ao museu por Lord Elgin.
O Museu Britânico abriga mais de sete milhões de objetos de todos os continentes, documentando a história da cultura humana de seus primórdios até o presente. Entre os principais atrativos do lugar se encontra sua coleção do antigo Egito, que é considerada a mais importante que se conhece, juntamente com a do Museu Egípcio, no Cairo.
Fonte: Diário

Nenhum comentário:

Postar um comentário