Buscar

28 maio 2014

'Forbes' coloca Dilma Rousseff em 4º lugar entre mulheres mais poderosas

'Forbes' coloca Dilma Rousseff em 4º lugar entre mulheres mais poderosas

Presidente brasileira caiu duas posições na lista da revista dos EUA. Chanceler alemã Angela Merkel encabeça o ranking pela nona vez.


As cinco primeiras colocadas na lista da Forbes são Angela Merkel, Janet Yellen, Melinda Gates, Dilma Rousseff e Christine Lagarde (Foto: AP)As cinco primeiras colocadas na lista da Forbes são Angela Merkel, Janet Yellen, Melinda Gates, Dilma Rousseff e Christine Lagarde (Foto: AP)
A presidente Dilma Roussef é a quarta mulher mais poderosa do mundo, segundo lista divulgada nesta quarta-feira (28) pela revista norte-americana "Forbes". Em comparação com o ranking de 2013, a presidente brasileira caiu duas posições, mas ainda permanece como a latino-americana melhor colocada na classificação.
Na última lista, a petista havia despontado como a segunda mulher mais poderosa do planeta, atrás apenas da chanceler alemã Angela Merkelx, que voltou a encabeçar o ranking, em 2014, pelo quarto ano seguido. Merkel, que tem 59 anos, liderou a lista das mais poderosas do mundo em nove de suas 11 edições.
Além de Dilma,  a lista da revista de negócios e economia inclui outras duas brasileiras: a presidente da Petrobras, Graça Foster (16ª), e a top model Gisele Bündchen (89ª).
Neste ano, a segunda colocada no ranking foi Janet Yellen, presidente do Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos. É a primeira vez que ela aparece na lista da Forbes. Melinda Gates, mulher do fundador da Microsoft, ficou na terceira posição. Ela preside ao lado do marido a Bill and Melinda Gates Foundation.
O ranking deste ano da revista dos Estados Unidos inclui nove chefes de Estado, entre as quais as presidentes da Argentina, Cristina Kirchner (19ª), e do Chile, Michelle Bachelet (25ª). Duas colombianas também aparecem na lista, a atriz Sofía Vergara (32ª) e a cantora Shakira (58ª).
Críticas à espionagem
Ao descrever o perfil de Dilma, a “Forbes” destacou que ela é uma das mais poderosas chefes de Estado do mundo, mesmo estando no final de seu primeiro mandato. A publicação cita a realização da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil e lembra das recentes críticas feitas pela brasileira contra a espionagem norte-americana a cidadãos e autoridades estrangeiros.
A revista lembrou na reportagem o discurso de Dilma na abertura da Assembleia Geral da ONU do ano passado, no qual ela criticou duramente as práticas das agências de inteligência norte-americanas. Na ocasião, a petista afirmou que a espionagem "fere" a soberania e o direito internacional.
A Forbes também destacou que Dilma cancelou uma visita de Estado à Casa Branca, uma das maiores distinções reservadas por Washington a autoridades estrangeiras, em razão das denúncias de espionagem.
"Rousseff criticou os Estados Unidos durante o discurso de abertura na Assembleia Geral da ONU no ano passado pela espionagem e cancelou uma visita de Estado, após informações de que a NSA interceptava seus e-mails", recordou a revista.
No rol da Forbes, há mulheres de 28 nacionalidades e 17 estreantes, lideradas pela presidente do Federal Reserve, Janet Yellen.
A mais jovem integrante da lista é a cantora norte-americana Lady Gaga, de 28 anos, que apareceu na 67ª posição. Já a mais velha na galeria de poderosas é a rainha Elizabeth II, da Inglaterra, que aos 88 anos está no 35º lugar do ranking.
Veja as dez primeiras colocadas do ranking da Forbes:
1- Angela Merkel, chanceler da Alemanha
2- Janet Yellen, presidente do Federal Reserve
3- Melinda Gates, presidente da Bill and Melinda Gates Foundation
4- Dilma Rousseff, presidente do Brasil
5- Christine Lagarde, diretora do Fundo Monetário Internacional
6- Hillary Clinton, ex-secretária de Estado dos EUA
7- Mary Barra, CEO da General Motors
8- Michelle Obama, primeira-dama dos EUA
9- Sheryl Sandberg, CEO do Facebook
10- Virginia Rometty, CEO da IBM
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário